Depois de quase 50 anos, moradora de São Paulo reencontra familiares na Bahia

Don Francisca com as irmãs,em Euclides da Cunha (BA). (Foto: Arquivo Pessoal)

Em dezembro do ano passado, o Blog Waldiney Passos publicou uma matéria sobre a procura de Dona Francisca de Carvalho, de 60 anos, residente em São Paulo, por seus parentes paternos que ficaram no interior do município de Euclides da Cunha, na Bahia. A busca pelos familiares já durava aproximadamente cinquenta anos.

LEIA TAMBÉM:

Após publicação de reportagem, moradora de São Paulo encontra familiares da Bahia

Após a publicação da matéria, um leitor se dispôs a intermediar o tão esperado encontro. Geraldo Henrique Lima, empresário de Petrolina, entrou em contato com Ana Cristina, filha de Dona Francisca, trocaram informações e com a ajuda de Euler Luís de Assis, cunhado de Geraldo, os parentes paternos de Dona Francisca foram localizados no povoado de Carnaíba, em Euclides da Cunha.

“Realizar o sonho de uma família que não se conhecia é muito gratificante pra mim. Eu acho que a atuação de vocês foi perfeita”, ressaltou Geraldo.

LEIA MAIS

Homem é morto a facadas no interior da Bahia, esposa contratou assassino por R$ 40 reais

Um homem foi brutalmente assassinado na tarde de quinta-feira (16), na zona rural de Quijingue, município vizinho a Euclides da Cunha (BA). A vítima, identificada como Egídio Cardozo dos Reis, havia compleado 64 anos na terça-feira (14) e de acordo com a polícia, a mandante do crime é sua companheira.

Berenice Alves dos Santos teria contratado Nazário Damascena Santana por R$ 40 reais para cometer o assassinato. Egídio levou vários golpes de faca e morreu dentro de sua residência, em Barra Branca. O corpo da vítima foi encontrado pela Polícia Militar que deu início às investigações.

Em depoimento Berenice afirmou conhecer Nazário e que o suspeito havia chegado à residência na garupa de um moto táxi. As equipes seguiram em diligências até a casa de Nazário, que apresentava sinais de embriaguez, contudo relatou aos PMs estar bebendo com a companheira da vítima em um bar antes do crime.

Após ouvida a versão de Nazário, Berenice prestou depoimento e confessou ter pago R$ 40 reais para que o suspeito matasse seu marido. Os dois estão presos na Delegacia Territorial. (Com informações de Euclides da Cunha FM).

Após publicação de reportagem, moradora de São Paulo encontra familiares da Bahia

Dona Francisca pretende voltar para a Bahia, e encontrar os familiares pessoalmente. (Foto: Arquivo da família)

No dia 23 de dezembro do ano passado, o Blog Waldiney Passos publicou uma matéria contando a história de Dona Francisca de Carvalho, uma senhora de 60 anos que estava à procura de familiares que ela não via há mais de 45 anos. Quase um mês após a publicação da matéria, a tão esperada notícia chegou, ela encontrou seus parentes.

A boa notícia foi dada por Ana Cristina, filha de Francisca, na manhã desta sexta-feira (17). Ainda emocionada, ela conta como foi o primeiro contato da mãe com os familiares, residentes no município de Euclides da Cunha (BA). “Minha mãe ontem [16] já conseguiu falar com duas irmãs, e hoje [17] vai falar com o restante dos irmãos. Nós estamos muitos felizes”.

De acordo com Ana Cristina, o encontro só foi possível graças a divulgação no Blog e a solidariedade de Geraldo Henrique Lima, comerciante de Petrolina (PE), que se sensibilizou ao ler a história e resolveu ajudar. “Desde o instante que vi a reportagem no Blog Waldiney Passos, me interessei pelo assunto e de imediato liguei para a Ana, a qual me atendeu muito gentilmente, e comecei a juntar as peças do quebra cabeça”, disse Geraldo.

LEIA MAIS

Senhora de 60 anos procura por familiares que ela não vê há mais de 45 anos

Francisca de Carvalho procura por familiares de Euclides da Cunha (BA). (Foto: arquivo da família)

Francisca de Carvalho nasceu no dia 15 de maio de 1958, no povoado de Carnaíba do Sertão em Euclides da Cunha (BA). O pai, José Gonzaga, era agricultor, sua mãe, Georgina de Carvalho morreu de parto da filha caçula, deixando seis filhos. Aos 12 anos, Francisca foi embora para São Paulo em busca de uma nova vida, e desde que chegou na metrópole não teve mais contato com os parentes que deixou na Bahia.

A história de Francisca, foi relatada ao Blog Waldiney Passos, através de sua filha, Ana Cristina. Segundo ela, a busca pelos parentes é uma luta contra o tempo. “Eu preciso realizar esse sonho dela [de encontras os parentes], antes de minha mãe falecer, por que ela está muito doente, e eu preciso fazer isso. É importante pra ela e é importante pra mim”, disse emocionada.

As lembranças de Francisca são vagas, ela se lembra de poucas coisas do passado, é como se sua mente guardasse apenas o que fora mais importante, como o nome de seus irmãos que ela recorda com muita saudade: Laurita, Nutinha, Maria, Evangelista e José.

LEIA MAIS

Homicídio a sangue frio choca moradores de Euclides da Cunha

Homem segura faca ensaguentada após desferir golpes contra vítima. (Foto: WhatsApp)

Um crime bárbaro deixou os moradores de Euclides da Cunha (BA) perplexos. Por volta das 8h dessa terça-feira (17), um indivíduo, identificado como José Dilson, desferiu diversos golpes de faca contra um senhor. O homicídio aconteceu na Avenida Ruy Barbosa, uma das vias mais movimentadas do Centro do município.

De acordo com informações preliminares, a vítima estava na cidade para ajudar familiares que procuravam José Dilson, que estava desaparecido há alguns dias. Ao avistar Dilson, a vítima, Salviano Alves de Brito, teria dito que o ajudaria a retornar a sua casa. Segundo relatos, a partir desse momento, o criminoso teria atacado Salviano com diversos golpes de faca.

Já caído no meio da avenida, a vítima continuou sendo esfaqueada pelo criminoso, que se afastava do corpo e se aproximava novamente para desferir novos golpes em meio à multidão que se formou no local.

LEIA MAIS

Euclides da Cunha ganha Centro Integrado de Comunicação

(Foto: Ascom)

O município de Euclides da Cunha, localizado a 233 km de Juazeiro (BA) ganhou na semana passada uma Central Integrada de Comunicação (CICOM). Essa é a 22ª unidade entregue pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), para atender as polícias Civil, Militar e Técnica,

Os serviços de emergência do 190, 193 e 197 são concentrados nessa CICOM que abrange uma área de cobertura de 551.855 habitantes, somando as cidades de Ribeira do Pombal, Tucano, Monte Santo, Itapicuru, Cícero Dantas, Quinjingue, Olindina, Nova Soure, Antas, Fátima, Cipó, Adustina, Canudos, Novo Triunfo, Ribeira do Amparo, Heliópolis e Banzaê.

Euclides da Cunha, que já possuía a sede da Coordenadoria da Polícia Civil e unidades da Polícia Militar, foi contemplada por ser uma região que consegue acolher, de uma maneira centralizada, a esses 19 municípios que passam a ser atendidos pelo CICOM.

O Governo da Bahia investiu R$ 1.553.351,73 na instalação da CICOM, que conta com 23 servidores e aporte tecnológico de rádios fixos, veiculares e portáteis, aumentando, consideravelmente, o sistema de comunicações integrado nos municípios conectados.