Alerta de perigo potencial por causa das chuvas segue até essa quinta-feira em várias cidades do Sertão

Lagoa Grande é um dos municípios em alerta (Foto: Nininho Poeta/Reprodução)

Conforme o Blog mostrou ontem, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta de perigo potencial por causa das chuvas que começaram a cair na madrugada de quarta-feira (22). O aviso é válido até às 10h dessa quinta-feira (23) e pode ser renovado, já que há poucos minutos voltou a chover forte em algumas cidades, como Petrolina.

De acordo com o INMET, nos municípios citados no alerta pode chover até 50 mm em um único dia. Entre os municípios que listados estão Afrânio, Araripina, Belém do São Francisco, Bodocó, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande e Petrolina. Na Bahia, Juazeiro, Campo Formoso, Campo Alegre de Lourdes entre outros.

Em Lagoa Grande, que apenas ontem contabilizou 133 mm em um dia, nas últimas 12 horas a precipitação acumulada foi de 49,98 mm, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac). Rajada, Distrito de Petrolina, registrou 6,77 mm e na cidade de Dormentes, mais de 22 mm.

Prefeitura realiza serviços de drenagem e desobstrução de canais após chuvas em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Após a chuva que caiu em Petrolina (PE) nessa quarta-feira (22), a prefeitura municipal deu início a serviços de desobstrução, drenagem, retirada de lixo e areia dos canais, entre outras medidas. Ao todo, 80 técnicos com máquinas foram mobilizados.

Os principais pontos afetados pela água, segundo a prefeitura, foram os bairros Dom Avelar, Padre Cícero, João de Deus, Vila Marcela, Henrique Leite, Jatobá e São Gonçalo. De acordo com a prefeitura, as equipes seguirão intensificando o trabalho durante toda a semana.

LEIA MAIS

Previsão é de mais chuva nesta quinta-feira em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

De acordo com os institutos meteorológicos ClimaTempo e Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), deve voltar a chover em Petrolina nesta quinta-feira (23). A previsão é de que chova cerca de 20mm durante o período da tarde e da noite.

Segundo a Apac, o dia será nublado com pancadas de chuva em toda a região do sertão do São Francisco no período da noite com intensidade fraca a moderada. A temperatura deve variar 23° e 29°, de acordo com o ClimaTempo.

LEIA MAIS

Devido às chuvas, prefeitura tem intensificado ações preventivas contra o Aedes Aegypti em Petrolina

Agora o município conta com o reforço de mais 45 agentes de endemias. (Foto: ASCOM)

Após as chuvas durante esta semana em Petrolina (PE), a prefeitura decidiu intensificar as ações em combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

O reforço é para evitar a reprodução do mosquito, já que o primeiro Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2020 apontou índice de 1,0%, ou seja, com médio risco de infestação do Aedes.

“A prevenção deve ser mantida, pois, enquanto agirmos de modo preventivo, a tendência é de que esses casos diminuam ano a ano. Até uma casca de ovo pode ser um local propício para proliferação do mosquito”, disse a secretária executiva de Vigilância em Saúde, Marlene Leandro,

LEIA MAIS

Petrolina: mesmo debaixo de chuva comunidade do Maria Tereza se une para abrir vala e fazer esgoto escoar

Moradores da zona rural enfrentam problemas

Que a chuva é uma bênção aos sertanejos, isso é fato. Mas a falta de estrutura em algumas localidades acaba transformando essa dádiva em uma dor de cabeça sem fim. No Projeto Maria Tereza, zona rural de Petrolina, nessa quarta-feira (22) a luta de quem reside nas Ruas 36, 37 e 38 é tentar fazer com que o esgoto escoa.

Isso porque a forte chuva que cai desde as primeiras horas da manhã se misturou a água suja, tomou parte da via pública e deixou o local intransitável. E para os próximos dias eles já preveem mais problemas. “A situação é bem complicada, além de todos os transtornos com as ruas alagadas, a gente fica sem energia por várias horas e sem água nas torneiras por vários dias“, relatou um morador.

Na sede a situação ficou complicada nos bairros sem pavimentação asfáltica, a exemplo do Jatobá e no João de Deus. Nessa comunidade os moradores da Vila da Fé, uma invasão sempre afetada pelas chuvas, tiveram prejuízos materiais e esperam o céu se acalmar para contabilizar os prejuízos.

IPA contabiliza chuva de 133 mm em Lagoa Grande apenas nessa quarta-feira

Mais cedo o Blog mostrou a forte chuva registrada em Lagoa Grande, Sertão de Pernambuco, na manhã dessa quarta-feira (22). De acordo com o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), que também monitora as chuvas no interior do Estado, somente hoje foram contabilizados 133 milímetros.

LEIA TAMBÉM

Chuva provoca alagamentos em Juazeiro e Lagoa Grande

Para se ter uma noção da força da precipitação, em todo mês o município somou 169.5, 133 apenas com os números desas quarta, até 12h. Sem cessar, a chuva causou transtornos, alagando bairros já que a água não consegue escoar e baixar. O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) renovou o alerta de “Perigo Potencial” na cidade, até às 10h desta quinta-feira (23).

