DPU entra com pedido contra reintegração de posse em Casa Nova e Juazeiro

Defensoria entrou com pedido contra reintegração (Foto: Ascom PF)

A Defensoria Pública da União (DPU) acionou a Justiça contra a reintegração de posse realizada pela Polícia Federal na segunda-feira (25), nas cidades de Casa Nova e Juazeiro, na Bahia. O defensor público André Cerqueira foi contra a reintegração, até que um novo local para os acampados seja encontrado.

LEIA TAMBÉM:

Codevasf alega que ocupações em Casa Nova e Juazeiro trazem “grave ameaça” ao funcionamento do Projeto Salitre

Acampados relatam violência, mas PF afirma que reintegração de posse acontece forma pacífica em Casa Nova e Juazeiro

Polícia Federal realiza operação de reintegração de posse no Salitre, em Juazeiro

Na madrugada de ontem agentes da PF cumpriram uma ordem judicial, que era favorável à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). A Companhia alega que os acampamentos Abril Vermelho, em Juazeiro e Irani I e II, na cidade de Casa Nova, são prejudiciais ao desenvolvimento da irrigação local.

Os acampados alegam que a PF abusou da força, tendo inclusive efetuado disparos de arma de fogo contra dois moradores. Em nota, a polícia negou e disse que a reintegração de posse foi tranquila. (Com informações do Bahia Notícias).

Produção de famílias despejadas de assentamentos servia inclusive para Ceasa, segundo acampado

Barracos foram destruídos em cumprimento à ordem judicial.

A Polícia Federal esteve, no início da manhã desta segunda-feira (25) em Juazeiro e Casa Nova, ambas na Bahia, em uma área pertencente à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para cumprimento de mandados de reintegração de posse. A área estava invadida por membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Segundo a Comissão Pastoral da Terra de Juazeiro, a ação da PF foi violenta, inclusive com uso de bombas de gás e spray de pimenta. Em nota, a PF rebateu e afirmou que a desocupação aconteceu de forma pacífica.

LEIA MAIS

Codevasf alega que ocupações em Casa Nova e Juazeiro trazem “grave ameaça” ao funcionamento do Projeto Salitre

Codevasf pediu reintegração desde 2012 (Foto: PF/Divulgação)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) emitiu uma nota sobre a reintegração de posse realizada em lotes de sua posse, mas que desde 2012 estavam ocupados por integrantes do Movimento Sem Terra (MST), nos municípios de Casa Nova e Juazeiro, na Bahia.

Segundo a Codevasf, os acampados do Abril Vermelho (Juazeiro) e Irani I e II (Casa Nova) entraram nas terras de forma ilegal. “Em 2019, a Companhia venceu as duas ações judiciais e requereu à Justiça Federal o cumprimento das sentenças. Assim, em setembro deste ano, os ocupantes irregulares foram notificados a se retirarem voluntariamente no prazo de 15 dias após o recebimento da notificação, que deverá ocorrer até o dia 07 de outubro“, ressalta a nota.

LEIA TAMBÉM:

Acampados relatam violência, mas PF afirma que reintegração de posse acontece forma pacífica em Casa Nova e Juazeiro

Vereador Gilmar Santos diz ter sido detido por reagir a violência policial

A Codevasf afirmou ainda que a “ocupação irregular no Projeto Salitre traz uma grave ameaça ao seu funcionamento, pois interrompeu o processo de transferência da gestão do projeto da Codevasf para o distrito de irrigação. Atualmente o déficit anual com a manutenção da infraestrutura provocada por usuários irregulares chega a R$ 5 milhões somente com custos de energia elétrica”.

Confira a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Morador de Rajada faz apelo para que Codevasf conserte cata-vento no Sítio Santo Antônio

Ventania derrubou cata-vento e deixou Rajada em água

O forte calor no Sertão levou a Agência Pernambucana de Água e Climas (Apac) a emitir alerta até esta sexta-feira (22). Agora, imagine viver com as altas temperaturas e não ter água para aliviar a sede dos seus animais? Essa é a realidade no Distrito de Rajada.

Uma forte ventania no final de outubro derrubou o cata-vento localizado em uma propriedade no Sítio Santo Antônio. Com a queda do objeto, não é possível puxar a água e os agricultores e criadores estão sem água para irrigar a plantação e alimentar os caprinos.

LEIA TAMBÉM:

Gabriel Menezes pede recuperação de cata-vento na zona rural e faz sugestão à Prefeitura de Petrolina

“A gente pede uma força do Blog, porque os bichos estão morrendo de sede. Peça ajuda aqui para Rajada“, clamou o leitor. Ele também gravou um vídeo, no qual é possível ter a dimensão do problema. Confira a seguir:

LEIA MAIS

Ronaldo Silva quer ação para combater roubos em adutoras da zona rural

Vereador quer que Poder Público adote medidas na zona rural (Foto: Blog Waldiney Passos)

Logo mais às 9h os vereadores de Petrolina se reúnem para mais uma sessão ordinária e entre os oito Requerimentos apresentados hoje, o vereador Ronaldo Silva (PSDB) solicita mais segurança na zona rural da cidade.

