Prefeitura afirma que intensificará fiscalização no Dom Avelar após denúncia de leitor

Imóvel está se deteriorando e servindo como foco de mosquitos

A Prefeitura de Petrolina encaminhou uma nota ao Blog sobre uma matéria publicada na última sexta-feira (26). Nós mostramos a denúncia de um morador do bairro Dom Avelar sobre uma casa localizada na Rua da Sílica. De acordo com o município, uma equipe de fiscalização será encaminhada ao endereço para notificar o proprietário.

LEIA TAMBÉM

Morador do Dom Avelar faz alerta para imóvel que virou “lagoa”

Sobre a insegurança a nota diz ainda que a Guarda Civil Municipal intensificará as rondas. A população também pode contribuir com os trabalhos denunciando os problemas pelo 153 da Guarda ou 190, da Polícia Militar. Confira a seguir a resposta da Prefeitura:

LEIA MAIS

Fiscalização interdita bares na zona rural de Petrolina por descumprimento dos decretos municipais

(Foto: Ascom/PMP)

Em fiscalização conjunta de funcionários da prefeitura de Petrolina e Polícia Militar nos núcleos irrigados dos Perímetros Irrigados  Senador Nilo Coelho e Maria Tereza, 7 bares foram interditados e 10 notificados por estarem funcionando irregularmente. Entre os dias 12 e 14 de junho, os  fiscais passaram pelas localidades: N-04; N-05; N-06; N-07; N-08; N-09; e C2.

Com o adiamento do início da segunda fase de reabertura do comércio por parte do prefeito Miguel Coelho, por enquanto, bares e restaurantes podem funcionar apenas com o serviço de entrega em domicílio. Para o segmento, o plano de reabertura gradual da economia prevê o retorno das atividades, atendendo 50% da capacidade, somente a partir da próxima segunda-feira (22).

As fiscalizações continuam enquanto estiverem em vigência os decretos emergenciais relacionados à pandemia. A Operação Convivência é resultado da parceria entre Guarda Civil Municipal, Agência Municipal de Vigilância Sanitária, Agência Municipal do Meio Ambiente, Disciplinamento Urbano e Polícia Militar.

A desobediência aos decretos de prevenção à covid-19 é considerada crime contra a saúde pública. Os estabelecimentos que descumprirem podem ser penalizados com multa, interdição e até cassação do alvará de funcionamento. As denúncias podem ser feitas pelos telefones da Central de Atendimentos da Secretaria Executiva de Segurança Pública, 153, ou pelo WhatsApp: (87) 8106-7310.

PM dispersa participantes de evento na zona rural de Bodocó

Organizador foi levado à Delegacia (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A Polícia Militar segue realizando ações para fiscalizar o cumprimento dos decretos estaduais no Sertão de Pernambuco. E na noite de domingo (14) equipes do 7º BPM frustraram a realização de um evento no Sítio Pau Ferro, zona rural de Bodocó.

Os policiais chegaram ao local e flagraram várias pessoas se aglomerando para um evento festivo denominado “Bolão da Vaquejada”. Os participantes foram alertados sobre a necessidade de se respeitar o distanciamento social e foram dispersados do local.

Segundo a PM, o organizador do evento foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Ouricuri onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Bradesco de Petrolina é notificado por se recusar a receber boletos de outras instituições

(Foto: Ascom/PMP)

O Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon), notificou nesta quinta-feira (4) três agências bancárias do Bradesco de Petrolina por irregularidades no atendimento aos clientes.

Segundo denúncias feitas ao Prodecon, a agência estaria limitando o atendimento na “boca do caixa” e determinando que pagamentos de boletos de outras agências fossem feitos apenas nos terminais eletrônicos.

LEIA MAIS

Postos de combustíveis de Petrolina recebem fiscalização sobre repasse de descontos aos consumidores

(Foto: Ascom/PMP)

Por determinação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), o Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon) de Petrolina, realizou nesta quinta-feira (4) uma fiscalização nos postos de combustíveis da cidade.

