Compesa instala lavatórios públicos em municípios do Sertão de Pernambuco

(Foto: Ascom/Compesa)

Com o objetivo de minimizar a disseminação da Covid-19, o Governo do Estado e a Compesa instalaram lavatórios públicos de mãos nos municípios de Ouricuri e Salgueiro, no sertão pernambucano. A ação, fruto de um convênio entre a Companhia e o Ministério Público do Trabalho de Pernambuco (MPT), garantiu a instalação de 36 unidades em bairros de 19 cidades do Agreste e Sertão do estado.

 Os equipamentos estão disponíveis nas proximidades da Casa Lotérica e Hospital Regional, em Ouricuri, e em Salgueiro, no ponto de apoio Rodoviário Itamaraty e no Hospital Regional. “Esta ação pretende dar suporte à população, nessa nova rotina, em que hábitos simples, como lavar as mãos, são mais que necessários para reduzir o contágio do vírus”, enfatizou o gerente Regional da Compesa em Salgueiro, Alex Chaves.

PETROLINA – O município de Petrolina também foi beneficiado com o projeto. Três equipamentos estão disponíveis para a população na Rua João Clementino, próximo a Caixa Econômica Federal, na Avenida Souza Filho, na Praça do Bambuzinho e na Rua Governador Eraldo Guerreiros Neto, próximo ao Mercado Turístico, no Centro.

A escolha dos pontos de instalação, segundo o gerente Regional da Compesa em Petrolina, Marcelo Guimarães, foi definida a partir de um mapeamento dos locais mais movimentados na cidade. Produzidos localmente, com mão de obra própria e 90% dos materiais reaproveitados, os equipamentos são compostos por uma pia, recipiente de sabão líquido, porta papel toalha e lixeira.

“Eles funcionam por meio de um mecanismo de acionamento automático, sem que o usuário precise ter contato direto com a pia, o que torna a utilização mais eficiente”, destacou Marcelo, informando que os lavatórios estão ligados diretamente às redes de água operadas pela Compesa, assim como ao sistema de esgotamento sanitário, para o correto descarte e proteção do meio ambiente.

Moradora do Vila Débora relata abandono do bairro; Prefeitura e Compesa respondem

Moradores pedem mais atenção no bairro

Água limpa escorrendo pela via público, mato alto e materiais descartados são a combinação perfeita para a proliferação do mosquito da dengue. É esse cenário que moradores da Rua São Matheus, no bairro Vila Débora, em Petrolina vislumbram diariamente. A foto acima dimensiona a dor de cabeça da comunidade.

“Estamos esquecidos há um tempo. Quando chove, a Defesa Civil vem aqui, fala que é área de risco, porém nunca faz nada. Essa água vem de uma empresa da Compesa e a Compesa também não faz nada“, contou uma moradora. Ela relata já ter acionado a Prefeitura para denunciar a questão do abandono do terreno em 2018.

As respostas

Em nota a Prefeitura afirmou que por se tratar de um terreno particular, “a responsabilidade pela manutenção e limpeza de áreas particulares é dos proprietários”. Na próxima semana uma equipe de fiscalização será encaminhada ao endereço averiguar a situação.

Constada alguma irregularidade, “o dono será notificado com prazo de 15 dias úteis para limpeza e de 60 para que o espaço seja cercado. Em caso de descumprimento, a multa pode variar de R$ 600 a R$ 2400”. Sobre os focos de dengue a Prefeitura já notificou o setor de endemias. Uma equipe irá ao local “conforme cronograma de trabalho dos agentes”.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que “tomou conhecimento do vazamento na Rua São Matheus, Vila Débora, por este blog, pois nenhum morador comunicou o fato através do canal de atendimento da empresa (0800 081 0185). Uma equipe será enviada hoje (04) ao local, para realizar o conserto do vazamento”.

