Após denúncias, PM encontra crianças abandonadas em residência de Juazeiro

(Foto: Ilustração)

A Polícia Militar da Bahia foi acionada na noite de domingo (17) para atender a uma suposta ocorrência de abandono de incapaz no bairro Dom José Rodrigues. Chegando ao endereço a equipe da Rotam Carcará encontrou três crianças abandonadas, sujas e com fome dentro de uma residência.

Os PMs solicitaram apoio do Conselho Tutelar e enquanto isso providenciaram alimento e água às crianças que tinha dois e três anos de idade e a outra, meses de vida. Nesse intervalo de tempo a mãe dos menores retornou à residência com uma outra criança de colo.

Segundo a polícia relata, ela apresentava sinais de embriaguez ou ter feito uso de drogas, ficou nervosa e foi necessário o uso da força para contê-la. A PM informou que a mulher já foi presa pelo crime de tráfico de drogas. Por fim, as quatro crianças foram entregues ao Conselho Tutelar e a genitora foi enviada à Delegacia de Polícia Civil.

Conselho Tutelar de Petrolina retomará atendimento normal a partir de terça-feira

A partir da próxima terça-feira (3), as unidades do Conselho Tutelar de Petrolina retomarão o atendimento como acontecia antes da pandemia da covid-19. A decisão foi publicada no Diário Oficial de quarta-feira (28), por meio da Portaria n° 015/2020, assinada pela secretária interina de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDESDH), Doriane Secchi Mascarelo.

LEIA TAMBÉM

Após denúncia, Conselho Tutelar diz estar seguindo “rigidamente os protocolos de segurança”

Denúncia: conselheiro tutelar de Petrolina estaria atuando sem máscara e teria contaminado motorista

O atendimento ao público deverá respeitar os critérios de segurança contra a covid-19. A Portaria destaca a obrigatoriedade do uso de máscaras, até mesmo nos atendimentos fora das unidades do Centro (R1) e no bairro Gercino Coelho (R2).

Nessa semana o Blog mostrou uma denúncia sobre o desrespeito às medidas sanitárias no R2. O Conselho Tutelar negou a denúncia apresentada, mas a Prefeitura disse que iria apurar os fatos e adotar medidas necessárias.

Após denúncia, Conselho Tutelar diz estar seguindo “rigidamente os protocolos de segurança”

Nessa segunda-feira (26), nosso blog recebeu uma denúncia afirmando que conselheiros estariam indo às casas sem proteção. Em nota, o Conselho Tutelar de Petrolina negou que seus funcionários estariam desrespeitando as medidas sanitárias em plena pandemia.

LEIA TAMBÉM

Denúncia: conselheiro tutelar de Petrolina estaria atuando sem máscara e teria contaminado motorista

Segundo o documento, “o Conselho Tutelar do município de Petrolina (PE) está adotando rigidamente todos os protocolos de segurança, inclusive adotando sistema de rodízio e home office, álcool, máscaras, ou seja, estamos focados em garantir a segurança dos usuários e dos profissionais do Conselho Tutelar”.

Na denúncia, uma das fontes afirma que alguns conselheiros estão sem usar máscaras dentro do veículo da instituição, colocando em risco os demais passageiros. Além disso, segundo a denúncia, um motorista teria sido infectado por um desses conselheiros.

LEIA MAIS
'; } else { echo ''; } ?>

Denúncia: conselheiro tutelar de Petrolina estaria atuando sem máscara e teria contaminado motorista

Conselheiros tutelares de Petrolina estariam atuando sem máscara e desrespeitando as medidas sanitárias em plena pandemia. Foi isso que relatou uma fonte – que pediu para não ser identificada – ao Blog Waldiney Passos. Segundo essa pessoa, os servidores em questão estão lotados na unidade do bairro Gercino Coelho.

Um desses conselheiros teria sido diagnosticado com covid-19. E, segundo nossa fonte, contaminou um motorista que atua na mesma unidade. “Existem dois conselheiros que estão desrespeitando tudo e todos. Estão fazendo visitas nas casas das pessoas sem utilizar a máscara de proteção e inclusive até dentro do veículo do conselho tutelar, que é um ambiente fechado, eles andam sem máscara“, contou a fonte.

