Pernambuco: Nível de água da barragem Senador Nilo Coelho aumenta e deixa população de Terra Nova em alerta

(Foto: Reprodução / TV Grande Rio)

Centro e oitenta e seis milímetros. É o volume cumulado de chuva registrado nos últimos dias no município de Terra Nova, no sertão de Pernambuco, pela a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac). A quantidade de água acumulada fez o nível da barragem Senador Nilo Coelho subir significativamente e deixou a população em alerta.

Como a previsão é de continuar chovendo na região, deve haver aumento do nível de água na barragem nos próximos dias. Atualmente, o reservatório está com 65,92% de sua capacidade (a capacidade máxima é de 22,7 milhões de metros cúbicos de água).

LEIA MAIS

Rio São Francisco: Barragem de Sobradinho supera a capacidade de 70% do volume útil

O reservatório Sobradinho-BA, vem se recuperando das severas secas dos últimos anos e nesta quinta-feira (26) deve atingir 71% do seu volume  útil.

No mês de São José, os sertanejos renovam as esperanças para quem depende do Velho Chico, que há mais de sete anos sofria com a crise hídrica.

A expectativa com uma afluência (água que entra) acima dos cinco mil metros cúbicos por segundos na barragem é que no mês de abril o volume útil atinja 80% da capacidade.

O pescador e ex-presidente da Associação dos Pescadores Profissionais da Ilha do Fogo, Tadeu Reis da Costa, afirma que ainda é tímido mas “o nível do Rio São Francisco vem subindo e assim é bem melhor. O mato já estava tomando conta e agora com o nível do rio subindo a tendência é melhorar a situação que estava ficando insustentável”, avaliou Tadeu.

O aumento da capacidade útil da Barragem de Sobradinho é justificado devido as chuvas que caem no Norte de Minas Gerais e a motivação das comportas da Usina Hidrelétrica de Três Marias, localizada em Minas Gerais, que foram abertas. O volume útil da barragem de Três Marias já chega a quase 100% da capacidade.

As chuvas que caíram durante janeiro e fevereiro beneficiam o Rio São Francisco, de Minas à Bahia e já permitem uma segurança hídrica para os próximos meses.

Com informações da redeGN

Nível de água na barragem de Sobradinho continua aumentando e pode chagar a mesma marca de 2018

De acordo com informações do site Notícias da Lapa, o nível da água no Rio São Francisco está subindo de forma considerável na cidade de Bom Jesus da Lapa-BA.

Segundo o monitoramento feito por Dona Maria Alice Alves, que é a responsável pelas leituras para a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF), em Sobradinho, na última sexta-feira(10), o nível chegou a quase 5 metros, e no último final de semana voltou para os 4 metros.

Dona Maria Alice destaca, que o rio já chegou a quase o mesmo nível registrado no final de 2018,  quando subiu 4,75 metros.

Parte desse aumento das águas é resultado das chuvas na cabeceira do rio em Minas Gerais somadas as chuvas na região neste mês de janeiro.

De acordo com as últimas informações da Chesf, o Lago de Sobradinho atualmente está com 30,02% do volume útil, uma afluência de 1150 (m3/s) e defluência de 899 (m3/s).

Curta a nossa página no Facebook e recebe conteúdos exclusivos. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (87) 98816-1881.

Casa Nova: Vereador Zé Carlos Borges agradece recuperação de barragem feita pela prefeitura

Barragem construída pela prefeitura.

O vereador Zé Carlos esteve, nesse final de semana, em algumas comunidades da zona rural de Casa Nova (BA), onde acompanhou os trabalhos de recuperação e melhoria da barragem de Curibonde, realizada pela prefeitura, atendendo reivindicação dos moradores ao Prefeito Wilker Torres.

“Lembro-me que levamos este pedido da comunidade ao prefeito no início do mandato. Melhorar e reforçar a represa, limpar e aumentar a área de captação. Foi um excelente serviço e agora a represa está pronta para receber as águas que virão”, disse o parlamentar.

A presidente da associação da comunidade, Izabel Azevedo, agradeceu ao vereador pela indicação e ao prefeito pela construção da represa. “Essa ação refletirá em dias melhores para todos nós”, afirmou.

Comissão Especial debate perenização da Barragem Nilo Coelho nesta segunda (30)

Questões relativas ao abastecimento e à perenização da Barragem Nilo Coelho, situada no município de Terra Nova, Sertão do Estado, serão debatidas em audiência pública na Assembleia, na próxima segunda-feira (30). O encontro, proposto pela Comissão Especial de Acompanhamento das Barragens de Pernambuco, será realizado no auditório Sérgio Guerra, às 9h.

