MEC divulga lista de pré-selecionados para Fies do segundo semestre

O Ministério da Educação (MEC) divulgou no fim da noite dessa terça-feira (3) a relação dos candidatos pré-selecionados em chamada única ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2021. O resultado está disponível na página do Fies.

A seleção assegura apenas a expectativa de direito à vaga, já a contratação do financiamento está sujeita às demais regras e procedimentos de formalização do contrato. O prazo para complementação das informações da inscrição começa hoje (4) e vai até sexta-feira (6).

Os estudantes não pré-selecionados foram automaticamente incluídos em lista de espera, observada classificação. Considerando que não existe novo ranqueamento, após a publicação do resultado da chamada única, os participantes da lista de espera deverão, obrigatoriamente, acompanhar sua eventual pré-seleção.

LEIA MAIS

Faculdade particular de Petrolina disponibiliza vagas com financiamento do Fies

(Foto: Ascom)

As vagas disponibilizadas são para os cursos de Odontologia; Direito; Enfermagem; Psicologia; Fisioterapia; Engenharia Civil; Administração; Gestão Comercial; Farmácia; Gestão de Recursos Humanos; Administração e Biomedicina. As inscrições para financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) ficam abertas até a próxima sexta-feira (30), às 23h59.

O estudante deve ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), entre os anos de 2010 e 2020 e tirado nota média acima de 450. O resultado dos pré-selecionados será divulgado no dia 3 de agosto.

“Para este segundo semestre temos a alegria de disponibilizar vagas pelo Fies. São muitos cursos e muitas vagas. O Fies é mais uma boa oportunidade para que os estudantes possam fazer parte da nossa família e realizem o sonho da graduação”, destaca o diretor da UNINASSAU, Sérgio Murilo.

A Faculdade UNINASSAU Petrolina fica localizada na Avenida Cardoso de Sá, 950, no bairro Vila Eduardo, em Petrolina.

Inscrições para o Fies do segundo semestre têm início amanhã

Fundo de Financiamento Estudantil,Fies

Começam nesta terça-feira (27) as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2021. Os candidatos interessados poderão efetuar a inscrição no portal do Fies entre até o dia 30 de julho.

Os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 poderão pleitear uma bolsa no programa de financiamento deste ano. Além disso, os estudantes deverão ter média mínima de 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Resultado da pré-seleção para o Fies será publicado hoje

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O resultado da pré-seleção para as cerca de 93 mil bolsas oferecidas por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021 será publicado ainda hoje (2) pelo Ministério da Educação (MEC). Os candidatos podem consultar o resultado no site do programa ou na instituição para a qual se inscreveu.

Segundo o MEC, serão disponibilizados R$ 500 milhões para as bolsas de financiamento estudantil. Os candidatos pré-selecionados deverão complementar sua inscrição entre os dias 3 e 5 de fevereiro de 2021.

LEIA MAIS

Inscrições para o FIES terminam nesta sexta-feira

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Interessados em fazer um curso de graduação, em uma faculdade particular com uma bolsa do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), tem até esta sexta-feira (29) para realizar a inscrição. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), este ano o Fies vai oferecer 93 mil vagas

As inscrições podem ser feitas no portal do Fies. O resultado da seleção será divulgado no dia 2 de fevereiro. Em caso de pré-seleção para uma vaga na chamada única do Fies, o candidato terá o período de 3 a 5 de fevereiro de 2021 para complementar sua inscrição.

LEIA MAIS

Começam hoje as inscrições para o Fies 2021

(Foto: Internet/Ilustração)

Começam hoje (26) e vão até o dia 29 de janeiro as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), este ano o Fies vai oferecer 93 mil vagas

As inscrições podem ser feitas no portal do Fies. O resultado da seleção será divulgado no dia 2 de fevereiro. Em caso de pré-seleção para uma vaga na chamada única do Fies, o candidato terá o período de 3 a 5 de fevereiro de 2021 para complementar sua inscrição.

LEIA MAIS

Fies oferecerá 93 mil vagas para financiamento estudantil em 2021

(Foto: Internet/Ilustração)

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) vai oferecer 93 mil vagas em 2021. Com isso, o aporte financeiro do Ministério da Educação (MEC) será de R$ 500 milhões para viabilizar as vagas. Esses números estão no Plano Trienal do Fundo de Financiamento Estudantil, publicado no último dia de dezembro.

O plano traz a previsão para os próximos três anos. Nesse período, serão ofertadas, no total, 279 mil vagas. O Fies é o programa do governo federal que tem como meta facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

LEIA MAIS

Ministério da Educação divulga resultado do Fies

(Foto: Internet/Ilustração)

A partir desta terça-feira (4), o Ministério da Educação (MEC) divulga o resultado dos candidatos pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A complementação da inscrição desses estudantes começa hoje mesmo e segue até as 23h59 de quinta-feira (6). Nesta edição, 107.875 mil inscritos disputam 30 mil vagas, ofertadas em mais de 1,3 mil instituições de ensino superior.

