Auxílio Emergencial: Caixa abrirá 45 unidades em Pernambuco nesse sábado

(Foto: Ascom)

Para facilitar a vida dos beneficiários do Auxílio Emergencial, a Caixa Econômica Federal abrirá 45 unidades nesse sábado (23), das 8h às 12h. Em Petrolina, duas agências – do Centro e na Avenida Sete de Setembro – estarão funcionando exclusivamente para saque dos contemplados na primeira parcela e quem é do Bolsa Família e está recebendo a segunda parcela.

Hoje 2,1 milhões de brasileiros nascidos entre maio e julho poderão fazer o saque da primeira parcela do benefício concedido durante a pandemia do novo coronavírus. Em relação a segunda parcela, o calendário é o seguinte:

Quem tiver cadastro aprovado receberá as 3 parcelas do Auxílio Emergencial, garante presidente da Caixa

Ainda há brasileiros que não receberam 1ª parcela do auxílio

O Governo Federal deveria anunciar o calendário de pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial nessa semana, mas ainda não bateu o martelo sobre as datas. Em meio a incertezas, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães assegurou que todos os brasileiros que solicitarem o benefício até 3 de julho e forem aprovados, serão contemplados.

Ninguém precisa se preocupar porque todos os que forem aprovados receberão as três parcelas”, disse Guimarães. Ele participou de uma videoconferência com os deputados federais nessa semana, onde foi sabatinado sobre o coronavoucher.

Durante o encontro os deputados questionaram a demora na análise dos cadastros feitos e as inconsistências no pagamento, citando por exemplo quem recebeu seu ter direito. “Existem 17 milhões de pessoas que estão em análise, estar em análise deixa as pessoas aflitas. Deveremos ter uma reposta se foi aprovado, se foi aprovado e se foi inconclusivo e que deveria ter uma outra correção”, relatou. Essa análise deve ser concluída ainda hoje (13).

Petrolina: atendimento do auxílio emergencial no Centro de Convenções está suspenso temporariamente

Atendimento será retomado com pagamento da 2ª parcela (Foto: Ascom/PMP)

O atendimento destinado ao auxílio emergencial, realizado no Centro de Convenções de Petrolina, está suspenso a partir dessa sexta-feira (8). A medida é temporária e o serviço será retomado quando o Governo Federal liberar a segunda parcela do coronavoucher.

Equipes da Prefeitura e da Caixa Econômica realizaram mais de três mil atendimentos em 10 dias de funcionamento. A ação buscava diminuir as filas nas agências da Caixa, sendo o Centro de Convenções utilizados apenas para dúvidas sobre o auxílio.

“O motivo da pausa está na queda da demanda nos últimos dias, já que o governo liberou todo pagamento da primeira etapa. O Ministério da Cidadania prevê a divulgação da próxima agenda de pagamento ainda nesta sexta, após a liberação das novas datas, a prefeitura irá restabelecer o atendimento no Centro de Convenções“, explica a Prefeitura.

Mais de 3,6 milhões de brasileiros receberão Auxílio Emergencial nessa quinta-feira

Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial

A Caixa Econômica Federal paga hoje R$ 2,6 bilhões através do Auxílio Emergencial, nessa quinta-feira (30). Mais de 3,6 milhões de brasileiros serão contemplados com a ajuda criada durante a pandemia do coronavírus. O pagamento teve início no dia 9 de abril e contempla trabalhadores autônomos, desempregados, MEIs e beneficiários do Bolsa Família.

Saque em espécie

Segundo a Caixa, desde o início do mês, 50 milhões de pessoas já receberam a ajuda. Hoje estão sendo contemplados os nascido em julho e agosto os quais optaram pelo saque em espécie. No sábado (2), nascidos em setembro e outubro. Na terça-feira (5) é a vez dos nascidos em novembro e dezembro.

Funcionamento no sábado

Nesta sexta-feira (1º) as agências estarão fechadas, devido ao Feriado Nacional, mas reabrem no sábado, para atender os novos beneficiados.

PF faz alerta sobre novo golpe do auxílio emergencial

Golpe promete desbloquear benefício (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Na semana em que a Caixa Econômica Federal começa a pagar o auxílio emergencial de R$ 600 em dinheiro, a Polícia Federal (PF) fez um alerta aos beneficiários do chamado coronavoucher. Um novo golpe está circulando nos grupos de WhatsApp e também no Facebook, prometendo desbloquear o dinheiro.

De acordo com a PF, a mensagem começou a ser difundida na semana passada e tem como alvo aquelas pessoas com restrições cadastrais. No golpe, os criminosos solicitam informações pessoais – nome, data de nascimento e o tipo de trabalho – como também o local de preferência para o suposto saque.

Para tornar o golpe praticamente perfeito, os bandidos também exibem supostas mensagens de usuários que receberam o benefício após usar o aplicativo. Diante desse cenário, a PF faz um alerta aos brasileiros: desconfiem das mensagens, não compartilhem links sem saber a procedência e fique atento ao imediatismo do app.