Em apoio aos agricultores que atuam na região, a Prefeitura de Terra Nova defende que sejam abertas as comportas do reservatório Serra do Livramento, que pertence ao Eixo Norte da Transposição do São Francisco, para que as águas do equipamento sigam até a Barragem Nilo Coelho. A iniciativa deverá garantir a perenização da barragem sertaneja, possibilitando a retomada da agricultura familiar na cidade.

A Barragem Nilo Coelho é uma das maiores do Sertão de Pernambuco, com 22 milhões de m³ de capacidade. As águas dos riachos, córregos e açudes que abastecem o reservatório são utilizadas tanto para o consumo humano quanto para o uso da irrigação.

Para a audiência, foram convidados representantes do Ministério de Desenvolvimento Regional, Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos (SIGRH), Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), Compesa, Agência Nacional de Águas (ANA), além de prefeitos da região e demais autoridades.

Livro sobre atingidos pela Barragem de Sobradinho será lançado em Juazeiro

Orientado pela professora Carla Paiva, o trabalho recebeu prêmios importantes na área do Jornalismo e da Comunicação.

O livro-reportagem “Vazio das Águas: vidas submersas, memórias em resistência”, do jornalista João Pedro Ramalho Martins, será lançado na próxima quinta-feira (22), às 18h15, no Auditório ACM, no campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em Juazeiro (BA).

A obra conta a história de uma comunidade do interior do município de Sento-Sé (BA), formada por pessoas atingidas pela Barragem de Sobradinho-BA, construída pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF) entre os anos de 1973 e 1979.

João Pedro é natural de Juazeiro e morador de Sobradinho. No livro, a comunidade de Sento-Sé foi renomeada como “Vazio das Águas”, com a finalidade de preservar a identidade dos moradores e de indicar as maiores ausências sentidas no local – o serviço de água encanada, conquistado apenas há quatro anos, e a proximidade com o rio São Francisco.

LEIA MAIS

Barragem se rompe em Pedro Alexandre, na Bahia, e afeta cidade vizinha

Imagem aérea de Coronel João de Sá após chuva forte e rompimento de barragem de água em Pedro Alexandre (Foto: Studio Júnior Nascimento)

Na manhã desta quinta-feira (11), uma barragem se rompeu no povoado de Quati, zona rural do município de Pedro Alexandre, localizado a cerca de 435 km de Salvador. As fortes chuvas que caem na região do Rio do Peixe contribuíram para o rompimento da estrutura. Até o momento não há registro de feridos.

A Prefeitura de Pedro Alexandre – que fica no nordeste baiano, perto da divisa com Sergipe – decretou estado de calamidade e emergência após o município ter sido tomado pela água.

A preocupação da gestão municipal de Coronel João Sá, cidade que fica a 45 km de Pedro Alexandre, é com as famílias que moram às margens do Rio do Peixe, que corta a região. A água que vazou da barragem segue o curso do rio e, por volta das 15h30, já havia chegado a João de Sá.

LEIA MAIS

Governo de Pernambuco fará pente-fino em barragens do Estado

Barragem de Palmeirinha, em Belo Jardim. (Foto: Divulgação/Compesa)

Depois de mais uma tragédia envolvendo barragens no país, o Governo de Pernambuco decidiu se precaver e vai criar um grupo de trabalho com o objetivo de cadastrar as barragens no Estado. A fiscalização deve ser encerrada em seis meses e a equipe será composta por pessoas de diferentes setores.

O processo será iniciado nas barragens de onde há maior índice pluviométrico, a Região Metropolitana do Recife (RMR) e a Zona da Mata Sul. Além da força-tarefa, prefeituras se preparam com os recursos que têm, mesmo que não tenham obrigações com as barragens.

A ação será encabeçada pela secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos e servirá como um pente-fino. Dos 477 reservatórios em Pernambuco registados na Agência Nacional de Águas (ANA), 63 estão em perigo e são de responsabilidade do Governo do Estado, como Duas Unas, em Jaboatão e Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho.

A Fundação Joaquim Nabuco continua monitorando o avanço do rejeitos de Brumadinho em direção ao São Francisco. De acordo com o pesquisador Neison Freire, é preciso se antecipar. “Nós pesquisadores podemos ajudar nessa antecipação. Nas cidades ao longo do rio, até a foz, em Alagoas, é preciso se prevenir. Incluindo as cidades que captam água da transposição”, disse. Com informações da Folha de Pernambuco.

