Fernando Bezerra vai propor que Auxílio Brasil seja permanente

(Foto: Ascom)

Na manhã desta quarta-feira (24) a Comissão de Constituição e Justiça se reúne, no Senado Federal, para debater a PEC dos Precatórios. E o relator Fernando Bezerra Coelho (MDB) vai propor que o programa Auxílio Brasil seja permanente.

“O espaço fiscal aberto agora vai perdurar para os anos seguintes. O governo quer cumprir com toda a legislação, no caso, a Lei de Responsabilidade Fiscal, que exige uma fonte de financiamento para cada despesa nova. No caso específico, como estamos tratando da natureza permanente do programa através de emenda constitucional, a interpretação é que estaria suprida essa exigência para financiar o Auxílio Brasil. Se as avaliações indicarem a necessidade que se tenha fonte específica nos exercícios seguintes, quem sabe se pode voltar à questão da tributação de dividendos, que não encontra ainda o ambiente adequado para prosperar neste ano”, disse o senador petrolinense.

LEIA MAIS

“Tenho absoluta certeza de que Miguel vai estar liderando o novo ciclo da política de Pernambuco”, afirma FBC

(Foto: Divulgação)

Durante a entrevista no programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina, na terça-feira (21), o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) também falou sobre o projeto de Miguel Coelho para 2022.

LEIA TAMBÉM

Fernando Bezerra confirma que não estará na disputa de 2022: “Eu não terei mandato eletivo”

Conforme o Blog mostrou, FBC não disputará a reeleição, para fortalecer o projeto do filho ao Governo de Pernambuco. E para ele, chegou a hora do Estado ter um gestor do interior.

LEIA MAIS

Fernando Bezerra confirma que não estará na disputa de 2022: “Eu não terei mandato eletivo”

(Foto: Ascom)

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) foi entrevistado no programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina, nesta terça-feira (21) e confirmou que não estará na disputa de 2022. Ou seja, não buscará a reeleição.

“Na realidade, o projeto prioritário é o projeto de Miguel [Coelho] ao Governo de Pernambuco e a gente precisa ter foco, concentrar toda a energia para viabilizar esse projeto. Eu não terei mandato eletivo, mas continuarei fazendo política, torcendo pelos representantes da nossa cidade e da nossa região, colocando minha experiência à disposição e trabalhando muito”, afirmou.

Além de confirmar que não estará na disputa de 2022, o atual líder do Governo Bolsonaro no Senado Federal, tratou de negar que irá assumir uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU), tendo em vista que não há uma vaga em aberto. “É mera especulação“, disse.

Segundo FBC, Miguel está pronto “para inaugurar um novo ciclo da política em Pernambuco”

Miguel se juntará aos irmãos no DEM

No próximo dia 25, Miguel Coelho se juntará ao DEM. A decisão do prefeito de Petrolina é mais um passo para consolidar seu nome no pleito de 2022. Para o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), a expectativa da chegada de Miguel ao novo partido é a melhor possível.

LEIA TAMBÉM

Em reunião com Mendonça e Priscila, Miguel alinha detalhes para filiação ao DEM

“É uma expectativa muito boa, muitas lideranças estão sendo convidadas no Estado todo, algumas lideranças fora de Pernambuco devem estar presentes no ato de filiação de Miguel. Acho que vai marcar um novo momento na política do Estado”, disse durante entrevista exclusiva ao Blog Waldiney Passos.

LEIA MAIS

Fernando Bezerra destaca resultados de programa federal de habitação no Nordeste

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) destacou nesta quinta-feira (19) o aumento de 24% no número de habitações do programa Casa Verde e Amarela contratadas na região Nordeste em 2020. A alta, segundo ele, decorre das condições favoráveis oferecidas pelo programa para as populações do Norte e do Nordeste.

Nestas regiões, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, a renda exigida para o Grupo 1 passou de R$ 2 mil para R$ 2,6 mil, permitindo que mais famílias sejam contempladas com financiamentos a juros reduzidos. Além disso, o programa elevou o limite do valor do imóvel a ser financiado e baixou ainda mais as taxas de juros.

LEIA MAIS

Segundo FBC, até o final de agosto deverá ter uma decisão da candidatura de Miguel ao governo do Estado

Fernando Bezerra Coelho.

Articulando para viabilizar a candidatura de Miguel Coelho ao Governo do Estado, o senador Fernando Bezerra Coelho disse, em entrevista à imprensa, que a discussão no MDB ainda não acabou.

A declaração vem após o presidente do partido em Pernambuco, Raul Henry, afirmar que a legenda seguirá na base do governador Paulo Câmara (PSB). Segundo Fernando, essa semana haverá uma reunião com o presidente nacional do partido, Baleia Rossi, para tratar do assunto.

