Apple divulga preços do iPhone 13 no Brasil

A Apple lançou a nova linha de celulares, com quatro modelos: iPhone 13, iPhone 13 mini, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max. Os aparelhos ainda não estão disponíveis nas lojas do Brasil, mas os valores já foram divulgados, e variam de R$ 6.599 a R$ 15.499.

Foram lançadas também as novas versões dos IPads, um novo Apple Watch e o Apple Fitness+, um serviço de aulas online que funciona por assinatura. Assim como nos aparelhos anteriores lançados em 2020, o carregador de parede e o fone de ouvido não serão incluídos na caixa do aparelho, que só traz o cabo USB como acessório.

O armazenamento interno dos aparelhos vão de 128 Gb a 1 TB. A Apple também lançou um novo processador o A15 Bionioc, que a empresa diz ser 50% mais rápido do que a concorrência – não detalhando quem seria.

Visualmente os novos aparelhos estão muito parecidos com os seus antecessores. A principal mudança está no conjunto das câmeras que agora está na diagonal, no iPhone 13 mini e no iPhone 13. O entalhe que abriga a câmera frontal, também ficou menor. A tela do iPhone 13 de 6,1 polegadas passou a ser 28% mais brilhante, se comparada com os modelos anteriores.

LEIA MAIS

Enem: MEC prevê aplicação só em 2022 para novos inscritos no exame

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou na noite desta segunda-feira (13) que inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 que tiveram direito à isenção de pagamento e não compareceram às provas da última edição poderão se inscrever no Enem 2021 entre esta terça-feira (14) e o dia 26 de setembro. As provas para esse grupo, no entanto, serão aplicadas apenas em 2022.

A medida ocorre após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter decidido reabrir o prazo de pedido de isenção do pagamento de taxa a todos os candidatos, medida que foi reivindicada por partidos e entidades, os quais apontaram exclusão de estudantes no modelo escolhido pelo Ministério da Educação (MEC).

Segundo novo cronograma, as provas para quem se inscrever a partir desta terça até o próximo dia 26 serão aplicadas nos dias 9 e 16 de janeiro, mesma data em que ocorre a aplicação do exame para pessoas privadas de liberdade (PLL). Para quem já havia se inscrito, as datas de aplicação das provas do Enem 2021 estão mantidas para os dias 21 e 28 de novembro.

Anvisa aprova medicamento para tratamento da covid-19

Fachada do edifício sede da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou autorização emergencial em caráter experimental de um medicamento para tratamento de pacientes com covid-19, o Sotrovimabe.

O remédio foi autorizado para uso em pacientes com quadros leve e moderado e com risco de evolução para uma situação grave. Ele é contraindicado para pacientes hospitalizados, que precisem de suporte ventilatório.

O medicamento não será disponibilizado para comercialização direta ao público, mas terá uso ambulatorial, devendo ser prescrito por um médico para que seja ministrado. O prazo de validade do produto é de 12 meses, armazenado em temperaturas de 2º a 8º.

LEIA MAIS
'; } else { echo ''; } ?>

Atos favoráveis e contrários ao presidente reúnem manifestantes no Rio

Manifestantes favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro se reuniram na manhã de ontem (7) na Praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, desde pouco antes das 10h. Também nesta manhã, um grupo contrário ao presidente participou, no centro, do 27º Grito dos Excluídos, manifestação que ocorre sempre no feriado do 7 de Setembro.

No centro da cidade, os cartazes do protesto que começou na Rua Uruguaiana pediam a saída de Bolsonaro da Presidência e traziam as pautas do Grito dos Excluídos. Neste ano, o movimento tem como tema “Vida em Primeiro Lugar”, destacando o desemprego, os impactos da pandemia de covid-19 e a defesa do Sistema Único de Saúde.

Alguns manifestantes levavam bandeiras de centrais sindicais, movimentos sociais e estudantis. O protesto seguiu pelas avenidas Presidente Vargas e Rio Branco, em direção à Praça Mauá.

