Morador denuncia problema no esgoto do Alto da Boa Vista, Compesa responde

Um morador da Rua 11 do bairro Alto da Boa Vista, em Petrolina, procurou o Blog para pedir ajuda. Um esgoto estourado há mais de 20 dias está tomando parte da via pública. Para completar a situação, a água suja está retornando para dentro dos imóveis.

“A gente está com esse vazamento tem mais de 20 dias, já reclamei pra Compesa. A água está voltando para dentro da casa, dentro dos banheiros, no quintal”, relata o leitor. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) emitiu uma nota em relação a essa demanda.

“A Compesa informa que o extravasamento de esgoto na Rua 11, do Alto da Boa Vista, foi ocasionado pela obstrução de um poço de visita, na Avenida dos Tapuios, no bairro São Gonçalo. Diante da profundidade do equipamento e complexidade do serviço, a Companhia programou para iniciar nesta quinta-feira (23) a intervenção, que contempla reparos no equipamento e a substituição de um trecho da rede coletora de esgoto“, diz a Compesa.

Serrote do Urubu está sem água há cinco dias, relata moradora

(Foto: Ilustração)

Moradores do Serrote do Urubu, na zona rural de Petrolina, estão sem água nas torneiras há exatos cinco dias. Sem ter água para o básico dentro de casa, eles fazem um apelo à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), pois o problema é numa bomba da Compesa.

“Não tem água e a Compesa não resolve nada com a bomba. Já acionamos a Compesa, até agora não voltou porque a bomba afundou no rio e não resolveram o problema”, conta uma moradora da região.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Compesa, mas até o momento não tivemos resposta sobre quando o problema será resolvido. Seguimos aguardando um posicionamento e o espaço está aberto aos esclarecimentos por parte da Companhia.

Esgoto no Loteamento Padre Cícero, em Petrolina, tira sossego de moradores

Esgoto escorre para terreno, formando “lagoa”

As queixas dos leitores em relação ao esgotamento sanitário em Petrolina não param. Diariamente a Redação do Blog recebe denúncias nos bairros da cidade e a demanda dessa sexta-feira (17) vem do Loteamento Padre Cícero. Na Rua do Colibri, mostrada acima, há um esgoto estourado há vários dias.

O problema começa em uma calçada e escorre para dentro do terreno. Como a imagem mostra, já existe uma “lagoa” de água suja causando transtornos aos moradores vizinhos ao terreno. E para complicar, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) afirma não operar no bairro.

Procurada pelo Blog, a Prefeitura de Petrolina, até o momento não se pronunciou se tem alguma competência sobre o problema. O espaço segue aberto aos esclarecimentos.

Moradora do Vila Débora relata abandono do bairro; Prefeitura e Compesa respondem

Moradores pedem mais atenção no bairro

Água limpa escorrendo pela via público, mato alto e materiais descartados são a combinação perfeita para a proliferação do mosquito da dengue. É esse cenário que moradores da Rua São Matheus, no bairro Vila Débora, em Petrolina vislumbram diariamente. A foto acima dimensiona a dor de cabeça da comunidade.

“Estamos esquecidos há um tempo. Quando chove, a Defesa Civil vem aqui, fala que é área de risco, porém nunca faz nada. Essa água vem de uma empresa da Compesa e a Compesa também não faz nada“, contou uma moradora. Ela relata já ter acionado a Prefeitura para denunciar a questão do abandono do terreno em 2018.

As respostas

Em nota a Prefeitura afirmou que por se tratar de um terreno particular, “a responsabilidade pela manutenção e limpeza de áreas particulares é dos proprietários”. Na próxima semana uma equipe de fiscalização será encaminhada ao endereço averiguar a situação.

Constada alguma irregularidade, “o dono será notificado com prazo de 15 dias úteis para limpeza e de 60 para que o espaço seja cercado. Em caso de descumprimento, a multa pode variar de R$ 600 a R$ 2400”. Sobre os focos de dengue a Prefeitura já notificou o setor de endemias. Uma equipe irá ao local “conforme cronograma de trabalho dos agentes”.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que “tomou conhecimento do vazamento na Rua São Matheus, Vila Débora, por este blog, pois nenhum morador comunicou o fato através do canal de atendimento da empresa (0800 081 0185). Uma equipe será enviada hoje (04) ao local, para realizar o conserto do vazamento”.

