Conversa entre Onyx e Bolsonaro revela plano para conter Bebianno

(Foto: Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil)

Na tarde de hoje (20), um áudio entre o Presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e o Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, foi gravado por um jornalista do jornal O Globo. A conversa foi ouvida devido a um telefonema aparentemente acidental do ministro ao jornalista. No diálogo, os dois citaram o ex-ministro da Secretaria-Geral, Bebianno, afastado do cargo devido às investigações de corrupção, e demonstraram preocupação com a situação.

Bolsonaro citou o ex-aliado e falou sobre algumas ações que Bebianno poderia reclamar. “Se ele me cobrar individualmente o mínimo eu tô F… tem que vender uma casa minha para poder pagar”, disse o presidente. Em seguida, Onyx tenta acalmar e diz que vai resolver a situação.

Leia a conversa na íntegra: 

Onyx: A Folha deu uma nota e o Antagonista acabou de reproduzir e ele (Bebianno) acabou de ligar e pediu para tirar. Que é o seguinte… Que ele estava preparando documento e não sei o que para atacar. 

LEIA MAIS

Facape promove roda de conversa sobre suicídio e sala de aula

(Foto: ASCOM)

No próximo dia 15 de setembro, às 17h, a Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina – Facape promove a primeira roda de conversa sobre Suicídio e sala de aula, o evento faz parte da programação que a Instituição realiza para marcar o Setembro Amarelo.

O objetivo do encontro é reunir professores, pedagogos e gestores em um momento que possam dialogar sobre como identificar, no ambiente acadêmico, sinais de que estudantes ou pessoas do círculo de convivência podem estar enfrentando algum tipo de transtorno mental ou emocional.

Também é uma finalidade do evento oferecer instruções sobre o acolhimento, orientação e encaminhamento para a rede de referência em saúde mental, além de desmistificar tabus sobre o suicídio e esclarecer alguns mitos sobre o tema.  O encontro vai ser mediado pelos membros do Grupo de Suicidologia no Vale Grace Barros e Silvio Guimarães.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde a faixa etária mais atingida por casos de suicídio é de jovens entre 15 e 29. Para a direção da Facape, realizar este evento é uma forma de preparar professores e demais agentes da educação para perceber e auxiliar alunos que podem ser potenciais suicidas e desta forma evitar que novos casos aconteçam.

Seguindo a programação do mês, no dia 18 de setembro acontece uma palestra, gratuita e aberta ao público, com o tema ‘Setembro Amarelo: valorização da vida, acolhimento e prevenção’.

O Setembro Amarelo

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações.

Marília Arraes vem a Petrolina para conversa com Júlio Lossio

Eleição de 2018 começa a movimentar políticos em Pernambuco. (Foto: Internet)

Nesta quarta-feira (30), a vereadora e pré-candidata ao Governo de Pernambuco, Marília Arraes, vem a Petrolina (PE) e já tem um encontro marcado com o ex-prefeito da cidade, Júlio Lossio.

De acordo com a vereador Cristina Costa (PT), “Marília quer conversar com Lossio e depois seguirá para Ouricuri”. Ainda segundo a parlamentar, Lossio será bem-vindo caso deseje vir para o Partido dos Trabalhadores. “Isso é proposta que ele vai analisar, mas acho que ele precisa está em outro partido que seja do campo do PT”, afirmou.

Acusações contra Temer precisam ser analisadas com cautela, avalia jurista

O conteúdo da conversa entre o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS Friboi, precisa ser analisado a fundo para que não seja feito nenhum julgamento precipitado. A avaliação é do professor de Direito Constitucional da PUC de São Paulo, André Ramos.
“Na verdade, o que a gente vai ter que averiguar é o teor dessa conversa para avaliar se a partir dela se configura algum outro crime. É que na imprensa em geral e na sociedade se tornou recorrente falar de obstrução da Justiça como se isso fosse um crime. Não é. Não estou querendo dizer que a conduta esteja isenta de qualquer tipo de punição por não ser necessariamente aquilo. Estou dizendo que, se houver crime, ele vai precisar ser categorizado de uma maneira adequada.”, afirma André Ramos.
Na última uarta-feira (17), reportagem do jornal “O Globo” afirmou que Joesley disse, em delação premiada durante as investigações da Operação Lava Jato, que Temer deu aval para que ele continuasse pagando mesada a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro, em troca do silêncio dos dois.
Durante a repercussão do assunto, parlamentares da oposição defenderam a ideia de abrir um processo de Impeachment contra Michel Temer, por entenderem que houve, por parte do presidente, tentativa de atrapalhar as investigações da Justiça. Mas, na opinião de André Ramos, o caso não é passivo desse tipo de processo.
“Rigorosamente falando nesse momento, eu acredito que não se caracterize circunstâncias que levam ao impeachment. Temos que entender que o impeachment no Brasil ainda é uma situação rara na Constituição, do ponto de vista de sua ocorrência. Ela exige uma demonstração de fatos que situem o presidente tentando desestabilizar as instituições. Não pode ser, portanto, um fato que, por mais danoso que seja, não seja de extrema gravidade para as instituições do país.”, comentou.
 
A pedido da Procuradoria-Geral da República, o ministro Edson Fachin autorizou a abertura de inquérito para investigar Temer. Em pronunciamento na tarde desta quinta-feira (18), o presidente negou as acusações e disse que não renunciará ao cargo.

Autismo é tema de encontro realizado pela SEDUC e AAMAVASF em Juazeiro

(Cartaz Divulgação)

Entre os dias 7 e 8 deste mês a Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC) de Juazeiro em parceria com Associação de Amigos do Autista do Vale do São Francisco (AAMAVASF) realizam, no auditório da SEDUC, uma roda de conversa e palestras sobre o Autismo.

A programação começa na sexta-feira (07), às 18h30, e é voltada para familiares, pais e educadores. No primeiro momento a terapeuta ocupacional, Leatrícia Paiva e a psicopedagoga Jússya Rodrigues vão abordar o tema “Autismo e Atendimento Educacional Especializado em busca de um olhar ampliado”, e no sábado, às 14h, a psicóloga Larissa Ribeiro ministrará palestra com o tema ‘Te Acolhe Autismo: Uma viagem por este mundo azul’.

O vento faz parte do “Abril Azul”, mês dedicado a conscientização do autismo

PSDB e PMDB já falam em aliança para 2018

FHC e Temer conversando. (Foto: Internet)

FHC e Temer conversando. (Foto: Internet)

Sem alarde, PSDB e PMDB começam a falar em uma aliança para 2018. Conduzidas pelo tucano Aécio Neves e pelo peemedebista Moreira Franco, as conversas ainda são preliminares, mas revelam a intenção de criar um “novo núcleo de estabilidade política” no país, unindo forças para uma possível chapa presidencial em dois anos. “É natural que qualquer namoro dê em casamento”, diz Franco, antes de recomendar cautela: “Não se começa namoro falando em casar. Tem de noivar antes”.

Outro auxiliar próximo de Michel Temer vê na oposição ao projeto de poder petista a justificativa para a união. “PSDB e PMDB têm lugar juntos no futuro”, diz. Nas reuniões em que tratam do assunto, os dois partidos tomam o cuidado de não falar em nomes de uma eventual chapa. Além do PMDB, o PSDB tem três possíveis postulantes — José Serra, Geraldo Alckmin e o próprio Aécio.

O encontro entre Michel Temer e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso serviu ao propósito da aliança. Mas sem avançar o sinal. Sem 2016 e 2017, disse FHC, segundo relatos, não tem 2018. Ou seja: é preciso que o namoro dê certo.