Conta de luz não terá cobrança extra em fevereiro, diz Aneel

(Foto: Arquivo)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou na última sexta-feira (31), que a bandeira tarifária no mês de fevereiro será verde, ou seja, não haverá custo extra na conta de luz para os consumidores.

Segundo a Agência, o mês deverá ser chuvoso nas áreas onde estão localizados os principais reservatórios das hidrelétricas e o custo de geração de energia será menor. Dessa forma, não haverá necessidade de acionamento das usinas termoelétricas, que custam mais para gerar energia.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês) e o preço da energia (PLD).

Juazeirenses devem sacar Bolsa Família de fevereiro até terça

O Programa  é voltado para famílias extremamente pobres e pobres. (Foto: Internet)

Os beneficiários do Programa Bolsa Família de Juazeiro (BA) que ainda não sacaram a parcela do mês de fevereiro devem fazê-lo até a próxima terça-feira (28). Caso o benefício não seja sacado até esta data limite o recurso retorna para o Ministério da Cidadania. A lista de quem não realizou o saque pode ser conferida clicando aqui.

Segundo Prefeitura de Juazeiro, caso o beneficiário possua cartão e senha, deve dirigir-se à casa lotérica para sacar o benefício. No caso de o beneficiário possuir o cartão, mas esqueceu a senha, é necessário ligar para o 0800 726 0207 e no mesmo dia comparecer à casa lotérica ou correspondentes bancários para efetuar o recadastramento da senha e saque da parcela do benefício.

Bolsa Família

O Programa Bolsa Família é voltado para famílias extremamente pobres (renda per capita mensal de até R$ 89) e pobres (renda per capita mensal entre R$ 89,01 e R$ 178).

O valor repassado a cada família varia conforme o número de membros, idade e renda declarada no Cadastro Único. Ao entrarem no programa, os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, em contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.

Prazo para votar Previdência é “fevereiro, e ponto final”, diz Rodrigo Maia

Segundo o presidente da Câmara, a semana posterior ao Carnaval será o período da “solução”. (Foto: Internet)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou hoje (5) que concorda com o relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), segundo o qual a proposta precisa ser apreciada em fevereiro e que o adiamento do prazo pode acabar com a expectativa de aprovação do texto ainda neste ano.

Nesta tarde, após participar de reunião com governadores, Maia defendeu a discussão de outros temas, entre eles a segurança e formas de resolver os problemas fiscais dos estados.

“Se a gente ampliar prazo, não vota nada. Então, o prazo é fevereiro, e ponto final. Eu acho que tem tempo. Todo mundo tem clareza do seu problema fiscal, todos os governadores. Os parlamentares também têm clareza da necessidade da reforma, com todas as dificuldades”, disse o presidente da Câmara, depois da sessão solene de início dos trabalhos legislativos.

LEIA MAIS

Carnaval de 2018 será de 9 a 14 de fevereiro

(Foto: ASCOM)

Para quem já está pensando na folia do ano que vem e pensa em se programar, a terça-feira de carnaval em 2018 vai cair em 13 de fevereiro. A festa começa na quinta ou sexta-feira anterior, 8 ou 9 de fevereiro (a depender do local), e acaba na quarta-feira de cinzas, 14. Em algumas cidades, a festa prossegue extraoficialmente até além desta data.

Para saber como é calculada a data do carnaval, basta lembrar que a festa de Momo está diretamente relacionada com os festejos católicos da Páscoa. A folia termina sempre 40 dias antes do domingo de Ramos, que é o domingo que antecede a Páscoa. Da Quarta-feira de Cinzas até o Domingo de Páscoa, são 46 dias, período em que muitos cristãos fazem a Quaresma – um momento espiritual e de reflexão em que também fazem algum tipo de jejum.

A Quarta-feira de Cinzas representa, portanto, o primeiro dia da Quaresma Como a data é flutuante, a ela pode cair entre 4 de fevereiro e 9 de março. Já o domingo em que se celebra a ressurreição de Jesus Cristo, ou Páscoa, sempre acontece entre 22 de março e 25 de abril.

Com informações do EBC

 

Segundo vereador Betão, antecipação de IPVA é “presente de grego para o natal”

(Foto: blog Waldiney Passos)

Betão classificou o ato do Governo Estadual como ‘macabro’. (Foto: blog Waldiney Passos)

O vereador Adalberto Filho “Betão” (PMDB) mostrou-se indignado com antecipação do pagamento do IPVA inicialmente para o mês de Janeiro e depois reconsiderada para o mês de Fevereiro de 2017. O parlamentar disse que “a população foi surpreendida por um decreto macabro” e classificou o afirmou que já iniciou as conversas com advogados para tentar colocar a cobrança para março ou que o pagamento seja de acordo com o final da placa.