Petrolina: usuário de transporte coletivo relata constante falta de educação de motorista

Leitor relatou que motorista constantemente destrata passageiros

Um leitor entrou em contato com a nossa equipe para relatar uma situação vivenciada por ele na última terça-feira (23). Brendo de Jesus Evangelista subiu em um ônibus da Atlântico no ponto próximo ao Atacadão, na linha João de Deus/Honorato Viana por volta de 16h40, sentido bairro-Centro.

Ao chegar desembarcar Brendo alega que o motorista – descrito como branco, magro e careca – foi ríspido com ele e outro passageiro. “Ele virou pra mim e para o outro rapaz que desceu no mesmo ponto e disse as seguintes palavras: “Bora, puxou a corda já adianta logo pra porta”, usando um tom de voz alterado e fazendo um gesto com a mão [para que ambos deixassem o veículo], senti como se estivesse sendo expulso do ônibus, ali na frente dos outros passageiros“, conta.

Fato é recorrente

Brendo é estudante da UNEB em Juazeiro e utiliza o transporte público com frequência. Inclusive já chegou a presenciar outras ações desse mesmo motorista. “Sempre pegava o ônibus que era conduzido pelo mesmo motorista, ele sempre usando de um tom alterado ao falar com as pessoas que utilizavam o transporte“, relata.

De acordo com Brendo, é necessário mais educação do motorista, afinal ele também é funcionário da população. “Ele podia pelo menos ser mais gentil e educado com os seus passageiros. Eu espero que a empresa pelo menos peça desculpas, não só a mim, mas à todos os passageiros que já passaram por situação desse tipo por qual passei”, finaliza.

Providências

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Atlântico Transportes Ltda, responsável pelo transporte público em Petrolina. A empresa afirmou que tomaria as providências necessárias para o fato não se repetir no futuro. “O motorista foi chamado na empresa e o mesmo foi advertido. Ainda o motorista tomou consciência do ocorrido e que não viria a acontecer”, afirma.

Leitor alerta para poço de visita sem tampa no bairro Rio Corrente

Problema foi registrado pelo leitor no final de semana

Um leitor do Blog registrou um problema na Rua do Sapotí, no bairro Rio Corrente, em Petrolina. Ele passava pelo local quando viu um Poço de Visita próximo à Escola Simão Amorim Durando sem a tampa. Preocupado com o risco de acidentes, ele nos enviou a foto acima.

“Um risco isso pois fica abaixo de uma calçada e a pessoa só consegue perceber em cima.  Uma criança ou idoso dificilmente conseguiria se equilibrar nessa situação. É numa curva e geralmente os ônibus bate nesse local“, afirmou.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) afirmou que não tinha conhecimento do problema, já que nenhum morador havia registrado a demanda através dos canais de atendimento. “Uma equipe será enviada hoje (01/06) ao local para avaliar a situação e adotar as providências para resolver. Na ocasião, a Compesa aproveita para solicitar que os moradores acionem o canal de atendimento da empresa para reportar sobre vazamento de água e extravasamento de esgoto ( 0800 081 0185) e falta de água e demais informações (0800 081 0195)“, diz a nota.

Leitor chama atenção para buraco e vazamento de água limpa no bairro Dom Avelar

Prefeitura e Compesa se manifestam sobre reparos

Um morador do bairro Dom Avelar, em Petrolina, entrou em contato via WhatsApp para chamar atenção sobre um problema na Rua da Visão. A foto acima mostra bem a dor de cabeça da população. Por essa via passam os ônibus de transporte coletivo, mas devido ao peso do veículo e a falta de infraestrutura, formou-se um buraco.

Não bastasse o buraco, em uma viagem o ônibus atingiu uma tubulação ocasionando o rompimento de água limpa. Diante dessa situação nós procuramos a Prefeitura de Petrolina e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), para saber o que pode ser feito no bairro.

Respostas

Em nota a Prefeitura informou que a Rua da Visão está “no programa de pavimentação Petrolina Cresce”. Atualmente o processo está em fase de licitação e será contemplada com melhorias juntamente com outras 139 vias.

