Ação conjunta entre Bombeiros e equipes da CPRH controla incêndio na Mata da Pimenteira, em Serra Talhada

(Foto: CPRH)

O incêndio que começou no último domingo (11) no Parque Estadual Mata da Pimenteira, no município de Serra Talhada, Sertão de Pernambuco, finalmente começou a ser controlado. Na madrugada desta quarta-feira (14), as chamas foram contidas. A operação, que conta com equipes da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e do Corpo de Bombeiros recebeu, ontem, o reforço de uma equipe do Prev-Fogo, do Ibama. As equipes trabalharam durante toda a noite para conter as chamas.

“Desde o último domingo nós estamos nesta operação de exterminar o incêndio no Parque. As condições são adversas, por conta dos fatores naturais do local e, ontem pela manhã, o fogo já ultrapassava o limite da unidade de conservação. Mas, hoje damos a boa notícia de que as chamas estão controladas. Evidentemente, vamos continuar fazendo o resfriamento da área”, comentou o diretor presidente da CPRH, Djalma Paes.

O Parque Estadual Mata da Pimenteira foi criado em 2012, por meio do Decreto Estadual nᵒ 37.823 e é a primeira unidade de conservação do bioma Caatinga em Pernambuco, em uma área de quase 900 hectares. A área atingida pelo incêndio é de difícil acesso, por ser montanhosa.

Incêndios em Pernambuco aumentaram 30% em relação ao mesmo período do ano passado

(Fotos: CPRH-PE)

A informação é do tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Cristiano Correia, que comanda a operação de combate ao incêndio no Parque Estadual Mata da Pimenteira, localizado no município de Serra Talhada, no Sertão de pernambucano. O Parque sofreu um incêndio que começou na manhã do último domingo (11) e ainda não foi controlado.

De acordo com o tenente coronel, do dia 1º de agosto ao dia 10 de outubro, o Corpo de Bombeiros atendeu mais de 250 chamados para contenção de incêndios em vegetação nativa na região do Sertão do Pajeú. “Apagamos incêndios também no Sertão do Araripe, do Moxotó, Central e do São Francisco, mas, as ocorrências no Sertão do Pajeú superaram os números das outras áreas. Este ano, já em outubro, contabilizamos um aumento de mais de 30% dos incêndios ocorridos em relação ao ano de 2019, só na região do Pajeú”.

LEIA MAIS

Serra Talhada: Parque Estadual Mata da Pimenteira está sendo destruído pelo fogo

(Fotos: CPRH-PE)

As chamas começaram no final da manhã do último domingo (11) e se espalharam pela caatinga. Até o início da tarde desta terça-feira (13), ainda não teriam sido controladas. Ainda não se sabe o tamanho da área afetada pelo fogo, nem o que possa ter causado o mesmo.

O incêndio, considerado de grande proporção, atinge o Parque Estadual Mata da Pimenteira, primeira unidade de conservação de Pernambuco no bioma Caatinga, que fica localizada  no município de Serra Talhada, Sertão do Pajeú a cerca de 415 km da capital pernambucana.

LEIA TAMBÉM

Após três dias de trabalho, Bombeiros encerram combate a incêndio em Campo Alegre de Lourdes

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Pernambuco e da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) está na área, combatendo as chamas. “Na tarde de ontem (12), o incêndio parecia  controlado. Porém, os ventos da noite fizeram as chamas aumentarem e, hoje, o fogo se alastrou, saindo dos limites da unidade de conservação”, explicou o diretor presidente da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Djalma Paes.

Como a área onde está ocorrendo o incêndio é montanhosa, considerada de difícil acesso, a partir de hoje, um avião ajuda no combate as chamas fazendo lançamento de água.

Macaco prego é resgatado no município de Pilão Arcado-BA

Os moradores da localidade de Tapuio, em Pilão Arcado, Bahia, procuraram a Secretaria de Meio Ambiente do município para reclamar da presença de um macaco prego que estava amedrontando a comunidade.

Ao tomar conhecimento do problema a Prefeitura entrou em contato com o Corpo de Bombeiros de Juazeiro e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA e neste domingo (27) o animal foi resgatado com segurança.

Segundo informações o macaco foi levado para Juazeiro e após os devidos cuidados será devolvido à natura na região de Cruz das Almas (BA).