Em busca de parente desaparecido, família de Petrolina viaja a Brumadinho

Cláudio Márcio dos Santos era responsável pela parte de inspeção de máquinas, e trabalhava no local no momento da tragédia.

Uma moradora de Petrolina (PE) embarcou para Brumadinho (MG) nessa quarta-feira (30) em busca de informações sobre o seu marido, que é funcionário da Vale há 13 anos. Ana Paula dos Santos soube da tragédia através de uma reportagem de televisão.

Seu esposo, Cláudio Márcio dos Santos, pai de dois filhos com Ana, era responsável pela parte de inspeção de máquinas da empresa responsável pela barragem que rompeu. Um amigo de Cláudio escapou do desastre por pouco, quando saiu dez minutos antes da barragem estourar.

Desde a última sexta-feira (25), Cláudio não entra em contato com a família, que aguarda ansiosamente por notícias do funcionário da Vale. Ele mora em Betim (MG), a cerca de 28 km de Brumadinho.

Em entrevista à Rádio Jornal de Petrolina, as irmãs do desaparecido ligaram para ela, falando que Cláudio poderia estar entre as vítimas. Após a notícia, Ana esteve em contato com uma assistente social da Vale, que providenciou as passagens dela e do filho para a cidade onde aconteceu a tragédia.

Sobe para 60 o número de mortos em Brumadinho

(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

O número de mortos em Brumadinho (MG) subiu para 60, informou o novo boletim divulgado por volta de 10h30, horário de Brasília, dessa segunda-feira (28). As informações são da Defesa Civil e polícias Civil e Militar de Minas Gerais.

292 pessoas continuam desaparecidas, 192 foram resgatadas e 19 corpos já foram identificados. Os corpos que são resgatados são encaminhados para o IML para identificação. “Os óbitos contabilizados são os que o bombeiro localiza, faz o resgate e caminha para o IML”, afirmou tenente-coronel Flavio Godinho, porta-voz da Defesa Civil de Minas Gerais.

Seis das 9 pessoas encaminhadas ao Hospital de Pronto Socorro de Brumadinho seguem internadas. Outras 135 pessoas estão desabrigadas na cidade, informou a Defesa Civil. Uma entrevista coletiva deve ser realizada ainda nessa manhã e o número de mortos deve ser atualizado. Com informações de G1 e Band.

Bolsonaro sobrevoará Brumadinho nessa manhã, nove mortes foram confirmadas

Buscas foram retomadas nessa manhã (Foto: Whasington Alves/Reuters)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) confirmou que visitará Brumadinho (MG) nessa manhã de sábado (26), para analisar a situação, depois do rompimento de uma barragem na tarde de sexta-feira (25). Sete mortos foram confirmadas até a noite de ontem, mas após a retomada de buscas hoje, o número subiu para nove.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, há por volta de 300 desaparecidos. A barragem da Vale rompeu na comunidade do Córrego do Feijão, na região da Grande Belo Horizonte. Moradores relataram que a lama engoliu residências e estabelecimentos comerciais.

Segundo informações da Vale, a barragem Córrego do Feijão tem capacidade para 12,7 milhões de metros cúbicos. Em comparação com a barragem de Fundão, em Mariana, são 62 milhões de metros cúbicos. A tragédia da Samarco em Mariana ocorreu em 2015 e deixou 19 mortos.

Com informações de Band

Vazão da barragem de Sobradinho continua em 550m³ até novembro

Este foi o menor patamar médio já adotado em Sobradinho desde sua construção em novembro de 1979. (Foto: Internet)

O Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º) publicou a Resolução ANA nº 51/2018, que prorroga a redução temporária da vazão mínima liberada pelo reservatório de Sobradinho no patamar de 550m³/s na média diária e 523m³/s para descargas instantâneas a serem praticadas pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF).

A medida da Agência Nacional de Águas (ANA) tem vigência até 30 de novembro. O patamar médio de 550m³/s é o menor já praticado nos reservatórios e está vigente desde julho do ano passado com a publicação da Resolução ANA nº 1.291/2017.

Cabe à CHESF informar as populações das cidades ribeirinhas do Baixo e Submédio São Francisco sobre as reduções de vazão. As estações de monitoramento de Juazeiro (BA) continuarão sendo utilizadas para controle das defluências do reservatório de Sobradinho.

