Confira o resultado da enquete sobre a gestão do prefeito Paulo Bomfim

(Foto: ASCOM)

Na última semana, o Blog Waldiney Passos lançou uma enquete para avaliação do mandato do Prefeito de Juazeiro (BA), Paulo Bomfim (PCdoB), eleito no último pleito municipal, com 46.183 votos, ou 40,29% dos votos válidos.

LEIA TAMBÉM:

Enquete: como você avalia a gestão de Paulo Bomfim em Juazeiro?

A gestão de Paulo Bomfim tem sido alvo de críticas. Em meio a uma crise na área da saúde, e faltando pouco menos de um ano para as eleições, o atual prefeito resolveu recorrer ao ex-prefeito, Isaac Carvalho (PT), agora, Secretário de Governo.

Mesmo com o caos instalado, segundo o resultado da enquete, a opinião sobre o mandato de Bomfim divide a população. Você aprova o governo Paulo Bomfim em Juazeiro? Esse foi o questionamento feito pelo Blog. 51.55% votaram sim; 48.45% votaram não.

LEIA MAIS

Enquete: Como você avalia a gestão de Paulo Bomfim em Juazeiro?

Você aprova o governo Paulo Bonfim em Juazeiro?

Perto de finalizar seu terceiro ano de mandato, o prefeito de Juazeiro (BA) Paulo Bomfim tem sido alvo de críticas sobre como tem guiado o município. Eleito com 46.183 votos, ou 40,29% dos votos válidos, o pupilo do ex-prefeito Isaac Carvalho derrotou Joseph Bandeira nas eleições.

Com uma crise em andamento na área da saúde, denunciada por um dos maiores jornais do estado, e com a indicação do ex-prefeito Isaac Carvalho para secretaria do governo, os juazeirense tem questionado a forma de gestão do prefeito. Além disso, um recente atrito com um artista da cidade – criador da escultura da muriçoca – desgastou ainda mais o governo.

Mesmo com a maioria absoluta na Câmara de Vereadores da cidade – que chegou a ser totalmente de situação – o prefeito não tem conseguido emplacar investimentos de impacto para o município.

LEIA MAIS

Projeto desenvolvido em Juazeiro pretende revitalizar empresas da cidade

Desenvolvendo empresas. Como alavancar seu negócio ainda em 2019? É o nome do projeto que pretende revitalizar pequenas e médias empresas da cidade de Juazeiro (BA). A ideia é oferecer aos empresários do município os subsídios necessários para que eles possam organizar melhor seu negócio e superar a crise econômica pela qual passa o país.

O trabalho começou na última semana, com uma pesquisa de campo. Cinco pesquisadores (devidamente identificados com crachás e camisas com as marcas dos parceiros) estão visitando lojas, industrias e outros seguimentos privados para mapear as principais dificuldades que cada lojista está enfrentando para alavancar seu negócio. Após a coleta dessas informações, em um segundo momento serão traçadas ações que possam dar possibilidades de crescimento diante dos problemas enfrentados.

Estão sendo abordados cinco eixos: necessidade de investimento, necessidade de crédito e capital de giro, necessidade de gestão e controle empresarial (fluxo de caixa), planejamento e endividamento. O trabalho está sendo desenvolvido pela empresa Falcão Gestão Financeira e Projetos que, com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL e a Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Juazeiro – ACIAJ, vai traçar estratégias para desenvolver ações que possam auxiliar os empresários a melhorar sua estrutura nos cinco eixos abordados.

LEIA MAIS

Prefeito Paulo Bomfim sanciona lei que dispõe sobre a Gestão das Unidades Básicas de Saúde

(Foto: Ascom)

O prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) sancionou nesta sexta-feira (29) a Lei Nº 2.823/2019 que dispõe sobre a Gestão das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Juazeiro (BA) fortalecendo o conceito de administração pautada na valorização do servidor. O ato aconteceu em seu gabinete no Paço Municipal e contou com a participação dos Secretários de Governo Cleriston Andrade e de Comunicação Pedro Alcântara Filho, da vereadora Valdelice Alves (Neguinha da Santa Casa), da representante do Sindicato dos Enfermeiros da Bahia (SEEB) Pollyana Evangelista e parte dos funcionários que compõem a equipe da Secretaria de Saúde (Sesau).