A operação foi autorizada após denúncias de consumidores acerca do não repasse do desconto concedido recentemente pela Petrobras. O corte nos preços se deu em um momento em que as cotações do petróleo registraram queda com o avanço do surto do coronavírus e a desaceleração da economia.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro intensifica fiscalização nos primeiros dias de reabertura do comércio

(Foto: Ascom/PMJ)

Nos primeiros dias de reabertura de parte do comércio em Juazeiro, nesta segunda-feira (1º), o movimento de clientes foi grande e as equipes de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano em parceria com a Guarda Civil Municipal estiveram nas ruas para garantir que os comerciantes e a população estivessem atentos e cumprissem as determinações estabelecidas no Decreto Municipal Nº404/2020, assinado e publicado pelo prefeito Paulo Bomfim na sexta-feira (29), em mais uma ação da Prefeitura de Juazeiro no enfrentamento do Codiv-19.

De acordo com o plano de retomada do comércio de Juazeiro, nesse primeiro momento estão autorizadas a funcionar lojas em geral e outros estabelecimentos de áreas não essenciais, das 8h às 18h, de segunda a sexta, desde que atendam aos seguintes critérios: permitir um cliente a cada 12,5 metros quadrados, aferir a temperatura dos clientes na entrada das lojas, uso de máscara por clientes e funcionários, demarcação de posicionamento das pessoas nas filas com distância de 2 metros entre elas, fornecimento de álcool em gel para clientes e funcionários, proibição de consumo de produtos no interior dos estabelecimentos e controle do efetivo de trabalhadores.

LEIA MAIS

Prefeitura inicia fiscalizações educativas na região central de Petrolina

A reabertura gradual dos segmentos que movimentam a economia de Petrolina começou nesta segunda-feira, 1º de junho, após mais de dois meses com as portas fechadas devido à pandemia. Os empresários devem estar atentos ao protocolo de prevenção ao novo coronavírus que deve ser adotado para atender o decreto municipal, que foi publicado na última sexta-feira (29). A fiscalização da prefeitura já está atuando e, neste primeiro momento, está sendo educativa.

As equipes da Guarda Civil Municipal, de Disciplinamento Urbano e os fiscais de posturas começaram o trabalho nas principais ruas e avenidas do centro comercial da cidade. Mais de 30 estabelecimentos foram visitados. A fiscalização estava munida de um ‘check list’ para identificar se todas as exigências estavam sendo cumpridas. Os que ainda não haviam se adequado foram informados sobre a necessidade de ajuste. Os lojistas aproveitaram para tirar dúvidas com a fiscalização.

 Entre as principais recomendações, estão: uso obrigatório de máscara dentro do estabelecimento; distância mínima de 2 m entre as pessoas; marcações que sinalizem onde os consumidores devem se posicionar; disponibilização de álcool em gel 70% ou soluções de higienização em locais de fácil acesso; higienização do ambiente; proteção de grupos de risco no trabalho; afastamento de casos positivos ou suspeitos; atendimento diferenciado para grupos de risco; monitoramento da temperatura dos colaboradores; testagem dos colaboradores; e yso do aplicativo móvel “DYCOVID”.

 Penalidades

A partir da segunda semana, a fiscalização será rigorosa e os estabelecimentos que desobedecerem o decreto podem ter o alvará de funcionamento cassado ou suspenso. Além disso, os responsáveis podem sofrer outros tipos de penalidades como multa e condução à delegacia de Polícia Civil para adoção das medidas legais cabíveis. O descumprimento pode ser denunciado à Central de Atendimentos da Secretaria Executiva de Segurança Pública, no telefone 153, ou pelo WhatsApp (87) 9 87 8106-7310.

Na primeira semana de reabertura do comércio de Petrolina fiscalização será educativa

Comércio na Rua Dom Vital. (Foto: ASCOM/PMP)

Decretado na última sexta-feira (29), o plano de retomada gradual da economia em Petrolina tem início nesta segunda-feira (1º) e prevê, durante os primeiros 15 dias de junho,  retorno de comércio, shopping, serviços, templos religiosos, utilização de parques públicos, entre outros. E, claro, cada setor deverá cumprir as medidas preventivas ao coronavírus, como consta no decreto municipal.

