Após dez anos, obras do Parque Eólico em Casa Nova são reiniciadas

A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) retomou, no final de novembro, os trabalhos no canteiro de obras do parque eólico de Casa Nova (BA). As obras haviam sido suspensas após o pedido de recuperação judicial da empresa IMPSA, contratada pela Chesf para o fornecimento e montagem de aero geradores.

Concebido para ser o primeiro parque eólico da Chesf no país, o parque Casa Nova segue sem ter sido concluído dez anos depois do leilão no qual a estatal arrematou o lote. A previsão é que, agora, as obras sejam concluídas em outubro deste ano.

Agora, depois de 400 milhões investidos, a CHESF retoma a obra investindo, nessa primeira etapa, R$ 40 milhões no Parque A, que possui 18 unidades geradoras, com potência instalada de 1,5MW por unidade (total de 27MW). São cerca de 10 novos contratos de materiais, serviços e equipamentos que impedirão a degradação total das obras executadas e das instalações.

Presidente Jair Bolsonaro cumpre agenda hoje no município de Sobradinho

Presidente da República, Jair Bolsonaro

De acordo com a agenda oficial da presidência da república, o avião com a comitiva do presidente Jair Bolsonaro deixará a Base Aérea de Brasília por volta das 8h00 da manhã. A aeronave deve aterrissar em Petrolina por volta das 9h30, de onde seguirá para a cidade de Sobradinho/BA.

A chegada à terra da barragem está prevista para as 10h10, 11h00 o presidente participa da cerimônia de inauguração da Usina Fotovoltaica Flutuante. O retorno à Brasília está previsto para as 12h20.

Usina Fotovoltaica Flutuante, da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).

A Usina Solar Fotovoltaica Flutuante vai transformar a luz solar em energia elétrica. A planta piloto de painéis solares foi instalada pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) no reservatório da Usina Hidrelétrica de Sobradinho, na Bahia. Esse sistema de geração concentrada de energia fotovoltaica em usinas utilizando a área de reservatórios é pioneiro no Brasil. Até então, ele só havia sido instalado no solo. Segundo a Chesf, o objetivo é avaliar a viabilidade técnica, econômica e ambiental do projeto para que ele possa participar de leilões de venda de energia e ser reproduzido em outros reservatórios ou até mesmo em rios.

Chesf confirma possível visita de Bolsonaro ao município de Sobradinho na próxima segunda-feira

Eletrocentro da Plataforma Solar Flutuante de Sobradinho. (Foto: André Schuler)

Na próxima segunda-feira (5), a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) inaugura a primeira etapa da Usina Solar Flutuante instalada no Reservatório de Sobradinho (BA). O evento está marcado para às 10h.

Em comunicado divulgado na tarde de hoje (2), a Chesf confirmou a possível presença do presidente da República, Jair Bolsonaro. “Para a solenidade, há a previsão da presença do Presidente República, Jair Messias Bolsonaro, de autoridades do Governo Federal e Estadual, além do Setor Elétrico Nacional”, diz o informativo.

A visita de Bolsonaro ao município de Sobradinho havia sido anunciada pelo próprio presidente, nas redes sociais. Contudo, vale ressaltar que essa agenda ainda não foi confirmada oficialmente pelo Palácio do Planalto.

Bolsonaro vem a Sobradinho na próxima segunda-feira

Presidente virá a Sobradinho (BA).

Jair Bolsonaro deve voltar ao Vale do São Francisco na próxima semana. O presidente da República vem a Sobradinho (BA), na próxima segunda-feira (5), para uma visita à Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), onde deve inaugurar a primeira etapa da Usina Solar Fotovoltaica Flutuante.

O projeto é considerado o maior de pesquisa e desenvolvimento desse tipo de tecnologia flutuante em reservatórios de hidrelétricas. Com um investimento de R$ 55 milhões, a usina terá capacidade instalada de 1 Megawatt pico (MWp). O projeto é voltado para a inovação de tecnologia do setor elétrico com uma linha de pesquisa ambientalmente sustentável.

LEIA MAIS

Frente Parlamentar em Defesa da Chesf é lançada na Câmara dos Deputados

(Foto: Sérgio Francês)

Numa articulação para tentar evitar a privatização de empresas do setor elétrico brasileiro, foram lançadas conjuntamente cinco Frentes Parlamentares, nesta quarta-feira (3), na Câmara dos Deputados. Entre elas, está a Frente em Defesa da Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco), presidida pelo deputado Danilo Cabral (PSB). Em seu discurso, ele destacou que o grupo parlamentar busca lutar contra a tentativa de desmonte e venda de estatais estratégicas para a soberania nacional.

