Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Aldeia do Velho Chico celebra 15 anos com grande programação em Petrolina, Juazeiro e Lagoa Grande

(Foto: Ascom)

Durante o mês de agosto Petrolina vai se tornar a capital cultural do Sertão pernambucano.  De 16 a 31 o Sesc, em parceria com a Prefeitura Municipal, movimentará a cidade com a realização da 15ª edição da Aldeia do Velho Chico – Festival de Artes do Vale do São Francisco. A programação comemorativa de 15 anos do festival, que acontecerá em Petrolina, Juazeiro (BA) e Lagoa Grande (PE), foi lançada na manhã desta quinta-feira (8)  no Teatro Dona Amélia. Consolidado como importante projeto multicultural do Vale do São Francisco, a Aldeia é um desdobramento do Palco Giratório, maior projeto de artes cênicas em circulação no país, e contará com a participação de mais de cem artistas regionais e nacionais.

O homenageado desta edição será o Grupo TPA (Teatro Popular de Arte) de Petrolina, companhia que contribuiu para a construção do movimento teatral na região, com uma trajetória de mais de 30 anos. O tema escolhido para a edição é a hashtag  #SOMOSALDEIA. “O projeto solidificou uma política de cultura. Desde 2005, se a gente for fazer uma avaliação, a quantidade de grupos que surgiu a partir da expectativa do festival, para acolher suas produções, é muito grande. Percebemos ao longo dos anos o crescimento das linguagens artísticas, mostrando que é possível profissionalizar a arte. É o festival que tem trazido espetáculos atuais, contemporâneos, artistas que trazem outros modos de produzir. É um festival atento ao tempo, as discussões atuais, como: racismo, intolerância, violência contra a mulher, homofobia. Pensar isso dentro dos recortes curadoriais também são demandas deste festival, que acaba sendo também um lugar de educação através da arte”, destaca o supervisor de cultura do Sesc Petrolina, Jailson Lima.

Programação

A abertura acontece no dia 16 de agosto, a partir das 15h, no Sesc Petrolina, com a Mostra Pedagógica das Oficinas que terão início no dia 12, seguida pelo Painel de Visualidades da Aldeia, apresentação do Reisado da Comunidade Quilombola Mata de São José (Orocó-PE) e Maracatu Beira-rio (Petrolina). Logo depois, às 17h, o tradicional cortejo Abre Alas pro Velho Chico parte do Sesc e vai percorrer as principais ruas do centro comercial da cidade com a Frevuca, até a Orla. A partir das 18h, a programação acontecerá no palco montado na Orla de Petrolina, com apresentações do Reisado da Comunidade Quilombola do Lambedor (Lagoa Grande-PE), São Gonçalo de Amarante de Zezinho do Vira Beiju (Petrolina), Quadrilha Explode Coração (Petrolina) e Quadrilha Buscapé (Juazeiro-BA). Os shows musicais serão abertos às 19h30 com a cantora caruaruense Gabi da Pele Preta e logo depois o grupo Mande in Quebrada (Juazeiro-BA). A noite de abertura será encerrada com o show Tecnomacumba, da cantora maranhense Rita Beneditto.

LEIA MAIS

Palco de Cultura Popular estreia no FIG mostrando a riqueza das tradições pernambucanas

(Foto: Divulgação)

O público do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) deu início ontem (20) a um dos pontos altos de sua programação. A inauguração do Palco de Cultura Popular trouxe representantes das mais diversas expressões culturais pernambucanas, com direito à presença do mais novo Patrimônio Vivo de Pernambuco, o Caboclinho Carijó. A inauguração contou com a presença do governador Paulo Câmara, do secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto, e do presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto. No Palco Dominguinhos, o Barão Vermelho apresentou clássicos que empolgaram o público, encerrando a noite que teve ainda Amanda Back, Banda de Pau e Corda, Mariana Aydar, Veia Nordestina e Zélia Duncan. Enquanto isso,  no Som na Rural, Devotos executou um show que matou as saudades de muitos dos fãs da banda.

