Governo de Pernambuco prorroga decretos: comércio permanece fechado até 17 de abril

Lojistas devem obedecer recomendação do Estado (Foto: Divulgação)

O Governo de Pernambuco renovou três decretos publicados durante a pandemia do novo coronavírus. Sendo assim, o comércio, obras de construção civil, shoppings centeres, bares e restaurantes (permitido apenas o delivery) academias, clubes sociais, além de salões de beleza devem permanecer fechados até pelo menos 17 de abril.

LEIA TAMBÉM

Comércio de Petrolina seguirá fechado até nova orientação do Estado, afirma Miguel Coelho

Urgente: Paulo Câmara determina fechamento do comércio em Pernambuco

A medida é preventiva, adotada em meio ao surgimento de novos casos confirmados no Estado. Já na educação, universidades e unidades escolares de ensino público ou privado seguirão fechadas até 30 de abril.

As determinações foram publicadas no Decreto 48.881/2020, sancionado pelo governador Paulo Câmara (PSB) no dia 3 de abril e publicado no Diário Oficial na edição de sábado (4) e já estão valendo.

Coronavírus: boletim de Petrolina segue inalterado

A Secretaria de Saúde de Petrolina divulgou na noite de sábado (4) mais um boletim sobre as ocorrências do novo coronavírus na cidade. Não há novos registros da doença, de acordo com a Prefeitura. 12 casos foram descartados e outros sete estão em investigação.

A paciente que havia testado positivo para covid-19 está clinicamente curada e não há registros de óbitos. Em relação à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), seis casos permanecem em investigação e 20 foram descartados.

Dos nove casos confirmados há uma morte, de uma adolescente com histórico de problemas respiratórios. Ainda nesse domingo (5) a pasta deve informar os dados mais recentes sobre as doenças em Petrolina.

Pernambuco registra mais quatro mortes pela Covid-19

Uma das mortes registradas foi no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc). (Foto: Leandro de Santana/ ESP Foto DP)

Em novo boletim, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa que foram confirmados mais 40 casos da Covid-19 em Pernambuco nas últimas 24 horas. O Estado soma um total de 176 casos confirmações, além de quatro mortes, totalizando 14 óbitos. Já as curas totalizam 23 casos.

As quatro mortes confirmadas foram de três homens, de 65, 71 e 74 anos, e uma mulher de 95, todos do Recife. A mulher tinha fibrose cística e faleceu na última quinta (02) em uma unidade privada da capital pernambucana.

O homem  de 65, ex-tabagista, veio a óbito na última sexta (03) no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), enquanto o de 71, cardiopata, diabético e hipertenso, faleceu na última terça (31) em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Já o idoso de 74, com doença cardiovascular crônica, faleceu no dia 31 em uma Upinha.

Já existem casos confirmados em 14 municípios (Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Camaragibe, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, São Lourenço da Mata, Palmares, Belo Jardim, Caruaru, Petrolina, Ipubi, Aliança e Goiana), além do Arquipélago de Fernando de Noronha.

No momento, 52 pacientes estão internados, sendo 18 em UTI/ UCI e 34 em leitos de isolamento. Outros 87 estão em isolamento domiciliar. Entre os 40 casos confirmados em Pernambuco, 22 pessoas são mulheres e 18 são homens.

Mulher de 28 anos é a sétima pessoa morta pelo novo coronavírus na Bahia

(Foto: Freepik/Banco de Imagens)

Foi confirmada na manhã deste sábado (4), pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), a sétima morte de paciente no estado em decorrência do coronavírus. Através de nota, a Sesab informou que a paciente era uma mulher de 28 anos, residente da região de Trancoso, localidade de Porto Seguro, no sul da Bahia, que tinha ido a Itapetinga, na mesma região, realizar uma cesária.

Ainda segundo a Sesab, ela teve alta e, sete dias após o parto, apresentou quadro de insuficiência respiratória, tendo sido internada em um hospital público no município. A morte da paciente foi constatada na quarta-feira (1º).

