Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em julho

(Foto: Ilustrativa)

Os trabalhadores nascidos em julho começam a receber hoje (10) o crédito do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 1.045. O pagamento será feito por meio da conta poupança digital da Caixa Econômica Federal.

Apesar de a Medida Provisória 946, que instituiu o saque emergencial, ter perdido a validade na semana passada, a Caixa manteve o calendário de saques, com base no princípio da segurança jurídica. Ao todo, o governo pretende injetar R$ 37,8 bilhões na economia, beneficiando cerca de 60 milhões de pessoas.

Anunciado como instrumento de ajuda aos trabalhadores afetados pela pandemia do novo coronavírus, o saque emergencial permite a retirada de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas no FGTS. O valor abrange tanto as contas ativas quanto as inativas.

LEIA MAIS

Caixa faz hoje pagamentos diferentes da ajuda de R$ 600; veja quem recebe.

A Caixa realiza nesta sexta-feira (7) o depósito de uma nova parcela do auxílio emergencial de R$ 600. Aniversariantes de junho recebem via poupança digital a 4ª, a 3ª, a 2ª ou a 1ª parcela, conforme a data em que tiveram o cadastro aprovado.

O pagamento de hoje também é valido para os nascidos em junho que entraram no novo calendário em razão de uma das seguintes situações:

Quem contestou a negativa do auxílio entre 24 de abril e 19 de junho e teve o cadastro aprovado recentemente

Quem já tinha recebido parcelas do auxílio, mas teve o pagamento bloqueado em julho após reanálise cadastral

Os beneficiários que recebem o depósito de uma nova parcela hoje só podem movimentar a poupança pelo aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS), que permite pagamento de contas e boletos e compras por meio de cartão virtual. Saques e transferências serão liberados a partir de 22 de agosto para nascidos em junho.

Veja a seguir os diferentes cronogramas de pagamento e detalhes de como acessar o auxílio emergencial.

LEIA MAIS

Caixa realiza 5 pagamentos diferentes do auxílio emergencial nesta sexta; veja quem recebe

A Caixa Econômica Federal (CEF) paga, nesta sexta-feira (31), a 1ª, a 2ª, a 3ª e a 4ª parcela do auxílio emergencial para beneficiários do quinto, quarto, terceiro, segundo, primeiro lote e inscritos no CadÚnico, nascidos em abril.

A 4ª parcela do auxílio emergencial aos inscritos que já são beneficiários do Bolsa Família, cujo número do NIS termina em 0, também será paga nesta quarta (veja calendário abaixo), desta forma, todos os beneficiários do Bolsa Família já terão recebido o dinheiro.

Beneficiários do Bolsa Família

Já receberam 1ª, 2ª e 3ª parcela do auxílio. Parcelas que faltam: 4ª e 5ª. A 4ª parcela será paga entre 20 e 31 de julho; e a 5ª, entre os dias 18 e 31 de agosto.

LEIA MAIS

Saiba como desbloquear as contas digitais do auxílio emergencial

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, explicou nessa quarta-feira (22) como vai funcionar o procedimento para liberação de acesso no aplicativo Caixa Tem, que é uma poupança digital usada por quem recebe o auxílio emergencial de R$ 600.

Ontem (21), o banco estatal informou ter bloqueado contas com suspeita de fraude, mas não detalhou quantas contas foram suspensas no total. O caso também está sendo investigado pela Polícia Federal (PF).

Quem acessar o aplicativo Caixa Tem e estiver com a conta bloqueada terá que verificar em qual das situações se encontra: suspeita de fraude ou inconsistência cadastral. Cada caso terá uma mensagem específica e vai requerer um procedimento diferente.

LEIA MAIS

Caixa inicia pagamento do abono salarial para nascidos em julho

(Foto: Ascom)

A Caixa Econômica Federal começou a pagar nesta quinta-feira (16) o abono salarial 2020/2021 para os trabalhadores nascidos no mês de julho que ainda não receberam o valor em conta. Têm direito de receber 741.586 trabalhadores, e o valor total pago será de de R$ 573,3 milhões.

