Petrolina: Bancada de Situação estuda derrubar todos Requerimentos da Oposição se “politicagem” continuar

Situação derrubará pedidos da Oposição, na Câmara de Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

“Se a Oposição não mudar sua forma de fazer a política, de debater o bom debate, se isso não mudar nós vamos todo e qualquer Requerimento da Oposição, seja qual for”. O recado à Bancada de Oposição de Petrolina foi dado na sessão dessa quinta-feira (26) pelo líder da Situação, Aero Cruz (PSB).

Aero está insatisfeito com a postura da Oposição de, segundo ele, fazer politicagem com pedidos. Hoje ele pediu que os governistas mais uma vez derrubassem um Requerimento dos adversários sobre informações a investigação da Operação Lava-Jato que poderia envolver a Prefeitura.

LEIA TAMBÉM:

Sem muita discussão, Situação volta a derrubar Requerimento da Oposição

“É a continuação do palanque político que a Oposição quer montar aqui na Câmara. Isso é inconstitucional, são poderes diferentes. Como é que o vereador quer convocar o prefeito aqui. Mais uma vez como líder do governo, coloquei para a Bancada que nós não vamos entrar nessa discussão”, afirmou Aero.

Para o vereador, a Oposição quer antecipar a disputa de 2020.  “É isso que eles estão tentando fazer. Vamos ter uma reunião da Bancada e vou passar para a Bancada: se a Oposição não mudar sua forma de fazer a política, de debater o bom debate, se isso não mudar nós vamos todo e qualquer Requerimento da Oposição, seja qual for”, pontuou.

LEIA MAIS

Após ter irmã citada por líder da Situação, Valgueiro afirma: “A vida pessoal dos meus familiares não tem nada a ver com minha atuação aqui na Câmara”

Clima quente pendeu para lado pessoal na sessão de ontem (24)  (Foto: Blog Waldiney Passos)

A terça-feira (24) na Casa Plínio Amorim foi quente, com o líder da Situação partindo para o lado pessoal contra o da Oposição. Aero Cruz (PSB) desqualificou os Requerimentos dos adversários e criticou Paulo Valgueiro (MDB) que comanda os opositores de fazer politicagem e até tentar fraudar um dos pedidos.

Aero reconheceu a importância da investigação da Lava-Jato, mas ironizou o pedido do colega. “Esse processo da Lava-Jato deve ser feito, nosso grupo também está sendo investigado e foi alvo de algumas ações em Petrolina e Recife. Estamos esclarecendo, a Justiça e a verdade sempre prevalece. O vereador que é autor do Requerimento sabe quantos processos o ex-prefeito Julio Lóssio tem, quem bem sabe é ele que é advogado. Ele e a irmã dele“, disse à imprensa.

LEIA TAMBÉM:

Aero acusa Oposição de fraudar Requerimento; Valgueiro rebate colega: “Consciência tranquila”

O líder governista foi além e citou irregularidades do governo Lóssio para enfraquecer a reivindicação apresentada por Valgueiro. “Nós estamos vendo a investigação que passa de R$ 20 milhões da Nova Semente. É o Ministério Público Federal que tá investigando. Por que ele não falou da fraude do IGEPREV, da fraude do São João, por que ele não falou da fraude de quando ele era presidente da EPTTC? Nosso grupo foi alvo de busca e apreensão. Quando eu coloco que o vereador Paulo Valgueiro é porque fui processado na época da eleição, provei a verdade e não fui condenando e as as minhas ações foram feitas pela irmã [que é advogada] do vereador. Digo com conhecimento de causa”, destacou.

LEIA MAIS

Aero acusa Oposição de fraudar Requerimento; Valgueiro rebate colega: “Consciência tranquila”

Situação derrubou pedido alegando fraude, Oposição afirma não ter descumprido lei (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sessão dessa terça-feira (24) foi marcada por uma longa discussão na Câmara de Vereadores de Petrolina e rendeu até acusação de fraude. O motivo? O Requerimento n° 297/2019, apresentada por Paulo Valgueiro, Gabriel Menezes e Elismar Gonçalves, que segundo Aero Cruz, líder da Situação, é fraudulenta.

LEIA TAMBÉM:

Após longo debate, Câmara derruba Requerimentos da Oposição

De acordo com Aero, a ausência de Elismar Gonçalves hoje demonstrou que a Oposição fraudou um pedido ao colocar o vereador como um dos autores. “Ele [Valgueiro] usou de má fé e colocou o nome de um vereador que nem assinou o documento. Pergunte ao vereador Paulo Valgueiro se o vereador Elismar assinou. São cinco da Oposição e só dois assinaram, o vereador do PT [Gilmar Santos] veio assinar agora. Essa é a forma que eles sempre fizeram, nós não vamos aceitar“, afirmou.

