Resolvido: morador finalmente planta nova muda após matar árvore no Residencial Juazeiro III

Semaurb esteve no local para acompanhar a situação (Foto: Divulgação/Semaurb)

Nesta semana o Blog voltou a procurar a Prefeitura de Juazeiro, questionando sobre a situação do Residencial Juazeiro III, onde um morador arrancou uma árvore que era cuidada pela vizinhança. O infrator, que cometeu crime ambiental, deveria ter replantando uma planta há 20 dias, prazo descumprido pelo munícipe.

LEIA TAMBÉM

Prazo dado pela Semaurb acaba e morador que matou árvore não cumpre acordo; Caso aconteceu no Residencial Juazeiro III

Após matar árvore no Residencial Juazeiro III, morador interdita espaço coletivo e irrita comunidade

Diante do flagrante descumprimento, o Blog novamente acionou a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb), que notificou o morador em questão. E na sexta-feira (3), ele finalmente cumpriu com o acordado.

LEIA MAIS

Prazo dado pela Semaurb acaba e morador que matou árvore não cumpre acordo; Caso aconteceu no Residencial Juazeiro III

Um morador acusado de matar uma árvore que estava na calçada da sua casa no Residência Juazeiro III, em Juazeiro, no Norte da Bahia, não cumpriu o acordo feito com a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano de plantar outra árvore no lugar.  O prazo dado pela secretaria era de 15 dias.

Revoltados com a situação, moradores da comunidade cobraram providências da Semaurb. “Já se passaram 15 dias e o replantio da árvore nativa que foi dado o prazo pela fiscalização ambiental ainda não foi cumprido pelo morador que arrancou”, disse um comunitário.

O que disse a Semaurb?

Em nota, a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano informou que a equipe de fiscalização ambiental retornará até o local para verificar se o morador procedeu ou não ao plantio de uma muda de espécie nativa. Caso seja verificado o descumprimento das orientações acordadas anteriormente, o morador sofrerá as penalidades ambientais, como notificação e auto de infração.

Morador volta a atacar árvore no Residencial Juazeiro III; Semaurb emite nota sobre caso

No dia 26 de outubro o Blog publicou uma matéria sobre um morador do Residencial Juazeiro III, que estava tentando matar uma árvore localizada na Rua N, no Bloco 3. O motivo da revolta era porque ele não queria animais deitado debaixo da planta. E no sábado (6), ele voltou a agir e conseguiu o que queria: arrancar a planta.

LEIA TAMBÉM

Crime ambiental: Morador é denunciado por tentar matar árvore no Residencial Juazeiro III

“Ele cortou o restante da árvore e estava dizendo que estava sabendo que tinham denunciado e que teria saído no blog. Fizemoz a denúncia a vocês, fomos na Semaurb, procuramos a polícia e o IBAMA. No sábado ele veio e fez isso, arrancou a árvore“, conta um leitor que relatou o fato à nossa equipe.

LEIA MAIS

Crime ambiental: Morador é denunciado por tentar matar árvore no Residencial Juazeiro III

Imagem ilustrativa retirada da internet

 

Em contato com a redação do Blog, um leitor denunciou que um morador do Residencial Juazeiro III, em Juazeiro, norte da Bahia, está tentando matar uma árvore no bairro. O leitor explicou que a árvore oferece sombra para as crianças brincarem.

 

Ainda segundo o denunciante, o motivo para essa crueldade com a árvores é banal. “Não é a primeira vez que esse mesmo morador tenta matar a árvore […] Segundo ele, estava matando a árvore porque ela suja a porta do apartamento que ele mora”, disse.

 

O leitor informou que chegou a procurar o IBAMA, mas foi orientado a procurar a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano da Prefeitura Municipal.

 

“Quem realizar podas drásticas ou atos de vandalismo contra árvores poderá ser autuado e multado”, informou a Semaurb.

 

Em nota, a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb) informou que tomou conhecimento da denúncia através da imprensa e enviará uma equipe ao local para tentar identificar os responsáveis pelo ato de vandalismo.

 

A Semaurb esclareceu ainda que antes de realizar podas de árvores em áreas públicas, é necessário que a secretaria seja informada, para que uma análise de viabilidade seja feita no local onde a árvore está plantada.

 

Quem realizar podas drásticas ou atos de vandalismo contra árvores poderá ser autuado e multado.