Os valores para cada trabalhador variam de R$ 88 a R$ 1.045, de acordo com o número de meses trabalhados durante o ano-base 2019. O saque pode ser realizado até 30 de junho de 2021. Em todo o calendário, serão disponibilizados R$ 15,8 bilhões para 20,5 milhões trabalhadores.

Os valores podem ser sacados com o cartão do cidadão e a senha nas agências, em terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui. Conforme o banco, neste calendário, já foram contempladas pessoas nascidos entre julho e dezembro que são titulares de contas individuais na Caixa. Esses trabalhadores receberam o crédito automático no dia 30 de junho.

LEIA MAIS

Abono salarial do PIS/Pasep começa a ser pago nesta quinta-feira

(Foto: Internet)

O abono salarial 2020/2021 de até R$ 1.045 começa a ser pago nesta quinta-feira (16) a trabalhadores nascidos em julho (PIS) ou com benefício final 0 (Pasep), que não tenham conta nos bancos estatais. Os que têm conta na Caixa ou Banco do Brasil já tiverem o benefício depositado.

O calendário de pagamentos segue até o dia 31 de julho de 2021, para quem não tem conta nos bancos estatais, de acordo com o mês de nascimento para inscritos no PIS (Programa de Integração Social), ou número de inscrição dos beneficiários associados ao Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público).

Para ter direito ao abono de até um salário mínimo (R$ 1.045), é necessário ter trabalhado formalmente com remuneração média de até dois salários mínimos, estar cadastrado no PIS/Pasep sistema há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais).

A quantia que cada trabalhador tem para receber é proporcional ao número de meses trabalhados formalmente em 2019. e vai variar de R$ 88 (para quem trabalhou por um mês) a R$ 1.045 (para quem trabalhou por todos os 12 meses), conforme a proporção do salário mínimo vigente na data do pagamento.

Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro recebem o PIS ainda neste ano. Os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2021. Os servidores públicos com o final de inscrição do Pasep entre 0 e 4 também recebem este ano. Já as inscrições com o final entre 5 e 9, no próximo ano.

O calendário de pagamento para trabalhadores da iniciativa privada que recebem pela Caixa leva em consideração o mês de nascimento. A partir desta quinta, recebem os nascidos em julho.

Calendário do abono do PIS de 2020/2021 — Foto: Diário Oficial da União

Calendário do abono do PIS de 2020/2021 — Foto: Diário Oficial da União

Para servidores públicos que recebem pelo Banco do Brasil, o calendário de pagamento leva em consideração o número final da inscrição. A partir desta quinta, recebem os que têm final da inscrição 0.

Calendário do abono do Pasep de 2020/2021 — Foto: Diário Oficial da União

Calendário do abono do Pasep de 2020/2021 — Foto: Diário Oficial da União

Quem vai receber a quarta e a quinta parcela do auxílio emergencial?

O pagamento do auxílio emergencial, por parte do Governo Federal e Caixa Econômica Federal, tem sido o motivo para muitas pessoas respirarem um pouco mais aliviadas durante a pandemia do novo coronavírus. Previsto, a princípio, para ajudar a população durante três meses, recentemente foi confirmado que os beneficiários irão receber cinco parcelas do auxílio. Mas afinal, quem terá direito a receber a quarta e quinta parcela?

Assim como no caso das três primeiras, terão direito a receber as duas últimas parcelas do benefício, no valor de R$ 600, desempregados, trabalhadores sem carteira assinada, autônomos e Microempreendedores Individuais (MEIs). Já mães chefes de família continuarão recebendo R$ 1,2 mil. É necessário que os beneficiários tenham se cadastrado no site do programa.