LEIA MAIS

Paulo Valgueiro critica projeto que aumenta ISS em Petrolina; Aero afirma que vereador transmite mensagem “inverídica” sobre PL

(Foto: Jonas Santos)

Depois de aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a Câmara de Vereadores de Petrolina deve analisar na sessão desta quinta-feira (12) o aumento no Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). Mesmo antes de a matéria entrar em discussão, os líderes Aero Cruz (PSB) e Paulo Valgueiro (MDB) já travam um batalha nos bastidores.

“Reorganização”

Para a Oposição, o aumento é um “presente de grego” no mês do aniversário de Petrolina. Segundo Valgueiro, a justificativa dada pelo Poder Executivo é a “reorganização da máquina”. “Se você quer reajustar a máquina você faz economia, demite comissionados, limita gastos. Mas não, ela vai e aumenta impostos. Tem categorias que vão ter uma mordida maior em torno de 70%: táxi e mototáxis, que já estão cambaleando”, afirmou.

O vereador afirmou ainda que o bolso também pesará na saúde, já que as clínicas médicas também estão listadas no aumento do ISS. “O município já não cumpre a sua parte em relação à saúde, nós precisamos correr atrás do médico particular e ele vem e aumenta o ISS desse médico, para que amanhã o médico vai cobrar de quem? De nós que vamos procurá-los“, destacou.

“Não leu o projeto”

Já o líder da Situação, Aero Cruz rebateu as colocações de Valgueiro. O edil garante que “0 mototaxista não é afetado, essa colocação que o vereador fez é inverídica”, pontuou. Representante do governo na Câmara, o vereador assegura que o reajuste afeta apenas os contadores e médicos.

“Acredito que o vereador não leu o conteúdo total do projeto. Em momento algum o projeto direcionada ao mototaxista, ele é microempreendedor individual. Nós temos 13 mil empresas registradas e apenas 20 serão alterado o valor: a classe médica e contadores porque essas duas classe avançaram no seu faturamento“, disse Aero.

“A gente vai se unir ainda mais”, afirma Paulo Valgueiro sobre cassação de mandato de Domingos

Oposição tem, com Domingos, seis membros (Foto: Ascom)

A Bancada de Oposição não vai abandonar o vereador Domingos de Cristália (PSL), cujo mandato conquistado em 2016 foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) em decisão unânime, tomada por sete desembargadores na terça-feira (9).

LEIA TAMBÉM:

Domingos de Cristália recorrerá ao Tribunal Superior Eleitoral

Por unanimidade, TRE-PE decide cassar mandato do vereador Domingos de Cristália

Segundo o líder da Oposição, Paulo Valgueiro (MDB), até o momento a bancada se mantém com seis componentes já que o acórdão da decisão ainda não foi publicado. “Houve a sessão de julgamento ontem, mas o vereador ainda não foi afastado e nós continuamos trabalhando com a hipótese de que temos seis vereadores de oposição atuando e buscando a melhoria do povo de Petrolina“, disse hoje (10) na Ponte FM.

LEIA MAIS

Vereador Aero faz críticas a aparato jornalístico montado pela Oposição de Petrolina: “a gente já imagina o que vem daqui pra frente”

Líder do Governo criticou aparato jornalístico da Oposição (Foto Blog Waldiney Passos)

Na ótica do vereador Aero Cruz (PSB), líder da Bancada Governista na Câmara de Vereadores de Petrolina, o aparato montado pela Oposição durante as sessões ordinárias tem um único motivo: fazer politicagem às vésperas da eleição municipal.

Ontem (7) durante a sessão Aero criticou na Tribuna Livre a postura dos vereadores opositores de querer polemizar em cima do Governo. “Pela estrutura de gravação e jornalistas que a bancada da Oposição contratou a gente já imagina o que vem daqui pra frente. Não sei nem se Bolsonaro tem uma estrutura dessa”, afirmou o edil.

Incômodo?

Após sua fala o vereador concedeu uma coletiva de imprensa e foi questionado pelos jornalistas presentes se ele estava incomodado com o fato de boa parte dos membros da Oposição ter assessor de Imprensa e publicizar suas ações na imprensa.

LEIA MAIS

Requerimento de Cristina é aprovado por unanimidade, mas Situação derruba pedido de Gabriel

Situação derrubou pedido de Gabriel (Foto: Blog Waldiney Passos

Por 18 votos a zero os vereadores de Petrolina aprovaram nessa terça-feira (9) o Requerimento nº 079/2019, apresentado por Cristina Costa (PT) no qual solicitava informações a respeito dos gastos com publicidade da Prefeitura de Petrolina. O pedido entrou em pauta depois de uma cobrança pública feita pela autora na última sessão (4).

No entanto, o Requerimento nº 086/2019, de Gabriel Menezes (PSL) foi reprovado por 14 votos a cinco. O oposicionista buscava esclarecimentos a respeito dos gastos com publicidade no valor de R$ 4.200.000,00 com a empresa Pettra Propaganda e Publicidade.