Acidente com carro deixa 2 pessoas feridas em Petrolina

O acidente aconteceu na noite desta sexta-feira (25) na Avenida da Redenção, no Bairro Dom Avelar, em Petrolina, cidade do Sertão de Pernambuco.

Segundo informações de moradores do bairro, o motorista perdeu o controle do veículo e bateu em um poste de iluminação pública. Com o impacto, o carro tombou e o condutor ficou preso nas ferragens.

O motorista estava acompanhado de uma mulher. Uma equipe do corpo de bombeiros foi ao local, retirou os ocupantes de dentro do veículo e os levou para um hospital de Petrolina, mas não informou o estado de saúde e nem os nomes da vítimas.

Uma equipe da Celpe deu apoio a operação retirado a energia elétrica do poste danificado para evitar acidentes com choques elétricos.

Há dez dias Bombeiros trabalham para controlar incêndio no município de Barra (BA)

(Foto: Divulgação/SSP)

Há exatos 10 dias o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia atua para controlar os incêndios que tem consumido a vegetação da zona rural do município de Barra, no oeste de da Bahia. O trabalho ocorre dentro da operação Bahia sem fogo e conta com o apoio de brigadistas voluntários e aeronaves.

Coordenador das ações, o tenente Álvaro Serrão explica que o local onde se concentram os principais focos é de difícil acesso e o incêndio é de grande proporção. De acordo com ele, não há para dimensionar ainda a área consumida pelo fogo e a situação ainda requer bastante atenção.

LEIA TAMBÉM

Incêndio é registrado próximo à Ilha do Sol, em Petrolina

Após dias de intenso trabalho, incêndio na zona rural de Pilão Arcado foi extinto

Leitor flagra seringas descartadas em terreno; Prefeitura de Petrolina orienta pacientes

Nesta quinta-feira (24), vídeos que circularam nas redes sociais mostraram o desespero de moradores que viram o fogo no quintal de suas casas. No entanto, a assessoria do Corpo de Bombeiros explicou que o incêndio não está mais próximo das casas e que o trabalho da corporação evitou danos aos moradores.

No total, 30 bombeiros estão na cidade, segundo informou o prefeito da cidade, Deonisio Ferreira. Outros quatro aviões de combate às chamas foram deslocados para o município, enviados pelo Governo do Estado, duas já estavam lá desde o início da semana.

Ainda segundo o prefeito, nenhuma casa chegou a ser atingida pelo fogo e nenhum morador quis deixar sua residência. O incêndio atinge os povoados de Porto Novo, Simão e Itacoatiara, onde vivem cerca de 300 pessoas.

Bombeiros e Grupo Abelha Viva concluem retirada de abelhas de escola de Juazeiro

(Foto: Corpo de Bombeiros de Juazeiro)

O trabalho que iniciou na manhã desta segunda-feira (21), no Colégio Estadual Codefas, na cidade de Juazeiro, região norte da Bahia, só foi concluído na noite de ontem. Um enxame enorme de abelhas se alojou em uma árvore do pátio da escola e por ser tão grande, o galho não suportou o peso e os insetos acabaram caído e levando perigo a quem passava pelo  local.

Por conta disso, uma equipe formada por militares do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Juazeiro e integrantes do Grupo Abelha Vivia foram ao Codefas, ainda na manhã desta segunda-feira (21), e colocaram uma caixa coletora para atrair as abelhas para o interior do recinto.

À noite, horário mais recomendado para a captura dos insetos por se tratar do momento de descansos deles, integrantes do Grupo Abelha Viva, com o apoio de  outra equipe do Corpo de Bombeiro, comandada pelo Ten. Cel. Tarcísio Ribeiro, comandante do 9º GBM, conseguiram capturar as abelhas e as soltaram na caatinga.

Este ano, mais de 100 enxames já foram capturados em Juazeiro, na sede do município e em casas do interior, e devolvidos a natureza sem prejuízos para a sociedade e nem para os insetos.

Incêndio no Vale do Salitre em Juazeiro é controlado pelo Corpo de Bombeiros

(Foto: 9º GBM)

O incêndio, considerado de média proporção, teria começado na tarde deste domingo (20), nas imediações da fazenda Santa Rita, na comunidade de Campos dos Cavalos, zona rural de Juazeiro, norte da Bahia, e se propagou por uma área extensa no Vale do rio Salitre.