Lista de Espera

Quem não foi selecionado na chamada única do Fies ainda pode disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera, em que a inclusão é automática. Nesse caso, o prazo de convocação segue até as 23h59 de 31 de agosto.

LEIA MAIS

Resultado do Fies sairá nesta terça-feira

(Foto: Internet/Ilustração)

O Ministério da Educação (MEC) divulgará nesta terça-feira (04) o resultado dos candidatos pré-selecionados para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Nesta edição, 107 mil 875 inscritos disputam 30 mil vagas ofertadas em mais de 1,3 mil instituições de ensino superior. Os interessados devem ficar atentos aos prazos porque a complementação da inscrição nessa chamada única começa amanhã e segue até as 23h59 de quinta-feira (06).

Lista de espera

Quem não for pré-selecionado nessa fase pode disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera. Diferentemente dos processos seletivos do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e do Prouni (Programa Universidade Para Todos), para participar da lista de espera do Fies não é necessário manifestar interesse porque a inclusão é feita automaticamente. A convocação da lista de espera vai do dia 4 até as 23h59 de 31 de agosto.

LEIA MAIS

Inscrições para o Fies começam nesta terça

(Foto: Internet/Ilustração)

Começam nesta terça-feira (28) e seguem até 31 de julho, pelo site as inscrições no processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), para o 2º semestre de 2020. O resultado será divulgado no dia 4 de agosto. Pelo cronograma, o período para complementação da inscrição dos candidatos pré-selecionados será do dia 4 até 6 de agosto. Nesta edição, 30 mil vagas serão ofertadas.

Inicialmente, as inscrições no programa eram esperadas para a semana passada, mas foram adiadas depois que o Ministério da Educação (MEC) identificadas inconsistências no processamento da distribuição das vagas ofertadas pelas instituições de ensino superior. Segundo o MEC, a medida foi importante para assegurar “a lisura e a transparência do processo seletivo”.

LEIA MAIS

MEC prorroga inscrições para o Fies 2020.2

(Foto: Internet/Ilustração)

O Ministério Educação (MEC) adiou para 28 a 31 de julho as inscrições para o segundo semestre (2020.2) do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A data inicial seria nesta terça-feira (21). De acordo com a pasta, a  alteração se deu após a identificação de inconsistências no processamento de distribuição das vagas pelas instituições de ensino superior.

Com o objetivo de oferecer vagas com financiamento estatal em faculdades particulares, para 2020 estão previstas 100 mil vagas distribuídas entre os dois semestres. O MEC não especificou a quantidade de vagas reservadas ao segundo semestre.

Para se inscrever no Fies, o candidato deve ter feito algumas das edições do Enem entre 2010 e 2019 e ter média de 450 pontos nas provas sem zerar a redação, além de renda familiar mensal de até três salários-mínimos por pessoa.

Bolsonaro sanciona lei que suspende pagamento de parcelas do Fies

(Foto: Internet/Ilustração)

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que suspende o pagamento de parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) até 31 de dezembro, em razão do estado de calamidade pública provocado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). A Lei nº 14.024/2020 foi publicada hoje (10) no Diário Oficial da União.

A norma estabelece o direito à suspensão dos pagamentos aos estudantes que estavam em dia com as prestações do financiamento até 20 de março de 2020, quando foi reconhecido o estado de calamidade pelo Congresso Nacional. Também poderão suspender os pagamentos aqueles com parcelas em atraso por, no máximo, 180 dias, devidas até 20 de março.

Os saldos das obrigações suspensas devem ser pagos “de forma diluída nas parcelas restantes”, sem cobrança de juros ou multas. Em todas as situações de suspensão de pagamentos, o estudante não poderá ser inscrito em cadastros de inadimplentes e não será considerado descumpridor de quaisquer obrigações junto ao Fies.

LEIA MAIS

Facape abre segunda etapa de processo seletivo e pela primeira vez com análise do histórico escolar

(Foto: Ascom/Facape)

A partir dessa quinta-feira (09), a Facape abrirá inscrições para a segunda etapa processo seletivo da Instituição para 2020.2. E traz uma novidade. Pela primeira vez, e inovando na região, a faculdade que completa esse mês 44 anos, vai selecionar o aluno através de análise do histórico escolar.

No ato da inscrição pelo site, o candidato apresenta o histórico escolar do ensino médio, e a Facape fará uma análise das notas de acordo com o curso desejado pelo aluno, exceto Direito, que não tem mais vaga. Ainda continua a opção da nota do Enem para ingresso nessa segunda etapa.