Serviço na Estrada da Banana será concluído hoje e asfalto será recuperado, afirma Compesa

Compesa afirmou que irá recuperar asfalto danificado (Foto: Ascom PMP)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) enviou uma nota ao Blog Waldiney Passos sobre o serviço realizado na Avenida Marechal Hermes da Fonseca, popularmente conhecida como Estrada da Banana. Segundo a Compesa, a abertura do asfalto se fez necessária para consertar uma tubulação que se rompeu no local.

LEIA TAMBÉM

Prefeitura relata dano provocado pela Compesa em outra via da cidade, dessa vez na Estrada da Banana

O fato foi registrado no último domingo (28) e recebeu críticas da Prefeitura de Petrolina. “Com o objetivo de evitar novos vazamentos, a Companhia implantou, durante a intervenção, um equipamento (válvula redutora de pressão), a fim de reduzir a pressão da rede de abastecimento de água”, explica a Compesa.

A previsão é concluir o serviço nessa terça-feira (30) “quando será realizada a reposição do trecho do asfalto onde a Compesa executou os serviços de manutenção”, ressalta a Companhia.

Prefeitura fará nova Audiência Pública para lançar edital de concessão do serviço de água e esgoto em Petrolina

(Foto: ASCOM/PMP)

A Prefeitura de Petrolina dará um passo decisivo para selecionar uma nova concessionária dos serviços de água e esgotamento sanitário na cidade. Com edital quase pronto para ser lançado, a gestão discutirá os últimos detalhes do processo destinado à concessão comum destes serviços pelo prazo de 35 anos.

Os termos da nova concessão serão discutidos durante uma audiência pública que acontecerá no dia 10 de julho a partir das 10h com transmissão online no endereço http://www.youtube.com/prefeituradepetrolinaoficial.

LEIA MAIS

Prefeitura relata dano provocado pela Compesa em outra via da cidade, dessa vez na Estrada da Banana

(Foto: Ascom PMP)

Mais uma via pública de Petrolina foi danificada por equipes da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Dessa vez a Prefeitura flagrou o estrago na Avenida Marechal Hermes da Fonseca, a Estrada da Banana, que foi recentemente duplicada.

O buraco causado pelas equipes da Compesa impede a passagem dos pedestres, já que afetou justamente a ciclofaixa. De acordo com a Prefeitura, essa é a segunda vez que a Estrada da Banana passa por essa situação. A primeira foi durante as obras da duplicação.

“A expectativa é que o pavimento seja reposto até o meio da próxima semana. A Prefeitura de Petrolina irá fiscalizar a obra para que a qualidade do reparo não gere transtornos à população posteriormente“, diz a nota. Semana passada o problema foi registrado no bairro Atrás da Banca, no trecho próximo a Avenida Clementino Coelho.

Leitor volta a chamar atenção para vazamento no Cassimiro e Compesa responde

No começo do mês nós mostramos aqui no Blog um vazamento de água limpa na Rua 05 do bairro Antônio Cassimiro, em Petrolina. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que tomaria providências naquela mesma data, fato que não aconteceu.

LEIA TAMBÉM

Leitor cobra solução para vazamento de água limpa há 15 dias no Antônio Cassimiro

Quem afirma isso é o leitor que nos encaminhou a foto acima. “Até hoje nada resolveram do vazamento de água limpa na rua”, disse ontem (23) a nossa Produção. Em nota a Compesa informou que “não há registro da demanda através do 0800 001 0185” e que uma “equipe será encaminhada até hoje (24) para fazer o conserto do vazamento”.

Demanda do São Joaquim

Sobre a Rua 24 do bairro São Joaquim, onde há um vazamento há mais de uma semana, a Compesa também afirmou em nota que uma equipe seria encaminhada para averiguar a situação. De acordo com o morador, a demanda foi atendida.

Leitor do bairro Portal da Cidade em Petrolina se queixa de esgoto no meio da rua

O morador enviou fotos a nossa redação queixando-se de esgoto estourado há mais de 10 dias na rua do pandeiro, no bairro Portal da Cidade, em Petrolina, segundo ele, a fedentina é insuportável e o mesmo tentou usar um aplicativo para alertar a Compesa, mas não conseguiu.