Para os entusiastas da cultura popular, o dia foi empolgante. Além do caboclinho, houve os maracatus Nação Raízes de Pai Adão e Piaba de Ouro, Coco das Estrelas, Boi Faceiro, Afoxé Omim Sabá, Samba de Coco Irmãs Lopes, Maestro Fábio César e Banda Raízes Pernambucanas. No Som na Rural, ainda houve o Coco de Tebei e o DJ Evandro Q? nos intervalos.

Outro ícone da cultura pernambucana, Antônio Nóbrega fez uma apresentação marcante na Catedral de Santo Antônio com Sagrama à tarde. O público pode ter uma experiência diferenciada dos artistas, contando com a acústica da igreja. À noite, foi  vez de Alexandre Caldi e Quarteto Encore apresentarem o espetáculo Buarqueanas na catedral.

LEIA MAIS

MP mantém proibição de Guerra de Espadas; suspensão chega ao 3º ano em Senhor do Bonfim

(Foto: Reprodução/G1 Bahia)

Pelo terceiro ano seguido a “brincadeira” com uso de fogos de artifício conhecida popularmente como “Guerra de Espadas”, está proibida em Senhor do Bonfim, no norte da Bahia. A “Guerra” acontece tradicionalmente durante as festas juninas, com um artefato que é uma variação mais potente dos tradicionais buscapés, feitos de bambu, pólvora e limalha de ferro.

Em Senhor do Bonfim, a cultura do São João é tão latente que a cidade é conhecida como a capital baiana do forró. Além da festa, a tradição marcante do lugar é a guerra de espadas, que mais uma vez está no centro da polêmica, já que Ministério Público da Bahia (MP-BA) aponta que a ação é ilegal. No entanto, alguns moradores do município são contra a suspensão da atividade.

Neste mês de junho, inclusive, o MP-BA lançou uma campanha para alertar os baianos sobre a ilegalidade da guerra de espadas. De acordo com o órgão, fabricar, possuir e soltar espadas é crime cuja pena pode chegar até seis anos de prisão.

LEIA MAIS

Concha Acústica recebe 35º Festival de Violeiros de Petrolina na próxima quarta

O Festival de Violeiros de Petrolina nasceu em 1981.

Repentistas e cantadores de viola consagrados nacionalmente, a exemplo de Ivanildo Vila Nova, Valdir Téles e Zé Viola, vão se reunir nesta quarta-feira (12) no Sertão de Pernambuco para o 35º Festival de Violeiros de Petrolina, que começa às 19h na Concha Acústica, gratuitamente, e promete movimentar o público com o talento do improviso, a literatura de cordel e o dedilhar da viola.

Tradicional evento que já faz parte do calendário junino do município, o festival traz também nesta edição nomes como Moacir Laurentino, Raulino Silva, Rogério Menezes, Fracinaldo Oliveira, Máximo Bezerra, Antonio José, Bê Caboclo, Dimas Fernandes, Rinaldo Aleixo, Paulo Maia, Damião Enésio e Cícero de Souza.

Realizada pela Associação dos Cantadores e Poetas do Vale do São Francisco em parceria com a Prefeitura de Petrolina, Bonusclube, Rádio Grande Rio AM e comércio local, a competição vai premiar as melhores duplas com troféus e valores em dinheiro.

Segundo o coordenador do evento e poeta, Natanael Cordeiro, uma comissão julgadora formada pelos poetas Romeu Honório, Pereira e Antonio Severo se encarregará de avaliar a métrica, rima e oração da arte repentista dos cantadores. A programação, apresentada por Isnaldo Nogueira e Teones Batista, será transmitida pela Rádio Sertão Online.

LEIA MAIS

Programação da segunda edição do Corpocircuito começa nesta quarta-feira em Juazeiro

(Foto: Divulgação)

Depois de passar por Nilo Peçanha e Itacaré, a segunda edição do CorpoCircuito 2019 chega a Juazeiro, nos dias 29, 30 e 31 de maio com diversas apresentações gratuitas. Além de partilhar com o público os espetáculos, o projeto oferece uma programação diversificada que inclui oficinas, intervenções, intercâmbio com artistas baianos, do Ceará e de São Paulo.