Na primeira semana, a fiscalização do poder público será educativa. A partir da segunda semana, a fiscalização será rigorosa e os estabelecimentos que desobedecerem o decreto podem ter o alvará de funcionamento cassado ou suspenso. Além disso, os responsáveis podem sofrer outros tipos de penalidades como multa e condução à delegacia de Polícia Civil para adoção das medidas legais cabíveis. O descumprimento pode ser denunciado à Central de Atendimentos da Secretaria Executiva de Segurança Pública, no telefone 153, ou pelo WhatsApp (87) 9 87 8106-7310.

A equipe de fiscalização da prefeitura atua 24h por dia, desde que foram anunciadas medidas de restrição ao funcionamento dos serviços não essenciais, em março deste ano. Até o momento, 376 estabelecimentos foram notificados, 80 interditados e 6 conduções à delegacia foram efetuadas – pela resistência dos cidadãos em obedecer ao decreto ou por desacato. O trabalho da fiscalização vai continuar enquanto tiver validade os decretos que preveem medidas restritivas ou sanitárias de prevenção à Covid-19.

Com fiscalizações mais rígidas, Petrolina reduz em 50% a circulação de veículos no centro da cidade

(Foto: Ascom/PMP)

A pandemia provocada pela Covid-19 também provocou mudanças na mobilidade dos petrolinenses. Dez dias após adotar medidas mais rígidas incluindo a restrição de estacionamentos no centro da cidade, a prefeitura já registra uma redução de 50% no fluxo de veículos na região central. Entre as medidas para reduzir o fluxo de pessoas e veículos nas ruas está a proibição do estacionamento na região central de Petrolina, estando sujeito à multa e guincho.

Segundo levantamento da Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla), as novas medidas tem trazido resultados positivos com a redução pela metade do fluxo de veículos por ruas estratégicas como a Souza Junior, Dom Vital, Souza Filho e adjacências. A autarquia reforça que há exceção de vagas em serviços essenciais como farmácias, bancos, loterias, mercados, clínicas e moradores da região.

Todas as ações seguem as recomendações do Governo do Estado e fazem parte da ‘Operação Impacto Integrado Covid-19’ que conta com a colaboração do Ministério Público de Pernambuco, Polícia Civil, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina e Agência Municipal de Vigilância Sanitária.

A aglomeração de pessoas e o uso de espaços públicos que foram fechados, como Orla e quadras poliesportivas também continuam proibidos. A fiscalização vem atuando de forma intensa, principalmente, para orientar os cidadãos acerca das medidas preventivas. Mas vale lembrar que, em casos de desobediência ou desacato, o cidadão pode ser conduzido à delegacia para adoção de medidas legais cabíveis.

Moradora denuncia realização de festa com som alto e armas na zona rural de Araripina

Som alto, armas e perturbação do sossego na zona rural (Foto: Ilustração)

Se a fiscalização nos bairros já é difícil, na zona rural o cenário se agrava. Uma moradora do interior de Araripina (PE) procurou o Blog para denunciar a realização de festas aos finais de semana em propriedades no Sítio Graça, no Distrito Morais. Além do som alto e aglomeração de pessoas, há inclusive pessoas armadas.

“Todos os finais de semana fazem festa e nessas festas têm tudo, até armas. O barulho é muito grande, ninguém consegue dormir“, relatou a leitora. Ela disse que já tentou ligar para a Polícia Militar de Pernambuco, mas o sinal da telefonia móvel é fraco na região.

Nossa equipe entrou em contato com a PM, para saber se a corporação já tem ciência desse problema e o que poderá ser feito no local. Até a conclusão dessa matéria não havíamos recebido uma resposta.

PM apreende menor pilotando moto na zona rural de Petrolina

Jovem foi apreendido (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Um menor foi apreendido no domingo (17), no Povoado da Caatinguinha, zona rural de Petrolina, durante uma blitz da Polícia Militar com apoio da Prefeitura, para fiscalizar o cumprimento dos decretos estadual e municipal.

Agentes da AMMPLA, da Guarda Civil e do 2º BIEsp flagraram o menor pilotando a moto modelo Honda CG-150 com placa NFR-2977. O chassi do veículo estava suprimido. Ele foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de plantão, acompanhado por sua mãe.