“Agora, no App, não tá autorizando fazer mais a reclamação, tampouco por celular, só por telefone fixo”, disse o morador. Ele informou ainda que uma equipe da Compesa já esteve no local na semana passada, mas foi embora sem resolver o problema.

Procurada pelo Blog, a Compesa informou que uma equipe seria encaminhada ainda hoje (23), para executar os serviços de desobstrução da rede coletora em questão, no Portal da cidade. Mas até a publicação dessa reportagem não conseguimos retorno se a equipe esteve mesmo no local.

Asfalto novo é danificado no bairro Rio Corrente para realização de reparos na rede de água

(Foto: Ascom/PMP)

A imagem de um local recém pavimentado com um buraco causado por algum reparo de encanamento de água ou esgoto, em Petrolina, tem se tornado cada vez mais comum. Desta vez, a cena se repetiu na Rua do Tamarindo, no Rio Corrente. Nesta terça-feira (23), a população foi surpreendida por uma máquina retroescavadeira que começou a quebrar o asfalto novo para sanar um problema na tubulação.

A Prefeitura de Petrolina segue com o trabalho de fiscalização para que o pavimento seja reposto com a devida qualidade do serviço recém executado.  A Rua do Tamarindo tem menos de 10 meses de recapeada e teve o asfalto danificado, assim como a Estrada da Banana, a Avenida da Integração e a Rua Theodomiro Araújo, no cruzamento com a Clementino Coelho, que foi danificada na última sexta-feira (19).

Leitor flagra vazamento de água limpa no bairro São Joaquim

Vazamento foi registrado na semana passada, informa leitor

Um leitor do Blog entrou em contato com a nossa equipe, através do WhatsApp, para alertar a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) sobre um vazamento de água limpa na Rua 24, do bairro São Joaquim, em Petrolina.

Segundo o leitor, que também reside no São Joaquim, esse vazamento foi registrado pela primeira vez na quinta-feira passada, dia 18, quando um cano estourou. Apesar da gravidade do problema, aparentemente nenhum morador chegou a abrir uma queixa nos telefones da Compesa.

“Passei lá e tava estourado. Hoje cedo eu passei de novo e a situação continua”, destaca o leitor. Nossa equipe procurou a Compesa para saber quando o reparo no cano estourado será feito. Estamos aguardando uma resposta.

Asfalto nas proximidades da Avenida Clementino Coelho é danificado para serviço da Compesa

Após finalizar a sinalização da Avenida Clementino Coelho e da Rua Theodomiro Araújo, o pavimento recém-recapeado foi danificado no cruzamento das 3ssss vias, nesta sexta-feira (19), pela Compesa. O problema ocorreu após o esgoto extravasar pelos Poços de Visita (PV) na via.

A empresa de saneamento está abrindo o asfalto da Rua Theodomiro, próximo à Faculdade Maurício de Nassau, para consertar o problema na tubulação. Os condutores de veículos e pedestres devem ficar atentos às obras no local.

A Prefeitura de Petrolina está acompanhando o serviço para que o reparo feito pela companhia estadual seja de qualidade semelhante ao asfalto colocado recentemente. De acordo com a Compesa, o reparo deve ser executado até a próxima terça-feira (23).

Serviço da Compesa danificou asfalto da Av. Clementino Coelho, afirma Prefeitura de Petrolina

Avenida foi recém-capeada (Foto: Ascom PMP)

Um serviço da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) no cruzamento da Rua Theodomiro Araújo e da Avenida Clementino Coelho, na região central, danificou o asfalto. A Prefeitura registrou o problema na sexta-feira (19) e aguardará a Companhia concluir o reparo.

Segundo a Prefeitura, a Compesa informou que um esgoto extravasou de um Poço de Visitas (PV) e o serviço deve ser concluído no próximo dia 23, terça-feira. Fica o alerta aos motoristas e motociclista. “A empresa de saneamento está abrindo o asfalto da Rua Theodomiro, próximo à Faculdade Maurício de Nassau, para consertar o problema na tubulação. Os condutores de veículos e pedestres devem ficar atentos às obras no local”, orienta a Prefeitura.