LEIA MAIS

Juazeiro: Fiscalização fecha feira no Alto da Maravilha por causa de aglomeração de pessoas

(Foto: ASCOM/PMJ)

Na última quarta-feira (1°) a Prefeitura Municipal de Juazeiro publicou o decreto N° 290/2020, permitindo a reabertura dos mercados Joca de Souza, Arnaldo Vieira e Popular, bem como as feiras dos bairros João Paulo II, Alto do Alencar, Piranga II. No decreto, também foi observado que o fornecimento de lanches e refeição em geral, funcionará somente através do serviço de delivery.

No entanto, na manhã desta sexta-feira (03), foi observado pelos fiscais de postura da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB) e agentes da Guarda Civil Municipal (GCM), uma grande aglomeração de pessoas numa feira funcionando de forma irregular em espaço do bairro Alto da Maravilha.

Os comerciantes e clientes foram orientados que aquele tipo de comércio estava suspenso, por causa das medidas de contenção e enfrentamento ao coronavírus (CODIV-19) e ao H1N1 na região.

“Diariamente estamos percorrendo os diversos pontos da sede e interior, numa ação conjunta com os fiscais de postura, para verificar se os estabelecimentos comerciais estão cumprindo as orientações estabelecidas no município, para esse momento de Pandemia”, informou o GCM Robevaldo Pereira, coordenador do Grupo Rondas Motorizadas (GRM) da Guarda Municipal.

Pernambuco é o Estado mais transparente do Brasil no combate à Covid-19, aponta ONG Internacional

Levantamento da Open Knowledge Internacional aponta que informações oficiais do Estado são acessíveis à população e têm alto nível de transparência. (Foto: Internet)

O enfrentamento ao novo coronavírus também precisa ser feito no campo da comunicação. Com esse foco, a Open Knowledge Internacional (OKBR), organização não-governamental presente hoje em 66 países, com atuação nas áreas de transparência das gestões e abertura de dados públicos, analisou os portais oficiais dos Estados brasileiros e do governo federal para estabelecer um ranking de transparência na divulgação das informações à população sobre a pandemia da Covid-19, e Pernambuco foi o único Estado brasileiro a apresentar um resultado considerado “de alto nível de transparência”.

De acordo com o levantamento, 90% dos Estados não publicam dados suficientes para que a população acompanhe com detalhes a disseminação do novo coronavírus. Em primeiro lugar no ranking, Pernambuco recebeu 81, de um total de 100 pontos, adotados como critério de avaliação.

LEIA MAIS

Medidas contra coronavírus custarão R$ 224,6 bi para o governo

(Foto: Foto: Arquivo/ Agência Brasil)

Dos cerca de R$ 700 bilhões destinados até agora pelo governo para o enfrentamento à pandemia de coronavírus, R$ 224,6 bilhões corresponderão a custos efetivos para os cofres federais por envolverem aumento de gastos e redução de tributos. Em comparação ao Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos), o montante efetivo chega a 2,97%.

A quantia elevará o déficit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) e das estatais federais para R$ 419,2 bilhões em 2020. Isso equivale a 5,55% do PIB. Originalmente, a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020 estabelecia meta de déficit de R$ 124,1 bilhões para o Governo Central e de R$ 3,8 bilhões para as estatais federais. O déficit primário é o resultado negativo das contas públicas excluindo os juros.

LEIA MAIS

Coronavírus no Brasil: país tem 60 mortos em 24 h e 9.056 casos confirmados

“O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (3) os novos dados sobre a disseminação do coronavírus no Brasil. O país já tem 9.056 casos confirmados da doença e 359 vítimas fatais. São 1.146 casos e 60 mortes a mais do que ontem.

Segundo Mandetta, a incidência da covid-19 para o Brasil é de 4,3 casos a cada 100 mil habitantes. No total, as mortes relacionadas ao vírus em cada estado são: Alagoas (2), Amazonas (7); Bahia (5); Ceará (22); Distrito Federal (5); Espírito Santo (4); Goiás (2); Maranhão (1); Mato Grosso (1); Mato Grosso do Sul (1); Minas Gerais (6); Pará (1); Paraná (4); Paraíba (1); Pernambuco (10); Piauí (4); Rio Grande do Norte (4); Rio Grande do Sul (4); Rio de Janeiro (47); Rondônia (1); Santa Catarina (5); São Paulo (219); Sergipe (2).

