Dormentes: Agricultores começam a receber boletos de pagamentos do Garantia Safra

A Prefeitura Municipal de Dormentes deu início, nessa quinta-feira (09), à entrega dos boletos do Garantia-Safra 2019/2020. A ação está sendo feita por meio da secretaria de Agricultura.

Por enquanto, os boletos estão sendo entregues apenas aos presidentes das associações de trabalhadores rurais, que ficarão responsáveis por entregar os boletos aos seus associados.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro realiza entrega de boletos do programa Garantia-Safra

(Foto: Ascom)

O Prefeito de Juazeiro (BA), Paulo Bomfim (PCdoB), realizou nesta terça-feira (29) a entrega simbólica dos boletos do Programa Garantia-Safra 2019/2020 aos presidentes de associações dos distritos de Juazeiro. “Esse seguro federal criado por um governo do nosso projeto que conta com contrapartida do estado e do município, é fundamental para assegurar aos agricultores familiares o custeio da safra. Sabemos da importância da agricultura familiar para a economia de Juazeiro e ficamos felizes em dar continuidade ao trabalho iniciado na gestão do ex-prefeito Isaac Carvalho. Um dos nossos focos é a melhoria de vida do homem do campo”, frisou o prefeito Paulo Bomfim.

Para o representante da União das Associações do Vale do Salitre (UAVS), Josemário Gonçalves, o encontro representa um grande momento para os agricultores da região. “Quero agradecer ao prefeito Paulo Bomfim por nos apoiar com esse importante programa. Em caso de perda da safra, o volume de recursos que irá entrar no município é de R$ 2.233.600.00, ou seja, uma movimentação comercial de grande relevância. O programa nos possibilita um retorno e nos garante certa segurança”, disse.

Os boletos referentes à safra 2019/2020 estão sendo entregues na sede da ADEAP (Rua Oscar Ribeiro, nº 110, Centro, Juazeiro BA) aos presidentes das associações das comunidades rurais do município. Os mesmos devem ser recolhidos pelos agricultores beneficiados até o dia 31/10/2019 (prazo final para o pagamento), nas associações dos seus distritos ou na ADEAP.

LEIA MAIS

Prazo para pagamento de boleto de inscrição do concurso público do SAAE é prorrogado

(Foto: Ilustração)

Por meio de comunicado, o Serviço de Água e Saneamento Ambiental – SAAE/Juazeiro comunicou que está prorrogado até o dia 31  de outubro de 2019 a emissão e pagamento do boleto bancário para os candidatos inscritos no Concurso Público da autarquia, que ainda não conseguiram efetuar o pagamento. A prorrogação foi feita através de alteração no Edital nº 003/2019.

De acordo com comissão do concurso, a medida foi tomada por que no dia 22/10/2019, última data para reimpressão e pagamento do documento, candidatos inscritos relataram dificuldades na emissão dos boletos. Portanto o SAAE e a ASCONPREV decidiram ampliar o prazo até o dia 31/10/2019.

Qualquer problema ou dificuldade deverá ser comunicado à ASCONPREV, ficando a empresa disponível para enviar e-mail com o boleto aos inscritos que não consigam efetuar a emissão ou visualização da fatura.

Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco

A partir de sábado, boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco ou correspondente e não apenas na instituição financeira em que foram emitidos/Imagem ilustrativa

A partir deste sábado (10), boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco ou correspondente e não apenas na instituição financeira em que foram emitidos.

Isso será possível com a conclusão da implementação da Nova Plataforma de Cobrança (NPC), sistema desenvolvido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em parceria com os bancos.

Na última fase do processo, passa a ser obrigatório o cadastramento de títulos referentes a faturas de cartão de crédito e doações no novo sistema.

Segundo a Febraban, além da praticidade, a implementação da NPC torna o processo de pagamento via boleto mais seguro, sem risco de fraudes.

Outra mudança diz respeito ao comprovante de pagamento, que será mais completo, apresentando todos os detalhes do boleto, (juros, multa, desconto, etc) e as informações do beneficiário e pagador.

O projeto da Nova Plataforma de Cobrança começou há quatro anos.