Homem é preso com tatus mortos na BR-407, em Petrolina

Foto: PRF/Divulgação

Um homem foi preso na BR-407, em Petrolina, na noite de segunda-feira (11), transportando tatus mortos. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele havia comprado os animais em Caridade do Piauí, no Sertão do estado vizinho, para consumo próprio.

Ele foi preso em flagrante, durante uma fiscalização a veículos com a placa do Mercosul, no km 42 da rodovia. Ao observarem o porta-malas do carro, os agentes da PRF encontraram os animais mortos. O condutor relatou que pagou R$ 120,00 para comprar os tatus e consumir a carne.

Agência Estadual do Meio Ambiente (CPRH) foi acionada para adotar as medidas cabíveis, já que se trata de um crime ambiental.

Caminhão carregado com madeira irregular do Pará é retido em Sertânia

Uma fiscalização de combate aos crimes ambientais resultou na retenção de um caminhão que transportava 45 m³ de madeira do Pará, com irregularidades na documentação. O motorista foi autuado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR 232, em Sertânia, no Sertão de Pernambuco.

Durante a abordagem a um caminhão com placas da Paraíba, no Km 278 da rodovia, o motorista apresentou uma Guia Florestal e a equipe percebeu que o documento estava sendo reutilizado em outra viagem, o que configura uma ilegalidade. O condutor informou apenas que havia sido contratado para entregar uma carga de madeira serrada em Olinda, na Região Metropolitana do Recife.

LEIA MAIS

PRF apreende mais de 40 aves em blitz na BR-232, em Sertânia

(Foto: PRF/Divulgação)

41 pássaros silvestres foram apreendidos na noite de domingo (6), na BR-232, em Sertânia (PE). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazia uma blitz no local, quando avistou as aves sendo transportadas no interior de um carro.

Dois homens que estavam no veículo foram detidos. O condutor relatou à PRF que havia adquirido 35 aves em Araripina, no Sertão de Pernambuco e capturado outras seis em uma mata da região. Ele também relatou que iria comercializar os pássaros em São Bento do Una, no Agreste do estado.

Diante do flagrante, a PRF lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para os homens, que responderão por crime ambiental. Os animais foram encaminhados à Agência Estadual do Meio Ambiente (CPRH).

Crime ambiental: Moradores do “morrão” em Juazeiro acionam bombeiros para conter incêndio

A equipe do Corpo de Bombeiros de Juazeiro, no norte da Bahia, foi acionada na terça-feira (25) por moradores da localidade conhecida como “morrão”, nas proximidades do bairro Dom José Rodrigues, para conter um incêndio em área com vários terrenos baldios naquela comunidade.   

Após atender a ocorrência, a equipe do Corpo de Bombeiros relatou que o incidente tratou-se de crime ambiental. E que, naquela situação, a ação dos bombeiros seria apenas paliativa. Ainda segundo relato da corporação, a secretaria municipal responsável deveria ser acionada para combater esse tipo de crime com mais efetividade. 

O que disse a Prefeitura de Juazeiro? 

Em nota, a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano, informa que tomou conhecimento desse caso por meio da imprensa e esclarece que não havia recebido, até então, nenhuma denúncia formal sobre esse fato.

LEIA MAIS

Petrolina: PRF prende homem em flagrante por crime ambiental

(Foto: PRF/Divulgação)

A Polícia Rodoviária Federal prendeu um homem de 35 anos em flagrante por crime ambiental, na segunda-feira (8). Ele foi abordado pela PRF na BR-428, transportando um tatu morto dentro de um saco plástico. O animal seria consumido pelo preso.

A PRF realizava uma fiscalização na altura do km 165, na região da Serra da Santa, quando o homem, que estava em um veículo, avistou a equipe e estacionou em um restaurante na margem da rodovia. A atitude levantou suspeita dos agentes. Durante a abordagem os policiais rodoviários encontraram o animal morto.

O homem relatou ter recebido o tatu em Trindade (PE) de um sobrinho. O animal seria para consumo próprio. De acordo com a PRF, por infringir a Lei 9.605/98, a equipe lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra ele.

Homem é preso em Exu por colocar fogo na roça do vizinho

Por volta das 11 horas da manhã deste segunda-feira (5), Policiais Militares do 7º BPM (equipe da ROCAM) foram acionados pelo o senhor de iniciais J.X.M, de 67 anos, pedindo aos mesmos que o ajudassem porque um outro homem havia colocado fogo em suas terras.

Os Policiais atenderam ao chamado e se dirigiram ao local. O homem de 40 anos de idade foi localizado e levado para a delegacia da polícia civil, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), mas não explicou o motivo pelo qual tinha ateado fogo na propriedade do vizinho.