As inscrições para receber o auxílio terminaram no dia 2 de julho, portanto, quem ainda não teve o benefício aprovado só pode, no momento, acompanhar a solicitação. No entanto, apesar do término do período de cadastro, ainda é possível fazer contestações eletrônicas até este mês de julho. Para isso, é necessário acessar o aplicativo “Auxílio Emergencial”, disponível nas plataformas Play Store e App Store.

O calendário com as datas de pagamento da quarta e quinta parcela aos beneficiários ainda não foi divulgado pelo Governo e Caixa Econômica Federal.

Como fazer para receber as parcelas?

Inicialmente o auxílio é liberado na Poupança Social Digital para compras com o cartão de débito virtual ou por meio de maquininhas em lojas físicas (QR Code), além de ser possível o pagamento de boletos e concessionárias.

Caso os beneficiários não utilizem os recursos e optem por realizar o saque em espécie, o valor será transferido em uma outra data automaticamente para a conta que foi indicada, sendo poupança da Caixa ou conta em outro banco.

Caixa deposita saque emergencial do FGTS para nascidos em fevereiro

(Foto: Internet)

A  Caixa inicia, nesta segunda-feira (29), o pagamento do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para trabalhadores nascidos em fevereiro. O novo saque tem como objetivo enfrentar o estado de calamidade pública em razão da pandemia da covid-19. No total, serão liberados, de acordo com todo o calendário, mais de R$ 37,8 bilhões, para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

O pagamento do saque emergencial será realizado por meio de crédito na Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores. O valor do saque emergencial é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas com saldo no FGTS.

LEIA MAIS

Caixa anuncia R$ 6,5 milhões em financiamentos durante reunião da FIEPE

A Superintendência Executiva de Varejo da Caixa Econômica Federal de Petrolina anunciou, nesta quinta-feira (2), um aporte de recursos de crédito da ordem de R$ 6,5 milhões e boas perspectivas de novos financiamentos pelo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

O anúncio, feito durante reunião online da Unidade Regional da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco – URSF/ FIEPE, animou os empresários e dirigentes da entidade que fizeram perguntas acerca do programa do Governo Federal instituído pela Lei nº 13.999, de 18 de maio de 2020.

LEIA MAIS

Mega-Sena acumula novamente e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio

(Foto: Ilustração)

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.276 da Mega-Sena que foi realizado na noite deste sábado (4), no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Veja as dezenas sorteadas: 05 – 15 – 18 – 27 – 49 – 57.

A quina teve 75 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 36.939,97. A quadra teve 5.403 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 732,52.

O próximo concurso (2.277) será na quarta-feira (8). O prêmio é estimado em R$ 33 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Auxílio Emergencial: Caixa libera 2ª parcela do auxílio a todos nesta segunda-feira

A Caixa Econômica Federal libera nesta segunda-feira (15) os saques do auxílio emergencial a todos os que já receberam o depósito na poupança social digital . Antes separadas por mês de nascimento dos beneficiários, as retiradas agora são para todos até, pelo menos, a oficialização do início da terceira parcela aos que não são inscritos no Bolsa Família – que podem sacar a partir de quarta (17) , seguindo o último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

Depositada a todos os beneficiários do auxílio que não tiveram os R$ 600 (ou R$ 1.200, no caso de mães solteiras) aprovados com atraso até o último sábado (13), a segunda parcela tem agora o saque liberado a todos que já receberam o dinheiro na conta.

Originalmente, o auxílio emergencial previa o pagamento de três parcelas de R$ 600 a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados que não recebem seguro-desemprego , integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda, mas o governo já confirmou que vai ampliar o número de parcelas . Em vez de três, a tendência é que sejam cinco, mas que a quarta e a quinta parcelas sejam menores, de R$ 300 cada. O governo ainda não oficializou a ampliação com redução do valor.

A terceira parcela, ainda de R$ 600, é liberada primeiro para os integrantes do Bolsa Família , na quarta (17). Os primeiros a poderem sacar são os que têm NIS final 1.

