Chapa 1 é declarada vencedora em nova apuração do SINDSEMP

Com resultado, Walber Lins se mantém no cargo (Foto: Blog Waldiney Passos)

A apuração da eleição no Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINSEMP) foi concluída na quarta-feira (27), meses após uma celeuma iniciada em agosto de 2018, que foi parar na Justiça. Por decisão do Judiciário os votos foram recontados e com a decisão de ontem a Chapa 1 foi declarada vitoriosa.

Dessa forma o atual presidente Walber Lins se mantém no cargo no quadriênio 2018/2021. Representantes das duas chapas acompanharam a votação realizada pela Comissão Eleitoral do pleito, cujo presidente é Adjones Fernandes.

LEIA TAMBÉM:

Justiça determina recontagem de votos na eleição do SINDSEMP

Sindsemp emite nota confirmando Walber Lins como presidente do sindicato

Apuração de votos na eleição do Sindsemp continua indefinida

Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil de Petrolina (OAB-PE), Agrinaldo Sidrônio de Santana e o oficial de Justiça, Cleido Rodrigues da Silva também acompanharam o o processo. A Chapa 1 foi eleita com 665 votos, contra 635 da chapa 2.

Os votos brancos foram 18 e os nulos 15, totalizando 1.333 votos válidos. As seis com irregularidades comprovadas, foram anuladas. A ata da apuração, segundo o SINDSEMP foi aprovada e assinada por todos os envolvidos na apuração.

Eleição da nova Mesa Diretora da Câmara de Orocó acontece hoje

(Foto: Reprodução/Orocó News)

Logo mais às 10h desse sábado (16) os vereadores de Orocó (PE) se reúnem na Câmara para eleger a nova Mesa Diretora. O pleito anterior havia sido anulado pela Justiça no mês passado e foi estipulado o prazo de 30 dias para a nova eleição.

LEIA TAMBÉM:

Eleição da Mesa Diretora da Câmara de Orocó é anulada pela Justiça

Há apenas uma chapa inscrita, formada por João de Demar, Ighor Crateú e Marcus Vasconcelos para os cargos de presidente, vice-presidente e secretário, respectivamente. O grupo é da base do Governo Municipal, que já tem seis apoio dos nove vereadores no Poder Legislativo.

A Justiça havia determinado a anulação da eleição anterior por considerar que o pleito não foi conduzido da forma correta. À época foram eleitos Valkíria de Didi (presidente), Luiz do Projeto (vice) e Igor de Tatá (secretário. Com informações do Blog Didi Galvão.

Eleição da Mesa Diretora da Câmara de Orocó é anulada pela Justiça

(Foto: Reprodução/Orocó News)

Os vereadores de Orocó, Sertão de Pernambuco, precisarão realizar uma nova eleição para a Mesa Diretora no biênio 2019/2020. Isso porque o pleito de 14 de dezembro de 2018 foi anulado pela Justiça local. No entendimento do Juiz de Direito da Comarca de Orocó, Frederico Ataide Barbosa Damato o procedimento não realizado da forma correta.

Em dezembro os edis Patrício do Projeto foi eleito presidente, Valkiria Amando vice-presidente e Ismael Lira secretário na chapa única, com votos deles dos três. Contudo, os outro seis edis não concordaram com a imposição da eleição ser feita com chapa única.

O argumento de alguns vereadores contrários à eleição é que não havia exigência da formação de chapa e candidaturas individuais seriam válidas no pleito da Mesa Diretora. Agora a Câmara tem até 15 de março para realizar a nova eleição. Com informações do Blog Didi Galvão.