LEIA MAIS

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, visita Petrolina nesta segunda-feira

O prefeito Miguel Coelho e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, entregam nesta segunda-feira (02), dois equipamentos para reforçar o atendimento da população de Petrolina. Às 11h, será inaugurada a Policlínica Municipal, após uma ampla reforma.

Também está programada a entrega do posto de saúde do bairro Vale do Grande Rio. Na passagem pelo Sertão, o ministro da Saúde assinará ainda um termo de compromisso para ampliação de serviços e equipes de atenção primária em Petrolina.

Esta será a primeira visita de Marcelo Queiroga à capital do Sertão do São Francisco. Além do prefeito, estarão na comitiva da agenda o senador Fernando Bezerra, os deputados Fernando Filho e Antonio Coelho.

Fernando Bezerra Coelho descarta aliança com Paulo Câmara

O jogo político para as eleições de 2022 já começa a ser jogado, mesmo faltando mais de um ano para o pleito. E em Pernambuco, a disputa para concorrer ao cargo do Governo do Estado já começa a se desenhar com o grupo do Senador Fernando Bezerra Coelho (FBC) se movimentando para viabilizar a candidatura do prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho.

Em entrevista a uma rádio local, FBC descartou uma possível aliança com o grupo do Governador Paulo Câmara. O Senador fez questão de afirmar que é oposição ao atual governo do Estado e que a candidatura de Miguel é discutida dentro do MDB.

Vale lembrar que recentemente o presidente estadual do MDB, deputado Raul Henry, disse que o partido ficará na base do PSB nas próximas eleições. Para FBC, no entanto, esse é apenas um pronunciamento inicial.

LEIA MAIS

Defesa de FBC afirma que inquérito da PF nasceu “das palavras falsas” de um delator

A Polícia Federal (PF) indiciou o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e o deputado federal Fernando Filho (DEM), por suspeita de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, associação criminosa, falsidade ideológica e omissão em prestação de contas, entre 2012 e 2014. O inquérito é baseado em uma delação de 2017.

Contudo, os políticos petrolinenses alegam que o relatório final do inquérito não tem força jurídica. “Essa investigação, nascida das palavras falsas de um criminoso confesso, é mais uma tentativa de criminalização da política, como tantas outras hoje escancaradas e devidamente arquivadas“, diz a nota enviada pelas defesas.

Veja a seguir a íntegra da nota:

“A defesa do senador Fernando Bezerra Coelho e do deputado federal Fernando Filho esclarece que o relatório final do Inquérito 4513 não passa de opinião isolada de seu subscritor, que, inclusive, se arvora em atribuições que sequer lhe pertencem, sem qualquer força jurídica vinculante. Essa investigação, nascida das palavras falsas de um criminoso confesso, é mais uma tentativa de criminalização da política, como tantas outras hoje escancaradas e devidamente arquivadas”.

Em Brasília, Miguel discute projeto do Hospital da Criança de Petrolina

(Foto: Ascom)

Miguel Coelho (MDB) tem cumprido uma extensa agenda na capital nacional, Brasília (DF) e na quarta-feira (5) o compromisso do dia foi com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Acompanhado do pai, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e do irmão, o deputado federal Fernando Filho (DEM), o prefeito de Petrolina discutiu investimentos na atenção básica.

O principal tema da reunião foi o projeto de construção do Hospital da Criança em Petrolina, compromisso de campanha na eleição de 2020. “Falamos também de obras em andamento como o laboratório municipal e o centro de diagnósticos. Mas o que pedi maior atenção ao ministro Queiroga foi sobre a importância do Hospital da Criança de Petrolina para nossa população. Estou confiante que muito em breve faremos um grande anúncio“, disse Miguel.

Ainda ontem Miguel visitou o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e garantiu recursos através de convênios para recuperar a estrada que liga os assentamentos Curimatá e Esperança e outro para abastecimento de água no assentamento José Almeida.

FBC prevê renovação e acredita que pleito de 2022 será marcado novas referências em Pernambuco

Durante a entrevista concedida a Rádio Jornal Petrolina nesta semana, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) também falou sobre política. Para ele, apesar de haver uma clara renovação no cenário estadual, os debates sobre 2022 devem ser feitos apenas no próximo ano.

LEIA TAMBÉM

‘Se não fosse o governo Bolsonaro, Pernambuco teria quebrado na pandemia’, diz Fernando Bezerra Coelho

“O calendário deve ser obedecido. 2022 só em 2022. Estamos enfrentando uma pandemia. A gente não pode abrir a guarda para poder estar tratando de outros assuntos. No momento correto nós vamos nos posicionar“, disse no programa Super Manhã com Waldiney Passos.

Sobre Miguel Coelho (MDB) estar cotado, o senador elogiou o prefeito de Petrolina. Mas novamente evitou antecipar as discussões. “O prefeito Miguel, pelo trabalho que desenvolve em Petrolina, por ser um jovem no quadro da política pernambucano, pela política pernambucana estar passando por um processo de renovação [está credenciado]. Acho que deveremos ter um quadro formado para 2022 com essas novas referências da política de Pernambuco, mas a gente discute isso em 2022“, destacou.