Funcionários estão afastados

Uma outra fonte, que atua no Conselho Tutelar, confirmou ao Blog o afastamento do motorista e do conselheiro que teria testado positivo. A Secretaria de Saúde informou não poder comentar os casos de covid-19, pois é proibida de divulgar a identidade dos contaminados.

A Prefeitura de Petrolina afirmou que “as denúncias serão apuradas e o órgão tomará as medidas cabíveis”. Contudo, negou o descumprimento das medidas sanitárias. “O Conselho Tutelar vem seguindo todos os protocolos de segurança, recomendados pela OMS, para prevenção à Covid-19”, diz a nota enviada pela Prefeitura.

O que fazer?

Caso você flagre algum descumprimento das medidas sanitárias, pode denunciar os crimes à Polícia Militar (190). É importante destacar que o uso de máscaras em Pernambuco é obrigatório por lei.

Petrolina registra 52 denúncias de estupro no Conselho Tutelar em 2020

(Foto: Ilustração)

Somente nos sete primeiros meses de 2020, o Conselho Tutelar de Petrolina registrou, após levantamento, 52 denúncias de estupro na cidade. Desse total, 13 ocorrências envolveram crianças de 0 a 11 anos.

A título de comparação, em 2019, nesse mesmo período, foram 56 casos desse crime no município. Desse total, 16 ocorrências tiveram vítimas de 0 a 11 anos e 22 adolescentes com idades entre 12 e 17 anos.

Segundo a conselheira tutelar, Rozinete Coelho, qualquer pessoa que tiver alguma suspeita pode denunciar. “A denúncia não é uma situação concreta. Ela vai chegar e vai passar pela triagem. Os conselheiros vão fazer a apuração dessa denúncia, averiguar e fazer os primeiros atendimentos e os possíveis encaminhamentos”, afirmou ao G1.

LEIA MAIS

Conselho Tutelar registrou mais de 600 ocorrências no 1º trimestre de 2020 em Petrolina

Além da violência contra a mulher, que cresceu durante o período do isolamento social, a Prefeitura de Petrolina alerta para os crimes praticados contra os pequenos. Quem souber de crianças em vulnerabilidade deve entrar em contato com o Conselho Tutelar e denunciar os crimes.

De acordo com a Prefeitura, apenas no primeiro trimestre de 2020 o Conselho Tutelar registrou 631 casos de violência contra crianças e adolescentes até 17 anos. As denúncias variam entre negligência, conflito familiar e violência física/maus-tratos, cerceando desse grupo de direitos básicos.

Mesmo com a pandemia as unidades do Conselho funcionam diariamente e aos finais de semana via plantões. Para denunciar qualquer tipo de violência contra crianças e adolescentes basta ligar para os seguintes números: Disk 100, Unidade R1 (87) 3862-9211 e Unidade R2 (87) 3862-2022. O contato do plantão é (87) 98861-0421.

Novos Conselheiros Tutelares de Juazeiro devem ser empossados nesta sexta

Nesta sexta-feira (10), os novos conselheiros tutelares de Juazeiro, que atuarão no quadriênio 2020/2023, serão diplomados em cerimônia, às 8h30. Após a diplomação, os conselheiros titulares serão empossados pelo presidente do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Vicente de Paula.

As eleições para escolha dos novos conselheiros, com voto direto e secreto, foram realizadas no dia 6 de outubro de 2019. Todo processo foi promovido pelo CMDCA, orientado pela Assessoria de Articulação Interinstitucional (AAI) e Casa dos Conselhos, fiscalizado pelo Ministério Público e acompanhado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES).

LEIA MAIS

Sargento da PM-PE procura por filha de 15 anos desaparecida em Petrolina

A garota foi acolhida pelo Conselho Tutelar e fugiu da casa de acolhimento, segundo o pai da garota. (Foto: Acervo Pessoal da Família)

O Sargento da Polícia Militar de Pernambuco Dioclésio Cariri Lopes, de 50 anos, está em busca de sua filha, Ana Beatriz da Costa Silva Cariri, de 15 anos, que está desaparecida desde a noite dessa segunda-feira (25).

Segundo o pai da jovem, ela fugiu de casa na última quarta-feira (20), quando foi para a escola, no bairro José e Maria, e não voltou para casa. “Na segunda ela foi para escola, mas não foi para aula, na terça também e na quarta-feira sumiu”, disse.