Caso o reparo não seja feito até o dia previsto a Prefeitura punirá a Compesa. “A Prefeitura de Petrolina está acompanhando o serviço para que o reparo feito pela companhia estadual seja de qualidade semelhante ao asfalto colocado recentemente“, destaca.

O Blog procurou a Compesa para saber o que houve no local, mas até o momento a Companhia não se pronunciou. O espaço segue aberto aos esclarecimentos.

Em resposta ao Blog, Compesa afirma que enviará equipe ao Serrote do Urubu para averiguar vazamento de água limpa

O Blog mostrou na quinta-feira (18) uma demanda de moradores do Serrote do Urubu, zona rural de Petrolina. Eles cobravam uma resposta da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) sobre um vazamento de água limpa na Rua José Barbosa de Oliveira, Vila José Geraldo.

LEIA TAMBÉM

Petrolina: leitora alerta Compesa para vazamento de água limpa no Serrote do Urubu

Em nota a Compesa afirmou que não havia sido notificada pelos moradores até a matéria se tornar pública. “A Compesa informa que tomou conhecimento do vazamento no Serrote do Urubu por este blog, uma vez que não há registro da demanda através do 08000810185. Uma equipe será encaminhada hoje (19) ao local para consertar o vazamento“, diz a Companhia.

Compesa começa a receber pagamento da conta do mês por cartão de crédito

Para facilitar ainda mais para o cliente o pagamento das contas, a Compesa agora oferece a modalidade cartão de crédito para a quitação da fatura do mês, que pode ser paga à vista ou dividida em até 12 vezes, desde que respeitando a parcela mínima de R$ 25.

A partir desta semana, os clientes que já contavam com este sistema para pagamento de contas vencidas poderão efetuar, também, o pagamento da conta atual utilizando o aplicativo Compesa Mobile. O App, desenvolvido pela Compesa, é gratuito e está disponível para ser baixado no celular, sendo uma alternativa para evitar a ida às agências bancárias ou às lotéricas.

A presidente da Compesa, Manuela Marinho, avalia a nova facilidade para pagamento como mais uma medida de enfrentamento da pandemia. “Com a opção de pagamento pelo cartão de crédito e usando o celular, vamos oferecer uma nova opção para facilitar a vida das pessoas e com o benefício da preservação da saúde, pois serão menos pessoas nas ruas”, comenta.

LEIA MAIS

Petrolina: leitora alerta Compesa para vazamento de água limpa no Serrote do Urubu

Inúmeras vezes o Blog mostrou queixas de moradores do Serrote do Urubu, zona rural de Petrolina, sobre vazamentos de água limpa na localidade. Nessa quinta-feira (18) tivemos ciência de um novo problema, dessa vez na Rua José Barbosa de Oliveira, na Vila José Geraldo.

Lá há um vazamento de água limpa e sem o asfalto, a terra se mistura com o líquido dificultando a passagem das pessoas e veículos. “Essa água tá acumulando de frente minha casa, cada vez que passa um carro fica pior“, disse a leitora.

Nossa Produção entrou em contato com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) para saber o que pode ser feito no local, mas até o momento não tivemos resposta. O Blog segue aberto aos esclarecimentos da Companhia.

Petrolina: leitor cobra solução para lamaçal no bairro São Joaquim

Lamaçal tira moradores do sossego

Um morador do bairro São Joaquim procurou o Blog Waldiney Passos para relatar um problema que já dura uma semana. O flagrante mostrado acima foi feito na Rua do Mercúrio, travessa com a Rua 20. “É muita lama, água parada, esgoto a céu aberto um grande perigo”, contou à nossa equipe.

Contudo, nem a Prefeitura, nem a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) afirmam ter responsabilidade na operação do sistema do bairro. Procurada pelo Blog a Compesa afirmou não atender ao São Joaquim.

A Prefeitura rebateu e afirmou ser a Compesa a responsável direta pelo atendimento da cidade pois a Companhia é a “concessionária do serviço de água e esgoto em toda a cidade”.

123