Caixa começa a pagar hoje saque-aniversário do FGTS

(Foto: Arquivo)

Os trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro que aderiram ao saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) podem ter acesso ao dinheiro a partir de hoje (1º). Essa modalidade permite a retirada de parte do saldo de qualquer conta ativa ou inativa do fundo a cada ano, no mês de aniversário, em troca de não receber parte do que tem direito em caso de demissão sem justa causa.

O dinheiro poderá ser retirado até 30 de junho. O valor a ser liberado varia conforme o saldo de cada conta em nome do trabalhador. Além de um percentual, ele receberá um adicional fixo, conforme o total na conta. O valor a ser sacado varia de 50% do saldo sem parcela adicional, para contas de até R$ 500, a 5% do saldo e adicional de R$ 2,9 mil para contas com mais de R$ 20 mil.

Ao retirar uma parcela do FGTS a cada ano, o trabalhador deixará de receber o valor depositado pela empresa caso seja demitido sem justa causa. O pagamento da multa de 40% nessas situações está mantido. As demais possibilidades de saque do FGTS – como compra de imóveis, aposentadoria e doenças graves – não são afetadas pelo saque-aniversário.

LEIA MAIS

Saque imediato do FGTS pode ser feito até hoje

Saque somente pode ser feito até hoje

Hoje (31) é o último dia para o trabalhador realizar o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no valor de até R$ 998. A partir de amanhã, 1º de abril, o dinheiro será devolvido ao fundo. O saque do estava liberado desde o ano passado, de forma escalonada.

O dinheiro pode ser retirado na Caixa Econômica Federal, nas agências ou casas lotéricas. Os bancos estão funcionando em horário reduzido, das 10h às 14h. É recomendável levar documentação pessoal para agilizar o atendimento.

Com o avanço da pandemia do novo coronavírus, o Governo Federal vai transferir um montante de até R$ 21,5 bilhões dos não sacados do PIS/Pasep ao FGTS.

Prazo para saque imediato do FGTS termina nesta terça-feira

Saque termina às 14h deste terça-feira, 31/03 (Foto: Arquivo)

Termina nessa semana o prazo para o trabalhador fazer o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O último dia para retirar até R$ 998 vence nesta terça-feira (31), a partir de quarta-feira (1°) o dinheiro será devolvido à conta original.

O saque está liberado desde o ano passado, distribuindo verba para contas ativas e inativas. Para retirar o dinheiro basta ir a uma agência da Caixa Econômica Federal ou casa lotérica. É importante levar documentação pessoal para agilizar o atendimento.

Mas atenção, devido à pandemia do novo coronavírus as agências da Caixa estão funcionando com horário reduzido: das 10h às 14h.

Prazo para saque de R$ 998 do FGTS encerra no dia 31 deste mês

Aplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS.

Quem ainda não fez o saque imediato de até R$ 998 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), precisa ficar de olho e se programar: o prazo para retirar o dinheiro é até o dia 31 deste mês. Pelo saque imediato, trabalhadores podem retirar até R$ 998 de cada conta do fundo de garantia, seja ativa (do emprego atual) ou inativa (de empregos antigos).

O valor do saque será determinado de acordo com quanto havia na conta do trabalhador no dia em que a medida provisória que liberou o dinheiro começou a valer. Ou seja, quem tinha até R$ 998 na conta em 24 de julho de 2019, pode sacar todo o dinheiro da conta. Já quem tinha mais de R$ 998 na conta de 24 de julho de 2019, pode sacar R$ 500 da conta.

LEIA MAIS

Mais de 37 milhões de brasileiros ainda podem fazer o saque do FGTS na Caixa Econômica Federal

(Foto: Internet)

O resgate de até R$ 998 do FGTS ainda pode ser feito por 37,6 milhões de trabalhadores, de acordo com a Caixa Econômica Federal, que administra o fundo. Até o dia 27 de janeiro, R$ 27,2 bilhões já haviam sido pagos para 58,4 milhões de pessoas.

O valor pode ser sacado até 31 de março de 2020 por todos que tinham até R$ 998 em uma conta do FGTS em 24 de julho de 2019, quando o governo Bolsonaro anunciou a liberação da grana.

Para quem tem mais de R$ 998, o limite de saque é de R$ 500 para conta ativa (atual emprego) ou inativa do trabalhador. Por exemplo, se tiver três contas com R$ 1.000 cada, terá direito a sacar até R$ 1.500 no total.

LEIA MAIS

Tributarista avalia fim da multa dos 10% do FGTS como ponto positivo para 2020

Empregador não é mais obrigado a pagar imposto ao Governo (Foto: Ilustrativa)

Desde o dia 1º de janeiro desse ano o empregador não é mais obrigado a pagar a multa de 10% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), nos casos de demissão sem justa causa. Até o ano passado o empregador precisava quitar 40% do FGTS ao funcionário e ainda mais 10% ao Governo.