O INMET alerta para a forte chuva em poucas horas, o que pode desencadear queda de árvores e descargas elétricas. Quem tiver alguma demanda urgente deve acionar a Defesa Civil através do número 199 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193.

Equipes da Defesa Civil de Petrolina estão nas ruas fazendo levantamento de bairros afetados pela chuva

Equipes estão monitorando bairros afetados (Foto: Thamires Santos/Cortesia)

A chuva enfim deu uma trégua em Petrolina nessa quarta-feira (22) e a Prefeitura de Petrolina informou que já está com a equipe da Defesa Civil rodando os bairros afetados. Membros das secretarias de Desenvolvimento Urbano e Habitação; Infraestrutura e Serviços Públicos; e Desenvolvimento Social e Direitos Humanos encabeçam as ações.

LEIA TAMBÉM

Apac prevê chuvas até a próxima semana no Sertão do São Francisco; INMET tem alerta para região

Segundo a Prefeitura, o principal agora é observar “os principais pontos de alagamento e identificando os locais que precisam de ações imediatas, como drenagem da água acumulada e retirada das árvores que foram derrubadas”. Nos casos mais graves, com relatos de desabrigados, as equipes deverão ofertar abrigo e alimentação às famílias.

“A população que identificar danos provocados pela chuva pode acionar a Defesa Civil pela Central de Atendimentos, no telefone 153“, ressalta a nota. Petrolina tem alerta de perigo potencial, emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), válido até às 10h desta quinta-feira (23).

Moradores de Juazeiro registram problemas causados pela chuva; Defesa Civil disponibiliza telefone para emergências

A forte chuva dessa quarta-feira (22) também deixou vários bairros de Juazeiro (BA) alagados. Leitores enviaram fotos do Antônio Guilhermino, Residencial Mairi e Dom José Rodrigues. Eles alegam que quando chove sempre acontecem os mesmos problemas: as ruas não conseguem dar conta da água acumulada e as residências são afetadas.

LEIA TAMBÉM

Chuva provoca alagamentos em Juazeiro e Lagoa Grande

“Tem uma comunidade atrás do cemitério que provavelmente também vai inundar. Eles não estão nem aí pra população”, desabafou uma moradora da cidade baiana. O Blog Waldiney Passos procurou a Prefeitura de Juazeiro para saber quais medidas emergenciais a Defesa Civil está adotando, a fim de amenizar os danos.

“A Defesa Civil informa que, assim que a chuva diminuir fará um breve levantamento/diagnóstico das situações de risco para que as medidas necessárias sejam tomadas a fim de preservar a vida da população. A população pode entrar em contato coma Defesa Civil através do telefone (74) 9 9198 0813“, informa a nota enviada à nossa Produção.

Chuva provoca alagamentos em Juazeiro e Lagoa Grande

Ruas de Lagoa Grande ficaram alagadas (Foto: Ninho Poeta/Reprodução)

A chuva que chegou durante a madrugada dessa quarta-feira (22) também foi registrada em Juazeiro (BA) e Lagoa Grande (PE). Na cidade pernambucana a precipitação provocou alagamentos em diversos bairros da cidade, causando transtornos aos motoristas e pedestres que se deslocavam ao seus trabalhos.

Confira o vídeo registrado pelo radialista Ninho Poeta:

Em Juazeiro há relatos de alagamentos nos bairros mais periféricos, como Castelo Branco, Antônio Guilhermino e Sol Nascente. Até mesmo no Centro da cidade foram contabilizados pequenos transtornos, especialmente nesse começo da manhã quando as pessoas estão se deslocando aos seus trabalhos.

Apac prevê chuvas até a próxima semana no Sertão do São Francisco; INMET tem alerta para região

Chuva deve persistir na região (Foto: Blog Waldiney Passos)

A quarta-feira (22) começou com chuva em Petrolina e de acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), até às 7h50 já havia chovido 27, 400 mm na região central. O valor foi contabilizado na unidade da Agência, localizada no bairro Gercino Coelho. No Jardim São Paulo, outro ponto observado o acumulado da chuva foi de 19,20 mm.

Nos bairros José e Maria e Cohab Massangano a Apac registrou, respectivamente, 18,80 mm e 15,20 mm. A previsão para o Sertão do São Francisco hoje é de céu nublado, com possibilidade de chuva a qualquer hora do dia. A Agência ainda estima chuva até o dia 28 de janeiro nessa região.

INMET tem alerta para região

Na tarde de terça-feira (21) o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu um alerta válido até 9h de hoje, para diversos municípios baianos e pernambucanos. O alerta amarelo registra perigo potencial, já que a chuva acumulada pode variar de 20 a 30 mm.

Chuvas fortes alagam cidades no Piauí

Após um longo período de seca,  está chovendo forte em algumas cidades do Estado do Piauí. Na última segunda-feira (06), uma chuva intensa foi registrada no município de  Massapê do Piauí.

As chuvas intensas também foram registradas em municípios como Patos do Piauí, Paulistana, Picos. Lagoa do Barro e Jacobina do Piauí, onde a Barragem do Padre transbordou.

