Conta de luz sobe 4,48% para residencias de Pernambuco

(Foto: Ilustração)

As contas de energia dos consumidores pernambucanos vão sofrer reajuste a partir de hoje. É que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a atualização tarifária anual da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). Para os consumidores residenciais, o aumento direto na conta de energia será de 4,48%.

A média de acréscimo para os consumidores de alta tensão será de 5,93%, e os consumidores de baixa tensão pagarão por um reajuste médio de 4,88%. De acordo com a Aneel, o efeito médio para o consumidor será de 5,16%, somando todas essas categorias.

Os consumidores residenciais abrangem apartamentos e casas, por exemplo. Os de baixa tensão incluem residências, clientes rurais e pequenos comércios. E os de alta tensão são as indústrias. As novas tarifas da Celpe vão atender a 3,75 milhões de unidades consumidoras.

LEIA MAIS

Chesf aumenta mais uma vez a vazão da Barragem de Sobradinho

A vazão defluente da Usina Hidro Elétrica de Sobradinho (BA) será elevada mais uma vez. A partir da meia noite deste dia 15/04, o volume liberado pelas turbinas passará de 1.400 metros cúbicos para 1.600 metros cúbicos por segundo. A medida foi divulgada no fim da tarde desta terça-feira (14), em nova carta circular expedida pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).

É a terceira vez que a vazão de Sobradinho é elevada em 8 dias. No entanto, as comportas da barragem não serão abertas. A água continuará sendo liberada pelas turbinas de geração de energia.

A medida adotada pela Chesf atende a diretriz estabelecida na última terça-feira (7) durante a reunião de avaliação das condições da Operação dos Reservatórios da Bacia do Rio São Francisco, coordenada pela Agência Nacional de Águas (ANA), o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), na qual apresentou-se a necessidade de permanência da defluência de Xingó no patamar de 1.300 m³/s durante o mês de abril.

A Chesf alerta para a importância da não ocupação de áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio, pois a depender da necessidade do aumento da geração de energia na Usina Hidro Elétrica de Xingó, o volume de água a ser liberado do reservatório de Sobradinho pode aumentar ainda mais.

Araripina: Celpe e Polícia Civil identificam furto de energia que abasteceria cidade por um mês

Várias irregularidades foram encontradas pela Celpe.

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), com apoio da Polícia Civil, realizou, nessa quarta-feira (12), uma operação em Araripina (PE), maior polo gesseiro do Brasil, e flagrou três indústrias furtando energia elétrica. A ação vistoriou cinco empresas da localidade, responsável por 90% da produção nacional.

Durante a operação, foram removidas as três fraudes de energia, inclusive duas redes clandestinas de média tensão, construídas pelas empresas fraudadoras apenas para abastecimento das instalações. Um responsável foi autuado em flagrante, sendo encaminhado à Delegacia da cidade.

LEIA MAIS

Conta de luz não terá cobrança extra em fevereiro, diz Aneel

(Foto: Arquivo)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou na última sexta-feira (31), que a bandeira tarifária no mês de fevereiro será verde, ou seja, não haverá custo extra na conta de luz para os consumidores.

Segundo a Agência, o mês deverá ser chuvoso nas áreas onde estão localizados os principais reservatórios das hidrelétricas e o custo de geração de energia será menor. Dessa forma, não haverá necessidade de acionamento das usinas termoelétricas, que custam mais para gerar energia.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

Bolsonaro recua e desiste de subsídio em conta de luz de templos religiosos

O Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Após ter causado polêmica, o presidente Jair Bolsonaro informou que está suspensa a negociação em torno da concessão de um subsídio na conta de luz para templos religiosos.

O presidente se reuniu nesta esta quarta-feira (15), no Palácio do Planalto, com o líder da bancada evangélica, deputado federal Silas Câmara (Republicanos-AM), e com o missionário R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, para tratar o tema.

No encontro, ele informou sobre as dificuldades de implementar a iniciativa, em especial a resistência da equipe econômica. Na sequência, o presidente teve uma reunião no Ministério de Minas e Energia que, desde a semana passada, avaliava o assunto.

“Tem um impacto mínimo na ponta da linha, mas a política da economia é de não ter mais subsídios. Falei com eles que está suspensa qualquer negociação nesse sentido”, disse o presidente.

LEIA MAIS

Tarifa branca de energia será ampliada a pequenos consumidores em 2020

(Foto: Ilustração)

A maior parte dos consumidores de energia em todo o país terá uma oportunidade de mudar os hábitos e diminuir a conta de luz. Em vigor desde 2018 para grandes consumidores, a tarifa branca de energia será estendida a quase todos os brasileiros em 1º de janeiro.