LEIA MAIS

Acordo pode resolver impasse sobre projeto que reajusta pagamento da Caixa aos lotéricos

Votação de reajuste de valores pagos aos lotéricos foi adiada por mais um dia

Ainda depende de um acordo a votação do projeto de lei que reajusta valores pagos pela Caixa Econômica aos permissionários lotéricos pelo recebimento de boletos e outros convênios. A informação foi dada em Plenário pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira. Segundo Eunício, há notícias sobre um entendimento entre as partes envolvidas — a Caixa e os permissionários —, o que dispensaria a votação do PLC 1/2018.

“Como houve um entendimento, eu não vou quebrar o acordo para depois haver um veto da área econômica e criar um problema” disse Eunício.

A declaração ocorreu após a manifestação do senador Omar Aziz (PSD-AM), que cobrou a votação da matéria. A decisão do projeto tem sido adiada desde o final de abril quando o relator, senador Romero Jucá (PMDB-RR), pediu aos senadores que aguardassem um acordo entre a Caixa e os representantes dos lotéricos.

A atualização dos valores pagos pela Caixa Econômica é uma reivindicação dos lotéricos e correspondentes bancários. Eles alegam que a taxa paga pelo banco estatal por operação é baixa. A Caixa, por sua vez, diz que se o texto for votado como saiu da Câmara, empresas como as companhias de energia e de água podem deixar de usar os correspondentes bancários.

“A gente não pode dar um prejuízo à sociedade e principalmente a essas pessoas que geram empregos em todos os municípios do Brasil. Com a remuneração que eles [lotéricos] estão tendo, não têm condições de se manter” disse Aziz, que destacou a falta de agências bancárias em várias cidades do Amazonas.

A senadora Ana Amélia (PP-RS) lembrou que muitas organizações não governamentais e entidades beneficentes recebem por boleto bancário. Para ela, um aumento no valor da prestação dos serviços recairia sobre essas organizações, que  ficariam com um percentual menor das doações que recebem.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirmou ter sido abordada por lotéricos que negaram a existência de qualquer acordo com a Caixa. Ela e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disseram esperar que a situação se resolva, já que boa parte da população depende das lotéricas para serviços bancários.

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) informou que, após o entendimento prévio, foi aberta uma consulta pela internet para que os  lotéricos e agentes bancários se manifestem. O prazo da consulta, informou, vai até a quinta-feira (10).

“Acredito que não custa esperar até amanhã para que tenhamos o resultado dessa coleta de consultas que estão sendo feitas no Brasil inteiro, pela internet, para que todos os lotéricos e agentes bancários possam se manifestar” disse.

Febraban adia recebimento de boletos vencidos em qualquer banco

As novas datas das próximas etapas do cronograma serão divulgadas posteriormente. (Foto: Internet)

A mudança no pagamento dos boletos que estava prevista para esta segunda-feira (9) ficou para 2018. A informação foi divulgada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Desde setembro, foi liberado o pagamento das contas atrasadas iguais ou acima de R$ 2 mil. Segundo a Febraban, estes valores alcançam 3,7% dos boletos emitidos no país. Em julho, só podiam ser pagos boletos acima de R$ 50 mil.

“Em função do volume elevado de documentos que irão trafegar pelo novo sistema – cerca de quatro bilhões de boletos por ano, montante comparável à capacidade das grandes processadoras de cartões de crédito do mundo – o setor bancário decidiu rever o cronograma original, que previa a inclusão de todos os boletos na Nova Plataforma de Cobrança já a partir de dezembro”, disse a federação em nota.

Com informações do G1

Boleto vencido pode ser quitado em qualquer banco a partir de hoje

(Foto: Ilustração/Internet)

A partir de hoje, boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) começa a adotar, de forma escalonada, uma plataforma de cobrança que permite a quitação de boletos em atraso em qualquer agência bancária.

Por enquanto, a novidade só estará disponível para os boletos de valor igual ou superior a R$ 50 mil. O valor mínimo será reduzido para R$ 2 mil em 11 de setembro, R$ 500 em 9 de outubro e R$ 200 em 13 de novembro. A partir de 11 de dezembro, boletos vencidos de todos os valores passarão a ser aceitos em qualquer banco.