“A população foi surpreendida por um decreto macabro. Como que só o governo passasse por crise. As pessoas não passam por crise, não têm que fazer matrículas dos filhos na faculdade, nas escolas, não têm que comprar material escolar, não já têm IPTU para pagar. E, achando pouco, o governo antecipou o IPVA. Estamos conversando com os advogados para entrar com um mandado de segurança, para ver se retorna para março ou coloca de acordo com o final da placa do veículo. Queremos conseguir uma liminar para suspender esse decreto”, disse o vereador.

Questionado se essa ação do governo poderia aumentar a inadimplência, Betão disse acreditar que isso deve realmente ocorrer, “haja vista que tem pessoas que ainda não conseguiram pagar o IPVA de 2016”. O vereador afirmou que não é certo que o governo queira que a população pague a conta pela corrupção instalada no Brasil.

“Com essa situação econômica do país tudo tem que cair nas costas do usuário, quem tem que pagar a conta pela roubalheira que houve na Arena Pernambuco, que está havendo na Lava Jato somos nós. A gente dá o dinheiro a eles, eles roubam e a gente ainda tem que pagar o dinheiro roubado. Eu acho que chega de colocar tudo na conta do usuário”.

Governo de Pernambuco adia pagamento de IPVA

IPVA

IPVA tinha sido adiantado para janeiro nesta semana (Foto: internet)

O pagamento da cota única e da primeira parcela do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), que havia sido adiantado para janeiro, foi adiado nesta quinta (08) para fevereiro de 2017. A decisão foi anunciada nesta pelo Governo do Estado, após reunião entre o governador Paulo Câmara e o secretário da Fazenda, Marcelo Barros. Foi mantido o pagamento da parcela única com o desconto ampliado de 5% para 7%.

A antecipação do recolhimento do imposto foi realizada sob o argumento de ajudar os municípios, que recebem 50% dos recursos obtidos pelo IPVA.

Confira o calendário com as datas dos pagamentos, de acordo com o final da placa do veículo:

Placas 1 e 2
Parcela única ou primeira cota: 09/02/2017 / Segunda cota: 09/03/2017 / Teceira cota: 11/04/2017
Placas 3 e 4
Parcela única ou primeira cota: 14/02/2017 / Segunda cota: 14/03/2017 / Terceira cota: 14/04/2017
Placas 5 e 6
Parcela única ou primeira cota: 17/02/2017 / Segunda cota: 17/03/2017 / Terceira cota: 18/04/2017
Placas 7 e 8
Parcela única ou primeira cota: 21/02/2017 / Segunda cota: 21/03/2017 / Terceira cota: 25/04/2017
Placas 9 e 0
Parcela única ou primeira cota: 24/02/2017 / Segunda cota: 31/03/2017 / Terceira cota: 28/04/2017

Cobrança adicional na conta de luz será menor em fevereiro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje (29) que a bandeira tarifária que será aplicada para o próximo mês continua sendo a vermelha, mas em um patamar mais baixo do que o cobrado anteriormente.

Em fevereiro, os consumidores de energia elétrica vão pagar um adicional R$ 3 para cada R$ 100 quilowatts-hora consumidos, em vez dos R$ 4,50 pagos atualmente.

Na última terça-feira (26), a Aneel aprovou mudanças no sistema de bandeiras tarifárias. Assim, a bandeira vermelha terá dois patamares: o de R$ 3 e o de R$ 4,50, aplicados a cada 100 kWh. O valor da bandeira amarela também foi atualizado passando de R$ 2,50 para R$ 1,50.

A Aneel explicou que o novo patamar foi possível por causa do desligamento de termelétricas de maior custo, motivado pelo início da operação de novas usinas e o aumento do nível dos reservatórios das hidrelétricas do Sul e Sudeste. “Mesmo com a melhoria no cenário de geração de energia elétrica, o sinal para o consumo ainda é vermelho, e os consumidores devem fazer uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios”, alerta a agência reguladora.

A cada mês, as condições de operação do sistema são reavaliadas pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que define a melhor estratégia de geração de energia para atendimento da demanda. A partir dessa avaliação, define-se as térmicas que deverão ser acionadas.

Desde que o sistema de bandeiras tarifárias foi implantado, em janeiro do ano passado, todos os meses a bandeira aplicada foi a vermelha. O sistema reflete o custo maior de geração de energia, por meio das termelétricas.