Petrobras reduz preço da gasolina em 4% nas refinarias

(Foto: Ilustração)

A Petrobras anunciou, nessa quinta-feira (15), redução de 4% no preço médio da gasolina vendida nas refinarias em todo o país. O novo valor vale a partir desta sexta-feira (16), na venda às distribuidoras. O diesel não teve o preço modificado.

Desde janeiro de 2020, o preço médio da Petrobras acumula uma queda de 24,3% no preço do diesel vendido às distribuidoras e uma redução acumulada de 9,1% no caso da gasolina. Para se ter uma ideia, o preço médio da gasolina da Petrobras para as distribuidoras será de R$ 1,74 por litro após o reajuste. Entre julho e agosto, o preço médio da Petrobras correspondeu a cerca de 30% do preço final ao consumidor nos postos de combustíveis”, explicou a companhia em nota.

LEIA MAIS

Gasolina tem reajuste de 4% nas refinarias

(Foto: Ilustração)

O final de semana começou com uma novidade não muito boa ao bolso do consumidor brasileiro. No sábado (10), a Petrobras anunciou o reajuste médio de 4% (R$ 0,07) na gasolina e 5% (R$ 0,08) no óleo diesel comercializado nas refinarias do país. Dessa forma, o litro da gasolina comercializada às distribuidoras deve aumentar em R$ 1,82.

Já o diesel tem alta média estimada em R$ 1,76. A Petrobras informou que, de janeiro até o último reajuste, a gasolina teve queda acumulada de R$ 5,3% e o diesel, 24,3%. O reajuste ao consumidor final deve ser sentido já nos próximos dias.

“Os preços praticados pela Petrobras, e suas variações para mais ou para menos associadas ao mercado internacional e à taxa de câmbio, têm influência bastante limitada sobre os preços percebidos pelos consumidores finais. O preço do diesel e da gasolina vendidos na bomba do posto revendedor é diferente do valor cobrado nas refinarias da Petrobras“, destacou a estatal.

Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras

(Foto: Ilustração)

O preço do litro da gasolina vendida nas refinarias às empresas distribuidoras foi reajustado em 4% pela Petrobras. O novo valor foi anunciado pela estatal nesta terça-feira (22) e vale a partir desta quarta-feira (23). O diesel não sofreu reajuste.

Segundo o último levantamento semanal disponibilizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 16 e 22 de agosto, o preço médio da gasolina comum no país era, na semana pesquisada, de R$ 4,268.

LEIA MAIS

Preço da gasolina em refinarias da Petrobras cai 5%

(Foto: Ilustração)

Petrobras anunciou ontem (10) que os preços médios do diesel em suas refinarias terão redução de 7%. Também haverá queda na cotação da gasolina, de 5%. Os novos valores valem a partir de hoje (11).

De acordo com o cálculo da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o corte no litro do diesel S10 e S500 será, em média, de R$0,1223. Já a gasolina terá o litro R$0,0834 mais barato.

Este é a terceira queda consecutiva que a estatal anuncia para diesel e gasolina. É também a segunda diminuição anunciada nesta semana. Ontem (9), os preços médios da gasolina e do diesel já haviam sido corrigidos, ambos com um corte de 5%.

LEIA MAIS

Petrobras reduz em 6% preço do diesel e em 3% valor da gasolina a partir de amanhã

(Foto: Ilustração)

A Petrobras informou nesta quarta-feira que reduzirá o preço do diesel em 6% e o da gasolina em 3% a partir de quinta-feira, após consecutivas altas aplicadas nos valores dos combustíveis em suas refinarias.

A redução do diesel, combustível mais consumido do país, ocorrerá após sete altas seguidas no valor do produto. A gasolina terá queda após duas altas consecutivas, com os últimos reajustes promovidos em 21 de agosto.

O valor médio do diesel na refinaria passará para 1,7111 real por litro, com uma recuperação importante antes as mínimas de cerca de 1,30 real vistas entre abril e maio, segundo dados da Petrobras compilados pela Reuters. Ainda assim, o preço acumulará uma queda de 26,9% no ano, com o impacto da pandemia nas cotações internacionais do petróleo.

No caso da gasolina, o novo preço será de 1,7698 real por litro, após o combustível atingir o maior valor desde janeiro com uma alta realizada em 21 de agosto.

O combustível, que nas mínimas do ano chegou a custar menos de 1 real por litro nas refinarias, acumulará recuo de 7,69% em 2020.