Desmatamento da Amazônia em abril foi o maior em 10 anos, diz instituto

Vegetação em área de floresta era derrubada com tratores. (Foto: Ibama/Divulgação)

O desmatamento da Amazônia em abril foi o maior dos últimos dez anos, com 529 km² da floresta derrubada. Os dados divulgados nesta segunda-feira (18) são do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que não é ligado ao governo.

Com esta cifra, a região teve, no mês passado, um aumento de 171% em relação a abril de 2019. Segundo a organização, quase um terço (32%) de toda a área desmatada está dentro do Pará, estado que liderou o ranking dos que mais perderam área de floresta neste mês.

LEIA MAIS

Polícia Civil descobre mineração clandestina no interior de Orocó

Equipes apreenderam 100 toneladas do produto extraído (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Policiais civis de Orocó (PE) descobriram uma mineração clandestina na zona rural da cidade, na tarde da última quarta-feira (4). Segundo a 25ª DESEC de Cabrobó, a delegacia recebeu denúncias de pessoas estariam praticando crime ambiental na Fazenda Mucambo.

No local a Polícia Civil encontrou nove pessoas trabalhando na extração de manganês, produto utilizado na indústria do aço. Os proprietários da mina não tinham autorização do órgão competente para explorar o local, configurando crime ambiental.

Na propriedade a polícia também apreendeu três caminhões e uma carreta carregadas co o produto, que pesava aproximadamente 100 toneladas. Todo material foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foi instaurado Inquérito Policial.

Fiscalização prende homem com 100 aves silvestres em Jatobá, Sertão pernambucano

(Foto: Ilustração)

As equipes da Fiscalização Preventiva Integrada da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (FPI) prenderam uma pessoa em Jatobá, Sertão de Pernambuco com 100 aves silvestres. A prisão aconteceu na última segunda-feira (15) e foi estipulada fiança de R$ 50 mil.

LEIA TAMBÉM:

Operação resgata mais de 50 animais silvestres em Petrolândia

Segundo o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), das 100 aves, 90 não tinham origem legal e eram azulões, curiós, canários, rolinhas entre outros. O suspeito foi detido em flagrante e confessou que apenas comercializava os animais.

De acordo com o MPPE, algumas das aves apreendidas apresentavam sinais de maus-tratos. Outros 10 tinham anilhas adulteradas ou falsificadas. Elas teriam sido adquiridas em São Paulo. Ele ainda receberá uma multa de R$ 59 mil pela Agência Estadual de Meio Ambiente.

Jacaré é encontrado morto em Lagoa de Estabilização, animal teria sido vítima de crime ambiental

Uma cena chamou a atenção de quem passava próximo à Lagoa de Estabilização do bairro KM2, em Petrolina. O jacaré que habitava no local foi encontrado boiando e segundo testemunhas, ele teria sido alvo de disparos de arma de fogo. No pescoço do animal foi possível identificar uma perfuração semelhante ao de uma munição.

O Blog Waldiney Passos conseguiu apurar que o animal já foi encontrado morto na manhã, o que indica que o crime aconteceu durante a madrugada.

Nossa equipe entrou em contato com as Polícias Civil e Militar, para saber se alguma ocorrência foi registrada em relação ao crime, mas até o momento o crime não teria chegado às autoridades.

Denúncia: pelo menos dez gatos foram mortos neste domingo no bairro São Gonçalo, em Petrolina

Um fato triste surpreendeu moradores da rua 36 do bairro São Gonçalo, em Petrolina (PE). Segundo informações, pelo menos 10 gatos foram mortos na noite deste domingo (15). Não se sabe ao certo a causa das mortes, mas há suspeita de que os mesmos tenham sido envenenados, já que estavam espumando pela boca.

Matar gato, cachorro, ou qualquer outro animal, é crime. Não importa se o animal é doméstico, domesticado, silvestre, nativo ou exótico. O que trata disso é o artigo 32 da Lei dos Crimes Ambientais, de 1998. A lei prevê prisão de três meses a um ano, além de multa, para quem “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar” qualquer tipo de animal. Se houver a morte do bichinho, a pena aumenta em até um terço.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Petrolina, informa que o procedimento nestes caso, como o do bairro São Gonçalo, é fazer um boletim de ocorrência na polícia, ou uma denúncia junto ao Ministério Público. Só eles tem poder para investigar, já que envenenamento é algo criminoso, e o CCZ não tem atribuição para cuidar de casos como esse.

12