“Os valores que defendemos envolvem a soberania do País, a afirmação da democracia e o direito ao prestador de serviços. Por exemplo, o que seria da Chesf e do povo do Nordeste se ela não fosse uma empresa pública?”, afirmou Danilo Cabral. O deputado lembrou que a iniciativa de desestatização da Eletrobrás pelo governo do ex-presidente Michel Temer foi derrotada pelo Congresso Nacional. “Nós vencemos, lá atrás, uma batalha importante de uma guerra que está em curso e precisamos reforçar a nossa unidade, que vai nos fazer impor uma nova derrota ao governo”, acrescentou.

LEIA MAIS

Reservatório de Sobradinho deve operar com vazão mínima de 550m³/s até março de 2019

Este é o menor patamar médio já liberado pelos dois reservatórios do rio São Francisco e vem sendo praticado desde julho de 2017 devido à seca histórica que vem acontecendo na bacia desde 2012. (Foto: Internet)

Nesta quarta-feira (28), a Agência Nacional de Águas (ANA) prorrogou a redução temporária da vazão mínima que pode ser liberada pelos reservatórios de Sobradinho (BA) e Xingó (AL/SE), no rio São Francisco, que continuará na média diária de 550m³/s até 31 de março de 2019. Outra medida determinada pela Resolução ANA nº 90/2018, publicada hoje no Diário Oficial da União, permite que a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF) libere uma vazão mínima defluente instantânea de até 523m³/s nestes dois reservatórios.

O patamar médio de 550m³/s é o menor já praticado em Sobradinho e Xingó e está vigente desde julho do ano passado com a publicação da Resolução ANA nº 1.291/2017. A redução da defluência mínima leva em consideração as condições hidrológicas e de armazenamento de água na bacia hidrográfica do São Francisco, enfrentou uma seca histórica entre 2012 e 2017. Mantida por precaução, a vazão mínima de 550m³/s poderá ser aumentada caso avaliações técnicas recomendem a mudança.

Devido à forte seca na bacia do São Francisco nos últimos anos, a ANA vem autorizando a redução da vazão mínima defluente abaixo de 1.300m³/s (patamar mínimo adotado em situações de normalidade) tanto em Sobradinho quanto em Xingó desde a Resolução ANA nº 442/2013, quando o limite mínimo de vazão liberada caiu para 1.100m³/s. A partir de então, as defluências mínimas destes reservatórios têm sido reduzidas gradativamente, conforme verificada a necessidade de adequação às condições climáticas mais severas e sempre buscando garantir a segurança hídrica na bacia.

Histórico das reduções

LEIA MAIS

Vazão da barragem de Sobradinho continua em 550m³ até novembro

Este foi o menor patamar médio já adotado em Sobradinho desde sua construção em novembro de 1979. (Foto: Internet)

O Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º) publicou a Resolução ANA nº 51/2018, que prorroga a redução temporária da vazão mínima liberada pelo reservatório de Sobradinho no patamar de 550m³/s na média diária e 523m³/s para descargas instantâneas a serem praticadas pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF).

A medida da Agência Nacional de Águas (ANA) tem vigência até 30 de novembro. O patamar médio de 550m³/s é o menor já praticado nos reservatórios e está vigente desde julho do ano passado com a publicação da Resolução ANA nº 1.291/2017.

Cabe à CHESF informar as populações das cidades ribeirinhas do Baixo e Submédio São Francisco sobre as reduções de vazão. As estações de monitoramento de Juazeiro (BA) continuarão sendo utilizadas para controle das defluências do reservatório de Sobradinho.

A redução da defluência mínima leva em consideração as condições hidrológicas e de armazenamento de água na bacia hidrográfica do São Francisco, que vem enfrentando uma seca histórica desde 2012.

LEIA MAIS

Nível do Reservatório de Sobradinho deve chegar a 30% ainda nessa semana

(Foto: Reprodução/Internet)

Em recuperação, o Reservatório de Sobradinho pode atingir o volume de 30% nessa semana. Até a segunda-feira (19), a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) era de 28,45%.

A recuperação do reservatório teve início no dia 23 de fevereiro, com as chuvas registradas na região. Pela primeira vez no período da seca, Sobradinho alcançou 20% do seu volume. Nesse período Juazeiro e Petrolina registraram chuva acumulada no ano de 116,3 mm e 151,9 mm, respectivamente.