Essa extinção se concretizou em duas frentes: primeiro foi apresentada a Medida Provisória 905/2019, que criou o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo. Posteriormente, veio a Lei 13.932/2019, que nasceu a partir da Medida Provisória 889/2019 e que revogou a multa dos 10%.

Na visão do tributarista petrolinense Rômulo Coelho de Souza, a extinção da multa coloca um ponto final no imposto considerado inconstitucional. “É uma grande vitória para os contribuintes, que já vinham lutando para extinguir essa Contribuição através do Poder Judiciário, por causa de sua inconstitucionalidade”, afirma.

No entanto, ainda de acordo com Rômulo, essa é uma vitória parcial, “já que, além de não pagar mais esse valor, os empresários devem ainda ter o direito de reaver o valor dos pagamentos feitos nos últimos 5 anos“, disse.

Os empresários ainda poderão ser beneficiados por uma ação do Supremo Tribunal Federal (STF). Existe a previsão de três julgamentos os quais podem dar o direito de os empregadores receberem o valor dos pagamentos feitos nos últimos 5 anos. Segundo o tributarista, “se o prognóstico positivo se confirmar, os empresários com ações em andamento receberão mais rapidamente a restituição dos valores cobrados indevidamente e também poderão receber um valor maior. Quem decidir por ajuizar uma ação apenas posteriormente vai perdendo os valores que foram pagos em data anterior aos últimos 5 anos”, ressalta.

Em casos de dúvidas ou mais informações, você pode entrar em contato com Rômulo Coelho, através do telefone (87) 988161647 ou pelo e-mail [email protected]

Prazo de livre troca para saque-aniversário do FGTS termina hoje

Aplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS.

Termina hoje (31), às 23h59, o prazo para trabalhadores assalariados optarem livremente pela modalidade de saque-aniversário de parcela do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A partir de amanhã (1º de janeiro) o trabalhador continua podendo aderir ao saque-aniversário. No entanto, quem tiver feito a escolha a partir de então terá de esperar pelo menos dois anos para voltar ao saque-rescisão.

Assim como outros bancos, as agências da Caixa Econômica Federal não abrem hoje. A adesão ao saque-aniversário deve ser feita pela internet. Para escolher a modalidade de “saque-aniversário”, o beneficiário deve entrar na seção correspondente, no site do FGTS, ou via aplicativo, disponível para smartphones e tablets dos sistemas Android e iOS e para computadores com o sistema Windows.

Após confirmação de cadastramento e antes de optar pelo tipo de saque, a página do FGTS permite simulação do valor que o trabalhador teria direito e informa o período de saque conforme o mês de aniversário de cada correntista.

LEIA MAIS

Caixa libera saque complementar do FGTS

Valor do saque é de R$ 498 (Foto: Internet)

A Caixa Econômica Federal liberou hoje (20) o saque complementar do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Têm direito a retirada os beneficiários com contas ativas ou inativas, com saldo de até R$ 998 em 24 de julho desse ano.

O saque será de R$ 498, já que anteriormente foi disponibilizado R$ 500. Basta ir à uma agência do banco ou nas casas lotéricas, munido de documentação pessoal (RG e CPF). Clientes da Caixa receberão em suas contas, os não clientes devem procurar o setor do banco para retirar o dinheiro.

A Caixa orienta, nos saques de até R$ 100, que o beneficiário vá até uma lotérica. Na quarta-feira (18) a retirada do FGTS foi liberado a nascidos entre novembro e dezembro, sem conta no banco.

Caixa libera saque imediato do FGTS a nascidos em novembro e dezembro

(Foto: Ilustrativa)

A Caixa Econômica Federal começou a pagar hoje (18) o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para nascidos entre novembro e dezembro sem conta no banco. O saque imediato é válido para contas ativas e inativas, já no valor de R$998,00.

Os trabalhadores nascidos em outros meses do ano que já sacaram os R$ 500 da conta só poderão retirar o valor complementar na sexta-feira (20), se tiverem direito. Os saques podem ser feitos nas agências bancárias ou casas lotéricas.

Segundo a Caixa, só com o saque imediato foram injetados R$ 40 bilhões na economia em 2019. Originalmente, o saque imediato iria até março, mas o banco antecipou o cronograma e todos os trabalhadores receberão o dinheiro este ano.