Ainda de acordo com o sargento, um amigo teria informado que ela havia saído com uma amiga, identificada como Cláudia. Ela teria dito que não estava com a menina. Porém, no outro dia pela manhã, a mãe da garota ligou para informar que ela estava em sua casa.

Como a mãe da garota não queria informar o endereço de sua casa, o pai pediu para que ela levasse sua filha para a escola. Segundo o sargento, o colégio acionou o Conselho Tutelar, já que a jovem estava apresentando, há algum tempo, maus comportamentos.

LEIA MAIS

Apuração das eleições para conselheiros tutelares será concluída hoje em Petrolina, confira resultado parcial

Em entrevista ao programa Revista da Tarde, apresentado pelo radialista Marco Aurélio, na Rádio Jornal Petrolina, no final da tarde desta terça-feira (8), Dr. Carlos Eduardo Mendes, membro da comissão organizadora da eleição para o Conselho Tutelar de Petrolina, informou que do total de 66 urnas colocadas no pleito, 58 já foram apuradas e 40 contabilizadas, totalizando o número de 13.196 votos, devendo, portanto, o resultado final ser divulgado apenas nesta quarta-feira (9).

Dr. Carlos, adiantou quais seriam os 10 primeiros colocados da apuração parcial:

LEIA MAIS

Resultado dos eleitos para o conselho tutelar de Petrolina deve sair nesta quarta

É aguardado com muita expectativa o resultado final da apuração dos votos da eleição realizada no último domingo (6) que vai eleger os 1o novos conselheiros tutelares do município e seus suplentes. O ritmo da apuração está muito lento. A contagem dos votos só teve início ao meio desta segunda-feira (7), até às 18h00 apenas 6 urnas de um total de 61, tinham sido apuradas.

O processo da eleição foi tumultuado com muitas denúncias a exemplo da transferência de locais de votação, demora na chegada da lista com os nomes dos votantes, divulgação de áudio por parte de político pedindo voto para determinado candidato, prática proibida e etc.

LEIA MAIS

Acidente e muitas reclamações marcam eleição para conselheiro tutelar em Petrolina

Um domingo bastante movimentado em Petrolina. Assim foi o dia de ontem quanto muitos eleitores foram às urnas votar nos novos conselheiros tutelares que irão atuar entre 2020-2024. No total foram 58 candidatos concorrendo a uma das 10 vagas do Conselheiro Tutelar.

Logo no início do dia muitas já eram as reclamações dos eleitores que denunciaram a falta de assinaturas em cédulas, atraso na liberação da lista de eleitores de determinadas localidades, transferência de locais de votação, poucos locais de votação e até desrespeito às normas das eleições por parte de políticos como foi o caso do deputado Gonzaga Patriota que compartilhou áudio pedindo votos, prática proibida.

Populares questionaram nas redes sociais por que a votação no bairro João de Deus aconteceu na escola Luiz de Castro e não na escola Jesuíno, que segundo alguns comentários facilitaria ainda mais a votação. “Cadê a comissão do Conselho Tutelar, estão fazendo o que mesmo? Isso é um descaso com as pessoas”, comentou o líder comunitário Milton Macedo.

No N-10, PSNC, de acordo com um popular, muitos votos foram cancelados. no Centro da cidade eleitores afirmaram que as cédulas estavam sem assinatura. Uma delas foi assinada pelos organizadores do pleito na frente de um eleitor, que por ser advogado questionou a validade do voto. Houve também a indignação de alguns moradores do Loteamento Recife que foram ao bairro Vila Marcela votar, mas tiveram que voltar devido a lista dos votantes ter chegado com quase duas horas depois da abertura das urnas.

Em nota a Prefeitura de Petrolina afirmou que não participa da organização da eleição para conselheiro tutelar, esse é um papel exclusivo da comissão eleitoral e orienta as pessoas que perceberam as irregularidades para que denunciem ao Ministério Público munidos com as devidas provas.

Acidente:

Um acidente automobilístico envolvendo um dos candidatos a conselheiro tutelar de Petrolina foi registrado na tarde deste domingo (6).  Felizmente, Gabriel Bandeira e os demais ocupantes do veículo tiveram apenas ferimentos leves, apesar que o  carro, Chevrolet Prisma Sedan, cor preta, ficou bastante destruído.

