Delegados denunciam falta de materiais para proteção contra coronavírus

Quatro entidades que representam milhares de policiais civis em Pernambuco se reuniram para discutir a proteção da categoria contra o avanço do coronavírus. Segundo as entidades, o governo do Estado estaria sendo omisso para evitar que o grupo seja contaminado pela doença, já que não houve o fornecimento de máscaras, álcool gel, luvas e sabão necessários para atender o público.

Ainda de acordo com as associações, entre os servidores, há um grupo de risco formado por policiais civis maiores de 60 anos de idade, grávidas e portadores de doenças graves. A categoria já cogita acionar a Vigilância Sanitária e a Delegacia do Trabalho para solucionar a insalubridade nas unidades.

LEIA MAIS

Em Pernambuco, relatório da Adeppe revela o acumulo de funções dos delegados

(Foto: Internet/Ilustração)

Segundo informações de relatório publicado pela Associação de Delegados de Polícia do Estado (Adeppe), dos 382 delegados que estão na ativa, 36% deles não estão investigando os crimes que são registrados em Pernambuco.

A justificativa fica por conta do acumulo de funções administrativas destes profissionais.  “Quando é lançado edital para concurso de delegado de polícia, observa-se no documento que a atribuição do cargo é a de investigação de crimes. Entretanto, em Pernambuco, essa não é a função precípua do delegado. A criação de departamentos especializados gerou uma ampliação desmedida de funções, afastando os delegados da atividade fim. A ampliação do número de delegados seccionais é um bom exemplo. Pulou de 12 para 26”, denunciou a categoria.

Enquanto delegados exercem funções administrativas, outros se desdobram acumulando a titularidade de delegacias. Em junho deste ano, um delegado assumiu quatro delegacias de municípios diferentes do Estado.

Com informações do JC

Paulo Câmara reconhece defasagem no número de delegados no estado e promete concurso para ampliar quadro em 2018

“Nosso intuito é que todo ano tenha concurso”, diz Câmara. (Foto: Arquivo)

Durante solenidade de abertura do curso de formação profissional da Polícia Civil e Polícia Científica, o governador Paulo Câmara (PSB) admitiu, diante dos números alarmantes de violência, que há uma defasagem no número de delegados em Pernambuco, nesta segunda-feira (2).

Para reverter esse quadro, Câmara afirmou que em 2018 serão abertos concursos anuais, para repor os cargos deixados por servidores aposentados.

“A meta é que todas as delegacias tenham suas equipes formadas para que não haja mais nenhum tipo de prejuízo de acumulação, ou seja, um delegado precisar acumular uma, duas ou até três delegacias e também o plantão do fim de semana. Esse é um número para o momento que nós vivemos. É um número grande de policiais que vão dar vazão aos inquéritos, investigar mais e poder, realmente, dar respostas mais rápidas no tocante à investigação”, afirmou Paulo Câmara.

“Nosso intuito é que todo ano tenha concurso, com número menor de vagas, evidentemente, mas para repor as pessoas que vão se aposentando. Para que a gente não tenha ‘claros’, como está ocorrendo agora, que terminou sendo ruim diante do aumento da violência no estado”, disse o governador.

Com informações do G1

Governo autoriza concurso para Polícia Civil do Piauí com 190 vagas

(Foto: Ilustração)

O governador Wellington Dias (PT) autorizou nesta segunda-feira (3) a realização do concurso público da Polícia Civil do Piauí, para o preenchimento de 190 vagas. A previsão de aplicação das provas é ainda para 2017.

Contudo, das 190 vagas, metade serão para cadastro de reserva. “O governador autorizou concurso para 20 delegados, 120 policiais civis, 40 peritos e 10 escrivães de Polícia Civil”, comentou o secretário ao fim da reunião que definiu o número de vagas para o concurso.

