Aero afirma que Situação está unida e manda recado a Cícero Freire

Líder da Oposição comentou celeuma na Mesa Diretora (Foto: Wanderley Alves/Cortesia)

Cícero Freire (PR) está na Mesa Diretora da Câmara de Petrolina, na função de 2º vice-presidente. Ele foi alçado ao posto na última terça-feira (3) e estreou ontem (5) ao lado de Ronaldo Cancão (PTB), que havia ameaçado renunciar ao seu cargo, caso o colega fosse eleito.

LEIA TAMBÉM:

Após falar em renúncia, Ronaldo Cancão muda de ideia e diz que permanece na Mesa Diretora

Cícero Freire é eleito segundo vice-presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Petrolina

Líder do Governo na Câmara, Aero Cruz (PSB) afirmou que a rusga entre os edis é passado e que Cancão falou de cabeça quente. “Ele se exaltou naquele momento, ele achou que estavam fazendo uma situação [nova] e era um acordo antigo que os líderes [dos partidos] tinham. Eu como líder procurei me abster da votação, para que não desse conotação do Executivo, porque o líder fala pelo prefeito“, explicou.

LEIA MAIS

Petrolina: Bancada de Situação estuda derrubar todos Requerimentos da Oposição se “politicagem” continuar

Situação derrubará pedidos da Oposição, na Câmara de Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

“Se a Oposição não mudar sua forma de fazer a política, de debater o bom debate, se isso não mudar nós vamos todo e qualquer Requerimento da Oposição, seja qual for”. O recado à Bancada de Oposição de Petrolina foi dado na sessão dessa quinta-feira (26) pelo líder da Situação, Aero Cruz (PSB).

Aero está insatisfeito com a postura da Oposição de, segundo ele, fazer politicagem com pedidos. Hoje ele pediu que os governistas mais uma vez derrubassem um Requerimento dos adversários sobre informações a investigação da Operação Lava-Jato que poderia envolver a Prefeitura.

LEIA TAMBÉM:

Sem muita discussão, Situação volta a derrubar Requerimento da Oposição

“É a continuação do palanque político que a Oposição quer montar aqui na Câmara. Isso é inconstitucional, são poderes diferentes. Como é que o vereador quer convocar o prefeito aqui. Mais uma vez como líder do governo, coloquei para a Bancada que nós não vamos entrar nessa discussão”, afirmou Aero.

Para o vereador, a Oposição quer antecipar a disputa de 2020.  “É isso que eles estão tentando fazer. Vamos ter uma reunião da Bancada e vou passar para a Bancada: se a Oposição não mudar sua forma de fazer a política, de debater o bom debate, se isso não mudar nós vamos todo e qualquer Requerimento da Oposição, seja qual for”, pontuou.

LEIA MAIS

Após ter irmã citada por líder da Situação, Valgueiro afirma: “A vida pessoal dos meus familiares não tem nada a ver com minha atuação aqui na Câmara”

Clima quente pendeu para lado pessoal na sessão de ontem (24)  (Foto: Blog Waldiney Passos)

A terça-feira (24) na Casa Plínio Amorim foi quente, com o líder da Situação partindo para o lado pessoal contra o da Oposição. Aero Cruz (PSB) desqualificou os Requerimentos dos adversários e criticou Paulo Valgueiro (MDB) que comanda os opositores de fazer politicagem e até tentar fraudar um dos pedidos.

Aero reconheceu a importância da investigação da Lava-Jato, mas ironizou o pedido do colega. “Esse processo da Lava-Jato deve ser feito, nosso grupo também está sendo investigado e foi alvo de algumas ações em Petrolina e Recife. Estamos esclarecendo, a Justiça e a verdade sempre prevalece. O vereador que é autor do Requerimento sabe quantos processos o ex-prefeito Julio Lóssio tem, quem bem sabe é ele que é advogado. Ele e a irmã dele“, disse à imprensa.

LEIA TAMBÉM:

Aero acusa Oposição de fraudar Requerimento; Valgueiro rebate colega: “Consciência tranquila”

O líder governista foi além e citou irregularidades do governo Lóssio para enfraquecer a reivindicação apresentada por Valgueiro. “Nós estamos vendo a investigação que passa de R$ 20 milhões da Nova Semente. É o Ministério Público Federal que tá investigando. Por que ele não falou da fraude do IGEPREV, da fraude do São João, por que ele não falou da fraude de quando ele era presidente da EPTTC? Nosso grupo foi alvo de busca e apreensão. Quando eu coloco que o vereador Paulo Valgueiro é porque fui processado na época da eleição, provei a verdade e não fui condenando e as as minhas ações foram feitas pela irmã [que é advogada] do vereador. Digo com conhecimento de causa”, destacou.

LEIA MAIS

Gilmar Santos afirma que comportamento da Situação foi “vergonhoso” ao rejeitar audiência pública sobre regularização fundiária

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A bancada de Situação derrubou por 16 votos a 4 o Requerimento nº 295/2019, apresentado pelo vereador Gilmar Santos (PT), causando estranheza petista e colegas de Oposição. Gilmar solicitava a realização de uma audiência pública para debater a regularização fundiária de Petrolina, mas a base governista refutou a solicitação com o argumento de que a Prefeitura de Petrolina já está entregando Títulos de Posse aos petrolinenses.