LEIA MAIS

Brasil chega a 40% da população completamente vacinada contra covid-19

Um balanço divulgado nesta sexta-feira (3) pelo Ministério da Saúde aponta que 40% da população brasileira – 64 milhões de pessoas – com mais de 18 anos já completaram o esquema de vacinação contra a covid-19. No caso de aplicação de primeira dose, 132 milhões já estão nos braços dos brasileiros. O número representa que 83,4% do público-alvo de 160 milhões de adultos no país.

Na avaliação do Ministério da Saúde, o avanço da vacinação traz resultados positivos. Um dos principais é a queda na taxa de ocupação dos leitos de covid-19, de enfermaria e UTI, que já está abaixo de 50% e dentro dos padrões de normalidade em 19 estados do país. As médias móveis de casos e óbitos também estão em queda e registraram, nos últimos dois meses, redução de 61% e 60%, respectivamente.

Ninguém acerta Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 34 milhões

(Foto: Ilustração)

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.405 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (1º) no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. São as seguintes as dezenas sorteadas: 21 – 38 – 48 – 49 – 53 – 59.

O prêmio para o próximo sorteio, no sábado (4), é estimado em R$ 34 milhões. As apostas para o próximo concurso podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio nas lojas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. A aposta mínima, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

A quina registrou 18 apostas ganhadoras e cada uma vai pagar R$ 154.808,90. A quadra teve 2.630 apostas vencedoras e pagará cada uma o prêmio de R$ 1.513,61.

Ministro pede envolvimento da sociedade para evitar racionamento

O ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque pediu o envolvimento de toda a sociedade para evitar apagões e racionamento de energia nos próximos meses. Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão, ele explicou a situação hídrica nos reservatórios das usinas e a alta na tarifa para pagar a energia produzida por termelétricas e a importada de países vizinhos.

Segundo o ministro, a perda de geração hidrelétrica provocada pela estiagem no Centro-Sul no fim do ano passado e no início deste ano equivale ao consumo de energia de uma cidade como o Rio de Janeiro por cerca de cinco meses.

LEIA MAIS

MEIs podem contar com atendimento gratuito para regularizar dívidas

Superintendência da Receita Federal, em Brasília.

Os microempreendedores individuais (MEI) que estão em dívida no pagamento dos tributos podem contar com os Núcleos de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) para ajudar na regularização, de forma gratuita.

O prazo para que as contas sejam regularizadas é terça-feira (31). Caso não quitem os impostos e as obrigações em atraso, serão incluídos na Dívida Ativa da União e estarão sujeitos a cobrança judicial.

O NAF é um programa de cidadania fiscal da Receita Federal que estabelece uma parceria com instituições de ensino superior, unindo conhecimentos técnicos à prática contábil. Esses núcleos oferecem serviços contábeis e fiscais a pessoas físicas de baixa renda, MEI e organizações da sociedade civil.

LEIA MAIS

Presidente Jair Bolsonaro faz apelo para população economizar energia

O presidente Jair Bolsonaro voltou a pedir que a população economize energia elétrica em meio ao agravamento da situação das usinas hidrelétricas por causa da seca. Durante sua live semanal nas redes sociais, na noite desta quinta-feira (26), o presidente classificou como “problema sério” a atual crise energética.

“O problema é sério. Eu vou tentar fazer um apelo a você que está em casa agora. Eu tenho certeza que você pode apagar um ponto de luz agora. Eu peço esse favor pra você. Assim você estará ajudando a economizar energia e a economizar água das hidrelétricas”, afirmou.

LEIA MAIS

Pacheco rejeita pedido de impeachment de Bolsonaro contra Alexandre de Moraes

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, rejeitou o pedido de impeachment feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. O senador anunciou a decisão nessa quarta-feira (25).

Pacheco recebeu nesta quarta parecer da Advocacia-Geral do Senado considerando o pedido improcedente por aspectos jurídicos e políticos.
Segundo o entendimento da área jurídica e do próprio senador, não haveria adequação à chamada Lei do Impeachment e, portanto, faltaria “justa causa” para acolhê-lo.