Através do Requerimento n° 372/2019, o edil quer que a Codevasf e Prefeitura adotem medidas no sentido de combater os furtos às adutoras nas comunidades de Almas, Atalho, Caititu, Cristália, Salina e Simpatia. Outro Requerimento de destaque na sessão dessa terça-feira (19) é o de número 379/2019, de Paulo Valgueiro (MDB).

O líder da Oposição reivindicou a realização de campanhas educativas aos motoboys e entregadores de deliverys. No pedido à Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), Valgueiro ainda cobra a regulamentação da categoria.

Além dessa solicitação, outras 35 Indicações. Na ordem do dia constam ainda seis projetos de Lei para votação, todos de autoria do Poder Legislativo.

Compesa afirma não ter responsabilidade sobre esgoto no Serrote do Urubu

Problema segue sem solução (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na semana passada o Blog Waldiney Passos mostrou a demanda de um leitor, sobre esgotamento sanitário no Serrote do Urubu, interior de Petrolina. Nossa equipe procurou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que afirmou não ter responsabilidade sobre o problema.

LEIA TAMBÉM:

Esgoto no Serrote do Urubu, em Petrolina, incomoda comunidade

Segundo a Companhia, ela “não opera o sistema de esgotamento sanitário de Serrote do Urubu”. A Prefeitura de Petrolina também disse não ser de sua competência o reparo na localidade e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) ainda não se manifestou sobre o reparo.

Enquanto isso a comunidade é obrigada a conviver com o esgoto escorrendo pela Rua Principal, próximo à uma escola municipal e à associação do Serrote.

Gabriel Menezes pede recuperação de cata-vento na zona rural e faz sugestão à Prefeitura de Petrolina

Vereador cobra serviço com urgência na zona rural (Foto: Blog Waldiney Passos)

Gabriel Menezes (PSL) solicitou à Prefeitura de Petrolina e à Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para recuperar, em caráter de urgência, o cata-vento do poço artesiano localizado no Sítio Santo Antônio, na margem da estrada de ligação ao Distrito de Rajada.

LEIA TAMBÉM:

Gabriel Menezes comenta situação de Lóssio e anuncia ida para Avante em 2020

“Os animais estão morrendo de sede, as pessoas precisam desse cata-vento. Sugerimos que um kit solar fosse instalado. O Governo municipal precisa ampliar a instalação desses kits solares. Tem época que o tempo está parado, agora sol nós temos abundantemente”, justificou no Plenário.

No mesmo pedido, o vereador ressaltou a importância do kit solar. “Que se fosse analisada a instalação de um kit solar. Mesmo quando não se tem vento nessa região e o cata-vento não consegue puxar água, nós temos sol em abundância. O kit solar resolveria esse problema“, disse. O pedido foi aprovado por 20×0 e segue para análise do prefeito Miguel Coelho.

Codevasf realiza peixamento em Petrolina para celebrar aniversário do Velho Chico

O evento contou com a participação de estudantes do município.

Para comemorar o Dia do rio São Francisco, celebrado nesta sexta-feira (04), a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio da Superintendência Regional em Petrolina (PE), realizou peixamento com de cerca de 50 mil alevinos de espécies de peixes nativas do Velho Chico, como piau verdadeiro e pacamã, produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Bebedouro, localizado em Petrolina.

O peixamento foi realizado por 25 alunos do colégio municipal Anézio Leão. Durante a soltura dos alevinos nas margens do rio São Francisco em Petrolina, eles ouviram uma breve explanação da equipe técnica da Codevasf a respeito dos cuidados com o meio ambiente.

A estudante Ana Júlia Pereira, 13 anos, disse que foi um dia especial para ela. “Fiquei bastante emocionada. Eu conheço o rio desde que nasci e estar aqui, no dia do seu aniversário, colocando vidas nele, é muito legal. Foi emocionante”, disse.

LEIA MAIS

Petrolina recebe investimentos da Codevasf para estruturação de vias públicas

(Foto: CODEVASF)

A partir de um investimento de cerca de R$ 16 milhões, a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco e do Parnaíba(Codevasf) irá estrutura diversas vias de acesso a bairros do município de Petrolina (PE) com a pavimentação em paralelepípedo. As obras devem ser iniciadas ainda neste semestre e devem beneficiar 28 vias públicas com a estruturação urbana.

A execução das obras está dividida em cinco etapas. A primeira engloba os bairros Petrópolis, Terras do Sul, São Jorge, Henrique Leite e Fernando Idalino e deve ser concluída no prazo de 120 dias. Para essa etapa inicial, será investido pela Codevasf aproximadamente R$3 milhões.