O CorpoCircuito não tem apenas diversidade no corpo artístico, mas nos locais onde são apresentados os espetáculos.  O público vai encontrar apresentações  não só em teatros ou centros culturais, mas nas comunidades quilombolas, praças e terreiros. O intuito é  descentralizar a arte, envolver e conquistar novos públicos, além de garantir que todas as pessoas possam ter oportunidades de assistir as apresentações.

LEIA MAIS

Grandes atrações farão parte da 34ª edição do Arraiá do Conselheiro em Canudos

(Cartaz/Divulgação)

A Prefeitura de Canudos (BA) anunciou na última sexta-feira (17), a programação da 34ª edição do Arraiá do Conselheiro. Grandes atrações farão parte da festa que acontecerá nos dias 08, 12, 13 e 14 de junho, na Praça de Eventos da cidade. O evento é uma realização da Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte Lazer e Juventude, com patrocínio do Governo Federal, através do Ministério do Turismo, e do Governo do Estado, através da Bahiatursa.

Abrindo os festejos juninos, no dia 8, acontece a tradicional Cavalgada de Canudos, que em sua XIX edição contará com missa e desfiles de vaqueiros, competição, corrida e shows de Brasas do Forró, Banda Paixão di Vaqueiro e atrações regionais.

LEIA MAIS

Petrolina recebe Mostra de Cinema “Nueva Mirada”

Exibições de filmes são gratuitas e acontecerão no Cineteatro CEU das Águas no Rio Corrente. (Foto: Divulgação)

De 21 a 23 de maio, o Sesc traz para Petrolina a 2ª Mostra Itinerante do Festival Internacional de Cinema “Nueva Mirada”, voltada para a infância e juventude. As exibições são gratuitas e ocorrerão no Cineteatro CEU das Águas, sempre às 17h, no bairro Rio Corrente. A Mostra Itinerante é resultado de uma parceria entre o Departamento Nacional do Sesc e da associação civil sem fins lucrativos Nueva Mirada. Em Petrolina, a iniciativa tem o apoio da Prefeitura Municipal.

A programação conta com curtas e longas-metragens que estão fora dos circuitos comerciais de TV e cinema e que priorizam a diversidade cultural e o desenvolvimento de crianças e adolescentes. Na terça-feira (21), ocorre a abertura com a exibição de oito animações de diversos países. Entre elas, estão “Ormie, o porquinho”, dirigida por Rob Silvestri (Canadá); “Rodas, Band-Aids e Pirulitos”, de Maria Medel (Espanha); e “A Aula de Natação”, de Danny de Vent (Bélgica).

LEIA MAIS

APAE Petrolina é contemplada com espetáculo da Companhia Balançarte nesta quinta-feira  

(Foto: Ascom)

Entre espetáculo e exposição, na manhã desta quinta-feira (2), os alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae Petrolina) puderam vivenciar a linguagem da dança. O pátio da instituição foi palco para o projeto ‘Batuques nos terreiros’ da Cia. Balançarte, que levou sua temporada gratuita de apresentações e também uma exposição que conta a história do trabalho que desenvolvem na região há 13 anos.

Para o professor Nilson Castro, momentos como esse são importantes para a inclusão dos alunos. “Quanto mais eles estiverem expostos a manifestações de cultura como foi o espetáculo Batuques, sem dúvidas vão agregar muito na convivência diária de cada um”, afirmou.

LEIA MAIS

Cia Balançarte apresenta espetáculo de dança no bairro José e Maria

(Foto: Tássio Tavares)

O sábado (27) será de programação cultural em Petrolina. Hoje, às 19h a Cia Balançarte se apresenta na Associação das Mulheres Rendeiras do bairro José e Maria com o espetáculo de dança “Batuques nos Terreiros”. O espetáculo faz parte da programação criada pelo grupo, dedicada ao mês da dança.