Na prática, serão três calendários da terceira parcela, assim como ocorreu com a segunda: um destinado ao pagamento do auxílio para os beneficiários do Bolsa Família, outro com as datas do crédito em conta digital para os informais e o último, com a autorização do saque dos recursos em espécie ou transferência para outras contas na Caixa ou em outros bancos, de acordo com o mês de aniversário. Neste caso, o cronograma deve se estender até julho.

Veja calendário da 3ª parcela do auxílio para quem é do Bolsa Família:

  • 17 de junho: Nis final 1;
  • 18 de junho: Nis final 2;
  • 19 de junho: Nis final 3;
  • 22 de junho: Nis final 4;
  • 23 de junho: Nis final 5;
  • 24 de junho: Nis final 6;
  • 25 de junho: Nis final 7;
  • 26 de junho: Nis final 8;
  • 29 de junho: Nis final 9; e
  • 30 de junho: Nis final 0.

 

 

Auxílio emergencial: Caixa divulga calendário para novos aprovados

A Caixa Econômica Federal divulgou neste sábado (13/06) o calendário de pagamento da primeira parcela do auxílio emergencial para os novos aprovados para receber o benefício. Mais de 4,9 milhões pessoas foram incluídas recentemente no rol de brasileiros que terão acesso aos R$ 600.

O montante do repasse é de R$ 3,2 bilhões. Para receberem os recursos, os inscritos deverão seguir o calendário estipulado pelo banco referente ao mês de aniversário dos beneficiários.

Na última sexta-feira (12/06), o Ministério da Cidadania informou que os novos créditos serão feitos na próxima terça-feira (16/06), para os nascidos entre janeiro e junho.

Na quarta (17/06), o banco pagará o benefício para aqueles que fazem aniversário entre julho e dezembro. Quem entrou com o pedido do auxílio emergencial pode acompanhar sua solicitação aqui.

Prefeitura de Araripina instala 30 totens com álcool em gel para a população

Prefeitura de Araripina instala 30 totens com álcool em gel para a população (1)

A Prefeitura de Araripina instalou nesta sexta-feira (22), totens de higienização com álcool em gel a 70% nas unidades de saúde e estabelecimentos comerciais, principalmente agências bancárias e casas lotéricas, onde existe diariamente, fluxo de pessoas. A higienização das mãos é uma das principais medidas de combate ao novo coronavírus seja com água e sabão ou com álcool em gel a 70%.

Ao todo foram colocados 30 totens em todas as unidades de saúde da cidade e dos distritos. Para higienizar as mãos, o usuário aciona com os pés, o que evita o contato direto com o equipamento. Desta forma, as pessoas podem limpar as mãos e evitar o contágio do vírus.

Outra medida importante feita pela Prefeitura de Araripina foi a colocação de tendas na rua da Caixa Econômica Federal para que as pessoas que necessitem estar nas filas, tenham mais conforto durante o período que estão fora de casa.

Caixa bloqueia transferência de auxílio para quem receber pela poupança digital

Contra o que determina a lei que criou o auxílio emergencial de R$ 600, a Caixa anunciou que vai, num primeiro momento, impedir cidadãos que recebem o benefício pela poupança digital de fazer a transferência dos recursos da segunda parcela para alguma outra conta por meio de DOC ou TED.

Na semana passada, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, justificou que a medida foi adotada porque as famílias estavam transferindo o dinheiro para conhecidos e, assim, driblando o calendário de saques formulado para evitar aglomerações nas agências.

A lei que criou o benefício, porém, garante a operação. O texto diz que é garantida “no mínimo uma transferência eletrônica de valores ao mês sem custos para conta bancária mantida em qualquer instituição financeira habilitada a operar pelo Banco Central”.