A tarifa branca consiste na redução do preço da energia fora do horário de pico, também chamado de horário de ponta e envolve três faixas de valores. Nos dias úteis, a cobrança da energia será dividida em três faixas de horário: o horário de ponta (tarifa vermelha), entre o fim da tarde e o início da noite; a faixa intermediária (amarela), uma hora antes e uma hora depois do horário de ponta, e o horário fora de ponta (verde), com custo mais baixo no restante do dia.

Nos fins de semana e nos feriados nacionais, a tarifa de energia sempre será cobrada pelo valor fora de ponta. O modelo começou a ser usado em 2018, para unidades com consumo superior a 500 quilowatts-hora (kWh). Em 2019, passou a ser aplicado em unidades com consumo a partir de 250 kWh.

LEIA MAIS

Sem energia há um mês, moradores do Salitre cobram providências da Coelba

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Você já imaginou passar um mês sem energia, sofrendo com o calor e muriçocas? Essa é a atual situação dos moradores do Projeto Salitre, zona rural de Juazeiro (BA). Desde o dia 26 de novembro, quando a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) retirou transformadores de alguns postes da localidade, a população está vivendo às escuras.

De acordo com uma moradora do Salitre, antigamente o uso da energia era irregular, mas há três anos os moradores instalaram os padrões de energia para regularizar a situação. Ao solicitar a instalação da rede elétrica, a população foi informada pela Coelba que era necessária uma fiação secundária, que deveria ser custeada pela Codevasf, já que a Companhia teria um débito com a Coelba.

Até hoje a situação não foi regularizada, contudo, a situação se agravou ainda mais no dia 26 do mês passado, quando a Coelba fez a retirada dos transformadores, após a ação de despejo de famílias do Acampamento Abril Vermelho do Movimento Sem Terra (MST).

LEIA MAIS

Sobradinho: Polícia Militar prende homem que furtava cabos de energia na região

Na tarde dessa quinta-feira (28), por volta das 14h, a Polícia Militar de Sobradinho foi informada sobre o deslocamento de um suspeito de furtar cabos de energia. O homem seguia de Sento Sé a Sobradinho, ambas na Bahia.

Os policiais realizaram bloqueios, por volta das 15h, em pontos estratégicos para interceptar o suspeito. Ao perceber a presença policial, o acusado tentou empreender fuga, mas foi alcançado pela guarnição e detido.

LEIA MAIS

Conta de luz para os brasileiros em 2020 pode ter aumento

(Foto: Ilustração)

As contas de luz dos consumidores de todo o país poderão ter um aumento médio de 2,42% em 2020. O aumento consta de uma consulta pública aberta nessa quarta-feira (30) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) sobre o orçamento para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), um dos subsídios pagos pelos consumidores de energia.

Em 2020, a Aneel aprovou um orçamento para a CDE de R$ 22,453 bilhões, um aumento de 11% em relação ao orçamento deste ano, de R$ 20,208 bilhões. Desse montante, a parte paga pelos consumidores teve um aumento de 27% e deve passar de R$ 16,238 bilhões para R$ 20,645 bilhões.

LEIA MAIS

Moradora denuncia falta de energia em rua do Antônio Cassimiro, em Petrolina

Falta de energia em rua irrita moradores.

Uma moradora do Antônio Cassimiro, que preferiu não se identificar, entrou em contato com o nosso blog para denunciar a constante fala de energia na rua dos Crotons. Segundo a denúncia, na última semana faltou energia três vezes.

“Nem conto quantas vezes falta. Sem falar que tem dias que começa quedas de energia várias vezes até faltar. Não aguentamos mais essa situação. Já tentamos contato com a Celpe e eles nunca resolvem”, disse.

Nosso blog entrou em contato com a Celpe e aguarda resposta.

Facilidade: conta da Celpe pode ser parcelada no cartão de crédito

(Foto: Ilustração)

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) está oferecendo aos clientes a possibilidade de parcelamento das contas de energia no cartão de crédito. A facilidade, que é oferecida aos clientes que possuem duas ou mais faturas em aberto, pode ser facilmente acessada pelo site da Companhia, assegurando mais comodidade para o cliente que deseja realizar o parcelamento da fatura.

O parcelamento, que pode ser realizado em até 12 vezes no cartão de crédito das bandeiras Master, Visa, Hiper, Elo e Amex, oferece uma série de vantagens para o cliente. A única exigência é que as parcelas tenham valor mínimo de R$ 5,00. A transação, completamente online, é possível a partir de uma parceria da Celpe com a Flexpag, empresa especializada no pagamento por meio de cartões de crédito, o que confere segurança ao cliente.