O governo não informou a estimativa de quantos profissionais estão deixando a Polícia Civil, porém há o reconhecimento de que é preciso preencher vagas em aberto. “Há uma rotatividade no setor, muita gente termina às vezes fazendo concursos para muitas áreas, também há muitos policiais se aposentando e há a necessidade de repor os quadros porque recursos humanos constituem fator importante em qualquer política pública”, disse Merlong Solano.

A escolha da banca examinadora responsável pelo concurso e o andamento do processo de seleção ficará a cargo da Secretaria de Segurança Pública.

Com informações do G1

Casa Nova: IV CMAS discute garantias de direitos e elege delegados à CEAS

(Foto: ASCOM)

A IV Conferência Municipal de Assistência Social – CMAS, realizada nesta quarta-feira em Casa Nova “alcançou plenamente” os objetivos propostos foi o que garantiu o Secretário de Ação Social, José Carlos Borges: “O Conselho Municipal de Assistência Social e a nossa secretaria, com apoio de todos os órgãos da prefeitura e do prefeito Wilker Torres, realizou uma conferência histórica”, comemorou José Carlos Borges.

“Discutimos, com participação efetiva e ampla da sociedade a garantia de direitos no fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social. Elegemos delegados comprometidos com as políticas públicas de assistência social e antenados com as propostas que Casa Nova vai defender na Conferência Estadual”, afirmou  o secretário.

A Conferência com o tema central “Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS”, foi realizada no auditório da Escola Alano Viana, estendeu-se por todo o dia, dividindo a plenária para discussão de temas específicos e terminou por aprovar 8 propostas que serão encaminhadas e defendidas pelos delegados eleitos em Casa Nova na Conferência Estadual.

Para o vice-prefeito de Casa Nova, Carlos Gomes, que esteve presente à Conferência, representando o prefeito Wilker Torres, “a Conferencia mostra o comprometimento desta administração com políticas públicas capazes de melhorar a vida das pessoas”.

LEIA MAIS

Caso Beatriz: Gleide Ângelo e Alfredo Jorge entram para as investigações do caso

delegada-gleide-angeloO Chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Antônio Barros, anunciou, durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (9), que dois novos delegados reforçarão as investigações do Caso Beatriz. Gleide Ângelo e Alfredo Jorge passam a integra a equipe intitulada de força-tarefa para colaborar nas investigações e alcançar a solução do crime. Marceone Ferreira, delegado atual no caso, continua nas investigações.

A delegada Gleide Ângelo foi responsável pelas investigações do assassinato de uma turista alemã em pleno carnaval chamou a atenção de toda sociedade e intrigou a Polícia Civil do estado. O crime aconteceu em 2010, quando a jovem Jennifer Marion Nadja Kloker, 22 anos, foi encontrada morta às margens da BR-408, em São Lourenço da Mata (PE). Num trabalho conjunto, os delegados Alfredo Jorge e Gleide Ângelo descobriram que Jennifer foi morta a mando da família e prenderam todos os envolvidos no crime.

Manifestação

Com o intuito de chamar a atenção das autoridade para a busca da justiça, será realizada, no próximo sábado (10), às 9h, uma manifestação de fé, em frente ao Colégio Maria Auxiliadora, em homenagem à garota Beatriz. O protesto contará com a presença dos pais da garota, familiares, amigos e parte da população petrolinense.

Armamento utilizado em assaltos bancários em Pernambuco são as mesmas armas usadas em guerras

Além dos quatro delegados que já atuavam em crimes dessa natureza, mais três delegados do interior e suas equipes, passam a atuar no combate a crimes bancários./ Foto: arquivo

Além dos quatro delegados que já atuavam em crimes dessa natureza, mais três delegados do interior e suas equipes, passam a atuar no combate a crimes bancários./ Foto: arquivo

O medo de assaltos de trabalhadores bancários e moradores de cidades pernambucanas tem se alastrado por todo estado.  A onda desenfreada de investidas criminosas contra agências bancárias, levou o Governo do Estado a tomar mais uma medida contra esse tipo de crime. A Polícia Civil anunciou que subirá de três para sete o número de delegados no estado dedicados às investigações de crimes contra agências bancárias e carros-fortes.

