“Não adianta ter decreto se não tem quem fiscalize”, diz morador de Juazeiro sobre jogos de futebol amador

Os decretos do governo da Bahia e do município de Juazeiro sobre as medidas restritivas para conter o avanço do novo coronavírus, proíbem a prática de esportes amadores coletivos, mas segundo o técnico em Segurança Eletrônica, Dejair Lopes Jacinto, os jogos de esportes amadores, os chamados babas de final de semana continuam acontecendo normalmente.

O denunciante afirma que tem conhecimento da prática em vários bairros da cidade e que já ligou para a Guarda Municipal diversas vezes para denunciar e ninguém fiscaliza os locais por ele indicados.

LEIA MAIS

“Forças de segurança estão atuando na fiscalização de estabelecimentos”, afirma PM após relato de aglomerações em Petrolina

(Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A Polícia Militar de Pernambuco emitiu uma nota, nesta sexta-feira (2), após uma matéria publicada pelo Blog no início da tarde. De acordo com a PM-PE, a fiscalização durante a pandemia do novo coronavírus é responsabilidade de vários órgãos e não apenas da instituição.

LEIA TAMBÉM

“Tudo isso é absurdo”, desabafa leitor sobre aglomerações no 1º de flexibilização das atividades em Petrolina

O esclarecimento vem depois de um leitor relatar várias aglomerações no bairro Jardim Guararapes, no primeiro dia de flexibilização das atividades comerciais. “Em Petrolina, as forças de segurança estão atuando na fiscalização de estabelecimentos, dispersão de aglomerações e orientação para o uso da máscara. Desde o último dia 18, os policiais precisaram conduzir 14 pessoas para delegacias por descumprimento de medidas sanitárias na cidade. Em Pernambuco, mais de 50.135 pessoas já foram orientadas, 19.718 estabelecimentos fiscalizados e 365 pessoas conduzidas a uma delegacia“, diz a PM.

Confira a seguir a íntegra da resposta da PM-PE:

LEIA MAIS

Capitão afirma que Marinha fiscalizou embarcações na Ilha do Maroto durante final de semana

As cenas de aglomeração na Ilha do Maroto repercutiram durante o final de semana na região e muitos questionaram onde estava a Marinha do Brasil, que não teria impedido as festas no rio São Francisco. Mas segundo o capitão-tenente Luiz Felipe, essa não é a obrigação da instituição.

LEIA TAMBÉM

Absurdo: pessoas são flagradas “curtindo” na Ilha do Maroto em pleno lockdown

“A Marinha do Brasil tem obrigação legal de fiscalizar as embarcações e os tripulantes. A gente fiscaliza quanto a regularidade da documentação, se a embarcação está com material de salva-vidas, boias, equipamentos necessários para salvamento“, disse em entrevista ao programa Espaço Aberto, na Rural FM, nesta segunda-feira (29).

LEIA MAIS

Vereadores de Juazeiro cobram fiscalização mais rígida contra grandes estabelecimentos

Vereador quer mais fiscalização contra os “grandes”

Os vereadores de Juazeiro (BA) não estão contentes com a fiscalização contra os estabelecimentos comerciais durante o lockdown. A queixa dos edis é sobre a rigidez contra os pequenos, mas uma cobrança leve em relação aos maiores.

O primeiro a chamar atenção foi Nalvinho (Patriota). “Que fiscalize os megamercados que temos na nossa região. Enquanto estão perseguindo os pequenos que estão tentando abrir suas portas, os mega estão com aglomeração acima do permitido“, disse o edil.

Na sequência, Neguinha da Santa Casa (MDB) reforçou a reivindicação do colega. “O comércio grande está aberto, vários supermercados da região estão abertos e os pequenos estão fechados. O menor é quem mais sofre“, afirmou.

Leitor fica na bronca com PM sobre cumprimento do decreto de “lockdown” em Petrolina

(Foto: SDS)

Apenas as atividades classificadas como essenciais pelo Governo de Pernambuco estão autorizadas a funcionar, mas em Petrolina um morador do bairro Jardim Amazonas afirma que há várias pessoas contrariando as determinações desde a semana passada.

“Vejo muitos estabelecimentos desrespeitando o decreto, principalmente nas Ruas 7 e 8 estão com lojas e bares abertos”, conta o denunciante. O flagrante poderia ter sido observado pela Polícia Militar de Pernambuco, caso uma equipe fosse destacada ao local. Segundo relata o leitor, quem deveria estar atento ao cumprimento do decreto fez pouco caso. “Fiz denúncia pra 190 e notei o descaso em acolher minha denúncia“, afirmou.

PM afirma não ter sido acionada

Em nota, a PM-PE afirmou não ter registrado qualquer ocorrência no Jardim Amazonas através do 190. “Ao tomar ciência da informação noticiada pela imprensa, encaminhou viaturas ao local com o objetivo de verificar o fato. Nada foi constatado, no momento, apenas os serviços essenciais estavam funcionando“, diz o comunicado.