O cenário era diferente em 2017, quando Sobradinho atingiu 2% do seu volume útil, colocando a população ribeirinha em alerta. Entretanto, segundo o diretor de operações da Chesf, João Henrique Franklin, é necessário mais chuva tanto na região, quanto em Minas Gerais.

“Nesse período de chuvas no São Francisco que vai de novembro a maio do ano seguinte, apesar de não ser aquilo do que nós esperávamos, é melhor do que o ciclo passado de tal forma que a situação ainda não pode ser considerada confortável”, disse o diretor.

Diretor de operações da Chesf afirma que redução de vazão foi previamente comunicada a Compesa

(Foto: Reprodução/Internet)

Nas últimas semanas alguns bairros de Petrolina sofreram com a falta d’água. Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a redução na vazão da barragem de Sobradinho foi a responsável pelo problema no abastecimento.

No dia 1º de março, a Compesa comunicou que a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) reduziu de maneira repentina a vazão e não teria comunicado a Compesa. No entanto, o diretor de operações da Chesf, João Henrique Franklin afirma que o Governo de Pernambuco já estava ciente das reduções.

LEIA TAMBÉM:

Em recuperação, barragem de Sobradinho alcança 26% da capacidade

“A Agência Nacional de Água faz uma reunião com todos os envolvidos na Bacia do São Francisco, com todos os estados. Então não há porque falar de falta de divulgação”, explicou João Henrique em participação no programa Super Manhã, na Rádio Jornal Petrolina.

O diretor de operações também informou que a redução na vazão da barragem está autorizada pela ANA e pelo IBAMA desde 2013. João Henrique também informou que, devido aos problemas registrados pela Compesa, a Chesf vai analisar a situação e averiguar a necessidade de adequar a vazão.

Em recuperação, barragem de Sobradinho alcança 26% da capacidade

(Foto: Reprodução/Internet)

As chuvas no começo desse ano estão ajudando na recuperação da barragem de Sobradinho. Apesar disso, o diretor de operações da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF), João Henrique Franklin, afirma que o momento ainda é de cautela.

Em entrevista ao programa Super Manhã, da Rádio Jornal Petrolina, nessa quarta-feira (14), João Henrique destacou a recuperação do reservatório, hoje com 26% da sua capacidade.

A recuperação da barragem de Sobradinho é consequência das chuvas na região e também no estado de Minas Gerais. “Hoje o nível do reservatório está em 26% e continua acumulando água, porque a vazão que chega hoje em Sobradinho, que é da ordem e 1600 m³ por segundo é superior a vazão que está saindo, que é de 600 m³”, afirmou.

LEIA MAIS

Paulo Câmara alerta Chesf sobre o risco de desabastecimento em Petrolina após redução de vazão em Sobradinho

Paulo Câmara alertou a Chesf para a necessidade de manter a vazão liberada pela Barragem de Sobradinho em 600 m³/s. (Foto: Ilustração)

Preocupado com as elevadas oscilações no nível de captações de água para o consumo humano no Rio São Francisco, o governador Paulo Câmara enviou ofício ao presidente da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Sinval Zaidan Gama, alertando para os riscos de desabastecimento de várias cidades do Vale do São Francisco.

Em função da redução da vazão da Barragem de Sobradinho, sem aviso prévio, na última sexta-feira (2) a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi obrigada a desligar uma das captações do manancial, pertencente ao Sistema Vitória, provocando a falta de água em 35% da cidade de Petrolina, cerca de 80 mil pessoas.

Diante da gravidade da situação, o governador Paulo Câmara alertou a Chesf para a necessidade de manter a vazão liberada pela Barragem de Sobradinho no mesmo nível praticado na maior parte do ano passado, que foi 600 metros cúbicos de água por segundo.

Paulo Câmara ainda solicitou à Chesf que sejam feitas diligências, com o apoio da Agência Nacional de Águas (ANA) e de outros órgãos reguladores, para garantir que a vazão defluente da Barragem de Sobradinho seja mantida nesse patamar mínimo de 600 metros cúbicos de água, por segundo.

LEIA MAIS

Paulo Câmara alerta a Chesf sobre risco de desabastecimento em Petrolina

(Foto: Arquivo)

Preocupado com as elevadas oscilações no nível de captações de água para o consumo humano no Rio São Francisco, o governador Paulo Câmara enviou ofício ao presidente da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), Sinval Zaidan Gama, alertando para os riscos de desabastecimento de várias cidades do Vale do São Francisco. Em função da redução da vazão da Barragem de Sobradinho, sem aviso prévio, na última sexta-feira (2) a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi obrigada a desligar uma das captações do manancial, pertencente ao Sistema Vitória, provocando a falta de água em 35% da cidade de Petrolina, cerca de 80 mil pessoas.