Além dos três delegados da Delegacia de Repressão ao Roubo, do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), mais quatros investigadores e suas equipes estarão dedicados a esse tipo de investigação também. “Farão parte desse grupo dois delegados da Diretoria Integrada do Interior (Dinter) 1, que são responsáveis pela área da Zona da Mata e do Agreste, e mais dois delegados da Dinter 2, que atuam em delegacias da região do Sertão. Todos os delegados e suas equipes receberão suporte do serviço de inteligência da SDS e da Polícia Civil”, destacou o delegado Antônio Barros.

LEIA MAIS

Delegados do estado decidem sobre nova paralisação nesta terça

oie_18113028zppivnah

Imagem Internet

Os delegados da Polícia Civil de Pernambuco podem fazer uma nova paralisação por tempo indeterminado. Nesta terça-feira, a categoria se encontra em assembleia geral no auditório do Edifício Círculo Católico, no bairro da Boa Vista, para discutir a possibilidade. A assembleia foi convocada pela Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco e está marcada para as 13h.

De acordo com a categoria, o Governo do Estado não quer discutir uma proposta de valorização da carreira, redução do número de classes e o reenquadramento no Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos profissionais. Além disso, também denunciam a falta de estrutura e condições de trabalho, como viaturas sucateadas, coletes balísticos vencidos, delegacias em péssimo estado de conservação e falta até mesmo de material de expediente e limpeza.

Com informações do Diário de Pernambuco.

Em coletiva, delegados detalham assassinato de Taiane e Bruna

(Foto: blog Waldiney Passos)

(Foto: blog Waldiney Passos)

Foi realizada, na manhã desta sexta-feira (9), uma coletiva de imprensa com os delegados Marceone Ferreira e Magno Neves, e a delegada Sarah Machado para apresentação dos detalhes do assassinato, que chocou Petrolina (PE) e região, das jovens Taiane e Bruna, e da prisão dos criminosos.

De acordo com os delegados, foram três dias de diligências ao todo. Os corpos foram achados por volta das 10h30 da segunda-feira (5) em uma área do Distrito Industrial, em Petrolina (PE). As jovens estavam com as mãos e os pés amarrados, e com lesões provocadas por arma branca na altura do pescoço.

A polícia começou as investigações e a procura de pessoas que haviam trafegado pelo local e proximidades de onde o crime ocorreu e, na tarde do dia 5, chegou ao nome dos suspeitos Lindolfo (Dolfinho) e Lucas Conceição (Baiano). Contudo, Lindolfo não foi localizado, ele havia sumido dos locais que frequentava.

No final da tarde da quarta-feira (7), os policiais prenderam Lucas, que estava na posse do celular de Taiane, no bairro Antônio Cassimiro. Ele logo confessou o crime e apontou Lindolfo como mentor do assassinato. Lucas disse, ainda, pertencer a uma seita religiosa, mas não especificou qual e como ela atua. Segundo o acusado, eles estavam usando drogas e Lindolfo o chamou para “ganhar” fácil dois celulares. De acordo com os delegados, já existiam dois mandados de prisão contra Lucas por roubo.

Ontem (8), os policiais localizaram Lindolfo e procederam com a sua prisão, que aconteceu próximo ao posto Dona Rosa, no bairro Cohab Massangano. De acordo com Lucas, Lindolfo tinha a intenção de estuprar as meninas, porém ao perceber que uma delas estava menstruada ele desistiu e matou as jovens.

Os delegados afirmaram que as provas periciais não apontaram violência sexual. Eles ainda acreditam na atuação de uma terceira pessoa. As investigações continuam para que não reste dúvidas sobre a ocorrência e participações no crime.