Questionada sobre o respaldo legal para a proibição, a Caixa respondeu que “as regras definidas para o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial seguem o estabelecido pela portaria nº 386 do Ministério da Cidadania, publicada no Diário Oficial da União no dia 15 de maio de 2020”.

No ordenamento jurídico brasileiro, porém, uma portaria serve apenas para regular uma lei já existente, sem poder criar, extinguir ou contrariar normas legais. Hierarquicamente, uma lei aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente da República tem maior força do que uma portaria ministerial.

“A Caixa informa ainda que a organização do pagamento das novas parcelas do auxílio emergencial visa evitar aglomerações nas agências bancárias e contribuir para a observância das medidas de proteção à saúde da população e de segurança no sentido de evitar a propagação da covid-19”, afirmou o banco, em nota.

Auxílio Emergencial: Segunda parcela será paga a partir de hoje para quem não é Bolsa Família

(Foto: Ilustração)

A Caixa Econômica Federal vai começar a pagar nesta quarta-feira (20/05) a segunda parcela do auxílio emergencial para os brasileiros que não fazem parte do Bolsa Família e já receberam os R$ 600 em abril. O recurso, contudo, só poderá ser movimentado de forma digital nesse primeiro momento, pois o saque presencial só será liberado a partir do próximo dia 30.
Os R$ 600 serão depositados na poupança digital de mais de 30 milhões de trabalhadores entre esta quarta-feira e e o próximo dia 26. O cronograma de pagamentos considera o mês de aniversário desses brasileiros, que fazem parte do CadÚnico ou pediram o auxílio emergencial no aplicativo da Caixa. Os nascidos em janeiro e fevereiro, por exemplo, serão pagos nesta quarta; os de março e abril na quinta-feira (21/05); e assim por diante (veja o calendário completo abaixo).
A Caixa espera, portanto, creditar o benefício de cinco milhões de brasileiros por dia. Porém, lembra que esse recurso só poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem até pelo menos o próximo dia 30. É que, para evitar aglomerações nas agências, o governo só vai liberar os saques presenciais dos R$ 600 para esse grupo de trabalhadores depois que concluir o pagamento deste mês do Bolsa Família, que vai até o próximo dia 29.
Presidente da Caixa, Pedro Guimarães explicou que muitos desses brasileiros não tinham conta no banco antes da pandemia da covid-19. Por isso, precisam de um atendimento especial na hora do saque e poderiam, portanto, contribuir com a formação de filas nas agências bancárias caso fossem atendidos ao mesmo tempo dos segurados do Bolsa Família.
Veja como será o pagamento da segunda parcela dos R$ 600 para quem não é do Bolsa Família:
Esses trabalhadores vão receber os R$ 600 primeiro na poupança social da Caixa, que pode ser acessada pelo aplicativo Caixa Tem através do CPF do trabalhador. Veja as datas do depósito:
20 de maio (quarta-feira): nascidos em janeiro e fevereiro
21 de maio (quinta-feira): nascidos em março e abril
22 de maio (sexta-feira): nascidos em maio e junho
23 de maio (sábado): nascidos em julho e agosto
25 de maio (segunda-feira): nascidos em setembro e outubro
26 de maio (terça-feira): nascidos em novembro e dezembro
Já os saques e a transferência dos R$ 600 só serão liberados depois do dia 30, de acordo com o seguinte calendário:
30 de maio (sábado): nascidos em janeiro
1º de junho (segunda-feira): nascidos em fevereiro
2 de junho (terça-feira): nascidos em março
3 de junho (quarta-feira): nascidos em abril
4 de junho (quinta-feira): nascidos em maio
5 de junho (sexta-feira): nascidos em junho
6 de junho (sábado): nascidos em julho
8 de junho (segunda-feira): nascidos em agosto
9 de junho (terça-feira): nascidos em setembro
10 de junho (quarta-feira): nascidos em outubro
12 de junho (sexta-feira): nascidos em novembro
13 de junho (sábado): nascidos em dezembro
123