Morador do Alto da Aliança denuncia demora para marcar exame em Juazeiro e cobra agilidade da SESAU

(Foto: ASCOM)

Um morador do bairro Alto da Aliança, usuário do Posto de Saúde, localizado na Av. Irmã Dulce, em Juazeiro (BA), entrou em contato com o Blog Waldiney Passos, para denunciar que ele espera há dez meses, a marcação de um exame.

“É uma vergonha eu ter que tratar desse assunto novamente, e também as pessoas terem que esperar as guias de exames básicos fazerem aniversário para serem marcadas”, disse o denunciante.

Em nota enviada ao Blog Waldiney Passos, a Secretaria Municipal da Saúde informou que “está buscando junto à equipe o motivo desse atraso, visto que exames laboratoriais não demoram a ser marcados. A SESAU informa ainda que entrará em contato com o paciente assim que a situação for esclarecida.”

Denúncia: família cobra resposta do IML sobre liberação de corpo retido em Petrolina

Família de Biraci quer liberação do corpo para realizar sepultamento (Foto: Arquivo Pessoal)

A família de Biraci dos Santos viveu uma angústia no final do ano passado, quando ele desapareceu no dia 11/12/2019 e foi encontrado sem vida, em 21/12/2019, no canal do Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 09. Desde então eles passam por outro momento turbulento, já que não conseguiram fazer o velório e sepultamento de Biraci.

LEIA TAMBÉM

Homem que havia desaparecido em Petrolina é encontrado morto

Família pede ajuda para encontrar homem que desapareceu em Petrolina

De acordo com uma irmã da vítima, devido ao estado no qual o corpo foi localizado, a confirmação somente poderia ser feita através de um exame de DNA. Para entender melhor a situação, Biraci é natural de Sanharó (PE) e residia em Petrolina há mais de oito anos. Ele deixou uma esposa, que fez o reconhecimento visual em dois momentos distintos: no Canal e depois no Instituto Médico Legal (IML) da cidade.

Juazeiro: estagiários da Prefeitura cobram pagamento de bolsas atrasadas; SEGESP afirma que situação será normalizada até fevereiro

Prefeitura de Juazeiro anunciou cortes de gastos. (Foto: ASCOM)

Um grupo formado por cerca de 50 estagiários da Prefeitura de Juazeiro (BA) está sem receber a bolsa há três meses. 90% desses estudantes atua na Educação e não têm uma perspectiva de quando receberão os valores referentes às horas trabalhadas em 2019. Parte dos integrantes não é pago desde outubro passado.

Há ainda estagiários sem receber os meses de novembro e dezembro. “Ao entrar em contato com o CIEE e IEL Estágio, que são as duas empresas terceirizadas contratadas, somos informados que as faturas foram enviadas a Prefeitura de Juazeiro e as mesmas estão no aguardo do repasse”, relatou uma fonte.

Contudo, os estagiários nunca chegaram a ver a cor do dinheiro. Indignados, eles cobram uma resposta da gestão municipal. “A maioria não recebeu novembro e dezembro. Todos nós temos contrato pela IEL e CIEE, a gente trabalha quatro horas por dia e está sem receber o que já trabalhamos“, contou um dos estagiários.

Leitor cobra saneamento básico do bairro Jardim Petrópolis, em Petrolina

Sem saneamento esgoto corre para a via pública (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Essa imagem é da Rua 28 do bairro Jardim Petrópolis, em Petrolina. A comunidade não tem saneamento. Por conta disso em várias calçadas uma cena se repete: bocas de lobo estouradas e consequentemente, a água suja vai parar na via pública transformando a comunidade numa lagoa de mau cheiro.

A comunidade não aguenta mais, a gente pede sensibilidade da Compesa para que possa ver a situação. Quem vai passar de carro tem que ser por dentro do esgoto. A gente pede uma ajuda da Compesa“, relatou o morador. No vídeo a seguir é possível ter uma noção do que a população enfrenta diariamente.