Eleições de conselheiros tutelares mobilizaram atenção especial do MPPE

(Foto: Internet)

As eleições unificadas para conselheiros tutelares ocorrem no domingo (6) e já entusiasmam candidatos e eleitores. Para que o pleito ocorra dentro da legalidade e do direito democrático, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) fez recomendações e alertas durante boa parte do ano, direcionados a Conselhos Tutelares, Prefeituras e outros órgãos inseridos no processo eleitoral, assim como monitorou o desenrolar dos processos de candidaturas.

O Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude (Caopij) deu suporte a todos os promotores de Justiça envolvidos no processo de escolha para que as fiscalizações se desenvolvessem da melhor forma.

Assim, disponibilizou diversos materiais de apoio: Portaria de instauração de Procedimento Administrativo modelos de ofícios para início da instrução, informativos, notas técnicas e Guia de Orientações do Processo de Escolha em Data Unificada dos Membros dos Conselhos Tutelares confeccionado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

LEIA MAIS

Confira os locais de votação para eleição do Conselho Tutelar de Petrolina

Eleição acontece no próximo domingo.

A escolha dos conselheiros tutelares que irão atuar entre 2020-2024 em Petrolina se aproxima e, por isso, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) divulgou informações importantes para as eleições que acontecerão no próximo dia 6 de outubro das 8h às 17h em diversas seções eleitorais do município.

Qualquer eleitor poderá votar em um dos 58 candidatos que concorrem a uma das 10 vagas de conselheiro tutelar. Para isso, deve ficar atento aos locais de votação em seu bairro e comparecer ao local das 8h às 17h, munido de documento oficial com foto (RG, carteira de habilitação, carteira de trabalho). O voto é secreto, facultativo e será feito através de cédulas.

LEIA MAIS

MPPE faz recomendações a candidatos do Conselho Tutelar em Exu e Serrita

Em outubro será realizada a eleição para conselheiros tutelares e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) está de olho nos candidatos de três municípios. Em Exu, Serrita e Buíque o órgão recomenda aos pleiteantes que se atentem sobre o edital da seleção.

A principal recomendação do MPPE diz respeito a propaganda em redes sociais. O órgão lembra que não é permitida propaganda vinculada direta ou indiretamente a partido político, que importe em abuso de poder político, econômico ou religioso ou que implique em oferecimento, promessa ou solicitação de dinheiro, dádiva, rifa, sorteio ou vantagem de qualquer natureza; feita por meio de impressos ou de objeto que pessoa inexperiente ou rústica possa confundir com moeda; que prejudique a higiene e a estética urbana ou contravenha a posturas municipais ou a outra qualquer restrição de direito.

“O não cumprimento das vedações importará na tomada das medidas judiciais cabíveis, inclusive no sentido da apuração da responsabilidade civil, administrativa e mesmo criminal dos agentes que, por ação ou omissão, violarem ou permitirem a violação das normas e princípios que regem o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar”, apontam os promotores de Justiça Andréa Cavalcanti (Serrita), Silmar Zacura (Buíque) e Nara Alencar (Exu).

Comissão eleitoral do Conselho Tutelar de Petrolina e Ministério Público de Pernambuco discutem conduta dos candidatos 

(Foto: Ascom)

A Comissão Eleitoral Especial que trata das eleições unificadas 2019 para o cargo de Conselheiro Tutelar de Petrolina 2019 reuniu-se com o Ministério Público de Pernambuco, representado pela Promotora Tanúsia da Silva, para tratar e discutir sobre as condutas vedadas e permitidas na propaganda eleitoral durante a campanha e no dia da eleição.

Os candidatos que estão concorrendo à vaga devem ficar atentos à nota oficial publicada no diário oficial do município sobre as condutas que devem ter durante o Processo de Escolha dos Membros do Conselho Tutelar. Como exemplos de proibição estão a realização de showmícios, eventos para promoção de candidatos, confecção de chaveiros, camisetas, ou qualquer material que possam proporcionar vantagem ao eleitor, entre outros. Receber ou doar bens de qualquer natureza em troca de votos também é proibido.

As eleições acontecerão no dia 6 de outubro deste ano. Os conselheiros têm como função fiscalizar situações que possam oferecer risco, ameaça ou violação dos direitos da criança e do adolescente, além de ações preventivas voltadas a este público-alvo.

123