A partir de 1º de janeiro, demissão não terá mais multa de 10% do FGTS

(Foto: Internet)

As empresas que demitirem funcionários sem justa causa a partir de 1º de janeiro de 2020 estarão dispensadas do pagamento da alíquota de 10% dos depósitos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A extinção dessa cobrança, chamada de contribuição social e criada por uma lei complementar de 2001, foi incluída pela comissão mista que discutiu a Medida Provisória 889, a dos novos saques do FGTS.

Essa MP foi convertida na lei nº 13.932, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro na quarta (11) e publicada na edição de quinta-feira (12) do Diário Oficial da União.

Quando um funcionário é demitido sem justa causa, a empresa tem que calcular uma multa de 50% sobre todos os depósitos realizados na conta desse trabalhador. Desse total, 40% referem-se à uma indenização pela dispensa e são pagos ao funcionário. Os outros 10% vão para o governo.

No relatório encaminhado pela comissão mista, o senador Chico Rodrigues afirma que a contribuição já cumpriu sua função. Quando foi criada, a cobrança pretendia compensar os pagamentos de atualização monetária devidos às contas do Fundo de Garantia em decorrência dos planos econômicos.

LEIA MAIS

Saque do FGTS no valor de R$ 998 começará no dia 20 de dezembro

A nova data para saque o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será no próximo dia 20 de dezembro, a penúltima sexta-feira do mês e do ano. Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, nessa data a população poderá sacar o novo valor de R$ 998,00.

Até então o saque do benefício era limitado a R$ 500. A expectativa do banco é que sejam injetados R$ 2,6 bilhões com o novo limite. “A Caixa irá realizar pagamento do fundo de garantia de R$ 998 00 a partir do dia 20 de dezembro para 10 milhões de brasileiros com total de R$ 2,6 bilhões”, disse o presidente do banco.

Quem já retirou algum valor do benefício poderá efetuar um novo saque, até março de 2020. Nesse caso, o valor será limitado a R$ 498. Ele vale para cada conta de FGTS do trabalhador, tanto do emprego atual quanto de empregos antigos.

Bolsonaro sanciona MP que autoriza saque de até R$ 998 para contas do FGTS

(Foto: Internet)

O presidente Jair Bolsonaro sancionou na última quarta-feira (11) o projeto de conversão de lei de liberação de saques do do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O texto validado pelo presidente, publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (12), eleva o limite de R$ 500 para R$ 998 para usuários que têm saldo até o valor de um salário mínimo (R$ 998).

O aumento do valor foi feito durante a tramitação da Medida Provisória no Congresso. A votação do texto foi concluída em novembro no Senado. A assessoria de imprensa do Palácio do Planalto explica que os saques não foram todos elevados para R$ 998

LEIA MAIS

Nascidos em setembro e outubro sem conta na Caixa Econômica Federal podem sacar FGTS

(Foto: Internet)

A Caixa Econômica Federal iniciou hoje (6) mais uma etapa de liberação do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que paga até R$ 500 por conta ativa ou inativa. Os trabalhadores nascidos em setembro e outubro sem conta no banco poderão retirar o dinheiro.

O saque começou em setembro para quem tem poupança ou conta corrente na Caixa, com crédito automático. Segundo a Caixa, no total os saques do FGTS podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 40 bilhões na economia até o fim do ano.

LEIA MAIS

Caixa libera saque do FGTS nesta sexta para beneficiários nascidos em setembro ou outubro

(Foto: Internet)

Nesta sexta-feira (5), a Caixa Econômica Federal inicia a nona e penúltima etapa de pagamentos do saque imediato do FGTS. A retirada de até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do fundo será autorizada a 9,1 milhões de trabalhadores nascidos em setembro ou outubro.

Os trabalhadores podem optar pelo saque nas agências, terminais de autoatendimento, casas lotéricas e correspondentes do banco, este último destinado só para quem tem o cartão cidadão e a senha. Quem não possui o cartão cidadão, mas tem a senha, pode realizar a retirada nos terminais de autoatendimento da Caixa ou nas casas lotéricas com a apresentação do documento de identidade.

LEIA MAIS

Caixa libera saque imediato do FGTS para nascidos em agosto, sem conta no banco

A Caixa Econômica Federal liberou hoje (29) o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para nascidos em agosto, sem conta no banco, já podem sacar até R$ 500. O saque pode ser feito em qualquer agência bancária ou nas casas lotéricas.

É importante apresentar documentação pessoal, como RG e CPF. Quem tem Cartão Cidadão pode fazer a retirada com o cartão e senha. A Caixa orienta aqueles com saque de até R$ 100 para irem até uma lotérica. Acima desse valor, somente em uma agência.

Os nascidos entre janeiro e julho ainda podem fazer o saque. Já quem nasceu entre setembro e dezembro terá que aguardar o banco fazer a liberação.

123