Aluna e professor da Facape publicam em revista internacional artigo com mapeamento de casos de estupro em Petrolina

O trabalho, além de servir de referência para outras produções científicas de estudo da violência, pode facilitar a ação dos agentes públicos na contenção desses crimes/Foto:arquivo

O trabalho, além de servir de referência para outras produções científicas de estudo da violência, pode facilitar a ação dos agentes públicos na contenção desses crimes/Foto:arquivo

Uma pesquisa realizada por uma aluna e um professor do curso de Direito da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) fez um mapeamento dos casos de estupro na cidade. O artigo ‘O crime de estupro: um mapeamento da realidade na cidade de Petrolina/PE de janeiro de 2010 a dezembro de 2015’ foi publicado na revista científica internacional InterScience Place, classificada como Qualis B1 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

O artigo – que é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da estudante Julia Tenório – tem o objetivo de informar a população sobre a realidade local, com dados mais precisos. Um dos resultados alcançados pela pesquisa mostra que a maior parte das vítimas de estupro no município são crianças e jovens. O trabalho, além de servir de referência para outras produções científicas de estudo da violência, pode facilitar a ação dos agentes públicos na contenção desses crimes.

De acordo com o professor Edson Pacheco, co-autor do artigo, esse é o primeiro caso no curso de Direito da Facape que dispensará um estudante da apresentação do TCC. “Hoje o mundo científico tem preferência por artigos, que são trabalhos menores, mais rápidos. Essa possibilidade da faculdade de aceitar artigos como trabalhos de conclusão de curso é uma grande evolução e um incentivo para o aluno que deseja seguir na iniciação científica”, explicou o professor.

Com informações da Assessoria

 

Aumento de crimes praticados com arma branca chama atenção em Pernambuco

arma branca

Das 1.033 pessoas assassinadas em Pernambuco do início deste ano até o dia 29 de março, 153 foram mortas por arma branca. Isso representa cerca de 15% dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) registrados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) no período. O uso de facas e facões em ações criminosas têm deixado a população assustada e a polícia surpresa. E esse tipo de instrumento não tem sido utilizado apenas para o cometimento de crimes nas ruas.

Um total de 4.198 armas brancas foram apreendidas durante o ano de 2015 nas unidades prisionais do estado. O arsenal foi destruído em janeiro passado, no Quartel da Polícia Militar, no Derby. Especialistas acreditam que a fiscalização e as apreensões de armas de fogo podem estar impulsionando o uso das armas brancas.

Em petrolina o de maior repercussão foi a da garota Beatriz Angélica ocorrido nas dependências do colégio Maria Auxiliadora em dezembro de 2015, até o momento ninguém foi preso por esse homicídio.

Ex-presidiário é morto em Petrolina

policial

Na tarde desta quinta-feira (31), um jovem, de 21 anos, foi morto no bairro Mandacaru, zona leste de Petrolina, Sertão de Pernambuco.  Segundo a Polícia Militar,  dois homens não identificados, efetuaram disparos  de arma de fogo. A polícia foi chamada por moradores da localidade que ouviram os tiros.

De acordo a PM, os acusados estavam numa motocicleta de cor preta e fugiram do local logo após o crime. Não se sabe a causa e a autoria do crime. A vítima era ex-presidiário e, segundo a esposa, vinha sendo ameaçado de morte.  O caso foi encaminhado a Polícia Civil.

 

Pernambuco registra queda de 25% nos homicídios durante o carnaval

SP - SÃO PAULO/SEIS BALEADOS NA ZONA SUL/DUAS MORTES - GERAL - Duas pessoas são mortas a tiros e outras quatros baleadas durante um ataque em um bar Rua Sebastião Dias Fragoso, no Jardim São Luís, zona sul de São Paulo (SP), na noite desta terça-feira (04). Os feridos, entre eles uma mulher, estão internados no Pronto Socorro do Campo Limpo, Hospital Regional Sul e Pronto Socorro M’Boi Mirim. Não há informações sobre o estado de saúde dos quatro sobreviventes. 05/12/2012 - Foto: NIVALDO LIMA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, divulgou o balanço geral de segurança durante o Carnaval de 2016, contabilizados da meia noite do sábado (6) até a quarta-feira (10). Na maioria dos casos, houve uma redução de incidências.

O número de homicídios caiu em 25% no número de mortes durante o período carnavalesco. Em 2016, 57 mortes aconteceram. No ano passado, 70 homicídios foram computados pela SDS.

12