Carga de madeira irregular do Pará é apreendida em Sertânia

Um caminhão que transportava 12 m³ de madeira irregular do Pará foi retido, na segunda-feira (11), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 232, em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. A carga havia saído do Pará e seguiria para Arcoverde, também no Sertão.

Policiais realizavam uma fiscalização no km 278 da rodovia, quando abordaram um caminhão que transportava madeira serrada. Ao ser questionado sobre a documentação da carga, o motorista disse que não possuía a Guia Florestal nem a Nota Fiscal, o que torna ilegal esse tipo de transporte.

LEIA MAIS

Cargas de milho e de madeira irregulares são retidas em Sertânia

Quatro caminhões que transportavam cargas de milho e de madeira irregulares foram retidos, nesta quarta-feira (18), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 232, em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. Ao todo, foram registradas 55 toneladas de grãos com excesso de peso e 34 m³ de madeira com problemas na documentação ambiental.
As abordagens foram realizadas no Km 278 da rodovia durante a Operação Vision, que tem como foco a segurança viária, a partir do reforço em ações educativas nas rodovias federais de Pernambuco.  Três caminhões que transportavam cargas de milho em grãos com excesso de peso haviam saído do Maranhão, Piauí e Tocantins. Além da autuação pelo transporte irregular da carga, foi realizada a transferência da mercadoria excedente para outros caminhões.

LEIA MAIS

Caminhão é retido com 55 toneladas de farelo de trigo irregular em Sertânia

Um caminhão que transportava 55 toneladas de farelo de trigo com irregularidades na documentação fiscal foi retido, no domingo (11), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). O flagrante foi realizado durante uma fiscalização no Km 278 da BR 232, em Sertânia, no Sertão de Pernambuco.

Durante a abordagem, o motorista informou que havia saído de Cascaval, no Paraná, em direção a Caetés, no Agreste pernambucano, mas a nota fiscal indicava como destino a cidade de Palmeira dos Índios, em Alagoas. Foi realizada uma inspeção detalhada na carga, mas não foram encontrados outros ilícitos.

A Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) foi acionada e emitiu uma autuação no valor de R$60 mil pela irregularidade. O veículo foi recolhido ao pátio para a regularização fiscal.