ACM Neto confirma nome de Miguel Coelho como pré-candidato ao Governo do Estado de Pernambuco

O presidente nacional do Democratas (DEM) e ex-prefeito de Salvador (BA), ACM Neto, confirmou que o prefeito de Petrolina, Migue Coelho, será o pré-candidato da legenda nas eleições de 2022 para Governador de Pernambuco.

ACM disse que será um dos presentes na filiação de Miguel ao partido. O evento deve acontecer no dia 25 de setembro. Além disso, o presidente nacional do partido disse que a candidatura de Miguel é prioridade da executiva nacional.

Confirmado: Lucas Ramos disputará eleições para deputado federal

(Foto: Ilustração)

O Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucas Ramos (PSB) afirmou, durante entrevista a uma rádio local, que vai disputar as eleições de 2022 como deputado federal

Lucas disse que está só aguardando o período de registro de candidatura para poder oficializar sua decisão. Ainda de acordo com o secretário, seu desejo é representar o estado de Pernambuco no Congresso Nacional a partir de 2023.

‘Vamos derrotar Bolsonaro’, diz Lula após encontro com Dilma

Lula e Dilma, ex-presidentes do Brasil.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) encontrou ontem (09) a também ex-presidente Dilma Rousseff (PT) para conversar sobre “o momento que atravessa o país”.

Em publicação nas redes sociais, Lula ainda disse que eles derrotarão o “desastre” que é o governo Jair Bolsonaro (sem partido). Lula já admitiu que disputará as eleições presidenciais de 2022.

LEIA MAIS

“Não há necessidade de se imprimir voto no Brasil”, dispara o presidente do TRE-PE

Com o debate sobre a possiblidade de volta do voto impresso no Brasil, o desembargador Carlos Moraes, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Pernambuco resolveu se pronunciar sobre o assunto.

Para ele, as fraudes existiam antes do voto eletrônico, não depois. “Não há necessidade de se imprimir voto no Brasil”, disse. As declarações foram dadas ao programa Manhã na Clube, da Rádio Clube AM 720.

O presidente explicou que as urnas já são auditadas, um ano antes de qualquer eleição, e também em dias mais próximos, antes, durante e depois das votações. Além disso, a urna emite um boletim impresso contabilizando os votos, que será comparado com os dados eletrônicos, impossibilitando erros no resultado. Tudo isso é feito de maneira aberta para o Ministério Público, a Polícia Federal, a OAB e todos os partidos políticos.

LEIA MAIS

Ex-presidentes do TSE desde 1988 e atual cúpula divulgam nota em defesa do modelo de eleições do Brasil

(Foto: Divulgação/TSE)

Ex-presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde 1988 divulgaram nesta segunda-feira (2) uma nota em defesa do modelo de eleições no Brasil. A nota também é assinada pelo atual presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso, e pelo vice, Edson Fachin.

A manifestação do atual e dos ex-presidentes do TSE ocorre em um momento em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu colocar em dúvida as urnas eletrônicas. O próprio Bolsonaro já admitiu que não tem provas, mas mesmo assim tenta emplacar o voto impresso.

Na nota, os ministros ressaltam que a volta da contagem manual seria um regresso a um cenário de “fraudes generalizadas”.

LEIA MAIS

Nova pesquisa para Presidente da República aponta Lula como vencedor no 2º turno

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera as intenções de voto, tanto em primeiro quanto em segundo turno, em todos os cenários pesquisados caso as eleições fossem hoje, aponta pesquisa divulgada nesta quarta-feira (28) pelo banco Modalmais e instituto de pesquisa Futura Inteligência.

No cenário de pesquisa estimulada que reuniu o maior número de presidenciáveis, 13 no total, Lula tem a menor vantagem sobre o atual presidente Jair Bolsonaro: 33,8% do petista contra 25,2% do atual chefe do Executivo. Na sequência aparecem Ciro Gomes (PDT) com 6,6% das intenções de voto e o ex-ministro Sérgio Moro com 6,3%.

LEIA MAIS

“Sou candidato a federal e sigo Rui Costa”, dispara Joseph Bandeira

Ao ser questionado sobre sua posição política para a eleição de 2022, Joseph Bandeira afirmou que será candidato e vai seguir o Governador da Bahia, Rui Costa (PT). “Sou candidato a deputado federal e estou com o Governador Rui Costa, temos conversado, ele tem sido muito atencioso, já defini essa posição: Sou candidato a deputado federal e estou com o governador Rui Costa”, afirmou em entrevista à Rede GN.

