Depois de 11 anos, barragem de Sobradinho pode chegar a 95% de volume útil até o fim do mês

O reservatório de Sobradinho, na região norte da Bahia, pode chegar a 95% do seu volume útil até o fim do mês, segundo previsão da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).

Atualmente, a barragem conta com 92,87% do seu volume útil. Esse nível não é alcançado desde 2009, quando Sobradinho chegou a 100% de sua capacidade.

Esse cenário se construiu em virtude das chuvas, ocorrida principalmente em Minas Gerais, que possibilitaram um aumento significativo do nível do reservatório, após oito anos de escassez de água. Por enquanto, não existe previsão para abertura das comportas, o que não acorre desde abril de 2009.

Prefeitura de Sobradinho solicita interdição da barragem após visita de turistas durante o final de semana

Mesmo com recomendações, população local descumpre quarentena (Foto: Reprodução/WhatsApp)

O volume do Lago de Sobradinho está subindo diariamente e isso levou vários turistas locais até a barragem, nesse final de semana. O flagrante gerou revolta, pois a recomendação é evitar aglomerações e respeitar o isolamento social durante da pandemia do novo coronavírus.

O turismo em tempo de quarentena foi visto como algo grave para a Prefeitura de Sobradinho (BA) que decidiu solicitar a interdição do espaço à Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Ches) para visitação. “Devido a aglomeração flagrada neste domingo (12), estamos entrando em contato com os responsáveis pela Companhia solicitando a interdição do espaço”, informa a nota.

Ainda ontem, ao saber da aglomeração de turistas, a Prefeitura acionou a Polícia Militar da Bahia para dispersar a população. Em relação aos pontos turísticos municipais, a nota ressalta que os comerciantes não podem descumprir as medidas adotadas. Quem o fizer, será punido.

URGENTE: Vazão defluente da barragem de Sobradinho aumenta 200 m³/s na madrugada desta quarta-feira (08)

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), emitiu carta circular na noite desta terça-feira (07) informando que vai aumentar a vazão defluente da barragem de Sobradinho de 800 para 1.000 metros cúbicos por segundo a partir da 00h00 desta quarta-feira (08).

A vazão volta aumentar a partir da 00h00 do dia 09 de abril, quando passará de 1.000 para 1.400 m³/s, permanecendo nesse patamar de vazão a depender das condições de armazenamento em Itaparica, qual seja, o patamar mínimo de 30% do seu volume útil (VU).

A medida é para atender a baixa vazão do baixo São Francisco. As comportas não serão abertas, a água será liberada pelas próprias máquinas (turbinas) gerando energia. Atualmente, a barragem de Sobradinho está com 79% de sua capacidade total de armazenamento. Os ribeirinhos que moram entre Juazeiro e Paulo Afonso deve ficar atentos ao nível do Rio São Francisco que deve aumentar nos próximos dias.

Hidrelétrica de Sobradinho não terá limite máximo para liberação de água

Velho Chico se alegra com notícia

A chuva do começo do ano trouxe uma boa notícia aos sertanejos. A partir da última quarta-feira (1°) a operação da hidrelétrica de Sobradinho (BA) voltou à faixa Normal, algo que não acontecia desde 2013. Ou seja, a barragem não terá limite máximo na liberação de água.

A mudança acontece sete anos depois da implantação de medidas para recuperar o volume da barragem. Em abril de 2013 a CHESF passou a adotar medidas para preservar a hidrelétrica. Em seguida foram anos registrando seca e a escassez da barragem ligou o sinal de alerta. Porém, 2020 tem sido um ano bastante chuvoso e resultou na recuperação do nível.

De acordo com a Agência Nacional de Águas (ANA), as chuvas de 2020 permitiram a recuperação do armazenamento de Sobradinho, superando o volume útil de 60%. No dia 31 de março a barragem acumulava 73,98% de seu volume útil.

Reservatório de Sobradinho deve operar com vazão mínima de 550m³/s até março de 2019

Este é o menor patamar médio já liberado pelos dois reservatórios do rio São Francisco e vem sendo praticado desde julho de 2017 devido à seca histórica que vem acontecendo na bacia desde 2012. (Foto: Internet)

Nesta quarta-feira (28), a Agência Nacional de Águas (ANA) prorrogou a redução temporária da vazão mínima que pode ser liberada pelos reservatórios de Sobradinho (BA) e Xingó (AL/SE), no rio São Francisco, que continuará na média diária de 550m³/s até 31 de março de 2019. Outra medida determinada pela Resolução ANA nº 90/2018, publicada hoje no Diário Oficial da União, permite que a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF) libere uma vazão mínima defluente instantânea de até 523m³/s nestes dois reservatórios.

O patamar médio de 550m³/s é o menor já praticado em Sobradinho e Xingó e está vigente desde julho do ano passado com a publicação da Resolução ANA nº 1.291/2017. A redução da defluência mínima leva em consideração as condições hidrológicas e de armazenamento de água na bacia hidrográfica do São Francisco, enfrentou uma seca histórica entre 2012 e 2017. Mantida por precaução, a vazão mínima de 550m³/s poderá ser aumentada caso avaliações técnicas recomendem a mudança.