“Ninguém trabalha com esse cenário”, afirma FBC sobre CPI da covid poder resultar no impeachment de Bolsonaro

(Foto: Ascom)

Líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra Coelho (MDB) analisou o cenário da CPI da Covid durante entrevista ao programa Super Manhã com  Waldiney Passos, nesta quinta-feira (22). O político petrolinense lembrou que não compete a CPI investigar governadores e prefeitos, por não ser da alçada do Senado e acredita num debate técnico durante os trabalhos.

“É um debate que precisa ser técnico, restrito a causas que motivaram a sua criação. Vamos tentar identificar quais foram as políticas públicas utilizadas, como também verificar a correta aplicação dos recursos que foram transferidos aos municípios brasileiros”, disse à Rádio Jornal Petrolina.

Sem risco de impeachment, afirma FBC

Na opinião do senador, essa CPI será o momento ideal ao Governo Federal para confirmar a atenção com estados e municípios. Mas reitera, não é hora de fazer política. “A nossa expectativa é que de fato, a CPI não sirva de palanque eleitoral“, pontuou.

Questionado por Waldiney Passos sobre a possibilidade de a CPI resultar em um impeachment de Bolsonaro, o senador afirma que tal hipótese não existe. “Longe disso. Ninguém trabalha com esse cenário, acho que a CPI vai ser uma oportunidade para a população possa tomar conhecimento das ações concretas e positivas desenvolvidas pelo governo Federal. Não acredito em nenhuma hipótese que a CPI possa avançar para criminalizar a pessoa do presidente Bolsonaro”, ratificou.

LEIA MAIS

Projeto de Lei apresentado por FBC endurece pena a agressores de mulheres

(Foto: Ilustração)

8 de março é reconhecidamente como Dia Internacional da Mulher. E as brasileiras receberam uma boa notícia nesta segunda-feira. Líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra Coelho (MDB) apresentou projeto de lei para aumentar as penas para os crimes de lesão corporal e de ameaça praticados contra elas nos contextos de violência doméstica e familiar.

(Foto: Ascom)

Com isso, espera-se mais rigidez e a prisão preventiva imediata do agressor. Na proposta de FBC, o crime de lesão corporal passará a ser punido com dois a seis anos de prisão. No caso de ameaças, a punição será de cinco anos de reclusão, além de multa.

“Hoje, a prisão preventiva só é decretada para crimes com pena máxima superior a quatro anos de prisão e, nos casos de violência doméstica, quando há descumprimento de medidas protetivas. Portanto, a prisão do agressor não é possível ainda que tenha feito ameaças ou praticado agressões contra a sua companheira, o que termina por colocar em risco a vida das mulheres em situação de abuso”, disse FBC.

Outra mudança

Além disso, o PL 485/2021 também estabelece que a ação penal decorrente de atos de violência contra a mulher será pública e incondicionada, conforme jurisprudência do Supremo Tribunal Federal. Ou seja, não há dependência de manifestação da vítima, já que muitas deixam de registrar ocorrência por medo.

Em Sertânia, Bolsonaro aciona comportas do 1º trecho do Ramal do Agreste

Jair Bolsonaro (sem partido) cumpre agenda em Sertânia (PE) na manhã desta sexta-feira (19). O acionamento das comportas do Reservatório Barro Branco, no 1º trecho do Ramal do Agreste estava marcado para 11h30, mas ocorreu cerca de meia hora antes. Bolsonaro estava acompanhado do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), líder do Governo no Senado.

A comitiva de Bolsonaro também incluiu o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho e o ministro do Turismo, Gilson Machado. O Ramal do Agreste está situado entre Sertânia e Arcoverde, integra o Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco e quando em operação levará água a 65 municípios pernambucanos.

O Ramal tem cerca de 70 km de extensão e a visita de Bolsonaro marca o primeiro teste da operação no local. O presidente conversou com funcionários da obra. Ele estava sem máscara, assim como os membros da comitiva. O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) foi convidado, porém recusou por entender que não é o momento de promover aglomerações no Estado.

Fernando Bezerra Coelho recebe lideranças do Agreste Pernambucano

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) se reuniu, nesta segunda-feira (7), no Recife, com prefeitos eleitos do Agreste Pernambucano para conversar sobre as principais necessidades dos municípios. Os futuros gestores solicitaram a ajuda do líder do governo no Senado para a liberação de recursos e para o fortalecimento de parcerias junto ao governo federal.

Prefeita eleita de Casinha, Juliana de Chaparral (DEM) renovou a parceria com Fernando Bezerra e apresentou os pleitos para o município, como a estruturação do hospital e dos postos de saúde, a aquisição de mobiliário para as escolas municipais, a construção de poços artesianos e uma máquina retroescavadeira.

LEIA MAIS
123