Aprovado na última seção da Câmara de Vereadores do mês de março (dia 27) o Projeto de Lei Nº 3.476/2019 que deu origem a Lei sancionada tem como foco possibilitar que enfermeiros, odontólogos e médicos atuem como gestores de unidades básicas, numa perspectiva de melhoria dos serviços de atenção primária em saúde, para que sejam alcançados avanços nos indicadores de avaliação de desempenho das equipes e qualidade no atendimento.

LEIA MAIS

Importância da gestão é tema de palestra gratuita em Petrolina

(Foto: CECOM)

Nesta quarta-feira (28) o auditório da Facape será palco de uma palestra sobre a importância da gestão nos negócios. A entrada na palestra “A Eficiência da Gestão para a obtenção de lucros” é gratuita, mas os público deverá entregar 1kg de alimento para poder participar.

Professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Fabio Lira será o palestrante. O intuito do evento, segundo os organizadores, é arrecadar alimentos que serão doados à instituições de caridade em Juazeiro e Petrolina.

As inscrições devem ser feitas antecipadamente via internet. O evento acontece das 19h30 às 21h30 na Facape. Podem participar empresários, comerciantes e o público em geral que esteja em busca de capacitação na área.

Governo estuda parceria privada para construção e gestão de presídios

(Foto: Arquivo)

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) começou a elaborar projetos de parceria público-privada para construção e gestão de presídios no país. Segundo a diretora do BNDES Eliana Lustosa, o banco está desenhando o modelo, que será implementado primeiramente no Maranhão, para ser depois replicado pelos outros estados, adaptando o modelo básico às necessidades locais.

“Essa parceria [do BNDES] com o Ministério da Segurança Pública permite que, uma vez desenhado o modelo, ele seja replicável para várias unidades e que não se tenha que pensar, a cada projeto, a forma de estruturar. O fato de ter os recursos do FunPen [Fundo Penitenciário Nacional], que são recursos não contingenciáveis, viabiliza uma solução financeira de longo prazo para esses projetos, que são uma demanda de longa data no Brasil”, afirmou Eliana.

Criado em 1994, o FunPen recebe anualmente cerca de R$ 400 milhões em verbas das loterias e soma, atualmente, R$ 1,113 bilhão. Eliana informou que o banco entrará com a expertise na estruturação dos projetos, para fazer o trabalho com os estados de forma integrada e gerando uma economia de escala, além de incluir o conteúdo social.

LEIA MAIS

TCE vai avaliar atividades de prefeituras de Pernambuco

Os municípios que não cumprirem prazo estão sujeitos a aplicação de multas pelo Tribunal. (Foto: Internet)

A partir desta segunda-feira (23), o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) começa a receber informações dos 184 municípios pernambucanos que contribuirão para a elaboração do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) 2018.

O índice, que é resultado de um Acordo de Cooperação Técnica e Operacional entre o TCE-PE e o Instituto Rui Barbosa, vai medir a qualidade dos gastos feitos pelas prefeituras e com isso, avaliar as atividades dos gestores municipais.

Será a primeira vez que o índice, que é anual, será em Pernambuco. As ações avaliadas envolvem as áreas de saúde, educação, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, cidades protegidas e governança em tecnologia da informação.

LEIA MAIS

Ex-jogadores participam do curso de Qualificação de Ligas de Futebol que acontece em Juazeiro neste final de semana

Os ex-jogadores Janílson Silva, Wagner Rocha, Dão, os dois primeiros do município de Juazeiro e o terceiro da cidade vizinha de Sento Sé, além do talentoso Beijoca, já confirmaram presença no 23º encontro do projeto Curso de Qualificação de Gestores de Ligas de Futebol, a ser realizado em Juazeiro dias 19 e 20 de janeiro (sexta e sábado).

