Igualdade salarial elevaria PIB em 3,3%, afirma Banco Mundial

(Foto: Internet)

A redução da desigualdade salarial entre homens e mulheres contribuiria para uma alta no Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com o Banco Mundial. O crescimento do PIB – soma de bens e serviços – chegaria a 3,3%, o que representa R$ 382 bilhões.

O resultado foi apontado pelo estudo Mulheres, Empresas e o Direito 2018: Igualdade de Gênero e inclusão econômica, apresentado nessa segunda-feira (14), na sede da Fundação Getúlio Vargas. analisou o impacto da legislação na inclusão econômica das mulheres, foi desenvolvido para estimular reformas legislativas e adoção de políticas públicas que promovam maior igualdade de gênero.

Essa já é a quinta edição do estudo, realizado 189 países. A pesquisa é feita em sete eixos da economia: acesso às instituições, uso de propriedade, acesso ao emprego, incentivo ao trabalho, acesso aos tribunais, acesso ao crédito e proteção da mulher contra a violência.

LEIA MAIS

Estudantes da Fundação Getúlio Vargas pesquisam Sistema de Educação de Petrolina

Os alunos da FGV também estão conhecendo projetos desenvolvidos pela prefeitura. (Foto: ASCOM)

A capital do São Francisco, Petrolina, está recebendo estudantes do Curso de Administração Pública da Fundação Getúlio Vargas (FGV) de São Paulo. Os visitantes estão realizando um estudo sobre a educação do município e suas transversalidades.

Petrolina foi uma das cinco cidades selecionadas nos país, em quatro estados brasileiros: Piauí, Pernambuco, Minas Gerais e Paraná, para receber os estudantes. A escolha partiu por conta de uma parceria da FGV com o Instituto Communitas.  Segundo a estudante Victória Durello, o objetivo da visita é realizar um diagnóstico para saber como a Secretaria de Educação trabalha com a Educação Pública. O resultado da pesquisa será apresentado em São Paulo, na própria FGV no dia 07 de novembro, como resultado final da disciplina.

Como parte da agenda dos estudantes, eles acompanharam, nesta terça-feira(24), a realização do projeto Prefeitos do Amanhã na escola Moisés Barreto, na Agrovila Massangano. Na oportunidade, o prefeito Miguel Coelho, agradeceu a visita dos futuros administradores e destacou a importância do intercambio de saberes.

“É uma troca de experiências importante é que mostra Petrolina como um exemplo na educação pública. A FGV é referência nacional em conhecimento e ensino, portanto, ser alvo de estudo desta instituição nos dá orgulho e motivação para buscar aperfeiçoar ainda mais o trabalho na rede municipal”.

Os alunos da FGV também estão conhecendo projetos desenvolvidos pela prefeitura e terão reuniões com gerentes, técnicos e com a secretária de Educação, Maéve Melo, além de visitar unidades, a exemplo da José Esmerindo Ribeiro, a maior da Rede Municipal. A comitiva fica na cidade até o próximo sábado.

Concurso da Compesa recebe mais de 11 mil inscrições

Compesa

Biólogo é o cargo mais concorrido do concurso da Compesa 2016

Mais de 11 mil pessoas demonstraram interesse em fazer parte do quadro de empregados da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Elas se inscreveram para participar do concurso público para 65 vagas que a empresa está realizando este ano.

São 12 vagas para o emprego de Analista de Saneamento, que exige formação superior dos candidatos nas áreas de engenharia, geologia e química. Mais 12 vagas estão sendo disponibilizadas para o emprego de Analista de Gestão, que também exige formação de nível superior, mas em outras áreas, como direito e ciências contábeis. A maior quantidade de vagas está reservada para os cargos de nível técnico de Assistente de Saneamento: 41.

O cargo que recebeu o maior número de inscritos foi o de Analista de Gestão / Advocacia, com 2.399 candidatos. Os demais empregos mais procurados foram os de técnicos em segurança do trabalho (1.483 inscritos para quatro vagas) e em saneamento (1.024 inscritos para 23 vagas). Os números de vagas e de inscritos já contabilizam a reserva para pessoas com deficiência. Ao todo, foram validadas 11.132 inscrições.

LEIA MAIS

Inscrições para o concurso da Compesa iniciam nesta segunda-feira

Compesa 1

Começa nesta segunda-feira (23) as inscrição para o novo concurso público da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Estão disponíveis 65 vagas para níveis técnico e superior, com salários que variam de R$ 1.844,51 a R$ 7.480.

Dez vagas são destinadas a pessoas com de墫ciência. LeiaTambém Compesa lança concurso público com salários de até R$ 7,4 mil Compesa divulga detalhes sobre novo concurso público nesta terça-feira Para nível superior, são ofertadas vagas para profissionais das áreas de engenharia ambiente, engenharia orestal, engenharia de produção, engenharia mecânica, engenharia de telecomunicações, geologia, química, direito, biologia, contabilidade e medicina.

LEIA MAIS

Concurso da Compesa vai preencher 65 cargos

As inscrições começam no dia 23 e vão até o dia 16 de junho. A organizadora do concurso será a Fundação Getúlio Vargas (FGV)/Imagem ilustrativa

As inscrições começam no dia 23 e vão até o dia 16 de junho. A organizadora do concurso será a Fundação Getúlio Vargas (FGV)/Imagem ilustrativa

O concurso da Companhia Pernambucana de Saneamento terá 65 vagas para cargos de nível técnico e superior com salários de R$ 1844,51 a R$7.480,00. As inscrições começam no dia 23 e vão até o dia 16 de junho. São 24 vagas para cargos de nível superior como engenharia ambiental, engenharia florestal, engenharia de produção, engenharia mecânica, engenharia de telecomunicações, entre outros.

Também serão preenchidos cargos para quem tem formação em geologia e química que poderão concorrer aos cargos de analista de saneamento.

Outro cargo de nível superior é o analista de gestão. Podem concorrer nessa área pessoas que têm formação em direito, biologia, contabilidade, economia e medicina com especialidade em medicina do trabalho. O salário dessa função é de R$ 5343,03.

Já os de nível técnico ganham 1844,51 e as vagas são nos setores de segurança do trabalho, eletrônica, eletrotécnica,química e saneamento.  A organizadora do concurso será a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Com informações do JC Online

Levantamento da Fundação Getúlio Vargas aponta: Dia das Mães será o mais econômico desde 2007

A cautela do consumidor em relação às compras é observada em todos os níveis de renda, de acordo com a pesquisa/Foto:Folha de Pernambuco

A cautela do consumidor em relação às compras é observada em todos os níveis de renda, de acordo com a pesquisa/Foto:Folha de Pernambuco

As mães devem esperar presentes mais simples e mais baratos dos filhos neste domingo (8), de acordo com a Sondagem do Consumidor, especial Dia das Mães, divulgada hoje (6) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O levantamento aponta que, por causa do pessimismo em relação à situação financeira das famílias, o consumo na data comemorativa este ano será o menor desde o início da série histórica, em 2007.

Em 2015, 39% dos consumidores pretendiam gastar menos que ano anterior. A proporção subiu 13 pontos percentuais e este ano, 52% dos filhos pretendem investir menos no presente.

Apenas 3% querem gastar mais que no ano passado, metade do percentual de 2015 e o menor índice desde 2007. A cautela do consumidor em relação às compras é observada em todos os níveis de renda, de acordo com a pesquisa.

LEIA MAIS