Quando afirma que estará com Rui, Bandeira deixa uma questão no ar: Como fica a aliança com Suzana Ramos? Afinal de contas, a prefeita de Juazeiro é do PSDB, partido que compõe a base de apoio de ACM Neto (DEM) que, ao que tudo indica, será o principal adversário dos petistas na disputa ao governo estadual em 2022. Sobre esse assunto, Joseph ponderou:

“Diante dos investimentos que o governador tem sinalizado para Juazeiro, mesmo a prefeita sendo de um partido de fora da base do governo, é uma posição que ela deve avaliar, mas isso é uma pergunta que tem que ser feita a ela, e cabe a ela fazer essa avaliação”, disse.

Fernando Bezerra Coelho descarta aliança com Paulo Câmara

O jogo político para as eleições de 2022 já começa a ser jogado, mesmo faltando mais de um ano para o pleito. E em Pernambuco, a disputa para concorrer ao cargo do Governo do Estado já começa a se desenhar com o grupo do Senador Fernando Bezerra Coelho (FBC) se movimentando para viabilizar a candidatura do prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho.

Em entrevista a uma rádio local, FBC descartou uma possível aliança com o grupo do Governador Paulo Câmara. O Senador fez questão de afirmar que é oposição ao atual governo do Estado e que a candidatura de Miguel é discutida dentro do MDB.

Vale lembrar que recentemente o presidente estadual do MDB, deputado Raul Henry, disse que o partido ficará na base do PSB nas próximas eleições. Para FBC, no entanto, esse é apenas um pronunciamento inicial.

LEIA MAIS

Ex-prefeito de Juazeiro, Paulo Bonfim, não será mais candidato nas eleições 2022

Foto: internet

Em entrevista ao Programa Super Manhã com Waldiney Passos, o ex-prefeito de Juazeiro, Paulo Bonfim (PT), declarou que não vai mais disputar as eleições de 2022 para deputado estadual. “Essa eleição de 2022 eu não irei participar. Eu vou apoiar Isaac Carvalho para deputado estadual”, declarou o ex-prefeito.

As primeiras articulações políticas apontavam que Bonfim seria candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), enquanto, o também ex-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho (PT), disputaria uma vaga ao Congresso Nacional como deputado federal. Mas de lá pra cá, os planos dos petistas mudaram.

Como declarou Paulo Bonfim, quem assume a candidatura à ALBA é Isaac Carvalho. Caso eleito para deputado estadual, o grupo político liderado por Carvalho ganharia um reforço e já estaria se articulando para disputar às eleições municipais de 2024.

Presidente do MDB de Pernambuco, Raul Henry, emite nota sobre declarações de Miguel Coelho

(Foto: Ascom)

Em nota divulgada na imprensa pernambucana, nesta quarta-feira (14), o presidente do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) de Pernambuco, Raul Henry, comentou declarações do Prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, sobre sua pré-candidatura ao governo do estado .

De acordo com a nota, Henry destaca que Coelho o procurou a direção do MDB Pernambuco e, de forma legítima e correta, expôs seu projeto de disputar o Governo de Pernambuco pelo partido. No entanto, o presidente estadual da sigla ressaltou que não tem nenhum restrição pessoa contra o prefeito petrolinense, mas que há contradições políticas que devem ser analisadas.

Na nota, Raul Henry destaca quais são essas contradições. “A primeira delas é que, hoje, temos uma aliança com a Frente Popular de Pernambuco, com colaborações na administração do estado e da prefeitura do Recife. […] Em segundo lugar, para iniciar um novo ciclo na vida partidária é indispensável que esse seja o sentimento majoritário na legenda. E, pelas conversas diárias que mantivemos com as lideranças do partido – parlamentares, prefeitos, vice-prefeitos, diretorianos, – não percebemos essa intenção”, disse em nota.

Por fim, ele destacou ainda que o cenário da política nacional também deve ser considerado. Ele fez críticas ao governo Bolsonaro. “É pública a aliança política entre o grupo liderado pelo senador Fernando Bezerra Coelho e o presidente Bolsonaro. Enquanto a nossa trajetória é marcada pela defesa dos valores democráticos, o presidente, todos os dias, aumenta a escalada do seu discurso contra as instituições e a ordem democrática”, destaca.

