Veja como votou a bancada pernambucana no texto-base da reforma em 2º turno

Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência em 2º turno

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na madrugada desta quarta-feira (7), o texto-base da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma da Previdência, em segundo turno, por 370 votos a 124 – uma folga de 62 votos em relação ao mínimo necessário para que a proposta pudesse avançar em sua tramitação.

O placar foi menor do que os 379 favoráveis observados em primeiro turno, refletindo o quórum menor (394 presentes contra 510 na votação de julho), mas tampouco houve aumento dos votos contrários ao texto, que somaram 131 parlamentares na votação que antecedeu o recesso.

Veja como votou a bancada pernambucana

LEIA MAIS

Bancada pernambucana faltou 874 vezes entre 2015 e 2018 no Congresso; Adalberto é o mais faltoso

Bancada de Pernambuco durante reunião no Congresso Nacional.

Um levantamento exclusivo realizado pela ONG Ranking dos Políticos, que atua na fiscalização da gestão dos parlamentares brasileiros, apontou que os deputados e senadores de Pernambuco, somados, não estiveram presentes em 874 sessões plenárias do Congresso Nacional entre os anos de 2015 e 2018. Do total de faltas, 340 delas não foram justificadas. O mapa completo do estado pode ser conferido clicando aqui.

O mais ausente foi o deputado federal Adalberto Cavalcanti (Avante), que faltou 105 vezes de 395 sessões. Por outro lado, o menos faltoso foi o deputado Mendonça Filho (MDB), que teve apenas cinco ausências enquanto exercia o cargo. Apesar disso, ele está mal avaliado no ranking nacional, aparecendo apenas na 348ª posição.

O Ranking dos Políticos também mostra que os congressistas pernambucanos gastaram R$ 36.238.004,46 entre cotas e verbas indenizatórias até o presente momento do mandato. Somente com combustível e lubrificantes, os deputados e senadores do estado gastaram R$ 3.023.633,20. Ao todo, os parlamentares brasileiros nas duas casas gastaram cerca de R$ 60 milhões com esse tipo de despesa no período.

LEIA MAIS

Bancada religiosa não aceita a palavra ‘casamento’ para união homoafetiva

Foto/Internet

Em função de um recurso do senador Magno Malta (PR-ES), o PLS 612/2011, da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), aprovado em caráter terminativo na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), será submetido ao Plenário.

O projeto altera o Código Civil para prever que a união estável poderá converter-se em casamento, mediante requerimento dos companheiros ao oficial do Registro Civil.

O senador Wilder Morais (PP-GO), que apoiou o requerimento, não admite que seja usada a palavra ‘casamento’ para reconhecer a união entre pessoas do mesmo sexo. Para ele, casamento atinge as igrejas.

A senadora Marta Suplicy esclarece que o seu projeto não obriga as igrejas a realizar casamentos homoafetivos. Ela explica que a determinação se limita aos cartórios.

Bancada de situação se desentende na Câmara de Vereadores de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na sessão ordinária desta terça-feira (28), os vereadores da bancada de situação na Câmara Municipal de Petrolina tiveram um momento de desentendimento após Gilmar Santos (PT) apresentar um requerimento solicitando informações da Secretaria Municipal de Direitos Humanos.

A proposição requeria o detalhamento do quadro de funcionários – efetivos e comissionados -, equipamentos – imóveis – e veículos à disposição desta secretaria.

Nove vereadores da bancada governista votaram a favor do requerimento, o que causou desconforto nos que se posicionaram contra a solicitação de Gilmar. O líder da situação, Ruy Wanderley (PSC), foi um dos que estiveram a favor do requerimento, enquanto Aero Cruz (PSB) votou contra. O racha no grupo ficou evidente após a votação.

Pernambuco: Deputado Adalberto Cavalcanti participa de reunião para viabilizar a permanência da HEMOBRÁS no estado

(Foto: ASCOM)

O Deputado Federal Adalberto Cavalcanti esteve, nessa quarta-feira (5), reunido com a bancada de Pernambuco para buscar a viabilização da permanência da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (HEMOBRÁS), estatal vinculada ao Ministério da Saúde, no estado.

A empresa trabalha para reduzir a dependência externa do Brasil no setor de derivados do sangue e biofármacos, ampliando o acesso da população a medicamentos essenciais a vida de milhares de pessoas com hemofilia, além de pacientes de imunodeficiências, genética, cirrose, câncer, aids, queimaduras, entre outras doenças.

O deputado chamou a atenção para uma possível mudança da fábrica, que hoje é instalada em Goiana, localizada na Mata Norte de Pernambuco, para o Estado do Paraná, de acordo com as intenções do atual Ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O ministro, durante audiência, não demonstrou vontade na permanência da fábrica em Pernambuco, colocando ponderações que não convenceram a Bancada Pernambucana. Continuando na busca de uma solução para o caso, a bancada marcará nova Audiência para próxima semana na Câmara dos Deputados.

Bancada de oposição denuncia mil homicídios em pouco mais de dois meses em Pernambuco

(imagem ilustrativa)

Em 65 dias o estado de Pernambuco já registrou mais de mil homicídios. A marca foi alcançada com os casos registrados no último fim de semana e do carnaval. Os dados apontam um crescimento de 40%.

“O Governo do Estado tentar camuflar a realidade escondendo os números e recheando a mídia de mensagens otimistas, de que tudo está sob controle. Quando na verdade não está. Sem sucesso no controle da criminalidade, o Governo apenas mudou a metodologia de divulgação dos dados, diminuindo a transparência e dificultando o acesso aos números da criminalidade, que sempre foi um dos pilares do Pacto pela Vida” é o que afirma a bancada de oposição através de uma nota emitida a imprensa.

Segundo informações foram contabilizadas 49 mortes, no último final de semana e o carnaval foi considerado o mais violento com 85 assassinatos no Estado. Desde o início de 2015, a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) vem alertando para a necessidade de uma reformulação do Pacto pela Vida, que teve sua falência decretada pelo próprio sociólogo José Luiz Ratton, um dos idealizadores do programa.

LEIA MAIS

Ronaldo Cancão descarta liderança da bancada de situação na Câmara de Vereadores

(Foto: Arquivo)

O vereador Ronaldo Cancão (PTB) anunciou sua volta ao grupo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) durante essa semana. Contudo, descartou uma possível composição na liderança da situação na Câmara Municipal de Petrolina. “Liderança não. Vou ajudar a bancada, mas essa questão de liderança não discutimos”, enfatizou o vereador.

O parlamentar afirmou que voltou para o grupo após um convite do senador e do prefeito Miguel Coelho (PSB). “Houve um convite do senador Fernando e de Miguel na tentativa de uma reaproximação, já que eu convivi com ele 27 anos. Ainda resisti durante 20 dias, mas resolvi atender esse pedido para que eu pudesse ajudar o governo, inclusive na candidatura de Fernando Filho a deputado Federal. Eu entendi que devo ajudá-lo e vou fazer o que for possível”, disse Ronaldo.