Devido à forte seca na bacia do São Francisco nos últimos anos, a ANA vem autorizando a redução da vazão mínima defluente abaixo de 1.300m³/s (patamar mínimo adotado em situações de normalidade) tanto em Sobradinho quanto em Xingó desde a Resolução ANA nº 442/2013, quando o limite mínimo de vazão liberada caiu para 1.100m³/s. A partir de então, as defluências mínimas destes reservatórios têm sido reduzidas gradativamente, conforme verificada a necessidade de adequação às condições climáticas mais severas e sempre buscando garantir a segurança hídrica na bacia.

Histórico das reduções

LEIA MAIS

Nível do Reservatório de Sobradinho deve chegar a 30% ainda nessa semana

(Foto: Reprodução/Internet)

Em recuperação, o Reservatório de Sobradinho pode atingir o volume de 30% nessa semana. Até a segunda-feira (19), a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) era de 28,45%.

A recuperação do reservatório teve início no dia 23 de fevereiro, com as chuvas registradas na região. Pela primeira vez no período da seca, Sobradinho alcançou 20% do seu volume. Nesse período Juazeiro e Petrolina registraram chuva acumulada no ano de 116,3 mm e 151,9 mm, respectivamente.

O cenário era diferente em 2017, quando Sobradinho atingiu 2% do seu volume útil, colocando a população ribeirinha em alerta. Entretanto, segundo o diretor de operações da Chesf, João Henrique Franklin, é necessário mais chuva tanto na região, quanto em Minas Gerais.

“Nesse período de chuvas no São Francisco que vai de novembro a maio do ano seguinte, apesar de não ser aquilo do que nós esperávamos, é melhor do que o ciclo passado de tal forma que a situação ainda não pode ser considerada confortável”, disse o diretor.

Em recuperação, barragem de Sobradinho alcança 26% da capacidade

(Foto: Reprodução/Internet)

As chuvas no começo desse ano estão ajudando na recuperação da barragem de Sobradinho. Apesar disso, o diretor de operações da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF), João Henrique Franklin, afirma que o momento ainda é de cautela.

Em entrevista ao programa Super Manhã, da Rádio Jornal Petrolina, nessa quarta-feira (14), João Henrique destacou a recuperação do reservatório, hoje com 26% da sua capacidade.

A recuperação da barragem de Sobradinho é consequência das chuvas na região e também no estado de Minas Gerais. “Hoje o nível do reservatório está em 26% e continua acumulando água, porque a vazão que chega hoje em Sobradinho, que é da ordem e 1600 m³ por segundo é superior a vazão que está saindo, que é de 600 m³”, afirmou.

LEIA MAIS

Barragem de Sobradinho está com mais de 20% da capacidade

(Foto: Arquivo)

O mês de março começou com uma boa notícia ao povo sertanejo. O nível da barragem de Sobradinho superou 20% da sua capacidade. No primeiro dia do mês, a Companhia Hidro Elétrica do São Franscico (Chesf) registrou 21,78% do volume e até a próxima semana, o nível deve chegar a 24%.

LEIA TAMBÉM:

Precipitação acumulada em fevereiro supera média esperada pelo LabMet

A recuperação da barragem se deu graças as chuvas do início do ano. Já em fevereiro, mês que superou a média de precipitação pluviométrica, esperada para todo mês. De acordo com o Laboratório de Meteorologia (LabMet) da Univasf, a média esperada era de 60 mm, mas acabou chovendo mais de 90  mm.

Ainda em fevereiro, a barragem de Sobradinho registrou pela primeira vez no ano 20% da sua capacidade, no dia 23. De acordo com a Chesf, a quantidade de água chegando ao lago (afluência), está em torno dos 1.500 metros cúbicos por segundo. Já a defluência é de 670 metros cúbicos por segundo.

IPEA e o Movimento dos Atingidos por Barragens realizam um levantamento da dívida dos atingidos Barragem de Sobradinho

Até o dia 30 de novembro a equipe visita 20 comunidades e sete bairros. (Foto: Arquivo)

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em parceria com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), realizam um levantamento da dívida que a Chesf e o Estado têm com os atingidos a pela construção da Barragem de Sobradinho.

Por meio de levantamento de dados, aplicação de questionários e realização de entrevistas em Casa Nova e nos outros municípios, o trabalho busca entender a realidade dos municípios e condições de vida e trabalho na região.

“É inadmissível que os atingidos tenham sido retirados para a geração de energia e até agora o município de Casa Nova tenha grande parte de suas comunidades no escuro”, afirma a pesquisadora Maíra Gomes.

A pesquisa não é uma “auditoria social”, em que se busca identificar danos de cada uma das famílias atingidas, mas sim um estudo dos aspectos coletivos desta dívida social. O resultado será um Relatório que deve apontar as necessidades de políticas sociais no município, que garantam aos cidadãos o acesso a água, energia, saúde, transporte e educação.

LEIA MAIS