Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Depois da visita de ministro do Desenvolvimento Regional, Petrolina recebe titular do MEC nesta segunda-feira

Gustavo Canuto teve rápida passagem na sexta-feira passada (Foto: Ascom/MDR)

Pela segunda vez o do Desenvolvimento Regional (MDR), Gustavo Canuto visitou Petrolina. A breve passagem aconteceu na sexta-feira (14), quando Canuto foi ao 72° Batalhão de Infantaria Motorizada do Exército Brasileiro, acompanhado do comandante militar do Nordeste, general Marco Antônio Freire Gomes. A agenda oficial consista na analise de dados sobre a Operação Carro-Pipa.

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo também deveria ter vindo a cidade, mas desmarcou seu compromisso de última hora. Coube a Canuto conhecer de perto o trabalho do 72 BIMTZ e fazer uma visita técnica a comunidades contempladas com a Operação.

“O principal objetivo da visita é reconhecer o trabalho que o Exército Brasileiro vem desempenhando há 20 anos na Operação Carro-Pipa. Conhecemos os detalhes, números e dificuldades. Podemos otimizar a aplicação dos recursos públicos para ampliar esse abastecimento e, ainda, reduzir a sobrecarga atual do Exército com a ação”, disse o ministro.

Ministro da Educação vem a cidade

Amanhã (17) é a vez do ministro da Educação, Abraham Weintraub conhecer Petrolina. O titular do MEC tem agenda às 9h30, no bairro Quati, onde anunciará recursos para a educação. Pela tarde ele tem compromissos no Recife. A vinda de Weintraub foi anunciada na semana passada.

Duas pessoas são presas por fraude em Operação Pipa

O 72º BIMTZ de Petrolina prendeu duas pessoas na véspera do feriado da Padroeira do Brasil, por adulteração em equipamentos utilizados para comprovar o abastecimento de água da Operação Pipa. Segundo a nota oficial emitida pelo Exército, o crime foi descoberto em Izacolândia e terminou com a apreensão de um caminhão.

No veículo o Exército encontrou três Módulos Embarcados de Monitoramento (MEM), objeto utilizado para validar a prestação do serviço de distribuição da água. De acordo com o 72º BIMTZ, cada caminhão deve apresentar apenas um MEM e a presença de dois ou mais representa fraude.

Diego Pessoa Pereira e Lucas Gomes Macedo foram presos em flagrante e estão detidos no batalhão, eles responderão a um inquérito e devem ser punidos pela fraude. “Eventos dessa natureza prejudicam particularmente o sertanejo”, afirma o Exército em nota.

O Blog entrou em contato com o Exército Brasileiro em busca de novas informações sobre a investigação contra fraudes na Operação Pipa e estamos aguardando a atualização do caso.

Parnamirim: homem é preso por porte ilegal de arma

(Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Um homem foi preso na tarde de quarta-feira (29) na zona rural de Parnamirim, Sertão do estado. José Carlos da Silva, de 40 anos foi preso no Sítio Palestina durante uma operação de fiscalização de fraudas na Operação Carro Pipa.

Policiais militares do 8º BPM e do Exército Brasileiro estavam na localidade quando abordaram José Carlos. Ao ser questionado sobre ter alguma arma de fogo ele respondeu positivamente e duas espingardas foram encontradas na sua residência.

No entanto, José Carlos não tinha porte de arma e acabou preso em flagrante. Com ele os policiais apreenderam também pólvora e munição.

Justiça pede explicações do Exército por licitação pedindo caviar

(Foto: Reprodução)

O processo licitatório do Exército Brasileiro para a compra de mantimentos estimados no valor de R$ 6,5 milhões está sendo investigado pela Justiça. A 13ª Vara Cível Federal de São Paulo pediu explicações à instituição por incluir itens como caviar, bebidas alcoólicas e camarão na licitação.

A ação movida pelo advogado Everson Piovesan, de São Paulo tem caráter “pedagógico”, como explica. “Pensei que não é comum licitar esse tipo de produto, especialmente produto refinado. Sou advogado e sei que todo cidadão tem o direito de entrar com uma ação popular e resolvi fazê-lo”, disse.

O processo licitatório tornou-se público no início de junho e foi questionado pela população, já que os itens de luxo seriam utilizados pelos oficiais e seus familiares. O Exército tem 10 dias para apresentar sua resposta, contando desde o dia 25 passado.

Problema em documentação resulta na suspensão da Operação Pipa em Floresta e mais 25 cidades pernambucanas atendidas pelo 72º BIMTZ

A notícia de que a Operação Pipa foi suspensa temporaiamente em Floresta, no Sertão de Pernambuco pegou os moradores de surpresa. A decisão tomada pelo Governo Federal, através do Ministério da Integração Nacional também afetou outros 25 municípios do estado atendidos pelo 72º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMTZ), de Petrolina.

Segundo uma nota publicada pela Prefeitura de Floresta, a medida foi tomada devido a um atraso do Governo Federal em reconhecer o estado de calamidade do município e a cidade não tem condições financeiras de arcar sozinha com o abastecimento de água potável aos agricultores da zona rural.

Exército explica situação

Conforme a equipe do Blog Waldiney Passos apurou, a decisão do Ministério da Integração Nacional em suspender a Operação Pipa nos 26 municípios atendidos pelo 72º BIMTZ – inclusive Petrolina, Bodocó e Lagoa Grande – se deve a “falta de reconhecimento do estado de emergência/estiagem” dessas cidades, acarretada por problemas na documentação enviadas pelas prefeituras ao Governo Federal.