Esse é o trabalho mais recente da Cia, que celebra o povo negro em uma obra que une dança e música. “Projetos como esse aproximam a arte, no nosso caso a dança, a um público que não teria acesso a este tipo de atividade se ela ficasse centralizada ou apenas nos espaços comumente utilizados para esse fim. Adentrar os espaços alternativos é imprescindível para o despertar da importância do acesso à arte e a cultura”, explica Marcos Aurélio, diretor da companhia.

O espetáculo foi criado em 2016 e recebeu incentivo financeiro do Edital Funcultura 2016/2017. Depois do bairro José e Maria, ainda devem ser atendidas as comunidades do bairro João de Deus, Ilha do Massangano e a Escola de Referencia em Ensino Médio Clementino Coelho (EREMCC).

3ª Festa da Vida: apresentações culturais vão animar evento organizado pela Diocese de Juazeiro neste domingo

(Foto: Divulgação)

Marujada de Curaçá (BA), Congada de Sento Sé (BA), Roda de São Gonçalo de Casa Nova (BA) e o Carimbó de Sobradinho (BA). Esses grupos da cultura popular da região vão se apresentar em Juazeiro (BA), no próximo domingo (28), durante a 3ª Festa da Vida. O evento, organizado pela Diocese, tem como objetivo integrar e dar visibilidade ao trabalho das Pastorais Sociais.

A 3ª Festa da Vida vai começar às 8h, no bairro Angari, com uma celebração junto ao rio São Francisco. De lá, sairá uma caminhada até a Catedral Nossa Senhora das Grotas. Após a missa, na Praça da Catedral, haverá exposição do trabalho das Pastorais Sociais e apresentações culturais.

LEIA MAIS

Juazeiro: evento cultural comemora Dia do Choro nesta terça-feira

(Foto: Ascom)

Nesta terça-feira (23), será realizado evento no Museu do São Francisco às 17h, em homenagem ao Dia do Choro. Uma parceria da Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes, com o músico Silas França e convidados. A entrada é livre.

O Choro é um gênero musical reconhecido e interpretado por artistas como Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazaré. Pixinguinha é a sua maior referência e o dia é comemorado nesta data porque é também o dia de nascimento do autor da música Carinhoso. O Chorinho, assim mais conhecido na Música Popular Brasileira, costumava acontecer nas rodas de samba e reuniões mais informais dos músicos.

“Tivemos a ideia de fazer novamente o evento e buscamos o apoio do município. Juazeiro é uma cidade cultural e que respira música. Convido toda a comunidade juazeirense para estar conosco nesse evento. Queremos levar às pessoas o melhor do chorinho. Agradecemos à Prefeitura de Juazeiro, por estar junto fazendo esse evento maravilhoso. Conto com todo mundo lá!”, disse o sanfoneiro e acordeonista, Silas França.

Aldeia Vale Dançar começa nesta terça-feira 

(Foto: Arquivo/Divulgação)

Começa nesta terça-feira (23) a décima segunda edição da Aldeia Vale Dançar – Festival de Dança do Vale do São Francisco. Realizada pelo Sesc, a programação integra as ações do projeto nacional Palco Giratório e acontece em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) até o dia 1º de maio . Na grade, haverá ações formativas, espetáculos de dança, shows musicais e intercâmbio entre artistas de Pernambuco e de outros estados, como Rio de Janeiro e Amapá.

Tendo como tema “Corpos Dissidentes”, este ano o festival homenageia Chagas Sales, um dos precursores do movimento de Dança em Petrolina. Chagas participou do movimento cultural da Escola Marechal Antonio Alves Filho (EMAAF), nos anos 1970, e em 1984 criou as primeiras coreografias do grupo Batuk-ajé. Hoje, é produtor da Festa de Santo Antônio e do Samba de Veio da Ilha do Massangano. “Com a história de Chagas, nossa proposta é discutir os diversos corpos que estão à margem dos padrões, o que é um ato político”, afirma o coordenador da Aldeia, Jailson Lima.

