Pernambuco é o quarto estado com maior número de homicídios, segundo levantamento

O Anuário Brasiliero de Segurança Pública 2018 coloca Pernambuco no quarto lugar na lista dos estados mais violentos do país, com uma taxa de 57,3 Crimes Violentos Letais Intencionais (CLVIs) por grupo de cem mil habitantes no ano passado.

O levantamento é realizdo pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) foi apresentado na quinta-feira (9) e apontou Rio Grande do Norte (68), Acre (63,9) e Ceará (59,1) como líderes no índice de violência. Apesar dos altos índices, o Fórum aponta uma redução na taxa nacional que ficou em 30,8 CVLIs por cem mil habitantes.

Quando se observam apenas os homicídios dolosos, Pernambuco sobe para o terceiro lugar, com taxa de 54,2 por cem mil habitantes. Ficam à sua frente o Acre (60,5) e Ceará (55,9).

Pernambuco continua em terceiro lugar quando o assunto é o latrocínio – roubo seguido de morte – com taxa de 2,6 por cem mil habitantes, ficando atrás do Acre (3,3) e Pará (2,7). Já quando se trata de lesão corporal seguida de morte o Estado vai para o décimo quarto lugar, com taxa de 0,4.

No quesito violência contra a mulher, o estado registrou uma queda para 6,5 CVLI para 100 mil habitantes, mas ainda consegue superar a taxa nacional que é de 4,3.

Pernambuco tem a 6ª maior taxa de homicídio do país, aponta estudo

(Foto: Internet/Ilustração)

Um estudo apresentado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nessa terça-feira (5) apontou Pernambuco com a sexta maior taxa de homicídio no país. Os dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública são referentes ao ano de 2016.

O Anuário é realizado em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Em 2016, 62.517 pessoas foram mortas no país, isso representa uma taxa de 30,3 morte a cada 100 mil habitantes. A taxa de homicídio no Brasil equivale a 30 vezes a da Europa.

Brasil registra o maior número de assassinatos da história

(Foto: Ilustração)

Segundo dados inéditos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgados nesta segunda-feira (30), o Brasil registrou 61.619 o número de mortes violentas intencionais em 2016.

Os números revelam um crescimento de 3,8% em relação ao ano anterior. Significa sete pessoas assassinadas por hora. A taxa de mortes violentas foi de 29,9 assassinatos por 100 mil habitantes. No Nordeste, ainda maior. Os três estados com maiores taxas são Sergipe (64), Rio Grande do Norte (56,9) e Alagoas (55,9). As taxas têm aumentado desde 2014.

Além de homicídios dolosos, foram 2.703 mortos em latrocínios. As maiores taxas são em Goiás (2,8 por 100 mil habitantes), Pará (2,7) e Amapá (2,4). Outros 4.224 foram mortos em ocorrências policiais. No mesmo período, foram assassinados 437 policiais.

Com informações do FolhaPE