Coronavoucher: segundo FBC, beneficiários do Bolsa Família no Nordeste serão os primeiro a receber auxílio

O Governo Federal publicou hoje (3) a lei do “coronavoucher”. O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) participou de uma entrevista ao vivo na Rádio Jornal Recife e afirmou que o Nordeste será a primeira região a ser beneficiada pelo auxílio da pandemia do coronavírus.

“Os primeiros a serem contemplados serão aqueles cadastrados no Bolsa família, que alcança 14 milhões de brasileiros. E a notícia boa é que mais da metade são do Nordeste, os primeiros a serem beneficiados. Os demais devem chegar até o dia 20 de abril”, afirmou o líder do governo no Senado.

Ainda de acordo com FBC, governo também tem realizado ações para prover liquidez as empresas privadas por meio dos programas de suspensão de pagamento dos empréstimos contratados.

“Só no Banco do Nordeste, até o dia de ontem, já tinham sido prorrogados mais de R$ 850 milhões e mais de R$ 750 milhões já tinham sido contratados em operação de capital de giro nova para que as empresas possam bancar as suas folhas salariais. O foco do governo na próximas semana é promover medidas que possam dar recursos e injetar liquidez para as empresas, sobretudo, as microempresas”, concluiu.

Os dois casos confirmados de COVID-19 em Juazeiro têm cura clínica confirmada pela Secretaria de Saúde

(Foto: ASCOM/PMJ)

Na manhã desta sexta-feira (03), a Secretaria da Saúde através da Vigilância em Saúde realizou mais uma visita aos dois pacientes que tiveram os casos confirmados para o coronavírus em Juazeiro. Nesta avaliação ficou constatado que ambos encontram-se assintomáticos, ou seja, com quadro clínico de saúde sem alterações, com isso, conclui-se cura clinica dos pacientes.

Os casos confirmados na cidade são de pessoas da mesma família (irmãos) que viajaram para o exterior e desde a chegada à cidade em 17 de março foram isolados. Desde o início a SESAU está acompanhando o quadro clínico dos dois, que não apresentaram nenhuma alteração e não precisaram de atendimento hospitalar. Os resultados positivos chegaram nos dias 23 e 24. Em nenhum momento houve evolução para gravidade dos casos.

LEIA MAIS

Número de confirmações de covid-19 em PE tem salto e Estado registra mais uma morte

Crescimento de confirmações é resultado do aumento nas testagens (Foto: Pedro Alves/G1)

Pernambuco tem mais 30 novos casos confirmados do novo coronavírus, o que representa o maior aumento da doença desde o dia 12 de março. Atualmente, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram contabilizados 136 pacientes infectados em todo Estado.

LEIA TAMBÉM

Através de parceria, Governo de Pernambuco aumenta capacidade para realizar testes do covid-19

Os dados foram atualizados pela SES nessa sexta-feira (3), em uma coletiva de imprensa. O salto nas confirmações é resultado da ampliação em 120% dos testes para o covid-19, alega a Secretaria, medida anunciada nessa semana aqui no Blog Waldiney Passos.

Além do aumento de confirmações, houve uma nova morte, elevando para 10 as vítimas fatais em Pernambuco. Até o momento as seguintes cidades pernambucanas têm casos confirmados do coronavírus:

LEIA MAIS

Coronavírus: mulher de 41 anos é a 5ª morte confirmada na Bahia

Ela é a primeira mulher a morrer na Bahia (Foto: Freepik/Banco de Imagens)

A quinta morte por consequência do novo coronavírus na Bahia foi confirmada no final da manhã dessa sexta-feira (3), menos de duas horas depois do quarto óbito. É o primeiro registro fatal de uma paciente mulher e fora do grupo de idosos.

LEIA TAMBÉM

Bahia confirma 4ª morte por coronavírus

A paciente tinha 41 anos e era hipertensa. Os dados foram confirmados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). A paciente estava internada em um hospital da rede pública desde 24 de março.