“O comportamento dos vereadores da Situação em relação aos dois Requerimentos é vexatório, é vergonhoso e contraria o interesse da população. Petrolina tem um histórico de ocupações, diversos bairros se iniciaram com ocupações. Diversos deles não têm regularização fundiária. Outras áreas são alvo de especulação imobiliária e isso contribui para fraudes. Isso só acontece porque não tem uma regularização fundiária efetiva”, afirmou Gilmar após ter seu pedido rejeitado.

LEIA TAMBÉM:

Após longo debate, Câmara derruba Requerimentos da Oposição

Para o edil é contraditório os colegas de Casa Plínio Amorim terem realizado uma audiência pública há poucas semanas tendo o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida e agora rejeitar o debate sobre a regularização fundiária.

LEIA MAIS

Paulo Valgueiro critica projeto que aumenta ISS em Petrolina; Aero afirma que vereador transmite mensagem “inverídica” sobre PL

(Foto: Jonas Santos)

Depois de aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a Câmara de Vereadores de Petrolina deve analisar na sessão desta quinta-feira (12) o aumento no Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). Mesmo antes de a matéria entrar em discussão, os líderes Aero Cruz (PSB) e Paulo Valgueiro (MDB) já travam um batalha nos bastidores.

“Reorganização”

Para a Oposição, o aumento é um “presente de grego” no mês do aniversário de Petrolina. Segundo Valgueiro, a justificativa dada pelo Poder Executivo é a “reorganização da máquina”. “Se você quer reajustar a máquina você faz economia, demite comissionados, limita gastos. Mas não, ela vai e aumenta impostos. Tem categorias que vão ter uma mordida maior em torno de 70%: táxi e mototáxis, que já estão cambaleando”, afirmou.

O vereador afirmou ainda que o bolso também pesará na saúde, já que as clínicas médicas também estão listadas no aumento do ISS. “O município já não cumpre a sua parte em relação à saúde, nós precisamos correr atrás do médico particular e ele vem e aumenta o ISS desse médico, para que amanhã o médico vai cobrar de quem? De nós que vamos procurá-los“, destacou.

“Não leu o projeto”

Já o líder da Situação, Aero Cruz rebateu as colocações de Valgueiro. O edil garante que “0 mototaxista não é afetado, essa colocação que o vereador fez é inverídica”, pontuou. Representante do governo na Câmara, o vereador assegura que o reajuste afeta apenas os contadores e médicos.

“Acredito que o vereador não leu o conteúdo total do projeto. Em momento algum o projeto direcionada ao mototaxista, ele é microempreendedor individual. Nós temos 13 mil empresas registradas e apenas 20 serão alterado o valor: a classe médica e contadores porque essas duas classe avançaram no seu faturamento“, disse Aero.

“Nós estamos cumprindo nossa prerrogativa enquanto fiscalizador”, destaca vereador Gilmar, após ter Requerimento negado pela Situação

Vereador afirmou que prerrogativa do Legislativo é fiscalizar e pedir informações (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Requerimento nº 160/2019 apresentado pelo vereador Gilmar Santos (PT) no qual o edil solicitava da Prefeitura de Petrolina informações a respeito dos professores atuantes na rede municipal de ensino foi derrubado por 12 votos a seis na sessão de terça-feira (14).

LEIA TAMBÉM:

Aero Cruz justifica voto contrário da situação contra requerimento de Gilmar Santos

Bancada da Situação derruba Requerimento apresentado por Gilmar Santos

Durante coletiva de imprensa após a derrubada do pedido, afirmou que sua reivindicação tinha apenas um intuito: esclarecer os fatos. “Nós estamos cumprindo nossa prerrogativa enquanto fiscalizador dos recursos e diversos professores que passaram no concurso eles estão com dificuldades para ser chamado, essas dificuldades, segundo esses professores, é devido a um possível beneficiamento a possíveis aliados e evitando chamar esses professores que foram aprovados”, disse.

LEIA MAIS

Requerimento de Cristina é aprovado por unanimidade, mas Situação derruba pedido de Gabriel

Situação derrubou pedido de Gabriel (Foto: Blog Waldiney Passos

Por 18 votos a zero os vereadores de Petrolina aprovaram nessa terça-feira (9) o Requerimento nº 079/2019, apresentado por Cristina Costa (PT) no qual solicitava informações a respeito dos gastos com publicidade da Prefeitura de Petrolina. O pedido entrou em pauta depois de uma cobrança pública feita pela autora na última sessão (4).

No entanto, o Requerimento nº 086/2019, de Gabriel Menezes (PSL) foi reprovado por 14 votos a cinco. O oposicionista buscava esclarecimentos a respeito dos gastos com publicidade no valor de R$ 4.200.000,00 com a empresa Pettra Propaganda e Publicidade.