Delegados de Polícia não farão plantões extras e cerca de 90 delegacias vão fechar

pc pe

imagem ilustrativa

A partir de hoje (1/09), mais de 200 Delegados de Polícia não trabalharão mais no Programa de Jornada Extra da Segurança (PJES). O que significa cerca de 90 delegacias fechadas em todo o Estado de Pernambuco. Em entrevista coletiva de imprensa, o presidente da Adeppe (Associação de Delegados de Polícia de Pernambuco), Francisco Rodrigues, anunciou o protesto dos delegados e delegadas e também apresentou uma campanha publicitária onde a associação vai denunciar os números da violência no Estado.
“A segurança pública do Estado tem como base de seu funcionamento o PJES, que nada mais é que um programa de pagamento de horas extras que não remunera corretamente os servidores”, explicou Francisco, que lembrou a situação de muitos policiais civis, “sobrecarregados de cotas do PJES”.
LEIA MAIS

Associação dos Delegados obtém liminar suspendendo os trabalhos de Comissão da Corregedoria da SDS

Foto ilustrativa

Foto ilustrativa

A Associação de Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe) obteve uma liminar na 6ª Vara da Fazenda Pública suspendendo os trabalhos da Primeira Comissão Permanente de Disciplina (1ª CPD) da Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS).

Segundo argumentos da Adeppe, acatados pelo juiz José Henrique Dias, a Primeira Comissão de Disciplina teve sua competência definida pela Lei nº 11.929/2001, que prevê ser esta Comissão responsável por analisar processos administrativos contra Agentes de Polícia, Escrivães, Auxiliares de Legista e Perito e Papiloscopistas, e jamais poderia, por meio de uma mera portaria do Secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, passar a julgar Delegados, Médicos e Peritos, contrariando o teor da lei. A decisão também impõe multa de R$ 5 mil, por dia, caso a determinação não seja cumprida.

LEIA MAIS

Em Juazeiro (BA), Paulo Bonfim se reúne com delegados da cidade

(Foto: Internet)

Durante o evento debateram-se as principais reclamações e necessidades da delegacia regional. (Foto: Internet)

Delegados e delegadas da Polícia Civil da cidade de Juazeiro (BA) estiveram reunidos com Paulo Bonfim, pré-candidato a prefeito pelo PCdoB na cidade baiana. Durante o evento debateram-se as principais reclamações e necessidades da delegacia regional, além de sugestões para o aperfeiçoamento da segurança pública no plano de governo.

Estiveram presentes no encontro: Rosineide Mota, (Delegada de Apoio e Proteção à Mulher), Licelma Gomes (Delegada Adjunta), Barcos Aíra (Homícidios) e Flávio Martins, Nélio Ferreira Neves, e Reginaldo César, delegados da 1ª delegacia territorial.

De acordo com Bonfim, a reunião é importante para que seja possível estabelecer uma parceria entre a cidade e a Polícia Civil no combate ao crime. “Os delegados também entendem que a cidade avançou muito em todas as áreas, mas que ainda é preciso ter mais políticas direcionadas à segurança pública, um problema nacional, quiçá mundial, e que não se resolve com heroísmo ou excessos. Acredito que essa parceria, que já existe, seja ampliada e possamos oferecer à população de Juazeiro mais tranquilidade e bem estar”, declarou Paulo Bonfim.

 

Delegados são substituídos na Lava Jato para dar “novo fôlego”, diz PF

(Foto: Adriana Justi/G1)

A substituição havia sido anunciada no último sábado, dia 2. (Foto: Adriana Justi/G1)

Os delegados Rodrigo Sanfurgo, Luciano Menin e Roberto Biazolli, substituirão os delegados que já integravam a equipe que investigava na Operação Lava Jato e que estavam em missão em Curitiba, Eduardo Mauat da Silva e Duílio Mocelin Cardoso.

A substituição havia sido anunciada no último sábado, dia 2. Contudo, a motivação e os novos nomes foram apresentados pela Polícia Federal (PF) nesta segunda-feira (4), no decorrer de uma coletiva de imprensa a respeito da 31ª fase da Operação Lava Jato, na sede da PF em Curitiba.