Outro lado

O Blog procurou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), solicitando uma previsão de quando o bairro Jardim Petrópolis será saneado. Até a conclusão dessa matéria não recebemos uma resposta.

Exclusivo: funcionário desmente nota do HDM e relata demissão por justa causa após gravar vídeo mostrando estragos causados por chuva

Funcionário acionou a Justiça para buscar direitos (Foto: Blog Waldiney Passos)

No dia 6 de janeiro, Petrolina registrou uma forte chuva durante a noite. Um funcionário do Hospital Dom Malan/IMIP fez um vídeo para mostrar a situação da unidade, que registrou alagamentos em algumas áreas. Dois dias depois das imagens circularem em grupos de WhatsApp, ele e uma colega de trabalho foram demitidos por justa causa.

LEIA TAMBÉM

Dom Malan desmente boato e classifica de “informação equivocada” notícia sobre demissão de funcionários

Em conversa com o Blog Waldiney Passos, o funcionário – que será mantido em sigilo – desmentiu a nota encaminhada pela assessoria do hospital que alegava não ter havido corte de profissionais. “Minha demissão e de minha amiga foi no dia 8 de janeiro. Fomos informados que agimos com improbidade ao fazer o uso do celular dentro do hospital e por causa do vídeo fomos demitidos por justa causa“, relatou à nossa equipe.

Ele e sua colega eram terceirizados pela Solunni Serviços Especializados, prestadora de serviços no HDM cuja sede é no Recife. O conceito de improbidade é “falta de honradez, de integridade, de lisura”. Ou seja, a empresa entendeu que os profissionais erraram ao mostrar a realidade do hospital.

Prefeitura de Juazeiro rebate denúncia e diz que paciente foi atendida na maternidade, mesmo não sendo perfil de atendimento hospitalar

(Foto: ASCOM)

O Blog Waldiney Passos publicou, nesta segunda-feira (13), uma matéria sobre uma gestante que denunciou um médico do Hospital Materno Infantil de Juazeiro (BA). Segundo a denunciante, o médico destratou ela e uma enfermeira, após questionar o quadro da paciente, que segundo ele deveria ser tratado no posto de saúde.

LEIA TAMBÉM

Após ser destratada, paciente denuncia descaso de médico na Maternidade de Juazeiro

Em nota enviada ao Blog, a prefeitura de Juazeiro confirmou a falta de médicos no posto de saúde do bairro Pedra do Lorde, onde mora a denunciante, mas rebateu a denúncia e afirmou que a paciente “recebeu atendimento no Hospital Materno Infantil de Juazeiro (HMIJ) mesmo não sendo perfil de atendimento hospitalar”. Confira a íntegra da nota:

“A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que a paciente citada recebeu atendimento no Hospital Materno Infantil de Juazeiro (HMIJ) mesmo não sendo perfil de atendimento hospitalar, uma vez que o médico da UBS Pedra do Lorde solicitou desligamento.

A SESAU reforça que as unidades hospitalares são para tratamento de urgência e emergência e que os demais casos devem ser destinados às unidades de saúde. De todas as 63 equipes de saúde da família existentes no município de Juazeiro, apenas 3 estão sem médico, uma destas é a do posto da Pedra do Lorde, mas nesta terça-feira  a unidade estará recebendo novo profissional.”

Forma como funcionário do CCZ recolhe animal repercute nas redes sociais, ele foi afastado

Animal foi agarrado por instrumento e jogado por cima de outro (Foto: Reprodução/Instagram)

A cena de um animal morto sendo recolhido por um funcionário do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Petrolina repercutiu nas redes sociais na sexta-feira (10). Diversas entidades protetoras de animais repudiaram o tratamento dado ao cachorro que aparece na imagem, que ainda teria sido jogado por cima de outro que estava vivo e machucado.

A repercussão foi tamanha entre os internautas que o prefeito Miguel Coelho (MDB) precisou se posicionar via Instagram. Segundo o gestor, o servidor em questão foi afastado de imediato, mas o órgão vai apurar a postura do mesmo.