Equipes do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local e de acordo com o Ten. Cel. Tarcísio Ribeiro, comandante do 9º GBM, as chamas foram contidas ainda durante a madrugada desta segunda-feira (21) e feito o rescaldo, para evitar novos focos, hoje pela manhã.

Também segundo o comandante, não há registro de feridos e as causas do incêndio ainda são desconhecidas.

Mais uma ocorrência envolvendo abelhas; dessa vez em uma escola de Juazeiro

As abelhas continuam se alojando em áreas urbanas. Somente na semana passada, de segunda-feira (14) a sábado (19), pelo menos 15 enxames foram capturados em Juazeiro. Na manhã desta segunda-feira (21), mais uma ocorrência envolvendo esses insetos foi registrada na cidade baiana.

Na tarde deste domingo (20), o Corpo de Bombeiros de Juazeiro registrou mais duas ocorrências envolvendo abelhas. Uma na praça Simões Filho e outra rua Rio Branco no bairro Angarys.

Hoje (21), militares do 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros, em parceria com o Grupo Abelha Viva, trabalharam na captura de um enxame que estava acampado em uma árvore do Colégio Estadual Codefas, que fica no bairro Piranga, em Juazeiro.

Geralmente, a captura é feita no período noturno, quando as abelhas estão descansando, mas nesse caso não deu para esperar. O enxame caiu da árvore e podia atacar quem passasse por perto. Uma caixa coletora foi posta para atrair o enxame e finalizar a captura. Como as aulas estão suspensas por causa da pandemia do novo coronavírus a movimentação na escola é pouca e não há registro de feridos.

Equipes capturaram mais de 15 enxames de abelhas em Juazeiro durante esta semana

(Foto: Grupo Abelha Viva)

Depois do ataque na área próxima ao Cemitério Central de Petrolina (PE), que resultou na morte de um homem e no ferimento de pelo menos outras 7 pessoas, as abelhas resolveram aparecer em maior número também na cidade de Juazeiro, no norte da Bahia.

Equipes formadas por integrantes do 9º Grupamento de Bombeiros Militares, sob o comando do Ten. Cel. Tarcísio Ribeiro, do Grupo Abelha Viva, sob o comando dos apicultores Lícia Regina Lopes da Silva e Joseney Vitorino, e funcionários da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB), capturam somente da última segunda-feira (14) até ontem (19) mais de 15 enxames que se instalaram em residências ou lojas comerciais em vários bairros da cidade.

Nem mesmo o prédio da 75ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) no bairro Itaberaba foi poupado pelos insetos. Uma equipe foi solicitada para capturar um enxame que se alojou no local.

Segundo a apicultora Lícia Regina Lopes da Silva, do Grupo Abelha Viva, que trabalha com captura de abelhas há 6 anos, os trabalhos de retirada de abelhas presentes em locais públicos e residências na sede e interior da cidade é um prática constante, mesmo antes dos casos que agora estão acontecendo com frequência.

Em parceria com o 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros e as equipes de meio ambiente da SEMAURB, o Abelha Viva, já realizou somente este ano cerca de 100 coletas.

O trabalho realizado é o de captura para soltar no ambiente propício para as abelhas e sem perigos para a população. Até então os resultados desse trabalho têm sido positivos uma vez que não há registro de ataques às pessoas. Trabalho geralmente realizado a noite, horário que as abelhas estão descansando.

“Elas começam a atividade delas às 5 horas da manhã. Aí elas vão colher água, alimentos, néctar, pólen… e quando a gente vai em um enxame elas não estão todas lá. As campeiras, as operárias estão todas trabalhando. Aí a noite, a maioria voltou pro ninho e as que não conseguiram voltar ficaram no campo pra voltar no outro dia. Por isso, a noite é o horário ideal para fazer a captura”, explicou Lícia.

Para acionar uma equipe de captura, o cidadão juazeirense pode entrar em contato com a SEMAURB através do telefone (74) 3612-3581 ou pessoalmente na sede da secretaria que fica na Rua Oscar Ribeiro, s/n, Centro. Também acionar o Corpo de Bombeiros através do número 193 ou ainda solicitar o trabalho do Grupo Abelha Viva através do número (74) 98807-8757.