O presidente emedebista, desejou sorte à Miguel Coelho nas eleições de 2022.

LEIA MAIS

Edital para eleições dos bairros Mandacaru e Park Mandacaru será apresentado nesta quinta

Edital de eleição do bairro será lançado nesta quinta.

Nesta quinta-feira (1°), Pedro Japão, atual presidente do bairro Mandacaru, deve lançar, em uma live em suas redes sociais, o edital de lançamento do edital para eleição dos bairros Mandacaru e Park Mandacaru.

Além disso, Pedro Japão informou aos moradores dos bairros que durante o encontro será feita a prestação de contas do seu mandato. “Farei a minha prestação de contas das nossas lutas, conquistas e ações”, disse.

Ronaldo Silva e Capitão Alencar se enfrentam na eleição da UVP

Apesar de Petrolina ser a principal cidade de Sertão Pernambucano e uma das mais desenvolvidas do Estado, sabe-se lá porquê nunca um vereador aqui da cidade chegou a disputar a presidência da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). No mínimo essa é uma questão curiosa, pois acreditamos que no Poder Legislativo local existam edis qualificados capazes de assumir tal incumbência, pelo menos no mesmo nível daqueles que já assumiram o comando da entidade até agora, como é o caso do atual presidente Josinaldo Barbosa, vereador do município de Timbaúba.

Mas, pelo andar da carruagem, este ano pelo menos dois vereadores: Ronaldo Silva (DEM) e Capitão Alencar (PATRIOTA), estarão assumindo o protagonismo, não de disputar a presidência, mas um cargo secundário na mesa diretora da entidade.

LEIA MAIS

Marina Silva se vê longe da disputa em 2022 e sugere frente pró-Ciro

Depois de receber 1% dos votos em 2018 na sua terceira tentativa de chegar à Presidência da República, a ex-ministra e ex-senadora Marina Silva (Rede), de 63 anos, diz não ter planos de se lançar em uma nova disputa em 2022. Vivendo em isolamento social em Brasília, ela afirmou em entrevista por telefone ao Estadão que só saiu de casa uma vez desde o dia 1.º de março do ano passado, para ir ao médico.

LEIA MAIS

Com Ronaldo Silva, Oposição confirma chapa na eleição da UVP

Está confirmado: Ronaldo Silva (DEM) integra a chapa de oposição ao atual grupo que comanda a União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). A principal bandeira dos oposicionistas é fortalecer as demandas das Casas Legislativas do interior.

LEIA TAMBÉM

Descontente com atual presidência, Ronaldo Silva disputará comando da UVP

A principal crítica da oposição é que a UVP não atua com protagonismo, priorizando uma região e esquecendo do interior. Entre as sugestões do grupo opositor está a ideia de descentralizar a União. Ronaldo Silva, atual líder do governo de Miguel Coelho (MDB) em Petrolina foi lançado como secretário-geral do grupo opositor.

Zé Raimundo (Serra Talhada) foi lançado como presidente. Ainda compõem a chapa João Chaves (São Caetano) como 1º vice, Erica Uchôa (Igarassu) no cargo de 2ª vice e Gilvan da Malhadinha (Cumaru) como Tesoureiro. Eles disputarão contra a candidatura encabeçada pelo atual presidente da UVP, Josinaldo Barbosa.

Eleições 2020: termina hoje prazo para justificar ausência no 1º turno

(Foto: Ilustração)

O eleitor que não compareceu às urnas no primeiro turno das eleições municipais de novembro tem até esta quinta-feira (14) para justificar a ausência. Caso o procedimento não seja realizado, será preciso pagar uma multa. Quem não regularizar a situação pode ficar sujeito a restrições. Para o segundo turno, o limite é 28 de janeiro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomenda que a justificativa seja feita, preferencialmente, por meio do aplicativo e-Título, disponível para celulares com sistemas operacionais Android ou iOS.

O procedimento pode ser feito também pela internet, em um computador, por meio do Sistema Justifica. Ou ainda de modo presencial, no Cartório Eleitoral. Em todo caso, o eleitor precisará preencher um Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), descrevendo porque não votou. O TSE pede que seja anexada documentação que comprove a razão da falta.

LEIA MAIS
123