A instituição reforça a importância do registro de queixas pelo 190. “Ratificamos a importância do registro de ocorrências através do 190, a fim de denunciar atividades que vão de encontro ao Decreto Governamental 50.433, que proíbe, em todo o estado, em qualquer dia e horário, o funcionamento de estabelecimentos e a prática de atividades econômicas e sociais, de forma presencial. O policiamento no local é realizado através de Guarnições Táticas e Motopatrulheiros, que contam, ainda, com o apoio do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI)“, afirma a nota.

Prefeitura de Juazeiro vai expandir ações ambientais para a zona rural do município

(Foto: Ascom/PMJ)

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB), está criando uma agenda de trabalho com ações ambientais voltadas para os distritos e comunidades rurais do município.

A ideia é que a cada 15 dias, a partir do mês de abril, uma equipe técnica com educadores ambientais e fiscais da secretaria visite uma localidade para ouvir as demandas dos moradores e observar a necessidade de realizar uma intervenção ambiental no local.

LEIA MAIS

Petrolina: fiscalização notifica e interdita estabelecimentos que descumprem decreto no fim de semana

(Foto: Ascom/PMP)

Com o objetivo de fazer cumprir o decerto que estabelece restrições para conter a contaminação pelo novo coronavírus, as forças de segurança de Petrolina estão intensificando a fiscalização em toda a cidade e também na zona rural do município.

Durante o último final de semana, dos locais visitados, 13 estabelecimentos foram notificados e autuados pela fiscalização para se adequarem aos decretos estadual e municipal, também foram interditados cinco locais.

LEIA MAIS

Juazeiro: Sindicato fiscaliza lojas e orienta comerciários sobre o cumprimento das medidas restritivas para frear a Covid-19

(Foto: Ascom/Sindcom)

 O Decreto n° 955/2021, publicado na edição desta sexta-feira (5) do Diário Oficial do Município de Juazeiro, estabelece que entre as 18h do dia 5 até às 5h do dia 8 de março, só estão autorizados a funcionar os serviços essenciais, como comercialização de gênero alimentícios, feiras livres, transporte, farmácias, serviços de saúde e entrega de medicamentos. Mesmo assim, muitas lojas, que não são consideradas de serviços essenciais, abriram as portas na manhã deste sábado (6), principalmente estabelecimentos de peças e acessórios de veículos, materiais elétricos e de construção.

LEIA TAMBÉM

Prefeitura de Juazeiro baixa novo decreto com medidas restritivas para conter o avanço do novo coronavírus

Por conta disso, o presidente do  do Sindicato dos Comerciários de Juazeiro (Sindcom), Fábio César, esteve nas lojas de Juazeiro localizadas na  BR-407 com objetivo de orientar o fechamento dos estabelecimentos não essenciais, e que seja cumprido o decreto estadual onde proíbe o funcionamento de atividades não essenciais até às 05h de segunda-feira. A principal iniciativa da medida é tentar conter o contágio da Covid-19.

“Estamos orientando essas lojas de departamento a se manterem fechadas. A união faz a força neste momento, para os governantes não tomarem medidas mais rígidas, é importante seguirmos o decreto para que o quanto antes seja amenizado o contágio do COVID. Estamos notificando também e após serem notificados e descumprirem novamente o decreto, o estabelecimento acaba sendo interditado”, disse o presidente.

lockdown de faz de contas na Bahia?

O questionamento é de um leitor do Blog. Ao percorrer algumas ruas da cidade de Juazeiro ele flagrou diversos segmentos não essenciais funcionando normalmente, após às 20h, sem nenhuma intervenção dos órgãos de fiscalização.

“Isso aí é politicagem, isso é pura politicagem, eu tive agora rodando em Juazeiro muitos lugares estão abertos, são bares, espetinhos e a polícia faz vista grossa em muitos lugares, não são todos os lugares que eles estão mandando fechar”, comentou o leitor que preferiu não se identificar.

O governador da Bahia, Rui Costa, estendeu o toque recolher no estado até o dia 31 de março. A decisão tem como objetivo conter o avanço da pandemia do novo coronavírus e foi anunciada na última terça-feira (2). As medidas estabelecidas foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (3).

O toque de recolher vale das 20h às 5h, em todo o território baiano, de 3 de março até o dia 1º de abril.

“É um momento que todos devem ter responsabilidade por sua vida”, alerta secretário de Segurança Pública de Petrolina

Proprietários podem ser punidos (Foto: PMP)

A partir deste sábado (27), Petrolina e todas as cidades de Pernambuco entram no decreto estadual que proíbe atividades não essenciais das 22h às 5h. E para fazer valer a medida do Governo do Estado, a Prefeitura intensificará as ações da Operação Cidade Tranquila.

“A população deve colaborar para que as medidas sanitárias sejam cumpridas durante o período de vigência do novo decreto. Fique em casa, com seus familiares, redobre os cuidados e evitem aglomerações. É um momento que todos devem ter responsabilidade por sua vida“, explica o secretário de Segurança Pública, Cícero Dirceu.

Assim como ocorreu em Ouricuri, onde ontem teve início o toque de recolher, em Petrolina os bares e demais estabelecimentos podem ser sim fechados e penalizados. A população pode ajudar denunciando irregularidades através do WhatsApp (87) 9 8106-7310 e pela Ouvidoria: 153.