A programação acontecerá no Sesc, na Ilha do Massangano e no CEU das Águas,  em Petrolina, e no Espaço Filhos de Zaze, em Juazeiro.  A abertura será amanhã (23), às 20h, no Teatro Dona Amélia, com o espetáculo “Abayomi”, que será apresentado por Camila Yasmine com participação do Grupo Batuk-ajé. Em seguida, será exibido o documentário “Chagas, um homem rio”, de Fernando Pereira.

LEIA MAIS

Museu do Sertão estará de portas abertas neste final de semana de feriado da páscoa

(Foto: ASCOM)

Com a proposta de atrair visitantes de Petrolina e turistas de passagem pela cidade durante o feriado da Semana Santa, o Museu do Sertão de Petrolina estará funcionando normalmente durante este final de semana. Para quem deseja conhecer o acervo de objetos da região, o local é uma opção com entrada totalmente gratuita.

No sábado (20), o Museu ficará aberto das 9h às 17h, para visitação. Já no domingo (21), o local estará de portas abertas das 9h às 14h. Sob coordenação da Secretaria Executiva de Cultura, o equipamento cultural conta com um rico acervo de peças que contam a história do homem sertanejo e da trajetória do município.

O museu está localizado na rua Esmelinda Brandão, Centro, Petrolina.  Agendamentos para grupos podem ser feitos através do email: [email protected], pelo WhatsApp (87)98803-0335 ou pelos telefones (87) 3862-1943 / (87) 3862- 1534.

‘Experimenta Cena’ acontece neste fim de semana em Petrolina

(Foto: Arquivo)

Neste fim de semana, o Sesc Petrolina realiza, na Praça do Bambuzinho e no Teatro Dona Amélia em petrolina (PE), a oitava edição do ‘Experimenta Cena’. O projeto, que visa promover a experiência teatral, tem como tema este ano o mote “Entre Lugares”. A proposta celebra a experimentação e reflete sobre o lugar de assimetria entre a criação teatral e performática e o intérprete na cena contemporânea. A maioria das atividades é gratuita, sendo apenas um espetáculo pago, a preços acessíveis.

Realizado na semana em que se comemora do Dia Mundial do Teatro (27/3), o Experimenta Cena traz para o público performances, espetáculo e mesas-redondas. A abertura aconteceu na última quinta-feira (28), na Praça do Bambuzinho, com a performance “Digerindo Lixo”, apresentada pelo multiartista Lucas Tavares (Juazeiro-BA). Em seguida, no Teatro Dona Amélia, foi realizada a mesa-redonda “Qual o lugar de fala da atriz na Cena Contemporânea?”, com a participação das artistas Cátia Cardoso, Fabiana Pirro, Juliene Moura e Raphaela de Paul. A mediação será de Monique Paulino.

Hoje (29), o Rizoma Companhia de Teatro (Jacobina-BA) levará à Praça do Bambuzinho, a partir das 18h, a performance “Evocando as Ausências”, um duo com os performers Iago Setúbal e Ana Vicente. Às 19h, acontecerá mais uma mesa-redonda no Teatro Dona Amélia, desta vez sobre o tema “Entre Lugares: Performance e cena teatral”, com a participação de Breno Fitipaldi, Iago Setúbal, Lucas Tavares e José Lírio. A mediação será do diretor Thom Galiano.

LEIA MAIS

Secretaria de Cultura de Juazeiro divulga resultado do edital de Espetáculos Sacros

(Foto: Arquivo/Ascom)

A Prefeitura Municipal de Juazeiro (BA), através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE), divulgou o resultado do edital do Concurso de Espetáculos Sacros 2019. A lista com os selecionados foi publicada no Diário Oficial de quarta-feira (27).

Lista de espetáculos selecionados

Segundo a SECULTE, serão investidos R$30 mil para a realização dos espetáculos que acontecerão na sede e no interior do município. A seleção dos trabalhos foi realizada por uma comissão formada por técnicos da secretaria e representantes da classe cultural.

“Ressaltamos aqui a importância desse mecanismo de fomento que, a partir do edital, vem promovendo a democratização do acesso à cultura no município. A cada edição o projeto se fortalece mais, sendo fundamental para a promoção da cultura em nossa cidade”, disse o gerente de Cultura, Ramon Raniere.

123