Na oportunidade, os ex-atletas irão falar de suas experiências como jogadores profissionais de grandes clubes como Bahia, Vitória, Vasco da Gama e Flamengo e também do início de suas carreiras, jogando em clubes menores, do interior do estado.

O curso, uma iniciativa da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, irá reunir dirigentes de Ligas de Futebol e gestores de esporte dos dez municípios que formam o Território de Identidade do Sertão do São Francisco.

Com a realização da etapa de Juazeiro, a Sudesb conclui os 23 encontros previstos pelo projeto e que abrangeu os 27 Territórios de Identidade do estado baiano. A formação teve início em junho/2017, numa parceria com o Ministério do Esporte, que ofereceu suporte financeiro, e apoio da Federação Baiana de Futebol e da Prefeitura Municipal de Juazeiro.

Totalmente gratuito, o curso tem por objetivo dotar as entidades com estrutura gerencial compatível com o mercado do futebol amador e profissional da atualidade.

Em Juazeiro, o curso inicia às 18h de sexta-feira (19), com abertura no auditório da APLB-Sindicato. As atividades seguem no mesmo local no sábado (20), com palestras abrangendo temas administrativos, gestão de projetos, marketing esportivo e relações interpessoais.

O encontro terá ainda as presenças do diretor geral da Sudesb, Elias Dourado; do assessor da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor/Ministério do Esporte; Paulo Oliveira, dentre outras autoridades locais.

Lucivane Lima assume Secretaria de Gestão Administrativa em Petrolina

A secretária da Fazenda, Lucivane Lima, assume interinamente a pasta de Gestão Administrativa da Prefeitura de Petrolina, a partir desta quinta-feira (28). A mudança ocorre após a saída da advogada Luíza Leão do cargo. Com isso, Lucivane vai acumular as duas funções até que um novo secretário seja definido.

Formada em Administração pela Facape e auditora fiscal da Prefeitura de Petrolina, Lucivane tem mais de vinte anos de experiência em gestão pública. Coordenou as secretarias de Administração e Planejamento de Petrolina entre os anos de 2006 e 2008. Comandou ainda a pasta de Gestão de Pessoas no município de Jaboatão no período de 2009 a 2011 e a gerência de Gestão Administrativa da Codevasf (2011-2014).

Reunião discute gestão condominial dos residenciais do Minha Casa Minha Vida

(Foto: ASCOM)

Em reunião realizada nesta quinta-feira (07), no gabinete da secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, Cida Gama, entre representantes da prefeitura, Caixa Econômica Federal, empresa Olímpico Condomínio e síndicos dos residenciais do Minha Casa Minha Vida, foram discutidas a gestão condominial nos habitacionais de Juazeiro e a necessidade de adequação às regras dos regimentos internos.

As principais reclamações dos moradores nos residenciais, segundo os próprios síndicos, são relativas à convivência em grupo. “As pessoas, infelizmente, ainda não se acostumaram a conviver em comunidade e isso dificulta um pouco, mas temos trabalhado para que essa realidade mude”, afirmou o síndico do Residencial Juazeiro III, Marcelo Vasconcelos.

Outro ponto abordado na reunião foi a utilização das casas de lixos dos residenciais para uso comercial com a finalidade de obter renda para o condomínio. Para o secretário de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano, Agenor Souza, a organização é fundamental e todas as regras dos residenciais precisam ser seguidas.

“Infelizmente nem todos têm compreensão do que pode ser feito dentro da legalidade. Mas, aos poucos vamos realizando e buscando bons exemplos para serem seguidos. O poder público está aqui para ajudar”, disse.