Nossa redação editou um vídeo mostrando diversas ruas das cidades alagadas como resultado das chuvas torrenciais.

Previsão do tempo

Segundo o site Climatempo, a chuva continua forte no Piauí. O alerta é amarelo com possibilidade de novos temporais. A chuva será frequente e volumosa com fortes rajadas de vento.

Ipubi e Parnamirim registram boas chuvas, mas Apac prevê tempo firme nesta sexta-feira

Ipubi e Parnamirim seguem registrando boas chuvas

O sol apareceu em Petrolina, mas a chuva continua em dois municípios do Sertão. Em Ipubi e Parnamirim não houve trégua e choveu bem nas últimas 24 horas. De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), em Serrolândia foram registrados 32,27 mm.

Parnamirim teve uma chuva menor, com 29,12 mm. Na quarta-feria (8) o município com o maior índice de precipitação acumulada foi São José do Belmonte, totalizando 39,63 mm.

A previsão da Apac para o Sertão na sexta-feira (10) é de tempo firme e muito sol, ou seja, a chuva dará uma trégua. A máxima deve ser de 38° C e a mínima de 22° C.

Dom Malan desmente boato e classifica de “informação equivocada” notícia sobre demissão de funcionários

Unidade considerou notícia “inverídica” (Foto: Arquivo)

Um vídeo que mostra funcionários do Hospital Dom Malan/IMIP mostrando os estragos causados pelas chuvas dessa semana repercutiu nas redes sociais. Porém, a direção da unidade nega qualquer represália aos servidores e desmentiu a informação sobre demissões.

Procurado pelo Blog Waldiney Passos o o HDM respondeu em nota que “nenhum funcionário contratado em regime celetista pelo HDM foi demitido nos últimos dias. Desse modo, considera a informação equivocada”.

O vídeo em questão foi divulgado na noite de segunda-feira (6), quando uma forte chuva atingiu Petrolina e alagou alguns pontos da cidade. Funcionários apareciam usando rodos para puxar a água empoçada dentro da unidade médica.

Chuvas na região garantem ânimo novo à população da zona rural de Petrolina

Agricultor Paulo da localidade de Poço Dantas, festejando a chegada das chuvas

Notícia boa no Sertão pernambucano é aquela que envolve mais acesso à água. Na última semana, o município de Petrolina recebeu um considerável volume de chuvas, o que alegra e dá esperança às comunidades rurais, principalmente, as que sofrem com o longo período de estiagem, já que têm seus barreiros reabastecidos ajudando na criação de animais e irrigação de pequenas lavouras.

Foram registrados generosos índices pluviométricos a exemplo da comunidade de Cristália, que marcou 70mm de água. Para Seu Paulo de Terezinha que mora em Poço Dantas, região de Cristália, a emoção de vivenciar dias chuvosos é uma bênção e motivo de gratidão. “É muito importante assim porque a gente passa o ano todinho pra poder ver essas chuvas que vêm. Eu estou muito feliz porque eu já estava queimando o mandacaru para minha criação, a palma que eu tinha estava se acabando também essa chuva veio na hora certa!”, celebrou seu Paulo.

 Outras localidades como Sítio Romão, Garcinha, Inhuma, Atalho; em vilas da área irrigada como N-4, N-5, N-7 e N-10 também festejam as chuvas. E de acordo com os principais institutos de meteorologia do país, há mais previsão para este mês de janeiro.

No próximo final de semana equipes da Secretaria de Governo e Agricultura farão visita a algumas comunidades da zona rural do município para acompanhar de perto tanto as benesses quanto algumas intercorrências que acontecem nesse período chuvoso, em destaque as condições das estradas após as primeiras chuvas. A secretaria realizou em 2019 mais de 1 mil km de patrolamento de estradas vicinais, garantindo assim maior segurança e mobilidade a quem trafega por essas áreas, como também, limpeza de barreiros e barragens, o que proporciona um melhor uso dessa água.

“Seguimos a orientação do prefeito Miguel Coelho de fazermos um levantamento das prioridades em relação ao que precisa ser feito de mais urgente em relação aos serviços de patrolamento para garantir o direito de ir e vir do homem e da mulher do campo”, ressaltou o secretário de Governo e Agricultura, Simão Durando.

Com previsão de mais chuvas, prefeitura intensifica operação em bairros de Petrolina

(Foto: ASCOM/Jonas Santos)

Em menos de 24 horas, Petrolina registrou locais com mais de 40 milímetros de chuva, que começou na noite dessa segunda-feira (6) e se estendeu até a madrugada. Com a previsão de novos temporais, a prefeitura do município está acompanhando de perto as localidades mais afetadas pela água.

A vice-prefeita, Luska Portela, acompanhou a operação, juntamente com os secretários executivos de Segurança Pública, Cícero Dirceu, e de Serviços Públicos, Alisson Oliveira, além da equipe de assistência social.

Para minimizar os transtornos, a prefeitura mobilizou cerca de 50 técnicos e máquinas em diversas frentes de trabalho, realizando monitoramento, serviços de desobstrução em canais, drenagem, retirada de lixo e areia dos canais, entre outras medidas.

LEIA MAIS
12345