Já a Compesa respondeu que somente tomou ciência do rompimento após o Blog entrar em contato com a assessoria de comunicação. Uma equipe iria ainda ontem para analisar a situação e verificar o que poderia ser feito. “A Compesa aproveita a oportunidade para solicitar que os moradores repassem as solicitações dos serviços por meio do seu canal de atendimento, especialmente nessa fase de pandemia, para que a companhia tenha condições de agilizar os atendimentos. Para questões relacionadas ao abastecimento de água e demais serviços, o cliente deve ligar para o 0800 081 0195”, destaca a nota.

Centro de Petrolina está sem água há 48 horas, Compesa justifica motivo

Moradores estão há 48 horas sem água (Foto: Google Street/Reprodução)

Os moradores do Centro de Petrolina estão sem água há 48 horas. De acordo com um leitor do Blog Waldiney Passos, a incômoda situação foi registrada na Rua Manoel Clementino. A comunidade vem tentando contato desde o final de semana com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), sem sucesso.

“A Compesa não avisou nada e o número do teleatendimento é só um robô atendendo, quando optamos pelo atendimento por um funcionário ficamos na linha e ninguém atende. O site da companhia também nada informa“, relatou um morador da rua.

Reparo em vazamento na Orla

Nossa Produção buscou a Compesa para saber o que provocou a falta d’água no Centro e quando o fornecimento será restabelecido. “A Compesa informa devido a uma manutenção emergencial, para conserto de um vazamento na Orla de Petrolina, a distribuição de água no centro da cidade foi suspensa. Os serviços devem ser finalizados no início desta tarde (20), quando a distribuição de água será retomada para a área”, justifica a Companhia.

Moradora do Projeto Salitre cobra resposta da Coelba sobre iluminação

(Foto: Internet)

Uma moradora do Projeto Salitre, na zona rural de Juazeiro (BA) procurou o Blog Waldiney Passos para relatar uma situação incomoda. Já são quatro meses sem ter energia em casa. O motivo até hoje ela não sabe. De acordo com a leitora, a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) esteve no local, executou serviços em lotes vizinhos e não contemplou o seu.

“Já ligamos para a Coelba e ela sempre dá uma data pra ligar a energia e até agora nada. Já se passaram quatro meses e a gente vem sofrendo com a falta de energia”, contou.

A solicitação foi feita em dezembro, protocolada e acompanhada por ela. Porém, de 2019 até hoje nenhum sinal de energia no local. Nossa Produção entrou em contato com a Coelba, mas até a conclusão dessa matéria não obtivemos resposta.

Leitora critica Compesa por não ter avisado sobre falta d’água em Petrolina

Bairro ficou sem água por quase três dias (Foto: Ilustração)

Uma moradora do Loteamento Rafael, em Petrolina procurou o Blog para reclamar da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Ela relatou que faltou água entre sexta-feira (27) e domingo (29) e em nenhum momento a Compesa justificou o motivo.

“Ligamos diversas vezes desse sexta, hoje já normalizou. Mas por que não avisaram na sexta? Foram quase três dias sem água“, contou à nossa equipe. O Blog entrou em contato com a Compesa que emitiu um posicionamento.

Serviço da Prefeitura

“A Compesa informa que o abastecimento no Loteamento Rafael foi comprometido após uma tubulação de água ser atingida no bairro, pela prefeitura, durante serviços de limpeza no canal de água pluvial do bairro. A Compesa já realizou o conserto da tubulação e o sistema foi reativado“, explicou a Companhia.

Devido à pandemia do coronavírus as unidades da Compesa estão fechadas para atendimento presencial. Demandas sobre água e esgoto devem ser registradas pelo número 0800 081 0185.

Espaço do Leitor: Compesa enviará equipe para atender demanda no Serrote do Urubu

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) afirmou ao Blog que uma equipe será enviada ainda hoje (14) para averiguar um vazamento de água limpa no Serrote do Urubu, zona rural da cidade.

LEIA TAMBÉM

Leitor volta a chamar atenção para vazamento de água limpa no Serrote do Urubu

O vazamento em questão foi identificado na quarta-feira (11), próximo ao Clube Coqueiral e mostrado ontem (13), por nossa equipe. A comunidade alega que o problema é constante e ocorre sempre após o carro do lixo passar no local.