Diante da gravidade da situação, o governador Paulo Câmara alertou a Chesf para a necessidade de manter a vazão liberada pela Barragem de Sobradinho no mesmo nível praticado na maior parte do ano passado, que foi 600 metros cúbicos de água por segundo.

Paulo Câmara ainda solicitou à Chesf que sejam feitas diligências, com o apoio da Agência Nacional de Águas (ANA) e de outros órgãos reguladores, para garantir que a vazão defluente da Barragem de Sobradinho seja mantida nesse patamar mínimo de 600 metros cúbicos de água, por segundo.

“Esse nível vai possibilitar a estabilidade no fornecimento de água  e prevenir uma situação que pode ser ameaçadora para a população e para a economia da região, com destaque para a cidade de Petrolina, cidade polo da região”, informou o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

Tavares lembrou que, em decorrência da seca dos últimos anos, a vazão defluente da Barragem de Sobradinho vem sendo reduzida paulatinamente com impactos diretos sobre a captação de água. Na sexta-feira passada, a redução repentina e significativa do nível do rio, sobre a qual a Compesa não foi informada, impediu a companhia de comunicar à população antecipadamente sobre a interrupção do abastecimento. Antes mesmo de entender a mudança na vazão liberada por Sobradinho, a companhia decidiu executar uma obra para permitir a abertura do canal de aproximação da captação até o rio. Graças a essa ação, será possível normalizar a distribuição de água para as áreas afetadas até a noite de hoje (7).

Barragem de Sobradinho está com mais de 20% da capacidade

(Foto: Arquivo)

O mês de março começou com uma boa notícia ao povo sertanejo. O nível da barragem de Sobradinho superou 20% da sua capacidade. No primeiro dia do mês, a Companhia Hidro Elétrica do São Franscico (Chesf) registrou 21,78% do volume e até a próxima semana, o nível deve chegar a 24%.

LEIA TAMBÉM:

Precipitação acumulada em fevereiro supera média esperada pelo LabMet

A recuperação da barragem se deu graças as chuvas do início do ano. Já em fevereiro, mês que superou a média de precipitação pluviométrica, esperada para todo mês. De acordo com o Laboratório de Meteorologia (LabMet) da Univasf, a média esperada era de 60 mm, mas acabou chovendo mais de 90  mm.

Ainda em fevereiro, a barragem de Sobradinho registrou pela primeira vez no ano 20% da sua capacidade, no dia 23. De acordo com a Chesf, a quantidade de água chegando ao lago (afluência), está em torno dos 1.500 metros cúbicos por segundo. Já a defluência é de 670 metros cúbicos por segundo.

Parceria entre Embrapa e Chesf fortalece agropecuária em Casa Nova

(Foto: Ascom Embrapa)

Produtores familiares de Casa Nova estão sendo beneficiados por uma ação conjunta da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).

As atividades do projeto “Ações de desenvolvimento para produtores agropecuários do entorno dos parques eólicos de Casa Nova (BA), têm foco na sustentabilidade da agropecuária na região, envolvendo sistemas de produção de importância econômica, social e ecológica.

LEIA MAIS

Chuvas de fevereiro recuperam volume do Reservatório de Sobradinho

(Foto: Samuel Morais/Divulgação)

O primeiro mês de 2018 foi de preocupação com o volume do Reservatório de Sobradinho, quando o volume útil atingiu a marca de 12,29%. Mas as chuvas de verão têm ajudado a modificar esse cenário e no domingo (18) o nível chegou a 16,91%, mostrando um cenário positivo para fevereiro.

Entre o dia 3 a 18 de fevereiro a chuva acumulada em milímetros foi de 144,3, de segundo dados do Sistema de Gestão de Recursos da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf). Uma realidade bem distinta de agosto passado, quando o nível do volume útil do reservatório atingiu seu menor nível, 2%.

Os primeiros meses do ano são marcados pelas chuvas no Nordeste, época de recuperação dos reservatórios e barragens da região. Janeiro não choveu o esperado, mas segundo Laboratório de Meteorologia da Univasf, fevereiro deve compensar e terminar no acumulado com 70 mm.

A semana ainda pode registrar mais chuva, já que o Instituto Climatempo alerta para a possibilidade de chuva a qualquer hora do dia de hoje (19) até a sexta-feira (23).

123