O pedido de Gabriel foi derrotado, pois na visão da Situação, tratava-se do mesmo assunto do de Cristina. Ronaldo Silva (PSDB) havia pedido destaque e afirmou que Menezes queria fazer politicagem. Os membros da Oposição endossaram a cobrança do colega, mas não tiveram sucesso.

Bancada da Situação derruba mais um Requerimento apresentado pela Oposição de Petrolina

Pedido de informações da Oposição foi derrubado por 11 votos a 4 (Foto: Blog Waldiney Passos)

Mais uma vez a bancada da Situação derrubou um Requerimento apresentado pelos vereadores da Oposição de Petrolina. Na sessão de terça-feira (2), Domingos de Cristália (PSL) fez um pedido de informação à secretaria de Educação, Cultura e Esportes, relacionado ao transporte escolar municipal.

No pedido nº 073/2019 o edil reivindicava a relação das rotas com suas devidas localidades, valor do km por rota e detalhes dos veículos com placas e vistorias. Contudo, a pedido do líder da Situação, Aero Cruz (PSB) o Requerimento foi votado separadamente das demais Indicações e Requerimentos e reprovado por 11 votos a 4.

Na justificativa do pedido, Domingos afirmou ter recebido denúncias sobre irregularidades no transporte escolar e que o envio das respostas poderia esclarecer os fatos.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Gilmar Santos apresenta Moção de Pesar por garotos mortos em Petrolina

Presidente da Comissão cobrou mais políticas públicas aos vulneráveis (Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois de visitar a família dos garotos Gustavo e Emanuel, brutalmente assassinados em Petrolina, o vereador Gilmar Santos (PT) apresentou uma Moção de Pesar, na sessão dessa terça-feira (2), em memória aos irmãos. O edil é presidente da Comissão dos Direitos Humanos e disse ser função dos colegas e dele como político, cobrar políticas públicas aos mais vulneráveis.

LEIA TAMBÉM:

Família confirma que corpo encontrado no N9 é de Emanuel Carlos

Criança é espancada e morta a tiros em Petrolina

“Nós apresentamos essa Moção de Pesar pelo brutal assassinato dessas duas crianças, o Gustavo e seu irmão Emanuel. Esses assassinatos aconteceram, um na sexta-feira, com requintes de crueldade. O irmão também foi executado, o corpo dessa criança que estava desaparecida foi encontrado ontem. A importância de nós vereadores temos que estar exigindo não apenas a solução desse crime, mas políticas públicas”, lembrou Gilmar.

Apoio dos colegas de Bancada

Líder da Oposição e membro da Comissão de Direitos Humanos, Paulo Valgueiro (MDB) afirmou ter reservado um espaço na Tribuna Livre na quinta-feira (4) aos familiares dos garotos. Cristina Costa (PT) também foi outra a mencionar o fato, afirmando que o Poder Legislativo tem amparado quem necessita enquanto o município não cumpre com sua parte de proteger os mais carentes e cobrou Justiça.

Membros da Situação, Rodrigo Araújo (PSC) e Gilberto Melo (PR) também endossaram a Moção de Gilmar, prestando solidariedade à família dos irmãos. A Polícia Civil segue investigando os crimes.

Bancada da oposição cita “pegadinhas” na reforma administrativa; fala de Cristina gera incômodo em colegas da situação

(Foto: Ascom/CMP)

Todos os nove projetos de lei colocados em votação na sessão de quinta-feira (13) na Câmara de Vereadores de Petrolina foram aprovados. A maior parte do debate foi voltado às matérias do Executivo, em especial o PL nº 076/2018, cuja proposta é a reformulação da estrutura administração da Prefeitura de Petrolina.

Conforme o Blog publicou ontem, a matéria foi aprovada por 14 votos a 5 na segunda votação, tendo votos contrários da bancada da oposição na primeira discussão. As principais críticas foram de Cristina Costa (PT). Ela questionou diversos pontos do PL e foi dura com seus pares da bancada governista.

“Eu faço papel de legisladora, estou oposição. Observem como o Legislativo está comprometido. Estou chamando atenção para a autonomia do Legislativo, como pode o Legislativo [sentar] pianinho [a reforma]? Eu amo esse Poder, eu visto a camisa desse Poder, mas eu não visto a camisa da subserviência, eu não visto da camisa da imoralidade”, afirmou.

A fala de Cristina gerou uma reação em cadeia. Gaturiano Cigano (PRP) afirmou que a acusação da colega de que os edis são comprados pelo Executivo é “muito séria e que vai ter que provar que a gente recebeu dinheiro, aqui tem homem de verdade“. Zenildo Nunes (PSB) disse que não se pode “jogar essa Casa na lama”. Foi então que Cristina esclareceu sua fala. “Vossas excelências têm todo direito de tomar as medidas cabíveis que acham que tenham direito, aos que se sentiram ofendidos eu peço desculpas pela vergonha alheia”.

LEIA MAIS