Polícia Militar de Pernambuco instaura procedimento administrativo disciplinar para averiguar agressões contra estudante

Camila levou soco no olho. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Em entrevista ao Blog Waldiney Passos, a estudante secundarista e diretora da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESPE), Camila Rabelo relatou que foi agredida por um policial com um soco no rosto, no último sábado (16).

LEIA TAMBÉM

Violência: estudante universitária afirma ter sido agredida por PMs em Petrolina

Ainda segundo a estudante, que estava na companhia de duas colegas, a abordagem foi feita por quatro policiais militares, na Rua das Laranjeiras, Centro. Ela conta que durante a ação policial, os PMs esconderam suas identificações.

Após o Blog publicar matéria sobre o caso, a Polícia Militar de Pernambuco informou que instaurou um procedimento administrativo disciplinar, para averiguar as “supostas agressões”. Confira a íntegra da nota:

“A Polícia Militar, através do comando do 5 BPM, esclarece que diante da denúncia, instaurou um procedimento administrativo disciplinar, paralelo ao inquérito da polícia civil, para averiguar as supostas agressões e os  possíveis envolvidos.”

Estudante da rede municipal de ensino de Petrolina conquista medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

Raylla Teles Santos estuda na Escola Municipal José Cícero de Amorim, no distrito de Rajada, zona rural de Petrolina. (Foto: Ascom/PMP)

Nesta semana, a organização da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) divulgou os nomes dos medalhistas da 22ª edição do concurso. A estudante Raylla Teles Santos, de 14 anos, da Escola Municipal José Cícero de Amorim, do distrito de Rajada, zona rural de Petrolina (PE), superou milhares de alunos e conquistou a medalha de prata.

Cerca de 18 mil escolas foram cadastradas este ano na OBA e cerca de 800 mil estudantes brasileiros do ensino fundamental e médio participaram da competição. A secretária executiva de Ensino, Rosane Costa, comemora o envolvimento e dedicação dos alunos e da equipe escolar nesses desafios nacionais. “Temos estudantes  com talentos incríveis nas escolas públicas municipais de Petrolina. É nosso papel incentivar e apoiar as equipes escolares a participarem dos olimpíadas de conhecimento em diversas áreas. Nossos estudantes estão aprendendo, disputando e vencendo competições, o que nos orgulha ao tempo que nos motiva a levar para rede a educação de excelência proposta na gestão do Novo Tempo”, afirma.

Todos os alunos recebem um certificado de participação impresso e para os premiados também será enviada uma medalha referente ao seu resultado. Os professores envolvidos no processo e também os diretores escolares recebem os seus certificados. A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira e da Agência Espacial Brasileira.

Estudante de Petrolina conquista 1º lugar em Concurso de Redação do Senado Federal 

Monaísa Laís de Sá Souza, 1º lugar em Pernambuco no Concurso de Redação do Senado Federal. (Foto: Divulgação)

A estudante Petrolinense, Monaísa Laís de Sá Souza, da Escola Profº Humberto Soares, em Petrolina (PE), conquistou o 1º lugar de Pernambuco, no 12° Concurso de Redação do Senado Federal/Projeto Jovem Senador com a temática “O cidadão que acompanha o orçamento público dá valor ao Brasil”.

Monaísa Laís de Sá Souza e mais 26 estudantes vencedores dos demais estados,  tomarão posse em novembro, na capital Federal e durante uma semana, atuarão como jovens senadores, representando cada um o seu estado.

LEIA MAIS

Aluna com deficiência morre após crise convulsiva no Colégio Paulo VI, em Juazeiro

O corpo está sendo velado no Centro de Velório Maranata.

Uma estudante com necessidades especiais, de 13 anos, do Colégio Paulo VI, em Juazeiro (BA), faleceu nessa quinta-feira (29) após ter uma crise convulsiva. Karla Nayse Oliveira cursava o 6º ano  recebia Atendimento Educacional Especializado (AEE) da equipe da escola devido a problemas de saúde.

Segundo a Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi acionado, mas a jovem não resistiu e veio a óbito. A secretaria lamentou o fato e suspendeu as aulas no Paulo VI nesta sexta-feira (30).