As inscrições do processo seletivo da Facape acontecem de 09 a 24 de julho no site facape.br. Outra boa novidade é financiamento do curso de Direito através do Fies, financiamento do Governo Federal e também do Cred Facape, que é o financiamento estudantil da própria instituição. Serão 150 vagas ao todo. 60 para o turno da manhã, 60 para a tarde e 30 para o turno da noite. É a primeira vez que a Facape oferece essa oportunidade ao público.

Todas as informações sobre o processo de inscrição no novo Fies serão disponibilizadas no site de acordo com o calendário oficial do Fies 2020/2. O edital do financiamento você pode conferir no portal da Facape e a inscrições ocorrerão entre os dias 21 e 24 de julho de 2020.

O resultado do Fies 2020/2 e P-Fies 2020/2 estará disponível no dia 28 de julho de 2020, e a complementação de inscrição será realizada do dia 28 ao dia 30 de julho. A Pré-seleção da lista de espera do Fies 2020/2 está prevista para o dia 28 de julho ao dia 31 de agosto de 2020.

Suspensão de pagamento do Fies até o fim do ano é aprovado na Câmara

(Foto: Internet/Ilustração)

A Câmara dos Deputados aprovou nessa quinta-feira (18) a suspensão dos pagamentos devidos pelos estudantes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) durante o estado de calamidade pública provocado pela pandemia do novo coronavírus.

O texto já havia sido analisado pelos deputados no fim de abril, mas como sofreu modificações no Senado precisou passar por nova apreciação. A matéria segue para sanção presidencial.

A medida estabelece o direito à suspensão dos pagamentos aos estudantes que estão em dia com as prestações do financiamento e aqueles com parcelas em atraso por, no máximo, 180 dias. Segundo o texto, serão incluídos os inadimplentes de prestações devidas até 20 de março de 2020, pois a partir dessa data contam com suspensão.

LEIA MAIS

Câmara dos deputados aprova suspensão de pagamentos do Fies durante pandemia

Foto:(https://www.camara.leg.br/)

O plenário da Câmara concluiu nesta terça-feira (28) a votação do projeto de lei que suspende os pagamentos devidos pelos estudantes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) durante a vigência do estado de calamidade pública decretado por causa da pandemia de covid-19. A matéria segue para o Senado.

O texto prevê a suspensão do pagamento por dois meses prorrogáveis por mais dois meses. A medida alcançará alunos adimplentes ou com atraso de até seis meses. Deputados de partidos da oposição tentam ampliar a proposta para todos os estudantes que têm o financiamento.

O Fies é o programa de financiamento estudantil para cursos superiores particulares. O projeto de lei prevê a suspensão dos seguintes pagamentos:

–  amortização do saldo devedor

– juros incidentes sobre o financiamento

– quitação das parcelas oriundas de renegociações de contratos

– pagamentos eventualmente devidos pelos estudantes beneficiários e pelas mantenedoras das instituições de ensino superior (IES) aos agentes financeiros para saldar multas por atraso de pagamento e gastos operacionais com o P-Fies ao longo dos períodos de utilização e de amortização do financiamento.

O texto-base da proposta foi aprovado pelos parlamentares na semana passada. Na votação desta terça, deputados aprovaram a possibilidade de que os profissionais da área de saúde atuantes no enfrentamento ao novo coronavírus que foram financiados pelo Fies também tenham direito à suspensão do pagamento. Cerca de 800 profissionais devem ser beneficiados com a medida.

Orçamento de Guerra
Prevista para ser analisada nesta terça-feira, a PEC do Orçamento de Guerra (PEC 10/20), foi adiada para amanhã (29). A medida cria um regime extraordinário fiscal, financeiro e de contratações para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus no país.

A proposta já foi aprovada pela Câmara, mas sofreu alterações no Senado e deve ser novamente analisada pelos deputados. A PEC tira do governo a obrigação de cumprir a chamada “regra de ouro”, que impede o governo de se endividar para financiar gastos correntes (como a manutenção da máquina pública), apenas para despesas de capital (como investimento e amortização da dívida pública) ou para refinanciar a dívida pública. A proposta também permite que empresas com débitos na Previdência Social possam receber incentivos fiscais.

Entre as modificações aprovadas no Senado está o dispositivo que obriga o Banco Central (BC) a informar o Congresso Nacional sobre os títulos que comprou e dar detalhamentos que permitam uma análise dos riscos envolvidos. Além disso, uma série de ativos que o BC for comprar (cédulas de crédito imobiliário e cédulas de crédito bancário) precisarão de avaliação de qualidade de crédito realizada por uma grande agência de classificação de risco. Essa classificação não poderá ser inferior a BB-.

123