Integrante das políticas públicas de Desenvolvimento Regional, os projetos de Desenvolvimento Urbano da Codevasf estão sendo executados nas áreas de atuação da Companhia no país. O mais recente foi no estado de Sergipe, que só este ano estruturou mais de 85 mil m² de vias públicas.

LEIA MAIS

Primeiras unidades parcelares empresariais do Projeto de Irrigação Pontal são entregues pela Codevasf

(Foto: Divulgação)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) iniciou a entrega das primeiras unidades parcelares empresariais (lotes) da Área Sul do Projeto de Irrigação Pontal, localizado em Petrolina (PE). Das 37 unidades parcelares destinadas às empresas, 18 foram vendidas na primeira fase da licitação e mais de 90% dos proprietários já foram notificados e autorizados pela Codevasf para iniciarem as atividades no local. A previsão é que até o final de outubro todas as unidades parcelares sejam entregues.

De acordo com o superintendente regional da Codevasf em Petrolina, Aurivalter Cordeiro, o Projeto de Irrigação Pontal é um acréscimo não só para a área irrigada do município de Petrolina, mas também para toda a área do sertão do São Francisco. “Consideramos que houve, por parte do empresariado e de todos que participaram das licitações, a confiança no trabalho da Codevasf, que visa constantemente a melhoria de vida e o desenvolvimento socioeconômico na área em que atua, por meio de ações que favoreçam o avanço da agricultura irrigada e a estruturação de atividades produtivas”, comemora Cordeiro.

Ocupando uma área total de 29 mil hectares, a área destinada à irrigação abrange cerca de 7,6 mil hectares e foi dividida em duas categorias: unidades parcelares empresariais (média de 46 ha) e familiares (média de 6 ha), sendo 3,5 mil ha no Pontal Sul e 4,1 mil no Pontal Norte.

LEIA MAIS

Prefeitura e Codevasf firmam convênio para pavimentar 25 ruas de Petrolina

Serviço deve começar já na próxima semana (Foto: Ascom)

25 ruas de Petrolina serão pavimentadas através de um convênio firmado entre a Prefeitura de Petrolina e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O prefeito Miguel Coelho e o superintendente regional da Codevasf, Aurivalter Cordeiro assinaram a ordem de serviço na quinta-feira (19).

Serão contemplados os bairros Vila Eduardo, Terras do Sul, São Jorge e Jardim Petrópolis e a intervenção deve começar já na próxima semana, com investimento de R$ 3 milhões. A previsão é que o serviço seja finalizado em quatro meses.

“Essa parceria com a Codevasf é muito importante para Petrolina. São mais obras em comunidades que precisavam de investimento em infraestrutura e que ficarão valorizadas quando saírem da lama e poeira“, destacou Miguel.

Confira a seguir a lista das ruas contempladas:

LEIA MAIS

Casa Nova: Vereador Zé Carlos Borges critica Codevasf e chama Superintendente da 6ª SR de incompetente

Vereador Zé Carlos Borges (Foto: Divulgação)

A sessão da Câmara de Vereadores de Casa Nova (BA) foi agitada, nesta nesta terça-feira (18). Na ocasião foram debatidos assuntos como a determinação de reintegração de posse de áreas do Projeto Nilo Coelho, ocupadas por mais de mil famílias, e o duro discurso do Vereador José Carlos Borges (PT) cobrando a conclusão das obras da Adutora Luiz Nunes, Entroncamento- Serra Branca; que se arrastam desde 2013.

“Há mais de dois anos um incompetente está lá naquela cadeira da  CODEVASF” – desabafou Zé Carlos Borges, segundo ele cansado de cobrar e reunir-se com Elmo Nascimento, Superintendente da 6ª SR da Codevasf em Juazeiro (BA).

“Imaginem vocês, a riqueza que nós temos parada há mais de três anos, que é essa adutora que vai até a Serra Branca”, continuou dirigindo-se aos vereadores e público que lotou o plenário da Câmara, explicando que já colocou Coelba e Codevasf na mesma mesa para discutir o que era necessário para a conclusão das obras e o início do funcionamento da adutora.

” A Coelba foi muito clara. Na frente do pessoal da Codevasf; ou eles providenciariam as licenças ambientais ou nada poderia ser feito. Quem está devendo não é a Coelba, é a Codevasf “, completou o parlamentar.

Adutora Luiz Nunes, entroncamento – Serra Branca

Mais de 3, 4 mil pessoas serão beneficiadas com o sistema de abastecimento que vai levar água para comunidades rurais ao longo de 160 quilômetros, onde já foram investidos desde o início das obras em 2013, mais de 20 milhões de reais, constituindo-se em uma das maiores obras tocadas pela Codevasf.

