Miguel Coelho celebra portaria do Governo Federal que autoriza mudança de função a UPAs não utilizadas

Petrolina já tem UPA e UPAE funcionando e novo prédio servirá para Casa de Parto (Foto: Internet)

Durante a visita sua visita à Petrolina nessa quinta-feira (22), o ministro da Saúde Gilberto Occhi conheceu o canteiro de obras da Casa de Parto, onde antes funcionaria uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Essa mudança de função poderá ser repetida em outros municípios do país após o Governo Federal publicar uma portaria oficializando a medida, assinada por Occhi.

LEIA TAMBÉM:

Ministro da Saúde visita Petrolina, anuncia serviços e habilitação do Hospital Dom Tomás

Estima-se que 145 UPAs estão prontas no Brasil, porém sem funcionar. Somente em Pernambuco são nove unidades, uma delas aqui na cidade e na sua fala durante a solenidade no Hospital Dom Tomás, Miguel Coelho agradeceu ao ministro Occhi por autorizar a mudança de função das UPAs.

Ministro da Saúde visita Petrolina, anuncia serviços e habilitação do Hospital Dom Tomás

Solenidade aconteceu no prédio da unidade oncológica, no bairro Gercino Coelho (Foto: Thamires Santos/Rádio Jornal)

Atual ministro da Saúde, Gilberto Occhi visitou Petrolina na manhã dessa quinta-feira (22) e cumpriu uma intensa agenda ao lado do prefeito Miguel Coelho. A vinda de Occhi ao município acontece um dia após o anúncio de que ele não ficará no cargo no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Occhi esteve no município para anunciar uma série de serviços na saúde, entre eles o credenciamento de um novo Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), no bairro Vila Mocó e quatro leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no Hospital Dom Tomás, além da habilitação da unidade como hospital.

Representando o Governo do Estado, o secretário Estadual de Saúde, José Iran da Costa Júnior elogiou o trabalho desempenhado pelo ministro. “Estou como secretário há 3 anos e 11 meses e passei por vários ministros e Pernambuco com o senhor recebeu uma atenção especial”, afirmou.

Brasil já registrou 822 casos de sarampo, Campanha Nacional começa no dia 6 de agosto

(Foto: FABIO MOTTA/ESTADÃO)

O Ministério da Saúde anunciou nessa terça-feira (31) que o país tem confirmados 822 casos de sarampo. O número representa um salto em comparação aos 667 do último balanço, divulgado no dia 18. Preocupado com os números, o Governo Federal busca trabalhar com um mutirão para a Campanha Nacional de imunização contra sarampo e poliomielite.

Precisam ser vacinadas crianças entre 1 ano e menores de 5, na campanha que será iniciada no dia 6 de agosto e segue durante todo o mês. A meta é vacinar mais de 11,2 milhões de crianças no país, cujo Dia D está marcado para 18 de agosto.

“Os casos de sarampo e de pólio foram banidos das doenças existentes no País há alguns anos e (houve) a queda da cobertura vacinal. As possíveis causas da queda são o sucesso da vacina, que faz com que as doenças desapareçam, o desconhecimento individual sobre o benefício da vacina e o horário de funcionamento das unidades de vacinação, que é incompatível com as atividades das famílias. O quarto item são as notícias falsas”, disse o ministro Gilberto Occhi.

O investimento para a campanha desse ano é de R$ 160,7 milhões para a aquisição de 28,3 milhões de doses das vacinas.

Caixa inicia hoje programa de demissão voluntária

Agência da Caixa em Petrolina

O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, anunciou que o processo de adesão ao programa de demissão voluntária (PDV) dos funcionários do bancos será aberto nesta terça-feira (7). Segundo Occhi, o objetivo é alcançar no máximo 10 mil funcionários, dentre os cerca de 30 mil que trabalham atualmente na empresa.

Com o objetivo de cortar gastos, a saída dos servidores do banco pode gerar uma economia de cerca de R$ 1,8 bilhão somente no ano de 2018. De acordo com Occhi, porém, esse valor só será atingido se o limite de 10 mil funcionários for alcançado.

“À medida que forem sendo feitas as inscrições, vamos enquadrá-los [os funcionários] em todas as regras. O limite é 10 mil, pode ser 6 mil, 7 mil, mas nosso limite é 10 mil de um público, um universo de cerca de 30 mil”, disse.

Segundo o presidente da Caixa, a orientação do ministério do Planejamento é fazer a escolha com base em critérios. Ele informou que, até o fim do dia. uma nota à imprensa será divulgada com mais detalhes do plano, mas adiantou que, entre os “elegíveis”, estão “aposentados ou não”, com, no mínimo, 15 anos de casa”.

Integração Nacional não confirma saída imediata de ministro por motivo de saúde

gilberto occhi

O Ministério da Integração Nacional não confirmou a saída do ministro Gilberto Occhi por motivo de saúde. A assessoria de Comunicação Social do ministério informou hoje (18), em nota, que o ministro está realizando exames e tratamentos médicos. “Eventual licença será definida por decisão médica”, acrescenta o texto.

A nota foi divulgada após o jornal O Estado de São Paulo publicar em seu site nesta quinta-feira que o ministro vai se licenciar do cargo para uma cirurgia de câncer de próstata. Segundo a reportagem, Occhi informou à presidenta Dilma Rousseff sobre seu estado de saúde “e afirmou ter posto o cargo à disposição do PP [Partido Progressista], que o indicou, caso a legenda queira substituí-lo”.