A PF afirmou que as substituições são uma opção estratégica da coordenação. O interesse com as mudanças é “oxigenar o grupo, dando a ele um novo fôlego, para que os trabalhos continuem buscando cada vez mais sua superação”.

A PF enfatiza ainda que a equipe de investigação não sofreu qualquer tipo de pressão interna ou externa pelas mudanças e que a Operação Lava Jato não terá qualquer prejuízo em seus trabalhos investigativos e operacionais.

LEIA MAIS

Insatisfação de delegados aumenta crise na segurança em Pernambuco

Profissionais de segurança de Pernambuco estão insatisfeitos

Profissionais de segurança de Pernambuco estão insatisfeitos/ Foto: JC Imagens

A crise no programa de segurança Pacto pela Vida aumenta a cada dia. E o crescimento desenfreado da violência em todo o Estado não é mais o único problema que o Governo precisa enfrentar. Os profissionais da segurança estão insatisfeitos e desmotivados. A categoria dos delegados é o principal exemplo. A constante troca de delegacias, anunciada sem negociação, segundo eles, é arbitrária e vem trazendo prejuízos para as investigações em andamento. Com tantos problemas,crescem os rumores de que o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, deixará o cargo.

A “dança das cadeiras” imposta pela Chefia da Polícia Civil e pela Secretaria de Defesa Social (SDS) não é de hoje. Mas delegados ouvidos em reversa pelo RondaJC afirmam que a atitude tem se intensificado nos últimos meses por conta dos resultados negativos do Pacto pela Vida. Há profissionais que em um período de aproximadamente um ano já trocaram de endereço pelo menos três vezes. E as remoções de muitos deles são comunicadas sem justificativa.

“O Pacto está falido e eles (cúpula) não sabem o que fazer. Com tantas trocas, estão desestimulando todo mundo”, desabafou um delegado. “Alessandro Carvalho (secretário) manda e desmanda nas polícias. Pede a transferência de delegacias por besteira”, disse outro.

LEIA MAIS

Crise na segurança se agrava e delegados são substituídos

delegados

Um dia após 19 comandantes de batalhões da Polícia Militar de Pernambuco serem substituídos, a dança das cadeiras continua na segurança pública para tentar frear o avanço da violência. Delegados da Polícia Civil começaram a ser informados de que serão transferidos para outras delegacias. Em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, por exemplo, o delegado Carlos Couto será o novo titular. Até então, o profissional estava lotado em Camaragibe. O delegado Wagner Domingues será transferido para a Delegacia de Peixinhos.

As remoções fazem parte de um pacote de ações que estão sob estudo para dar novo gás ao programa Pacto pela Vida, que apresentou o pior resultado da história no ano passado. Pelo segundo ano consecutivo, houve aumento no número de homicídios. O resultado de 2015 ainda não foi divulgado oficialmente pela Secretaria de Defesa Social (SDS) mas se sabe que foi houve crescimento de quase 13% no número de assassinatos em relação a 2014.

Os assaltos e crimes contra o patrimônio também explodiram em 2015. Roubo de carros, por exemplo, teve uma taxa elevada. O bairro de Boa Viagem ficou entre as localidades mais atingidas.

Segundo fontes, a lista de mudanças de delegados é extensa e vem sendo discutida desde as últimas semanas de 2015. Até sexta-feira todos os profissionais devem ser informados sobre as substituições, pois há pressa para que os novos postos sejam assumidos.

Histórico

As primeiras mudanças de profissionais já começaram no final do ano passado. Em 18 de novembro, a SDS anunciou a troca no comando da Polícia Militar. O coronel Antônio Pereira Neto foi exonerado do cargo, que ocupava há dez meses. O coronel Carlos Alberto D’Albuquerque, que fazia parte da Casa Militar, assumiu a vaga. O subcomandante da PM também foi trocado.Em dezembro, foram anunciados novos diretores para a Polícia Civil. (JC Online)