Quando anunciou o último reajuste, o petróleo Brent estava próximo das cotações atuais, de cerca de 45 dólares o barril.

O dólar, outro fator que impacta na paridade de preços seguida pela Petrobras, está mais baixo nesta quarta-feira, a cerca de 5,36 reais, ante os mais de 5,65 reais registrados em 21 de agosto.

O repasse dos reajustes nas refinarias aos consumidores finais nos postos, no entanto, não é garantido, e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de biocombustíveis

(Por Rodrigo Viga Gaier e Roberto Samora – Reuters)

Petrobras confirma alta de 4% na gasolina a partir de quinta-feira

(Foto: Ilustração)

A Petrobras informou que a partir da quinta-feira (13) a gasolina vai subir 4% nas suas refinarias. Já o diesel terá um aumento de 2%, refletindo a ligeira melhora do preço do petróleo no mercado internacional.

Antes, a Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis) havia informado ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) que a estatal havia avisado às distribuidoras que a partir desta quinta-feira o diesel iria aumentar R$ 0,0366 o litro nas refinarias e a gasolina subiria R$ 0,0662 por litro.

Pouco antes do fechamento deste texto, o petróleo tipo Brent usado como referência pela Petrobras subia 1,75%, cotado a US$ 45,28 o barril.

Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias nesta sexta

(Foto: Ilustração)

A Petrobras anunciou que a gasolina terá uma redução de 4%, a partir de hoje(31), nas distribuidoras. De acordo com a companhia, “com a redução de 4% (ou R$ -0,07 por litro), o preço médio da gasolina da Petrobras para as distribuidoras passou a ser de R$ 1,65 por litro”. No acumulado do ano, a redução do preço é de 13,8%.

A companhia informou  também que o preço do diesel (S10 e S500) não sofrerá alteração no preço nas distribuidoras.  O diesel, no acumulado do ano, teve uma redução do preço de 21,5%.

O último reajuste da Petrobras ocorreu no dia 17 de julho, quando a empresa aumentou em 6%, na média, o preço do litro do diesel e da gasolina em 4%.

LEIA MAIS

Petrobras anuncia reajuste de 5% para a gasolina nas refinarias

(Foto: Ilustração)

A Petrobras anunciou, nessa terça-feira (7), reajuste médio de 5% no preço do litro da gasolina vendida nas refinarias. O novo valor entra em vigor amanhã (8). O preço do diesel não sofreu reajuste.

Segundo levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 28 de junho e 4 de julho, o preço médio da gasolina comum nos postos de abastecimento do país foi de R$ 4,064. O preço médio do diesel S-500 ficou em R$ 3,147 e o etanol, em R$ 2,737. O valor do botijão de 13 quilos dokg gás de cozinha foi de R$ 69,85.

Os preços são referentes ao valor vendido para as distribuidoras a partir das refinarias. O valor final ao motorista depende do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

LEIA MAIS

Petrobras reduz preços da gasolina em 8% a partir desta terça

A Petrobras anunciou, nessa segunda-feira (20), uma nova redução nos preços médios dos combustíveis vendidos nas refinarias. A gasolina ficará 8% mais barata e o diesel terá queda de 4%. No acumulado do ano, o preço da gasolina já caiu 52,3% e o do diesel caiu 38%.

Os preços valem a partir desta terça-feira (21) e são referentes ao valor vendido para as distribuidoras a partir das refinarias. O valor final ao motorista dependerá do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

LEIA MAIS

Petrobras reduz preço da gasolina em 12% e diesel em 7,5% após queda do petróleo

(Foto: Ilustração)

A Petrobras anunciou que reduzirá o preço médio da gasolina em suas refinarias em 12% e do diesel em 7,5% a partir de quinta-feira (19). A medida repassa a queda nos preços do petróleo, que nesta quarta (18) estão no menor nível desde 2003. O combustível cai por causa dos impactos da expansão do novo coronavírus e de uma guerra de preços entre grandes produtores.

O repasse de ajustes dos combustíveis nas refinarias para o consumidor final nos postos não é imediato e depende de diversos fatores, como consumo de estoques, impostos, margens de distribuição e revenda e mistura de biocombustíveis.

A Petrobras já havia reduzido o preço dos combustíveis na semana passada, também repassando aos consumidores a desvalorização do Brent (referência internacional do petróleo). Na semana passada, o corte havia sido de 9,5% na gasolina e de 6,5% no diesel.