Morador cobra providências para terreno que vem sendo utilizado como depósito de lixo em Petrolina

Terreno é privado e vem sendo usado como depósito de lixo (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um terreno privado, localizado na Rua Montreal, no Loteamento Nova Iorque, em Petrolina vem sendo utilizado como depósito de lixo. Como consequência, ratos, baratas e insetos estão aparecendo as casas vizinhas, incomodando a população que é surpreendida diariamente com visitantes indesejados.

De acordo com o leitor – morador da comunidade há anos – o terreno nunca foi cercado pelo proprietário. A Prefeitura já teria sido acionada anteriormente para adotar medidas contra o dono, contudo, nada foi feito. “As residências vivem infestadas de insetos, ratos, baratas etc“, relatou o leitor.

Nossa equipe apresentou essa demanda à Prefeitura de Petrolina no começo da semana, porém, até o momento não recebemos uma resposta do problema apresentado. Deixamos o espaço aberto aos esclarecimentos.

Compesa afirma não ter responsabilidade sobre esgoto no Serrote do Urubu

Problema segue sem solução (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na semana passada o Blog Waldiney Passos mostrou a demanda de um leitor, sobre esgotamento sanitário no Serrote do Urubu, interior de Petrolina. Nossa equipe procurou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que afirmou não ter responsabilidade sobre o problema.

LEIA TAMBÉM:

Esgoto no Serrote do Urubu, em Petrolina, incomoda comunidade

Segundo a Companhia, ela “não opera o sistema de esgotamento sanitário de Serrote do Urubu”. A Prefeitura de Petrolina também disse não ser de sua competência o reparo na localidade e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) ainda não se manifestou sobre o reparo.

Enquanto isso a comunidade é obrigada a conviver com o esgoto escorrendo pela Rua Principal, próximo à uma escola municipal e à associação do Serrote.

Praça 21 de Setembro virou espaço para consumo de drogas, denuncia leitor

Ponto turístico virou dor de cabeça no Centro de Petrolina (Foto: Reprodução/Google Maps)

A Praça 21 de Setembro, localizada no Centro de Petrolina é um dos principais pontos turísticos da cidade. Local de festas como o tradicional carnaval, o espaço tem dado muita dor de cabeça aos moradores e comerciantes da região. Um leitor que preferiu não se identificar relatou ao Blog que a Praça tem sido utilizada por usuários de drogas, em plena luz do dia.

“A Praça da 21 está virando um antro de perdição com uso explícito de drogas e prostituição em pleno dia“, afirmou o leitor. O fato tem deixado a comunidade preocupada, já que, de acordo com o denunciante, não há policiamento. “Ali residem famílias estão assustadas”, continuou.

Outro lado

Nossa Produção entrou em contato com a Polícia Militar de Pernambuco (PM-PE) e com a Prefeitura de Petrolina, para saber quais ações a PM e a Guarda Civil Municipal têm adotado para aumentar a segurança na Praça 21 de Setembro. Até o momento nenhum dos órgãos se pronunciou e deixamos o espaço aberto aos esclarecimentos.

Leitor questiona critérios de seleção para motorista de ambulância, Prefeitura de Petrolina esclarece

Prefeitura afirma que edital é claro e que exigências estão sendo seguidas (Foto: ASCOM)

O Blog recebeu questionamentos de um leitor, que fez a seleção da Secretaria de Saúde de Petrolina, para o cargo de motorista de ambulância. Ele alega que o edital não é claro quantos aos critérios para exercer a função e que pessoas estariam burlando a documentação exigida.

“No edital no item 8-7 na letra D diz que a comprovação de 2 anos tem que ser do Ministério do Trabalho e a maioria dos convocados está querendo burlar esse requisito com declaração de transporte alternativo. Eu posso ter 10 anos na Categoria D da CNH e nunca ter trabalhado em ambulância pra exercer”, afirmou.

Outro lado

Contudo, segundo a Prefeitura de Petrolina, o edital da seleção é claro: a declaração mencionada pelo leitor não é exclusiva ao cargo mencionado – é uma determinação geral – e não necessariamente precisa ser emitida pelo Ministério do Trabalho.

Diante das argumentações, o Blog solicitou um posicionamento oficial da Secretaria de Saúde, em especial no que diz respeito às exigências do cargo: ter CNH D e curso de condutor de veículos de emergência. “Com relação a convocação e a documentação para o concurso público da Prefeitura de Petrolina na área da saúde, a Secretaria esclarece que todas as exigências do edital estão sendo cumpridas”, informou a nota.

123