Em caso de dúvidas, procure sempre os aplicativos fornecidos pela Caixa Econômica ou utilize os canais de comunicação fornecidas pela instituição: site oficial e telefone. (Com informações do JC Online).

Beneficiários do auxílio emergencial do Governo Federal terão central de atendimento da Caixa em Petrolina

(Foto: Alexandre Justino/PMP)

O atendimento começa na próxima terça-feira (28). Os beneficiários que tiverem dúvidas a respeito do auxílio financeiro emergencial liberado pelo Governo Federal devem se dirigir até o Centro de Convenções de Petrolina. O local abrigará uma central de atendimento destinada a esse público. Esse procedimento só será possível por causa de um acordo realizado entre o prefeito Miguel Coelho e o superintendente regional da Caixa, Paulo Lira.

A medida foi tomada para diminuir o volume de pessoas concentradas na agência federal, no Centro, e oferecer maior segurança sanitária, tendo em vista a transmissão do coronavírus na cidade. A central contará com 10 pontos de atendimento para o público esclarecer sobre direito ao benefício, quem pode receber, cadastro e como acessar o aplicativo do recurso emergencial. Isso, segundo os técnicos da Caixa, representa mais de 80% das demandas que tem lotado a agência.

LEIA MAIS

Coronavírus: confira o cronograma de pagamento do Auxílio Emergencial

A Caixa Econômica Federal libera hoje (22) R$ 4,3 bilhões de auxílio emergencial a mais de cinco milhões de brasileiros. Serão contemplados beneficiários inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), tendo em vista que o lote somente foi enviado pelo Datraprev no final de semana.

Além dos inscritos no CadÚnico receberão o coronavoucher, beneficiários do Bolsa Família, profissionais autônomos, MEIs e desempregados. O benefício foi assegurado através de um projeto de Lei de autoria do Governo Federal, prevendo o pagamento de R$ 600 a R$ 1.200.

Veja o cronograma completo de pagamento:

LEIA MAIS

Cadastro do auxílio emergencial pode levar até cinco dias úteis para ser validado pelo Governo Federal

Desde o dia 9 de abril o Governo Federal está pagando o auxílio emergencial aos trabalhadores informais, MEIs, autônomos e desempregados. Mas ainda há muitas dúvidas, especialmente sobre o status do aplicativo da Caixa Econômica.

A recomendação é aguardar, tendo em vista que o calendário de pagamento do auxílio se estende pelos meses de abril e maio. Quem ainda está com o cadastro em “análise” deve esperar pelo menos cinco dias úteis, até o Governo validar as informações e autorizar o pagamento.

Nessa semana a Caixa Econômica Federal anunciou uma novidade. Quem já fez o pedido para receber o auxílio emergencial de R$ 600, mas errou ou esqueceu de incluir informações poderá refazer o cadastro. Em relação ao cronograma, ontem receberam beneficiários do Bolsa Família com NIS terminado em 1, nascidos entre maio e agosto inscritos no CadÚnico e os primeiros cadastrados no app do banco.

Coronavoucher: confira quem receberá auxílio nesta quinta-feira

Saiba se você foi contemplado no lote de hoje (Foto: Ilustração)

Mais de 3,5 milhões de brasileiros receberão hoje (16) o auxílio emergencial de R$ 600 pago pelo Governo Federal durante a pandemia do novo coronavírus. De acordo com o cronograma da Caixa Econômica Federal, nessa quinta-feira são contemplados os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e os beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 1.

Estima-se que 1,3 milhão de beneficiários do programa Bolsa Família estão no lote dessa quinta-feira. Em relação aos inscritos no CadÚnico, nascidos entre maio e agosto e que não são contemplados com o Bolsa também podem sacar os R$ 600. O terceiro grupo – cadastrados pelo site ou aplicativo do Auxílio Emergencial – também começam a receber o valor em suas contas.

Até quarta-feira (15) a Caixa já havia liberado R$ 3,2 bilhões para 4,9 milhões de brasileiros. Nesta sexta-feira (17), o pagamento se estenderá a beneficiários do Bolsa Família com o último dígito do NIS igual a 2 e aos nascidos entre setembro e dezembro inscritos no CadÚnico.

Coronavoucher: mais de 22 milhões de brasileiros já fizeram cadastro no sistema da Caixa

Auxílio deve ser pago ainda nessa semana

Mais de 22 milhões de brasileiros se cadastraram no sistema da Caixa Econômica para receber o auxílio emergencial do coronavírus, 24 horas depois de o banco lançar a plataforma. O valor de R$ 600 pago no coronavoucher começará a ser creditado nesta quinta-feira (9).

LEIA TAMBÉM

Coronavírus: Caixa lança site e aplicativo do auxílio emergencial

O cadastro pode ser feito via aplicativo ou site do banco. Isso não significa que todos terão direito ao valor, que pode chegar a R$ 1.200 no caso de mulher chefe de família. Os dados pessoais serão checados com outras informações do governo para que depois uma resposta seja enviada, autorizando ou não o pagamento.