Preço da gasolina cai 9,5% e do diesel, 6,5%, nas refinarias da Petrobras

(Foto: Ilustração)

A crise econômica mundial causada pela pandemia do novo coronavírus e a disputa entre Rússia e Arábia Saudita sobre o nível de produção do petróleo fizeram baixar o preço dos combustíveis nas refinarias da Petrobras. Segundo a estatal, a gasolina teve redução de 9,5% e o diesel, de 6,5%. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (12).

LEIA MAIS

Preço da gasolina tem reajuste de 3% nesta quinta

(Foto: Ilustração)

Nesta quinta-feira (20), o preço da gasolina será aumentado em 3% em mais um reajuste no valor do combustível. O preço do diesel não sofrerá alterações. A alta representa o valor real de R$ 0,50 por litro.

Esse é o primeiro aumento em 2020 após quatro cortes seguidos. No entanto, a diminuição do valor da gasolina não foi percebida pelos consumidores. A demora para que os repasses chegassem ao consumidor motivou uma campanha do presidente Jair Bolsonaro contra governadores.

LEIA MAIS

Gasolina mais cara nas refinarias da Petrobras a partir de amanhã

(Foto: Ilustração)

Depois de quatro cortes em 2020, a Petrobras subirá o preço da gasolina em 3% nesta quinta-feira (20). A alta, de R$ 0,50 por litro, acompanha a recuperação das cotações internacionais e a desvalorização do real ante o dólar. O preço do diesel não sofrerá alterações.

É o primeiro aumento no preço da gasolina nas refinarias da Petrobras em 2020. Antes, a companhia havia anunciado quatro reduções, diante da queda das cotações internacionais do petróleo.

De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), o preço da gasolina nas bombas caiu apenas 1% desde o pico de R$ 4,59 por litro atingido na semana do dia 25 de janeiro. Na semana passada, o litro do combustível era vendido no país, em média, a R$ 4,55. Antes do reajuste anunciado nesta quarta (19), a queda acumulada nas refinarias era de 11%.

LEIA MAIS

Gasolina seria 44% mais barata com tributos zerados

(Foto: Ilustração)

A proposta do presidente Jair Bolsonaro de zerar os tributos sobre combustíveis teria potencial de reduzir o preço da gasolina em até 44%, e o diesel, em até 24%. Questionado sobre a provocação do presidente e eventual perda de arrecadação com a medida, o Ministério da Economia não quis se manifestar.

A maior parte da arrecadação sobre combustíveis vai para os estados. Quase 20% da arrecadação sob responsabilidade dos governadores vem do ICMS sobre combustíveis.

No caso da União, cerca de 2% das receitas administradas pela Receita Federal em 2019 foram fruto das cobranças sobre combustíveis. Em média, 29% do valor do litro da gasolina corresponde ao ICMS, estadual. Outros 15% são repassados ao governo federal por meio das cobranças de PIS/Pasep, Cofins e Cide. O diesel tem 15% de ICMS e 9% de tributos federais.

Para definir o preço de combustíveis, a Petrobras considera fatores como cotações do petróleo e do câmbio e outros custos. O governo avalia criar uma espécie de colchão de recursos que poderiam ser usados para amortecer variações bruscas nos preços.

Na maior parte dos estados, o cálculo do tributo é baseado em um preço médio ponderado ao consumidor final, atualizado quinzenalmente pelos seguindo a pesquisa de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) ou pesquisas próprias, a partir de notas fiscais eletrônicas de venda de combustíveis.

LEIA MAIS

Gasolina e diesel mais baratos nas refinarias da Petrobras a partir desta sexta-feira

(Foto: Heudes Régis/ JC Imagem)

A Petrobras reduzirá novamente os preços da gasolina e do diesel em suas refinarias nesta sexta-feira (31). Será o terceiro corte seguido, acompanhando a queda das cotações internacionais do produto. Em ambos os casos, a redução será de 3%.

O corte será de R$ 0,05 por litro na gasolina e de R$ 0,06 por litro no diesel. O repasse aos postos, porém, depende de políticas comerciais de postos e distribuidoras, que são responsáveis por misturar etanol ou biodiesel e levar os produtos aos consumidores.

Segundo a Petrobras, o valor cobrado por suas refinarias equivale a 30% do preço final da gasolina e 54% do preço final do diesel –o resto são impostos, margens de lucro, etanol e biodiesel. O preço da gasolina nas refinarias já acumula queda de 7,3% no ano. No caso do diesel, a queda acumulada é maior, de 9,8%.

LEIA MAIS
123