A redução da defluência mínima leva em consideração as condições hidrológicas e de armazenamento de água na bacia hidrográfica do São Francisco, que vem enfrentando uma seca histórica desde 2012.

LEIA MAIS

Vazão da barragem de Sobradinho sobre para 600m³/s a partir de maio, garante ANA

(Imagem: internet)

Após seguidas reduções na vazão da barragem de Sobradinho, a Agência Nacional de Águas (ANA) informou que a defluência do lago subirá para média diária de 600m³/s. O aumento na vazão ficou decidido após reunião da Sala de Crise do Rio São Francisco nesta segunda-feira (23).

Esta é a primeira elevação do volume de água liberado pelo reservatório desde abril de 2013, quando a Resolução ANA nº 442/2013 baixou a descarga mínima de 1300m³/s, utilizada em situação de normalidade, para 1100m³/s. A bacia hidrográfica passa por seca desde 2012, maior período contínuo do fenômeno já registrado na região.

Atualmente a vazão é de 550 m³/s, quando a ANA autorizou em julho do ano passado a redução da defluência. Este foi o menor patamar médio já adotado em Sobradinho desde sua construção em novembro de 1979.

A decisão se baseou no fato de que o Reservatório Equivalente da Bacia do Rio São Francisco – formado pelos reservatórios de Três Marias (MG), Sobradinho e Itaparica (BA/PE) – está com 39,72% de seu volume útil, sendo que um ano antes o total acumulado era de 21,48%, menor percentual do histórico. No caso específico de Sobradinho, o volume útil atual é de 37,66%, o que representa uma reserva de 10.797 hectômetros cúbicos ou 10,797 milhões de metros cúbicos.

Histórico das reduções

A primeira redução se deu com a Resolução nº 442/2013, que permitiu a redução da defluência mínima para 1.100m³/s em vez dos 1.300m³/s adotados em situação de normalidade hidrológica. Em abril de 2015 a ANA editou a Resolução nº 206/2015, que manteve a prática dos 1.100m³/s, mas permitiu a redução para 1.000m³/s nos períodos de carga leve: dias úteis e sábados de 0h a 7h e durante todo o dia aos domingos e feriados.

LEIA MAIS

Chuvas recuperam barragens de Solidão e Santa Terezinha, no Sertão do Pajeú

O manancial atingiu aproximadamente 40% do volume total, e já está abastecendo os 2,5 mil moradores da cidade.

O mês de abril trouxe chuvas generosas para a região do Sertão do Pajeú, após um longo período de seca. Desta vez, as barragens de Nossa Senhora de Lourdes, no município de Solidão, e a Barragem José Antônio, em Santa Terezinha, saíram do colapso e estão com condições de abastecer as duas cidades.

As chuvas também recuperaram a Barragem do Travessão, localizada em Tabira, que atingiu a sua capacidade máxima (270 mil metros cúbicos de água) e está vertendo, e já voltou a fornecer água para o distrito de Borborema, na zona rural do município. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) também já providenciou o retorno da distribuição de água pela rede em Solidão, e a previsão é que os moradores de Santa Terezinha voltem a ter água nas torneiras até a próxima quarta-feira (25).

O município de Solidão, que entrou em colapso no mês de fevereiro deste ano, festeja a água acumulada na Barragem de Nossa Senhora de Lourdes. O manancial atingiu aproximadamente 40% do volume total, e já está abastecendo os 2,5 mil moradores da cidade. A Barragem José Antônio, que estava seca desde dezembro de 2016, registra agora 26% da sua capacidade máxima, que é de 2 milhões metros cúbicos de água.

LEIA MAIS

Santa Maria da Boa Vista: barragem de Boa Esperança será ampliada

(Foto: ASCOM)

Após a conclusão da barragem da Fazenda Monte Alegre, a prefeitura Municipal de Santa Maria da Boa Vista anunciou que vai ampliar a barragem da Comunidade Boa Esperança. O objetivo é armazenar a água das chuvas que vem caindo na região, para minimizar as consequências da estiagem dos moradores da zona rural do município.

Além de fazer a ampliação da barragem da Boa Esperança, será construído um novo sangradouro a fim de acumular um maior volume de água, com mais segurança.

“Essas obras são solicitações antigas das comunidades e nossa gestão está atendendo. Temos como prioridade o bem-estar do povo e não podemos deixar de atender essa demanda, antiga e tão importante”, falou o prefeito do município, Humberto Mendes.

123