PM intensifica fiscalização em Ouricuri e fecha dois bares por descumprimento ao decreto estadual

105 pessoas foram abordadas de ontem para hoje (Foto: PM/Divulgação)

A Polícia Militar de Pernambuco está nas ruas para reforçar o cumprimento do decreto estadual durante à noite nos 63 municípios onde ontem (26), teve início o toque de recolher. Policiais do 7º BPM, em Ouricuri, Sertão do Estado, intensificaram as ações na chamada Operação Convivência.

LEIA TAMBÉM

Confira lista das 63 cidades em Pernambuco com restrições nas atividades a partir desta sexta-feira

Das 19h às 7h deste sábado (27), os PMs, juntamente com o Corpo de Bombeiros Militar, Vigilância Sanitária, Procon e Agentes de Trânsito do município fiscalizaram estabelecimentos comerciais da cidade. 105 pessoas foram abordadas e 15 estabelecimentos foram fiscalizados.

De acordo com a PM, dois bares foram fechados por descumprimento ao decreto. Dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) foram lavrados. A partir de hoje, a proibição de atividades não essenciais passa a valer em todo território.

Miguel volta a pedir para população evitar aglomerações e anuncia reforço na fiscalização

 

O prefeito Miguel Coelho fez um novo apelo para a população evitar grandes concentrações de público, especialmente, em bares e restaurantes.

O gestor informou que, nesta quinta (25), serão realizadas operações conjuntas com a Guarda Civil, Polícia Militar e Bombeiros para coibir excessos devido à expectativa da rodada decisiva do Campeonato Brasileiro.

As medidas buscam sensibilizar a sociedade para a aceleração do contágio pelo coronavírus na região do Vale do São Francisco.

Prefeitura reforça fiscalização e orienta donos de bares e restaurantes a cumprirem protocolos sanitários

As forças de segurança pública estão fechando o cerco contra aglomerações em bares, restaurantes e lanchonetes de Petrolina. A operação ‘Cidade Tranquila’ que vem sendo realizada no município, resultou ontem no fechamento de um bar no José e Maria. A partir desta quinta-feira (25), a Prefeitura, através da Guarda Civil Municipal, vai intensificar ainda mais essas fiscalizações para o cumprimento do decreto do Governo do Estado de Pernambuco n° 50.258/2021.

O objetivo é conter a curva de contaminação da Covid-19, bem como garantir o sossego público. As equipes estarão nas ruas fiscalizando, multando e interditando os estabelecimentos que insistirem em desrespeitar o decreto.

O secretário de Segurança Pública, Cícero Dirceu, explica que está proibida a utilização de som nesses ambientes, inclusive para transmissão de jogos. “Nossa missão é proteger a população da ameaça da Covid-19 através da prevenção à aglomeração e do estímulo à adoção das medidas de segurança contra a doença. Isso é responsabilidade de todos, seja dos governantes, dos donos dos estabelecimentos comerciais, empresários, assim como de cada uma das pessoas, que também são responsáveis diretamente por suas vidas e pelas vidas das pessoas com quem convivem”, enfatizou Dirceu.

A operação ‘Cidade Tranquila’ mobiliza o 5°BPM, 2° Biesp; Guarda Civil Municipal (através da ROMU); Disciplinamento Urbano; Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA); Vigilância Sanitária e fiscais de postura.

O descumprimento pode ser denunciado à Central de Atendimentos da Secretaria Executiva de Segurança Pública, no telefone 153, ou pelo WhatsApp (87) 98106-7310.

Prefeitura de Juazeiro promete agir com rigorosidade durante fiscalização do toque de recolher

(Foto: Ascom/PMJ)

Com o objetivo de se fazer cumprir o horário do toque de recolher, que inicia às 21 horas desta sexta-feira (19), a prefeitura de Juazeiro (BA) montou uma força tarefa para fiscalizar estabelecimentos comerciais e pessoas que, por ventura, insistam em transitar pelas ruas durante o horário estipulado pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19.

Equipes formadas por funcionários da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB), Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT), Guarda Municipal, com o apoio também da Polícia Militar deverão realizar blitz em diversos pontos da cidade e também percorrer bares, restaurantes e espaços de eventos neste final de semana.

LEIA MAIS

Toque de recolher começa mais cedo em Juazeiro a partir desta sexta-feira

(Foto: Arquivo)

Diante do aumento dos números de novos casos e óbitos em decorrência de complicações da Covid-19, o governador da Bahia, Rui Costa, decretou toque de recolher em quase todos os municípios do estado a partir desta sexta-feira (19). O horário estipulado pelo gestor foi entre às 22h e 5h da manhã.

Mas em Juazeiro, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no município resolveu ampliar esse horário. Ao invés de 22h, o toque de recolher vai começar na cidade baiana às 21 horas e segue até às 6h pelos próximos 7 dias. Sendo que lanchonetes, bares e restaurantes precisam fechar as portas às 20h30. A informações foi divulgada nesta quinta-feira (18) pelo o Secretário de Saúde Fernando Costa durante entrevista a uma rádio de Petrolina.

LEIA MAIS
123