Confira o passo a passo para realizar a negociação:

1- Acessar o site da Celpe (www.celpe.com.br), selecionando a aba ‘Atendimento’ > ‘Serviços’ e a opção ‘Pagamento com cartão de crédito’;

2- O cliente será então redirecionado para a página da Flexpag, onde deve inserir seus dados pessoais, digitar a conta contrato e selecionar as faturas para pagamento;

3- São aceitos cartões das bandeiras Master, Visa, Hiper, Elo e Amex;

4-  O cliente pode optar pelo parcelamento em até 12 vezes (valor mínimo de R$ 5,00 por parcela).

Em caso de dúvidas, o cliente pode entrar em contato pelos canais de relacionamento da distribuidora. ​

Falha em componente da rede elétrica ocasionou queda de energia em bairros de Petrolina

Empresa afirmou que o problema foi resolvido.

Moradores dos bairros São Jorge, São Joaquim, Santa Luzia, Terras do Sul e Dom Avelar, em Petrolina (PE), entraram em contato com o Blog Waldiney Passos para denunciar constantes quedas de energia desde o início desta semana.

LEIA TAMBÉM

Queda de energia revolta moradores de cinco bairros de Petrolina

Segundo a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), uma falha em um componente da rede elétrica foi responsável pela falta de energia. O problema foi verificado na noite da última segunda-feira (21) pela Celpe.

“Parte do fornecimento de energia foi normalizado ainda durante a noite [da segunda-feira], sendo o serviço de reparo concluído na manhã desta terça-feira (22). A empresa informa, ainda, que ocorrências individuais estão sendo solucionadas”, disse a companhia.

Paulo Câmara discute implantação de projetos para geração de energia fotovoltaica e nuclear com representantes do Governo Federal

(Foto: Hélia Scheppa/SEI)

Na manhã desta sexta-feira (11), o governador Paulo Câmara recebeu no Palácio do Campo das Princesas, o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros,  o diretor-presidente da Eletronuclear (subsidiária da Eletrobras),  Leonam dos Santos Guimarães, e o senador Fernando Bezerra Coelho. Na ocasião, foram discutidas possibilidades de implantação de novos projetos para geração de energia elétrica (fotovoltaica e nuclear) em Pernambuco.

“Estamos sempre à disposição do diálogo, sobretudo quando há a possibilidade de avançarmos no desenvolvimento do nosso Estado e na geração de emprego e renda. Nossa equipe vai se debruçar sobre as duas propostas e aprofundar essa discussão com o Ministério de Minas e Energia”, afirmou Paulo Câmara, lembrando que há um impedimento para a implantação de usinas nucleares em Pernambuco na Constituição Estadual, que veda esse tipo de empreendimento até que outras fontes de energias sejam esgotadas.

Sobre a proposta de energia fotovoltaica, o Ministério de Minas e Energia projeta uma  operação de produção incorporada ao Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), ao longo dos seus eixos Leste e Oeste.  O investimento, estimado em R$ 12 bilhões, tem o objetivo de aproveitar o potencial de 3,5 GW que a região apresenta para esse fonte de energia.

Já em relação à proposta geração de energia nucelar no Estado, os representantes do Executivo federal detalharam o projeto para a instalação de uma usina com esse perfil, no município de Itacuruba, no Sertão de Itaparica. A União projeta novos investimentos na área, com um aporte de 30 milhões de dólares – a serem realizados por capital privado.

Celpe dá desconto de 50% em compra de painel de energia solar para clientes 

(Foto: Igor Bione/Acervo JC Imagem)

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) vai dar descontos de 50% para a compra de painéis solares por clientes interessados em gerar parte da própria energia que consomem. A medida faz parte do Projeto Bônus Solar, que será lançado na próxima segunda-feira (16) e pretende atender 500 clientes residenciais em Pernambuco até 2020.

LEIA MAIS

Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no Brasil

(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Um levantamento feito pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) em parceria com o Ibope, mostrou que 79% dos entrevistados gostaria de ter um mercado livre para escolher a sua fornecedora de energia. O percentual é 10% maior do que o obtido na avaliação de 2018. Segundo a Pesquisa de Opinião Pública 2019 sobre o que o brasileiro pensa e quer do setor elétrico, lançada hoje (12) na capital paulista, 68% dos entrevistados trocariam hoje a sua fornecedora de energia.

LEIA MAIS
123