O pedido de Gabriel foi derrotado, pois na visão da Situação, tratava-se do mesmo assunto do de Cristina. Ronaldo Silva (PSDB) havia pedido destaque e afirmou que Menezes queria fazer politicagem. Os membros da Oposição endossaram a cobrança do colega, mas não tiveram sucesso.

Bancada da Situação derruba mais um Requerimento apresentado pela Oposição de Petrolina

Pedido de informações da Oposição foi derrubado por 11 votos a 4 (Foto: Blog Waldiney Passos)

Mais uma vez a bancada da Situação derrubou um Requerimento apresentado pelos vereadores da Oposição de Petrolina. Na sessão de terça-feira (2), Domingos de Cristália (PSL) fez um pedido de informação à secretaria de Educação, Cultura e Esportes, relacionado ao transporte escolar municipal.

No pedido nº 073/2019 o edil reivindicava a relação das rotas com suas devidas localidades, valor do km por rota e detalhes dos veículos com placas e vistorias. Contudo, a pedido do líder da Situação, Aero Cruz (PSB) o Requerimento foi votado separadamente das demais Indicações e Requerimentos e reprovado por 11 votos a 4.

Na justificativa do pedido, Domingos afirmou ter recebido denúncias sobre irregularidades no transporte escolar e que o envio das respostas poderia esclarecer os fatos.

Zé Batista pede união no grupo e afirma que bancada “é cheia de ego”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O biênio 2017/2018 na Câmara de Vereadores de Petrolina não contou com a presença de José Batista da Gama (PSB), que se licenciou do seu mandato para ser secretário nos primeiros anos da gestão do prefeito Miguel Coelho (PSB). De volta ao Legislativo, Zé Batista teceu críticas a bancada governista durante a sessão de ontem (12).

Ele foi duro ao avaliar o bloco da situação que ficou rachado durante a escolha das Comissões Permanentes para o biênio 2019/2020. A nossa bancada é cheia de ego, é totalmente desunida. É cada um querendo empurrar o outro. É cada um querendo subir na costa dos outros. Vamos ser mais amigos, ser mais companheiros, ser mais grupo”, declarou o vereador.

Para Zé Batista, cada edil tem direito de brigar por seu espaço, contudo isso não significa derrubar o outro. “Grupo seguro, honesto, de responsabilidade não se desfaz e o nosso a cada dia que observa, é o ego. Meu espaço ninguém toma, cada um que tenha seu espaço e que brigue sem derrubar os outros”, finalizou.

Aero Cruz reconhece falta de “harmonia” entre vereadores da bancada governista

Líder do governo reconheceu falta de harmonia na bancada (Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois de Cristina Costa (PT) criticar publicamente a disputa dos vereadores da bancada governista pela presidência das Comissões Permanentes da Casa Plínio Amorim, o líder da situação, Aero Cruz (PSB) reconheceu que a relação entre os pares não está fluindo como deveria.

LEIA TAMBÉM:

Cristina Costa critica vereadores da situação por brigas para assumir comissões

Após a sessão dessa quinta-feira (7) ele concedeu entrevista coletiva e negou “racha” na base, porém, reconheceu que há desarmonia. “Não está em uma certa harmonia, mas nós vamos procurar conversar, articular para que a gente tenha harmonia”, ressaltou.

Na visão do líder governista, após a decisão sobre as Comissões Permanentes os palanques deverão ser desmanchados e os vereadores voltarão a se entender. “Quando isso daqui terminar a gente desmancha o palanque e vamos trabalhar para o prefeito”, finalizou.

Bancada da situação sofre primeira derrota do ano na Câmara Municipal de Petrolina

Ednaldo Lima

Agora liderada pelo vereador Ednaldo Lima (PMDB) a bancada da situação sofreu na sessão desta terça-feira (02) sua primeira derrota do ano. Por 8 a 7 a oposição aprovou o requerimento de autoria do vereador Pérsio Antunes (PMDB), solicitando a realização de uma audiência pública para discutir com mais profundidade o projeto da regularização fundiária que tramita na Câmara Municipal de Petrolina.

Ednaldo criticou a morosidade da Casa em colocar o projeto em votação. “A Câmara de Vereadores infelizmente não consegue votar um projeto que é de interesse da população que atende 1.529 famílias das comunidades do Mandacaru, São Jorge e São Joaquim”.

O líder da situação questionou por que o projeto está na gaveta do presidente da Comissão de Justiça e Redação há mais de 90 dias e somente agora ele solicitou a realização de uma audiência pública para discutir a matéria? “Chega hoje aqui o presidente da Comissão, vereador Pérsio Antunes apresenta um requerimento pedindo depois de passado tempo uma audiência pública e convida três autoridades: a Promotoria Pública, a Procuradoria do Município e a secretaria Municipal da Cidade para que venha debater o projeto depois de noventa dias”.

Apesar dos questionamentos da situação o requerimento do vereador Pérsio foi aprovado com os votos dos vereadores: Cristina Costa (PT), Geraldo da Acerola (PT), Ronaldo Cancão (PSL), Betão (PSL), Zé Batista (PDT), Zenildo Nunes (PSB), Manoel da Acosap (PHS) e o próprio autor Pérsio Antunes (PMDB).