O corpo está sendo velado no Centro de Velório Maranata, no Bairro Alto da Maravilha. O sepultamento será nesta sexta-feira (30), às 9h30, no Cemitério Central.

Bingo em prol de aluno da Escola Estadual Malaquias será realizado na zona rural de Petrolina

(Foto: Ilustração)

No dia 19 de abril, Diogo Neto da Silva, de 17 anos, sofreu um grave acidente de trânsito. O mesmo teve uma lesão cerebral grave, ficou internado durante um mês no Hospital Universitário de Petrolina, e atualmente, luta para vencer as sequelas do acidente.

O jovem é aluno do 2º ano do ensino médio da Escola Estadual Malaquias Mendes da Silva, zona rural de Petrolina. Segundo amigos de Diogo, com esforço e dedicação, aos poucos, ele está recuperando a fala e o movimento das pernas, afetados pela lesão.

LEIA MAIS

AMMPLA emite nota sobre caso de estudante agredida por suposto mototaxista

(Foto: Internet)

Na manhã desta quinta-feira (08), nosso blog publicou uma matéria sobre o caso de violência envolvendo um suposto mototaxista de Juazeiro (BA) e uma estudante de Petrolina (PE), ocorrido na noite de ontem (07) em Petrolina.

Segundo Luana Vieira, professora da estudante, a jovem relatou que abordou o mototaxista que vestia farda de Juazeiro, na Praça da Sementeira em Petrolina, para uma “corrida” com destino a Cohab Massangano, porém, no meio do caminho o mototaxista mudou o roteiro e seguiu para uma estrada de terra, onde aconteceu a agressão. Depois de conseguir se livrar do agressor, a estudante foi socorrida por um motorista que passava pelo local, e em seguida foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), acompanhada dos policiais do 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp).

LEIA TAMBÉM:

Estudante é agredida por suposto mototaxista de Juazeiro

Sobre o caso, nós solicitamos esclarecimentos das prefeituras de Juazeiro e Petrolina. Até o momento, obtivemos retorno apenas da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA).

LEIA MAIS

Estudante é agredida por suposto mototaxista de Juazeiro

(Foto: Internet/Ilustração)

Mais um caso de violência envolvendo supostos mototaxistas foi registrado na noite de quarta-feira (7) em Petrolina. O fato repercutiu nas redes sociais e foi confirmado por uma professora da vítima que conversou com Waldiney Passos durante o programa Super Manhã de hoje (8), na Rádio Jornal.

De acordo com a professora Luana Vieira, a aluna relatou que o suposto mototaxista vestia farda de Juazeiro (BA). A corrida teria como destino a Cohab Massangano, entretanto, o agressor desviou para uma estrada de terra onde aconteceu a agressão.

“Ontem à noite quando ela saiu da aula ela pegou esse mototáxi na Praça da Sementeira com destino pra Cohab Massangano, só que quando eles estavam vindo seguindo o caminho do Distrito [Industrial] ele disse que estava com a documentação da moto atrasada e a Polícia Federal estava na pista da Cohab, ela já desconfiou na hora e começou a tirar o capacete, ele percebeu e segurou na perna dela”, comentou a professora.

LEIA MAIS

Mãe de estudante pernambucana morta na Nicarágua lamenta demora do traslado do corpo

(Estudante pernambucana de medicina Raynéia Gabrielle Lima, 31. (Foto: Reprodução/Facebook)

A espera pelo corpo da filha Raynéia Gabriella Lima, morta durante conflitos políticos na Nicarágua na última segunda-feira (23), tem sido uma tortura para a pernambucana Maria Costa. Ela informou que o corpo da filha já está em processo de embalsamamento para que só então as autoridades brasileiras em Nicarágua iniciem o traslado.

“Eu pensei que a dor maior tinha sido quando recebi a notícia. Mas, cada dia que passa, parece que ela vai aumentando, essa demora todinha para o corpo chegar aqui e ter finalmente o descanso eterno”, falou Maria, mãe da universitária e que mora em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Mãe e filha não se viam há quatro anos, desde que a estudante havia se mudado para a Nicarágua. “Acho que só vai ser pior quando eu vir minha filha pela última vez, para enterrá-la.” 

