Trânsito de Petrolina será alterado para procissão da Padroeira da cidade

(Foto: Internet)

A Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) irá ordenar o tráfego de veículos e a circulação de pedestres no Centro da cidade durante a Procissão de Nossa Senhora Rainha dos Anjos, padroeira da cidade, nesta terça-feira (15).

Por conta do cortejo, haverá interdição progressiva de tráfego a partir das 15h30 em algumas vias: Av. Guararapes e as interações que se ligam a ela; Av. Cardoso de Sá; Av. Joaquim Nabuco (interdição temporária); Av. da Integração (entre a padaria Além do Trigo até o Monumento da Integração); Travessa Praça Dom Malan (em frente a Caixa Econômica); Rua Pacifico da Luz (nas imediações da Igreja Matriz); Rua Aristarco Lopes.

Para garantir tranquilidade aos participantes da procissão, a Ammpla vai disponibilizar equipes de agentes de trânsito para acompanhar o cortejo. Além disso, agentes estarão disciplinando e monitorando o trânsito nos cruzamentos interditados, como também nas ruas no entorno da região central do evento.

Durante todo o percurso, 3 motos do Grupamento Tático Motorizado (GTM) da Guarda Civil Municipal vão ajudar também nesse trabalho de ordenamento do trânsito.

Retrospectiva 2016: Moradores de Chapecó chegam à Arena Condá para velório coletivo

torcida-chapeco

Torcedores começaram a entrar na Arena Condá por volta das 7h35 (Foto: Janir Júnior/Globoesporte.com)

Os portões da Arena Condá abriram por volta das 7h30 para a entrada dos torcedores. Eles ocuparam as arquibancadas em silêncio. Chovia em Chapecó.

Por volta das 7h30, os portões estavam abertos e os torcedores se acomodavam nas arquibancadas. O silêncio chamava a atenção.

Antes da abertura, eles faziam fila para entrar no estádio e cantavam do lado de fora. Alguns levaram flores. Faixas de campeão da Copa Sul-Americana 2016 eram vendidas nas proximidades. O avião que caiu levava os jogadores para a Colômbia para disputar a final do campeonato.

Dentro do estádio, o cenário estava todo pronto. Uma coroa de flores envolvia o símbolo da Chapecoense no gramado. Muitas faixas agradeciam o apoio dos torcedores e do Atlético Nacional, que disputaria a final com o clube catarinense.

Para o velório, haverá 121 psicólogos, 115 médicos, 121 auxiliares de enfermagem, 68 enfermeiros e cinco psiquiatras. Terá também um ônibus-ambulância, um helicóptero,
duas UTIs e 40 leitos.

Cortejo

Após a chegada dos corpos, dois caminhões farão o transporte até o estádio. O percurso do Aeroporto Municipal Serafin Enoss Bertaso até a Arena Condá deve levar cerca de uma hora, segundo o governo do estado.

Fora do estádio, serão disponibilizados quatro telões. Mais de 600 profissionais do estado e do município farão a segurança no cortejo e velório. Cerca de 100 mil pessoas são esperadas para o velório coletivo, conforme o governo do estado.

Com informações do G1