LEIA MAIS

Boleto vencido poderá ser pago em qualquer banco

(Foto: Internet)

A partir da próxima segunda-feira (10), o novo sistema para pagamentos de boletos começa a funcionar. Com o sistema, o boleto, mesmo vencido, poderá ser pago em qualquer banco. Com a novidade, o cálculo de juros e multa do boleto atrasado será feito automaticamente, o que reduzirá a necessidade de ir a um guichê de caixa e eliminará a possibilidade de erros no cálculo.

O diretor adjunto de Operações Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Walter Tadeu afirmou que a nova plataforma vem sendo desenvolvida desde o ano passado, devido ao elevado número de fraudes em boletos. “A Nova Plataforma vai trazer mais segurança”, disse. Ele acrescentou que o sistema atual tem mais de 20 anos de existência.

Tadeu explicou que as informações de todos os boletos emitidos pelos bancos estarão nessa nova plataforma única, criada pela federação em parceria com a rede bancária. Na hora de pagar o boleto, esses dados serão checados na plataforma. Se houver divergência de informações, o pagamento não será autorizado e o consumidor só poderá pagar o boleto no banco que emitiu a cobrança, uma vez que somente essa instituição terá condições de fazer as checagens necessárias.

A Febraban defende que a nova plataforma vai reduzir fraudes na emissão de boletos de condomínios, escolas e seguradoras, por exemplo.

A implantação da nova plataforma seguirá um cronograma: a partir de 10 de julho, para boletos acima de R$ 50 mil; 11 de setembro, superior a R$ 2 mil; 13 de novembro, acima de R$ 200; e em 11 de dezembro, todos os boletos. Segundo o diretor adjunto, esse cronograma é necessário para evitar falhas no sistema.

Com informações da Exame

Novo sistema para pagamentos de boletos começa a funcionar em julho

(Foto: Internet)

Com o novo sistema para boletos, que começa a funcionar em julho, o pagamento poderá ser feito, mesmo vencido, em qualquer banco. Além disso, o cálculo de juros e multa do boleto atrasado será feito automaticamente, o que reduzirá a necessidade de ir a um guichê de caixa e eliminará a possibilidade de erros no cálculo.

De acordo com Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a nova plataforma vai reduzir fraudes na emissão de boletos de condomínios, escolas e seguradoras, por exemplo. A federação lembra que quadrilhas enviam boletos falsos às casas, que acabam sendo pagos como se fossem verdadeiros, gerando prejuízos. Há também casos de sites maliciosos que emitem “segundas vias” com informações fraudulentas, além de vírus instalados em computadores.

A implantação da nova plataforma seguirá um cronograma: a partir de 10 de julho, para boletos acima de R$ 50 mil; 11 de setembro, acima de R$ 2 mil; 13 de novembro, acima de R$ 200; e em 11 de dezembro, todos os boletos. Segundo Tadeu, esse cronograma é necessário para evitar falhas no sistema.

Com informações do EBC

Sistema deve tornar mais seguro e fácil o pagamento de boletos bancários

(Foto: Internet)

Começa a operar no próximo 10 de julho o novo sistema que vai tornar mais seguro e fácil o pagamento de boletos bancários, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Entre os benefícios, estão a redução de fraudes, a possibilidade de quitar contas vencidas em qualquer banco e a garantia de recebimento. Os boletos emitidos pelos bancos brasileiros terão que ser registrados. E essas informações devem ser enviadas para a nova plataforma, a base centralizadora.

Com isso, sempre que um consumidor for pagar uma conta, o sistema vai checar se os dados do boleto apresentado conferem com aqueles apresentados pelo banco. Assim, será possível, por exemplo, identificar e bloquear o pagamento de boletos fraudulentos, que movimentaram R$ 400 milhões só em 2016.

O novo sistema também vai evitar que o mesmo boleto seja pago duas vezes e vai calcular os encargos dos boletos atrasados, permitindo que os consumidores quitem os débitos em qualquer plataforma de pagamento, inclusive na internet.

Em julho, o sistema vai captar apenas as transações de valor igual ou superior a R$ 50 mil. Em setembro, esse valor baixa para R$ 2 mil. E, em dezembro, a Febraban promete registrar todos os demais boletos na base centralizadora.

Com informações do FolhaPE