O funcionário será chamado para prestar esclarecimento e terá seu histórico de trabalho avaliado. Como medida imediata informo que o funcionário será afastado e retirado do CCZ, estando impedido de atuar no órgão”, escreveu.

 

Esgotos transbordam e invadem casas no bairro Mandacaru, em Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

A atual situação do bairro Mandacaru, em Petrolina (PE), é desesperadora, segundo relatos de moradores da localidade. Inúmeras famílias estão sendo obrigadas a conviver com esgotos que transbordaram e invadiram as casas dos moradores. O problema é antigo e só piora.

“Os esgotos estão retornando para as casa, os PVs estão cheios. Infelizmente, a Compesa não opera aqui, por que existe uma briga entre a prefeitura e a Companhia. A prefeitura está com caminhões tentando desobstruir esgotos no bairro Dom Avelar e no bairro São Jorge, mas não manda pra cá”, disse a liderança comunitária, Pedro Japão.

Desligamento de semáforo na Avenida Flaviano Guimarães preocupa população de Juazeiro e prefeitura afirma que equipamento não se faz necessário na área

(Foto: Reprodução/Google Maps)

A Avenida Flaviano Guimarães é uma das principais vias de acesso para o Centro de Juazeiro (BA). A avenida é muito movimentada e o fluxo de veículos é intenso. O movimento na via se dá pelo comércio instalado ao longo da Avenida, bem como ao vai e vem de estudantes da UNEB e demais instituições de ensino instaladas na região.

Há mais de seis mês, um semáforo que organizava o trânsito em determinado trecho da Avenida, foi desligado. Preocupados com os possíveis acidentes, moradores entraram em contato com o Blog Waldiney Passos, para denunciar a situação.

“Novamente o mesmo [semáforo] encontra-se sem funcionar há meses colocando em risco a vida de condutores e pedestres. Os responsáveis pelo desligamento estão esperando acontecer uma tragédia para enfim agir. É lamentável como o trânsito em Juazeiro só piora, ao contrário do que acontece em Petrolina, onde o órgão que administra o trânsito na cidade trabalha com o objetivo de melhorar a vida dos cidadãos”, desabafa Alessandra Maia.

Outro lado

O Blog Waldiney Passos procurou a prefeitura de Juazeiro, para saber o que motivou o desligamento do semáforo e quais providências serão tomadas diante da reclamação da população. Em nota, a gestão municipal informou que o equipamento “não se faz necessário nessa área”. Confira a íntegra da nota:

“A Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT) informa que o semáforo da Avenida Flaviano Guimarães foi desativado porque o cruzamento que existia na via foi interrompido com gelos baianos. Com a anulação do cruzamento, a CSTT realizou estudos e foi comprovado que o semáforo não se faz necessário nessa área.”

Em nota, prefeitura de Juazeiro afirma que enviará equipe para tapar buracos na Rua São Francisco

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

O Blog Waldiney Passos noticiou na manhã desta segunda-feira (6), a denúncia de moradores sobre a atual situação da Rua São Francisco, no bairro Itaberaba, em Juazeiro (BA), após a ocorrência de chuva nos últimos dias. A população local denuncia a buraqueira que toma conta da Rua, que é principal via de acesso para os Residenciais Juazeiro I, II e III.

LEIA TAMBÉM

Morador cobra melhoria no acesso a residenciais de Juazeiro

Em nota enviada ao Blog, a prefeitura municipal informou que a Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (SEDUR) “enviará uma equipe para verificar a situação da Rua São Francisco, no bairro Itaberaba e realizar a operação tapa buraco.

Sem transporte, usuários do TFD de Juazeiro não sabem quando farão tratamento na capital

(Foto: ASCOM/PMJ)

O Tratamento Fora de Domicílio (TFD) já é realidade em vários municípios da região. O Programa que garante transporte, estadia e alimentação para pacientes munícipes que precisam de tratamento nas capitais é um grande apoio para famílias que enfrentam problemas de saúde.