Além de hipertensa, ela era asmática e obesa. Todas as cinco mortes da Bahia até o momento são da capital Salvador: quatro homens com 74, 64, 88 e 79 anos, além da mulher de 41. Por outro lado, 43 pessoas já foram curadas do covid-19 no Estado.

Empresários de Petrolina usam tecnologia como aliada para driblar isolamento social

Sem poder receber público, empresário adapta serviços para delivery (Foto: Arquivo Pessoal)

Ruas vazias, comércios fechados e um sentimento de incerteza por conta da pandemia do novo coronavírus. A pandemia global tem modificado o funcionamento de inúmeros serviços ao redor do mundo, em Petrolina não seria diferente. Mas os empresários sertanejos têm buscado alternativas para continuar exercendo suas atividades.

Bares e restaurantes somente podem funcionar para o serviço de delivery. Diante do cenário Arthur Coêlho precisou adaptar os serviços de um conhecido bar no Jardim Maravilha ao mundo digital. No lugar de mesas cheias e clientes pedindo os aperitivos durante as partidas de futebol, o contato agora é virtual.

O boteco que ganhou as redes

O empreendimento possuía perfis nas redes sociais, porém, pouco utilizados. Tudo mudou com a quarentena. “Com a pandemia passamos a criar imagens de divulgação e interagir mais com o público para poder ter um retorno melhor. Através das mídias divulgamos os horários de funcionamento, cardápio do serviço de Delivery, nossa página informa também o número do WhatsApp para realizar pedidos e receber o feedback do nosso consumidor“, contou ao Blog.

Ao perceber que o negócio virtual poderia funcionar como alternativa no período de isolamento social, Arthur passou a se empenhar cada vez mais e desde a última terça-feira os pedidos também estão sendo feitos por meio de um aplicativo de delivery.

“A rede social está se mostrando uma ótima aliada nos nossos serviços, além disso, o serviço de Delivery que não existia e foi implantado na Toca por causa da pandemia e também irá continuar daqui pra frente. Alguns clientes preferem esse meio para consumir“, destaca.

LEIA MAIS

Sobradinho notifica primeiro caso suspeito de covid-19

Sobradinho tem um caso suspeito do novo coronavírus, mas já investiga H1N1 (Foto: Agência CH)

O município de Sobradinho (BA) notificou na manhã de quinta-feira (2) o primeiro caso suspeito do novo coronavírus. Trata-se de uma criança de seis anos, atendida no Hospital Municipal Maria Auxiliadora Torres, com sinais do novo covid-19.

LEIA TAMBÉM

Sobradinho tem mais uma morte suspeita por H1N1

De acordo com a Prefeitura, o paciente é portador de doença crônica e esteve em Salvador, onde foi submetido a uma cirurgia. A criança tem sintomas leves e segue em observação pela Secretaria de Saúde. Para confirmar ou descartar o caso a pasta espera o resultado do exame feito na capital.

“Reitero a necessidade de nos mantermos na quarentena, evitarmos sair as ruas, pois esta medida vem se confirmando como eficaz na luta contra o Coronavírus”, lembrou a secretária de Saúde, Maysa Sanjuan.

Quanto ao H1N1, Sobradinho segue com cinco notificações, mas nenhuma confirmação. Três óbitos estão sendo investigados e também aguardam o resultado dos exames.

Bahia confirma 4ª morte por coronavírus

(Foto: Thomas Kienzle/AFP)

A Bahia registrou mais uma morte pelo novo coronavírus. Trata-se de um idoso de 79 anos que estava internado no Hospital Cárdio Pulmonar, na capital Salvador. A informação foi confirmada pela unidade hospitalar nessa sexta-feira (3).

O quarto paciente morto por conta do covid-19 deu entrada no hospital em 15 de março. O caso já foi notificado à Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Segundo o Estado, ele tinha “comorbidades associadas”. As três mortes anteriores também eram de idosos.

No último boletim divulgado pela Sesab na quinta-feira (2), a Bahia tinha 267 infectados com coronavírus. Além dos quatro casos confirmados, 15 seguem em investigação.

1234