LEIA MAIS

“A prefeitura hoje é muito melhor do ponto de equilíbrio fiscal do que a que encontramos”, afirma Miguel Coelho

Prefeito tem buscado equilíbrio financeiro do município. (Foto: Arquivo)

Ao analisar os dez primeiros meses de sua gestão, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), afirmou que a realidade é bem diferente do que a que foi encontrada no início do ano. O prefeito fez as afirmações durante entrevista ao radialista Waldiney Passos, na Rádio Jornal de Petrolina.

“A prefeitura hoje é uma prefeitura muito melhor financeiramente do ponto de vista de equilíbrio fiscal do que a que encontramos em 1º de janeiro deste ano. Assumimos a prefeitura com um debito de mais R$ 230 milhões, e que tinha um prejuízo projetado de quase R$ 80 milhões para 2017. Nós fizemos um grande corte de gastos, melhoramos as despesas”, disse.

O prefeito apontou os investimentos feitos no município, possibilitados a partir da redução de gastos, e projetou uma aplicação de mais R$ 4 milhões para o final de 2017, somando, segundo Miguel, cerca de R$ 20 milhões em investimentos na cidade.

“Só no primeiro semestre economizamos R$ 20 milhões, a nossa projeção para esse segundo semestre é uma redução em torno de R$ 15 a 20 milhões, assim sobra mais dinheiro para investimentos. Já temos em torno de R$ 7 milhões investidos, com recursos próprios. Se contar os convênios, chegamos a quase R$ 15 milhões de investimentos. E até o final do ano, queremos investir mais R$ 4 milhões”.

Olhando para o futuro, Miguel afirmou que pretende chegar em 2020 com uma prefeitura que pare de gerar dívidas e que encontre o equilíbrio de suas contas.

“A nossa meta, até o final da gestão, é que a gente tenha um prefeitura que pare de gerar dívidas. Quando a gente fala que havia essa projeção de R$ 80 milhões em dívidas, isso vira dívida acumulada e gera um passivo enorme para a cidade. Nós assumimos uma prefeitura com mais de R$ 230 milhões em dívidas de um orçamento de R$ 600 milhões, estamos falando de mais de 1/3 do orçamento da cidade só para cobrir débito. E é isso que estamos buscando, o equilíbrio das contas”, afirmou.

Decisão do STF sobre ensino religioso pode desorganizar gestão das escolas

O julgamento não tratou do ensino religioso em escolas particulares, que fica a critério de cada instituição. (Foto: Internet)

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de autorizar o ensino religioso de natureza confessional nas escolas públicas pode aumentar o número de escolas que oferecem aulas de religião destinadas a uma crença específica e desorganizar a gestão das escolas, segundo especialistas.

De acordo com o questionário da Prova Brasil de 2015, respondido pelos diretores das escolas brasileiras, cerca de 3% das escolas aplicam o modelo confessional. “É difícil dizer se esta decisão causará aumento das aulas confessionais, mas é razoável esperar que sim, já que houve comemoração por parte de grupos de interesse após a decisão”, diz o diretor de Políticas Públicas do movimento Todos Pela Educação, Olavo Nogueira.

Nesse mesmo questionário, 37% dos diretores indicam que aulas de religião são obrigatórias em sua escola e 55% apontam que não há outra atividade prevista para os alunos que optam por não participar das aulas de religião, que são facultativas. “Então é plausível inferir que o risco de aprofundar uma perigosa relação entre a escola e grupos religiosos existe”, avalia Nogueira.

O coordenador-geral do Fórum Nacional Permanente de Ensino Religioso (Fonaper), Elcio Cecchetti, diz que a decisão do STF vai gerar um caos na organização interna das escolas e dificultar os processos pedagógicos. “Isso pressupõe contratar vários professores de vários credos, alocar diferentes espaços nas escolas, que já não há suficiente”, diz.