Apenas quem não está inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) deve se cadastrar no sistema. O governo estima que vai pagar o benefício a 54 milhões de pessoas. Esse número inclui beneficiários do Bolsa Família e inscritos no CadÚnico, que terão o benefício pago automaticamente e não precisam se cadastrar.

Coronavírus: Caixa lança site e aplicativo do auxílio emergencial

Benefício foi garantido em lei

A Caixa Econômica Federal disponibilizou hoje (7) o site e o aplicativo por meio do qual trabalhadores informais, autônomos e MEIs poderão solicitar o auxílio emergencial de R$ 600, popularmente conhecido como coronavoucher. Quem já recebe Bolsa Família ou já está inscrito no Cadastro Único não precisa utilizar o app.

Além do site e aplicativo, a Caixa disponibilizou o número de telefone 111 que servirá exclusivamente para dúvidas dos beneficiários desse auxílio. As seguintes pessoas têm direito ao coronavoucher:

– Micro Empreendedor Individual (MEI);
– estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia dia 20 de março;
– cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
– ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.

LEIA MAIS

Aplicativo do coronavoucher será lançado nesta terça-feira

A partir de terça-feira (7) o Governo Federal lançará um aplicativo desenvolvido em parceria com a Caixa Econômica Federal. Nele os brasileiros poderão acessar mais informações sobre o auxílio emergencial de R$ 600. Ainda nessa semana o cronograma de pagamento será divulgado, informou o Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

O aplicativo tem o objetivo de coletar informações das pessoas que não estão no CadÚnico, bem como dos já cadastrados. Eles poderão se registrar e confirmar as informações da base de dados federal. Em relação ao pagamento, de acordo com Lorenzoni os beneficiários do Bolsa Família irão receber o auxílio em 16 de abril.

O coronavoucher, como ficou conhecido o auxílio, foi aprovado no Congresso Nacional, após uma intensa discussão com o governo Federal sobre o valor, antes proposto de R$ 200. A sanção da lei aconteceu no final da última semana.

Coronavoucher: “Aplicativo estará disponível na próxima terça-feira”, informa Presidente da Caixa

Informais que não estão no Cadastro Único do governo federal e se enquadram nas regras para receber o auxílio emergencial em razão da pandemia do novo coronavírus vão poder efetuar um cadastro por meio do aplicativo desenvolvido pela Caixa Econômica Federal. O app estará disponível para download a partir da próxima terça-feira, 7 de abril. O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, apresentou mais informações na tarde desta sexta-feira (3), no Palácio do Planalto, em Brasília. Confira na íntegra!

Coronavoucher: segundo FBC, beneficiários do Bolsa Família no Nordeste serão os primeiro a receber auxílio

O Governo Federal publicou hoje (3) a lei do “coronavoucher”. O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) participou de uma entrevista ao vivo na Rádio Jornal Recife e afirmou que o Nordeste será a primeira região a ser beneficiada pelo auxílio da pandemia do coronavírus.

“Os primeiros a serem contemplados serão aqueles cadastrados no Bolsa família, que alcança 14 milhões de brasileiros. E a notícia boa é que mais da metade são do Nordeste, os primeiros a serem beneficiados. Os demais devem chegar até o dia 20 de abril”, afirmou o líder do governo no Senado.

Ainda de acordo com FBC, governo também tem realizado ações para prover liquidez as empresas privadas por meio dos programas de suspensão de pagamento dos empréstimos contratados.

“Só no Banco do Nordeste, até o dia de ontem, já tinham sido prorrogados mais de R$ 850 milhões e mais de R$ 750 milhões já tinham sido contratados em operação de capital de giro nova para que as empresas possam bancar as suas folhas salariais. O foco do governo na próximas semana é promover medidas que possam dar recursos e injetar liquidez para as empresas, sobretudo, as microempresas”, concluiu.

Sanção do “coronavoucher” acontecerá hoje, afirma Bolsonaro

O projeto que garante uma ajuda financeira a trabalhadores informais deve ser sancionado na tarde dessa terça-feira (31). De acordo com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), o benefício deve ser pago o mais breve possível durante a pandemia do novo coronavírus.

A ajuda varia entre R$ 600 e R$ 1.200. “Está pronto o decreto [de regulamentação], só dar uma olhada e meter a caneta. Quem vai pagar é a Caixa Econômica Federal. Ouvi ontem [segunda-feira, 30] alguns já reclamando: ‘não sancionou ainda?’ Foi ontem à noite que foi aprovado. Esse pessoal que reclamou, que tinha poder dentro do Congresso, tinha que ter aprovado no mesmo dia quando eu mandei para lá“, disse Bolsonaro.

Popularmente conhecido como “coronavoucher”, o valor será pago em três prestações mensais. Inicialmente o Governo Federal destinaria apenas R$ 200,00, valor aumentado. Mulheres líderes de família receberão R$ 1.200.