LEIA MAIS

OAB Petrolina emite nota de repúdio a agressões da PM a estudante durante Carnaval de Juazeiro

Após vários vídeos de agressões nas quais policiais aparecem batendo em pessoas e sendo agredidos, as ações da Polícia Militar durante o Carnaval de Juazeiro ainda rendem o que falar na região.

A Ordem dos Advogados do Brasil emitiu uma nota de repúdio contra as agressões sofridas por uma estudante do curso de Direito da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). A OAB afirmou considerar “inaceitável a agressão” sofrida pela estudante.

Confira

A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseccional Petrolina, vem a público manifestar seu mais veemente repúdio à agressão  contra uma estudante de direito, bem como, outros episódios divulgados pela imprensa, e praticados por policiais militares do Estado da Bahia no último final de semana, período de Carnaval antecipado na cidade vizinha de Juazeiro, BA.  

Na ocasião,  a jovem, que cursa a faculdade de direito da Universidade do Estado da Bahia, curtia os festejos carnavalescos com amigos quando foi abordada por dois integrantes da  Polícia Militar, que iniciaram uma série de agressões físicas. Uma violência  descabida contra uma cidadã que se comportava de forma pacífica.  

A truculência demonstrada pelos policiais neste caso e em vários outros atestados por vídeos que circulam pelas redes sociais e veículos de imprensa, mostram o despreparo de certos policiais para atuarem em eventos dessa magnitude.

A OAB Petrolina considera inaceitável a agressão perpetrada, presta a sua solidariedade à jovem estudante e seus familiares, e pugna pela apuração rigorosa dos fatos e pela punição dos responsáveis.

Estudante da Rede municipal de Petrolina é medalhista de Prata na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Aeronáutica

A OBA está em sua vigésima edição. (Foto: ASCOM)

Para incentivar a formação de novos cientistas, o Ministério das Ciências, Tecnologia, Inovação e Comunicações organiza todo ano a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Aeronáutica (OBA) e Petrolina foi destaque nessa competição.

Mesmo sem querer ser astronauta, sonho de muitas crianças, mas sim Engenheiro, o estudante Júlio César Coelho Amorim, da escola João Rodrigues de Macêdo, do distrito de Cristália, ganhou a medalha de Prata no nível três na competição.

Júlio César está acostumado com as condecorações. Na última semana, na cidade do Rio de Janeiro, o estudante de 14 anos, recebeu sua segunda medalha de ouro, desta vez, nas Olimpíadas Brasileiras de Matemática.

“Ele é mais um orgulho da nossa Rede. A prova que com uma educação de qualidade, compromissada podemos chegar longe. Gostaria de parabenizar o empenho de Júlio, de sua professora e de toda a equipe da escola”, pontuou Maéve Melo, secretária de Educação de Petrolina.

A OBA está em sua vigésima edição e, neste ano, reuniu 661.359 alunos de 7.294 escolas de todo o país. Júlio foi o único estudante da rede pública municipal entre os medalhistas da cidade.

Vítima do atirador em escola de Goiânia fica paraplégica

(Foto: Divulgação/Reprodução)

Segundo o último boletim médico do Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO), divulgado nesta quarta-feira (25) a adolescente Isadora de Morais, de 14 anos, ficou paraplégica devido uma lesão na medula espinhal. Isadora foi baleada no colégio Goyases na sexta-feira (21).

Em nota, o Hospital HUGO afirmou que a jovem continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sem previsão de alta.

“A adolescente apresenta uma lesão na medula espinhal, no nível da 10ª vértebra da coluna torácica, que comprometeu os movimentos dos membros inferiores de forma definitiva. A paraplegia já havia sido diagnosticada no dia de sua admissão, mas não informada até então a pedido de familiares”, explica a nota.