São três sistemas, sendo o menor deles o Sistema Luis Nunes, captação flutuante, estação de tratamento na localidade e reservatório com capacidade para 30 metros cúbicos. O sistema de Lagoado, previsto inicialmente para atender a 569 pessoas, com captação flutuante na localidade Sítio Mandacaru, equipada com 2 conjuntos motor bomba, com capacidade para bombear 8.532 litros por hora, possui uma estação de tratamento, 11 reservatórios elevados com capacidade entre 5 e 10 metros cúbicos e altura de 10 a 12 metros.

O maior, Sistema Serra Branca, distante 90 quilômetros da sede, que atenderá 2.657 pessoas, têm instalada a captação na localidade de Baraúnas, com três elevatórias já construídas ao longo do percurso da adutora principal que, em conjunto com a rede de distribuição, terá 160 quilômetros. Foram construídos 16 reservatórios com capacidade variando de 5 a 70 metros cúbicos.

Com 99% das obras concluídas, os sistemas estão parados, sujeitos à deterioração e depredação há mais de um ano, quando foram alocados os últimos recursos, dependendo apenas de licenças ambientais que deveriam ter sido providenciadas pela Codevasf, sem as quais a Coelba não fará as ligações elétricas necessárias ao funcionamento.

Codevasf executará R$ 4 milhões de emendas do deputado Fernando Filho 

(Foto: Arquivo)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba foi escolhida pelo deputado federal Fernando Filho (DEM) para a execução de R$ 4 milhões de emendas parlamentares. A empresa pública, destinada ao progresso das regiões ribeirinhas, fará ações como perfuração de poços e aquisição de equipamentos como máquinas e retroescavadeiras.

“Este ano fizemos a opção de executar uma parte das nossas emendas parlamentares junto à Codevasf, que tem sido parceira no nosso trabalho de fomentar o desenvolvimento do São Francisco. Lideranças dessas doze cidades já se reuniram com o superintendente da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, estabelecendo o cronograma, e esses recursos chegarão em breve e já serão utilizados para benefício da população desses municípios”, destacou Fernando Filho.

As doze cidades contempladas são: Afogados da Ingazeira, Betânia, Bonito, Carnaubeira da Penha, Custódia, Flores, Itacuruba, Petrolândia, Tabira, Tacaratu, Triunfo e Tupanatinga.

Codevasf Petrolina ganhará novas instalações para otimizar atendimento ao público

A nova estrutura ocupa uma área de 2 mil m² e contará com dois pavimentos. (Foto: CODEVASF)

A 3º Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), que fica em Petrolina (PE), está investindo na reestruturação de suas instalações. Construída na década de 60, as instalações já apresentam desgastes inerentes ao tempo.

Atento à necessidade de melhoria, o superintendente da 3º Superintendência, Aurivalter Cordeiro, deu início a construção de um novo anexo. Com estrutura diferente da tradicional, o novo prédio está sendo erguido em estrutura metálica, o que representa menor custo e agilidade na conclusão da obra.

As novas instalações acomodarão os setores gerenciais de Irrigação, Infraestrutura, Revitalização e Planejamento, que atualmente estão dispostas em anexos distintos, dificultando muitas vezes o atendimento ao público.

LEIA MAIS

Codevasf celebra 45 anos de atuação em projetos de desenvolvimento

(Foto: Internet)

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) chega aos 45 anos de existência. A cerimônia de aniversário foi realizada ontem(30), na sede da empresa em Brasília, com a participação do ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Gustavo Canuto, e da secretária nacional de Desenvolvimento Regional e Urbano do MDR e presidente do Conselho de Administração da Codevasf, Adriana Melo, entre outras autoridades. O diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, Sérgio Costa, atualmente respondendo pela Presidência da empresa, conduziu o evento acompanhado de diretores e gerentes-executivos.

A Codevasf, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, tem a missão de desenvolver bacias hidrográficas de forma integrada e sustentável, contribuindo para a redução das desigualdades regionais. Por meio de execução direta ou mediante parcerias, a empresa executa obras e ações voltadas ao desenvolvimento por meio da implantação de projetos de irrigação, revitalização de bacias hidrográficas, oferta de água para consumo humano e animal, apoio a arranjos produtivos e obras de infraestrutura hídrica. A empresa também atuará como Operadora Federal do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf)).

Sérgio Costa destacou a atuação da Codevasf como agente de transformação. “Há décadas implantamos estruturas de irrigação que empregam dezenas de milhares de pessoas. Essas estruturas geram oportunidades e riqueza. Apenas em 2018, os projetos de irrigação implantados ou mantidos pela Companhia na bacia do São Francisco alcançaram valor bruto de produção de R$ 2,7 bilhões – foram produzidas 3,8 milhões de toneladas de itens agrícolas”, disse.

LEIA MAIS
123