LEIA MAIS

Pernambuco é o segundo estado com maior número de prefeitos maus gestores

Triunfo é ponto fora da curva. (Foto: Internet)

Já que pernambucano gosta de megalomania, foi divulgado um dado interessante, mas para o lado negativo. Pernambuco é o segundo estado com o maior número de maus gestores municipais do Brasil. Para se ter ideia, 96% das cidades daqui terminaram o ano passado com gestão financeira avaliada em difícil ou crítica, ficando atrás apenas de Sergipe (98%).

Além disso, apenas 7 cidades tiveram nota boa e nenhuma atingiu a pontuação de excelência. O resultado é fruto de um cenário de crise fiscal, que fez boa parte dos municípios entrar em 2017 com dívidas e sem o dinheiro em caixa para honrá-las.

Os gastos com folha de pagamento e a falta de investimentos por parte dos prefeitos colaboraram com o cenário trágico local. A surpresa boa vem de fora da Região Metropolitana. Triunfo, no Sertão, assumiu o lugar de melhor cidade no tratamento das contas públicas no ano passado. Casinhas e Jurema, no Agreste, fecharam o pódio.

O quadro adverso foi apresentado pelo Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), que levantou as informações declaradas pelas próprias prefeituras, apresentadas ao Tesouro Nacional, referentes a 2016. A pesquisa tem abrangência nacional e atinge os mais de 5,5 mil municípios do Brasil. Em Pernambuco, 176 dos 184 foram analisados nos indicadores de receita própria, gasto com pessoal, investimento, liquidez e custo da dívida. 

LEIA MAIS

Juazeiro tem gestão positiva no Programa Nacional de Alimentação Escolar

(Foto: ASCOM)

Agentes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar (CECANE/UFRB), se reuniram nesta quinta-feira (27), com integrantes da Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC) de Juazeiro e municípios vizinhos para a ‘Formação dos atores sociais envolvidos no PNAE’, no auditório da SEDUC.

Durante a semana as agentes visitaram algumas escolas e unidades de Educação Infantil da cidade para verificar o cumprimento da execução do Projeto. Critérios como a estrutura física dos depósitos alimentares, condições higiênico-sanitárias das cozinhas, aspectos de móveis e utensílios, toda a parte nutricional oferecida aos alunos, a prestação de contas e outros pontos foram acompanhados pelos técnicos do PNAE.

“O FNDE possui alguns métodos para visitar os municípios, e Juazeiro entrou no critério de gestão positiva em relação à documentação, prestação de contas, estrutura física, condições higiênico-sanitárias, a parte nutricional oferecida aos alunos, entre outros aspectos. A Secretaria de Educação de Juazeiro demonstrou que tem seriedade e comprometimento com o trabalho que envolve a alimentação escolar, por isso parabenizamos Juazeiro pelo cuidado com a alimentação das crianças”, ressaltou a agente do PNAE, Daniela Lessa.

LEIA MAIS

FIEPE realiza palestra ‘Gestão Financeira para Pequenos Negócios’ em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Segundo dados do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), os negócios de pequeno porte respondem por 52% dos empregos com carteira assinada no Brasil e por 27% do Produto Interno Bruto (PIB). Foi pensando nesta importante parcela da economia que a Unidade Regional Sertão do São Francisco da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) realizou nesta sexta-feira (7) a palestra ‘Gestão Financeira para Pequenos Negócios’.

Ministrada pelo professor e especialista em finanças empresariais, Felipe Dantas, a palestra começou chamando a atenção do público para os balanços, análises horizontais, verticais, os índices de liquidez e rentabilidade das empresas. Depois de falar sobre o planejamento financeiro, Felipe Dantas explicou pontos importantes do custo e formação de preços, a exemplo dos gastos, investimentos, despesas, perdas e desperdícios.

O especialista encerrou o encontro destacando o conceito  do planejamento orçamentário e com uma provocação aos participantes. “O planejamento financeiro para o pequeno negócio passa pelo planejamento estratégico e orçamentário e sem ele a empresa está fadada ao insucesso. E vocês como pretendem crescer em 2018?”.

LEIA MAIS
123