Leitores detonam petrolinenses que desrespeitam distanciamento para jogar bola: “Sem noção”

Agentes da Prefeitura seguem com fiscalizações, mas população desrespeita orientações (Foto: Ascom/PMP)

A Prefeitura de Petrolina já orientou diversas vezes, mas alguns petrolinenses ainda teimam em não seguir o distanciamento social durante a pandemia do coronavírus. Somente nessa semana o Blog Waldiney Passos recebeu queixas de vários moradores sobre pessoas se reunindo para jogar bola.

Isso está acontecendo com frequência no bairro Dom Avelar e no Povoado da Tapera, zona rural da cidade. Os jovens ignoram a recomendação e ficam nos famosos “babas” até o final da noite. “Era bom fiscalizar a zona rural, todos os dias o jovens se reúnem na quadra de esportes pra jogar bola à noite a partir das 18h“, contou um leitor que preferiu permanecer anônimo.

Já no Dom Avelar a situação é recorrente.“Já comunicamos, a equipe da Guarda Municipal veio na semana passada, mas o povo continua sem noção. Todos os dias começa por volta das 16h e segue até 22h, 23h da noite. Sempre muita pessoas e gritaria devido aos jogos”, relatou um outro leitor.

Fiscalização

A Prefeitura de Petrolina afirmou em nota que “é de responsabilidade de cada indivíduo, o descumprimento significa assumir a responsabilidade por colocar em risco a saúde pública”. O Poder Executivo também destacou suas atuações de fiscalização, inclusive com o fechamento de quadras.

Leia a seguir a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Petrolina: decreto publicado nesta segunda libera parte de setor da construção civil e de serviço contábil

(Foto: Magda Lomeu/Globoesporte.com)

A Prefeitura de Petrolina publicou nesta segunda-feira (11) um novo decreto no qual estabelece uma série de recomendações aos estabelecimentos que prestam serviços considerados essenciais durante a pandemia do coronavírus.

As medidas buscam dar mais segurança aos trabalhadores, clientes e usuários dos serviços que não podem parar, entre eles, o da construção civil que foi considerada como atividade essencial através de recente decreto do presidente da República.

O texto determina, entre outras medidas, que os estabelecimentos cumpram regras obrigatórias de prevenção à Covid-19, entre as quais, a utilização de máscaras tanto dos trabalhadores quanto dos clientes em atendimento. Portanto, os serviços só poderão atender pessoas que estiverem com máscara de tecido (algodão, TNT) para evitar a proliferação do coronavírus.

LEIA MAIS

Órgãos de segurança começam a notificar estabelecimentos que descumprem quarentena em Petrolina

As forças de segurança pública de Petrolina uniram esforços para fazer cumprir os decretos emergenciais que estabelecem medidas de prevenção ao coronavírus. A ‘Operação Impacto Integrado Covid-19’, que começou nesta segunda-feira (11), tem o objetivo de ser educativa, no entanto, se necessário, a fiscalização será rigorosa.

Neste primeiro dia, foram encontrados em funcionamento estabelecimentos considerados não essenciais, como bares e salões de beleza, que foram proibidos de funcionar pelo Governo do Estado. Os proprietários foram notificados e orientados.

LEIA MAIS

Vigilância Sanitária apreende cerca de 100 kg de carne clandestina em estabelecimento comercial de Juazeiro

A apreensão aconteceu nesta sexta-feira (8) durante fiscalização de rotina realizada pela Vigilância Sanitária de Juazeiro. Os fiscais encontraram em um estabelecimento comercial da cidade aproximadamente 100 kg de carne de bode e carneiro armazenados de forma irregular. De acordo com o órgão, o local não contava com condições de refrigerações e armazenamento adequados para os produtos e algumas carnes já estavam em estado de decomposição.

Ainda segundo a Vigilância Sanitária, as carnes foram encontradas em temperatura de 21º, sendo que o adequado é o acondicionamento em local refrigerado em  temperaturas de até 7º. Para uma comprovação da procedência dos alimentos é necessário que toda a documentação da compra dos alimentos esteja registrada e com selo de certificação.

LEIA MAIS
123