Infelizmente, em Juazeiro (BA), além de enfrentar doenças, a população enfrenta a falta de transporte para levar os pacientes até Salvador (BA), onde é feito o tratamento. Esta grave denúncia foi feita ao Blog Waldiney Passos por uma usuária do serviço, que passou a manhã desta segunda-feira (6) na Secretaria de Saúde (SESAU) de Juazeiro, para a retirada das passagens, quando foi informada sobre a falta de ônibus.

Vazamento de água preocupa moradores do Residencial Brasil em Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Desde ontem (3), um vazamento de água tem preocupado os moradores do Residencial Brasil, em Petrolina (PE). A população local denuncia o desperdício de água que acomete a Rua D, Quadra 3.

“Enquanto muitos bairros de nossa querida Petrolina sofrem por falta de água, tem o desperdício em outros”, diz um morador. Além do desperdício, os moradores estão preocupados com os danos que podem ser provocados pelo vazamento.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), para saber quais providências serão tomadas e quando o problema será resolvido. Até o momento não obtivemos respostas da Compesa.

No primeiro dia útil de 2020, leitor fica na bronca com a Ciretran de Petrolina

Leitor criticou atendimento na Cietran (Foto: Reprodução/WhatsApp)

2020 começou e as repartições públicas estão retornando às atividades depois do feriado de Ano Novo. Contudo, a Ciretran de Petrolina está em ritmo de folga segundo um leitor do Blog Waldiney Passos. Ele procurou atendimento na unidade nessa quinta-feira (2) e não conseguiu.

LEIA TAMBÉM:

Pernambuco: Ciretrans funcionarão apenas na segunda-feira

O motivo? Os computadores estão sem sistema. “Oficialmente no papel o DETRAN-PE já retornou aos trabalhos. Mas, em verdade, o ano ainda não começou pra eles, eis que o sistema está fora do ar no Estado todo“, relatou à nossa Produção.

Quem chega ao local se depara com um aviso colado na porta da Ciretran. O Blog procurou o DETRAN para saber o que houve e se há uma previsão de quando o sistema voltará ao normal. Até o encerramento dessa matéria não tivemos resposta.

Família de jovem acidentado denuncia descaso no Hospital Universitário

Werick Kevin dos Santos Morais é morador do N-4, precisou de atendimento específico, mas recebeu alta do HU, sem o devido atendimento. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um jovem, morador do N-4, Projeto Senador Nilo Coelho, zona rural de Petrolina (PE) sofreu um acidente de moto na última sexta-feira (27). No ocorrido, Werick Kevin dos Santos Morais teve ferimentos e foi levado para o Hospital Universitário (HU).

Ao chegar no HU, o jovem foi atendido e passou por exame de ressonância, que constatou uma fratura no maxilar. Após o diagnóstico, o paciente e a família foram informados de que seria necessária a avaliação de um cirurgião buco-maxilo.

Sem energia há um mês, moradores do Salitre cobram providências da Coelba

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Você já imaginou passar um mês sem energia, sofrendo com o calor e muriçocas? Essa é a atual situação dos moradores do Projeto Salitre, zona rural de Juazeiro (BA). Desde o dia 26 de novembro, quando a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) retirou transformadores de alguns postes da localidade, a população está vivendo às escuras.

De acordo com uma moradora do Salitre, antigamente o uso da energia era irregular, mas há três anos os moradores instalaram os padrões de energia para regularizar a situação. Ao solicitar a instalação da rede elétrica, a população foi informada pela Coelba que era necessária uma fiação secundária, que deveria ser custeada pela Codevasf, já que a Companhia teria um débito com a Coelba.

Até hoje a situação não foi regularizada, contudo, a situação se agravou ainda mais no dia 26 do mês passado, quando a Coelba fez a retirada dos transformadores, após a ação de despejo de famílias do Acampamento Abril Vermelho do Movimento Sem Terra (MST).

123