LEIA MAIS

Exército e 9ª CIPM fiscalizam empresas prestadoras de serviço à mineradoras do Araripe

(Foto: 9ª CIPM/Divulgação)

Homens do GATI da 9ª CIPM e do Exército Brasileiro atuaram juntos na terça-feira (24), para fiscalizar mineradoras na região do Araripe. Segundo a Polícia Militar, os policiais deram suporte da ação responsável por auditorar os paióis de explosivos de empresas locais.

Essas empresas prestam serviço à mineradoras no Araripe. Dois estabelecimentos foram vistoriados e todos foram aprovados na fiscalização, segundo a 9ª CIPM. A ação foi realizada durante toda terça-feira, nas cidades de Araripina e Ipubi.

5º BPM apreende munição de uso restrito ao Exército no Aeroporto de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na manhã dessa quinta-feira (1º), policiais do 5º BPM foram informados por funcionários da Infraero de Petrolina, de que um passageiro carregava munição em uma mochila.

O efetivo da Polícia Militar se dirigiu ao Aeroporto Senador Nilo Coelho e verificou que a munição era de uso exclusivo do Exército Brasileiro.

A munição estava na posse de um ex-militar do Exército. Em depoimento aos policiais, o Sargento da Reserva relatou que havia comprado a mochila de outro militar e não havia percebido que na bolsa havia munição.

Segundo o 5º BPM, na mochila foram encontrados dois cartuchos de munição 9 mm intactas. O ex-militar foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia.

Operação carro-pipa: 200 mil pessoas receberam água imprópria para consumo no Piauí

(Imagem ilustrativa)

Segundo informações divulgadas pelo Jornal Nacional, neste sábado (30), mais de 200 mil pessoas foram vítimas de uma fraude da operação carro-pipa no Piauí. Água imprópria para o consumo foi entregue a famílias que sofrem com a seca.

O exército que é responsável pela coordenação operação carro-pipa, com pipeiros contratados pelo Governo, descobriu a fraude. Duas pessoas foram presas em flagrante acusadas de fazer parte de uma quadrilha especializada neste tipo de crime.

A operação acontece da seguinte forma: Há cinco anos o exército adotou um sistema de monitoramento para controlar essa entrega. Cada caminhão cadastrado recebe um equipamento que registra data, hora e a rota de cada caminhão. Na fraude, o Exército afirma que eles usavam motos para registrar o percurso que vários caminhões deveriam fazer.

“Com isso aí, o pipeiro fica livre, sem o equipamento, para pegar uma água mais próxima, nos barreiros mais próximos da cidade, e entregar nesse local como se fosse água de um manancial cadastrado pelo Exército”, explicou o capitão Veloso, do Exército.

“De vez em quando, corre um com dor de barriga danada. As crianças faltam é morrer. Vem e quando chega um: ‘Estou com dor de barriga, mãe’”, declarou uma das vítimas o agricultor José Nivaldo de Macedo.

 O Exército diz que afastou os pipeiros já identificados na fraude e que aumentou a fiscalização na região.

Com informações do JN

Solenidade de formatura de soldados que irão para o Haiti em missão de paz será nesta sexta

Nesta sexta-feira (02) será realizada cerimônia de formatura de despedida do 4º Pelotão de Força de Paz do 72 º Batalhão de Infantaria Motorizado, localizado em Petrolina (PE).

Os soldados devem seguir para integrar a missão de paz no Haiti, devendo passar seis meses no país e retornar para o Brasil. A solenidade será realizada às 09h30.

convite-exercito

 

Após mais de 70 anos, escola para cadetes do Exército abre primeiro concurso para mulheres

Segundo a assessoria do Exército, a inserção feminina na carreira só aconteceu agora por determinação da Lei 12.705, de 2012, que deu prazo de até cinco anos para que fosse permitido o acesso de mulheres/Foto:reprodução ExércitoSegundo a assessoria do Exército, a inserção feminina na carreira só aconteceu agora por determinação da Lei 12.705, de 2012, que deu prazo de até cinco anos para que fosse permitido o acesso de mulheres/Foto:reprodução Exército

Apesar de já admitir desde 1992 a presença de mulheres em outras carreiras que não sejam da linha militar bélica, o Exército brasileiro está com as inscrições abertas para o primeiro concurso que aceitará representantes do sexo feminino para formação de cadetes. Desde a criação do ensino preparatório do Exército há 77 anos, essa é a primeira vez que mulheres poderão se tornar oficiais combatentes. Apesar da inovação, a participação feminina na carreira começou limitada. Das 440 vagas abertas na seleção, apenas 40 são reservadas às mulheres, ou seja, menos de 10% do total de oportunidades oferecido. E as áreas para atuação no curso de formação se restringem a apenas duas, enquanto os homens podem optar entre sete especialidades.

Segundo a assessoria do Exército, a inserção feminina na carreira só aconteceu agora por determinação da Lei 12.705, de 2012, que deu prazo de até cinco anos para que fosse permitido o acesso de mulheres. Sobre o quantitativo de vagas limitado do novo edital, o Exército respondeu que se deve “em razão da política de pessoal e da atuação, inicialmente, na área logística, considerados o percentual de vagas destinada para esta atividade e preservada a operacionalidade da Força Terrestre”.

Ainda de acordo com o Exército, mesmo atuando inicialmente na logística, o perfil esperado da profissional combatente, ao longo da carreira, é diferente de outras áreas. Dentre os principais aspectos, a oficial e a sargento combatentes travarão contato de modo direto, nos primeiros postos e graduações da carreira, com as atividades em campanha e conviverá permanentemente com os riscos inerentes à profissão militar. A mobilidade geográfica, a disponibilidade e a preocupação com o vigor físico, em parâmetros semelhantes aos candidatos homens, também estarão presentes. “As tarefas inerentes ao cargo ou função que desempenharão serão realizadas sem distinção de sexo e sua presença tende a ser cada vez maior”, informou o órgão.

LEIA MAIS