Abelhas atacam agência do banco Itaú em Juazeiro

Depois de atacarem diversos moradores de Petrolina, no Sertão Pernambucano, esta semana, as abelhas agora incomodam moradores da cidade vizinha de Juazeiro, no estado da Bahia. Nesta quarta-feira (16), elas resolveram fixar morada nas paredes do Banco Itaú.

Por enquanto não há informações sobre feridos. O 9º Grupamento de Bombeiros Militar e o grupo Abelha Viva, uma organização não governamental que trabalha para evitar o extermínio dos insetos, estão tentando capturar as abelhas sem prejuízos para elas e para as pessoas que trabalham no local.

Incêndio de grande proporção destrói caatinga e ameaça comunidades no interior de Dormentes

O incêndio considerado de grandes proporções está destruindo a vegetação da caatinga e ameaçando comunidades rurais do município de Dormentes, no Sertão de Pernambuco. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Petrolina, por enquanto o fogo causou apenas prejuízo a natureza.

Um equipe do Grupamento Militar de Combate a Incêndios de Petrolina e outra do Corpo de Bombeiros de Salgueiro tentam conter as chamas que avançam rapidamente. Os militares contam também com o apoio de equipes do Prevfogo, o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais, que é um Centro Especializado do Ibama com atuação na educação, pesquisa, monitoramento, controle de queimadas, prevenção e combate aos incêndios florestais no Brasil.

Uma nuvem de fumaça dificulta a visibilidade e a respiração de quem mora próximo as áreas que estão sendo queimadas. Os bombeiros pedem aos moradores que se sentirem ameaçados, que procurem abrigo em locais seguros, longe do incêndio.

Enxame de abelhas ataca pessoas no centro de Petrolina

Um enxame de abelhas da espécie italiana atacou pedestres e motoristas que passavam nas imediações do cemitério municipal de Petrolina na tarde desta segunda-feira (14), por volta das 14h.

Segundo informações compartilhadas em vídeos nas redes sociais, muitos motoristas e motociclistas abandonaram seus veículos no meio das vias e correram para não serem atacados pelos insetos. Em um dos vídeos, algumas pessoas socorrem uma mulher que foi atingida por diversas picadas. De acordo com um popular, foi preciso usar um extintor de incêndio para espantar as abelhas.

Várias outras pessoas foram picadas pelos insetos. Ainda de acordo com informações, o corpo de bombeiros foi chamado para contornar a situação. De acordo com o Sargento Jair, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também foi acionado para dar suporte aos feridos. Até o momento a informação é de que pelo menos uma mulher tenha sido levada para o hospital por causa do ataque dos insetos.

Corpo de Bombeiros resgata enxame de abelhas que atacava moradores de um bairro de Juazeiro

Um enxame de abelhas, foi resgatado nesta sexta-feira (11) por militares do 9º Grupamento de Bombeiros de Juazeiro (BA), em parceria com o Grupo Abelha Viva, entidade que trabalha na preservação desses insetos voadores.

O 9º GBM foi acionado por uma senhora de nome Cleusa, moradora do bairro João XXIII, na cidade baiana. Segundo ela, o enxame que se instalou em um terreno baldio, próximo a sua casa, estava atacando os moradores.

A guarnição comandada por Sgt BM Henrique, Sd Rodrigo, sd Welton morais e Sd kinard, com o apoio de Sgt BM Iraci e sob o comando de Sub Ten Augusto, juntamente com a integrante da Abelha Viva, Lícia, resgatou o enxame que estava agitado, atacando as pessoas que moram próximo.

Incêndio em terreno de escola assusta moradores do bairro José e Maria, em Petrolina

O incêndio ocorreu na noite desta sexta-feira (11), em um terreno baldio que fica dentro do muro do Colégio Joaquim André, localizado no bairro José e Maria, em Petrolina. Moradores filmaram as labaredas que alcançaram uma altura que ultrapassava os muros do Colégio.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, que controlou as chamas, o fogo não atingiu as dependências da escola e não houve prejuízos materiais e nem pessoais.

1234