Empresa júnior prepara estudantes de engenharia elétrica para o mercado de energia renovável

A iniciativa tem o objetivo de dar oportunidade aos alunos de ingressar na vivência empresarial, antes de concluir a graduação. (Foto: Divulgação/Energize.Jr)

A empresa Energize Jr. formada por estudantes do curso de engenharia elétrica, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), tem mudado a concepção de diversos estudantes, diante do mercado de trabalho em Petrolina e Juazeiro.

Apostando em energia renovável, o grupo fundado em 2015 conta com uma equipe bem estruturada e dividida em diversos setores, com 16 membros efetivos, 19 trainees e cinco membros honorários. “A empresa surgiu em 2015, mas a ideia começou em 2014 com cinco estudantes de engenharia elétrica. Inicialmente contou com cinco pessoas: Diretor Presidente, Vice presidente, financeiro, gestão de pessoas e projetos. Na sequencia o grupo abriu um edital de processo seletivo para os novos membros”, afirmou o diretor presidente Aldenor Ribeiro.

A iniciativa tem o objetivo de dar oportunidade aos alunos de ingressar na vivência empresarial, antes de concluir a graduação. Os jovens trabalham de forma voluntária e todo o dinheiro arrecadado com os projetos, volta em capacitação para os membros.

LEIA MAIS

De estudante a magistrado: egresso da Facape é aprovado em concurso para Juiz

(Foto: ASCOM)

Se existisse fórmula para realizar um sonho, dedicação e sacrifícios estariam presentes na equação que levaria ao sucesso. Para Daniel Saulo, ex-aluno do curso de Direito Facape, é preciso ainda acrescentar na conta uma bagagem de conhecimento teórico, multiplicando com as experiências adquiridas na prática. E foi após uma trajetória de estudos e força de vontade que Daniel conseguiu alcançar sua principal meta: ser aprovado em concurso público para o cargo de juiz.

Egresso da primeira turma de Direito da Facape, Daniel concluiu os estudos em 2009 e desde essa época já havia conquistado uma vaga no Tribunal de Justiça de Pernambuco como técnico. Ele conta que os estudos na faculdade e a prática do seu local de trabalho foram fundamentais para seu crescimento profissional. “A gente sempre teve professores muito bons na Facape, a maioria atuava na área, e isso facilitava muito nas explicações. As atividades curriculares e extra curriculares também foram importantes nesse processo”, comenta.

Além de técnico do judiciário e futuro juiz de Direito do estado do Piauí, Daniel também dedica parte de seu tempo como professor em um cursinho preparatório para concursos, em Petrolina. “Assim como eu recebi conhecimento, também quero sempre poder compartilhar o que aprendi na faculdade e no mercado de trabalho. Apesar de ser uma tarefa árdua, é gratificante. Gosto de contribuir com minhas experiências, pois acredito que a prática é fundamental para o aprendizado”, destaca Daniel.

LEIA MAIS

Alunos de Petrolina receberão gratuitamente carteira de estudante

(Foto: ASCOM)

Os alunos do Ensino Fundamental II e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), matriculados na Rede Municipal de Ensino de Petrolina em 2017, receberão, gratuitamente, a carteira de identificação estudantil. Quase 10 mil estudantes serão beneficiados pela parceria entre a Secretaria de Educação e a União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (UESP).

A distribuição será uma ação efetiva da Secretaria que, junto aos gestores das unidades escolares, vai viabilizar para que todos os alunos recebam o documento até o final abril, como se comprometeu a UESP. A carteira, que terá validade de um ano, garante a identificação dos estudantes para a meia-entrada em eventos culturais e pode ser utilizado como comprovação para recarga de meia-passagem em transporte urbano.

LEIA MAIS

Estudante de Medicina da Univasf que sofreu acidente faleceu neste domingo

(Foto: Facebook)

A estudante de Medicina Fabiana Araújo Miranda, que sofreu um grave acidente na cidade de Tanquinho, próximo a Feira de Santana (BA), veio a óbito neste domingo (22) em um hospital da cidade.

A jovem estava cursando Medicina na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e estava vindo, juntamente com seus pais, para sua festa formatura, quando aconteceu o acidente. A mãe da estudante havia falecido no momento da colisão.

12