LEIA MAIS

Indicadores confirmam recuperação da economia, diz Guedes

A divulgação de diversos indicadores recentes confirma a recuperação da produção e do consumo, disse ontem (25) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo ele, a arrecadação recorde em julho, divulgada mais cedo, e o consumo de energia e combustível mostram que a economia está crescendo forte, apesar de alegações contrárias.

“A economia está bombando, apesar de continuar a narrativa de que o governo não está fazendo nada”, declarou o ministro durante o lançamento da Frente Parlamentar do Empreendedorismo, na Câmara dos Deputados.

LEIA MAIS

Guedes nega que Brasil esteja perdendo controle da economia

Apesar de ruídos provocados pelas expectativas em torno das eleições de 2022, o Brasil não está perdendo o controle dos fundamentos econômicos, disse ontem (23) o ministro da Economia Paulo Guedes. Em evento promovido pela Associação Brasileira da Propriedade Industrial (ABPI), o ministro declarou que a economia está crescendo e o déficit das contas públicas está caindo.

“Não há o menor fundamento, do ponto de vista estritamente econômico, para dizer que o Brasil está perdendo o controle. É exatamente o contrário: o Brasil atravessou a maior crise fiscal, a maior depressão de tempos modernos e se recuperou em tempo recorde”, afirmou.

LEIA MAIS

População adulta deve estar 100% vacinada até outubro, diz Queiroga

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou ontem (19) que o governo federal espera completar o ciclo vacinal de toda a população adulta do Brasil até o final de outubro.

A previsão acontece em decorrência da aceleração do Programa Nacional de Imunização (PNI) e da entrega antecipada de doses pelos institutos nacionais e por laboratórios internacionais. Queiroga afirmou que o governo “está tranquilo” em relação aos prazos e expectativas divulgados, e que as remessas de imunizantes continuarão em fluxo constante para os estados.

“Isso é fruto da estratégia de utilizar formas diversificadas para entrega das vacinas. Além de acordos de transferência de tecnologia, as encomendas a farmacêuticas internacionais. Isso faz com que tenhamos mais de 68 milhões de doses para serem distribuídas neste mês de agosto”, relatou.

LEIA MAIS

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 41 milhões

(Foto: Internet)

A Caixa realizou ontem (18), em São Paulo, o sorteio do concurso 2401 da Mega-Sena. Os números sorteados foram 08 – 11 – 13 – 33 – 38 – 48. De acordo com banco, porém, ninguém cravou todas as dezenas sorteadas.

O sorteio teve ainda 128 apostas vencedoras na faixa da quina. Cada uma delas vai embolsar a quantia de R$ 25.058,88. A quadra teve 8.020 apostas contempladas, sendo que cada um dos sortudos vai levar R$ 571,34.

Os apostadores podem fazer uma jogo de seis a 15 números nas lotéricas credenciais pela Caixa, ou usando o site especial de loterias do banco. Todas as apostas registradas até uma hora antes do sorteio estão aptas a ganhar os prêmios em jogo.

“Vamos ver quem está sendo vilão nessa história”, diz Bolsonaro sobre alto preço da gasolina

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo federal não é o responsável pelo alto preço da gasolina do país. “Vamos ver quem está sendo vilão nessa história. Não é o governo federal”, disse em discurso durante cerimônia em Manaus (AM).

Hoje em dia, o litro da gasolina é vendido nas refinarias na casa de R$1,95. Se está R$6, R$7 o litro, que é um absurdo, o imposto federal na casa R$0,70, vamos ver quem está sendo vilão nessa história. Não é o governo federal“, destacou.

Sem citar São Paulo ou os demais Estados, Bolsonaro fez referência ao ICMS, imposto sobre mercadorias e serviços, que é um tributo estadual e que faz parte do cálculo de definição de quanto a gasolina irá custar para o consumidor final.

LEIA MAIS
123