Gilmar Santos confirma pré-candidatura a deputado estadual

O vereador de Petrolina, Gilmar Santos (PT) confirmou que é pré-candidato a deputado estadual. O petista informou que se coloca na disputa para “ajudar o Presidente Lula a retomar a dignidade do nosso país”. Com a entrada de Gilmar na disputa, haverá uma concorrência interna no partido, já que Dulci Amorim possui uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) com o PT.

“Com mais de 350 mil habitantes, Petrolina é um município de profundas contradições, desigualdades e desafios. É a terra da fruticultura milionária, controlada por poucas famílias ricas e sustentada pelo trabalho de uma grande parte da população, homens e mulheres, que recebem baixíssimos salários, vivem em bairros precarizados e vivenciam as mais diversas vulnerabilidades. Maioria negra, pobre e periférica”, disse Gilmar em nota.

Vereador de dois mandatos, o representante do PT almeja uma vaga na Alepe “durante um novo governo do presidente Luka”. “O nosso povo quer de volta um país onde as pessoas podiam comer bem, três vezes ao dia; onde era possível ter emprego de qualidade e sonhar com o futuro. Essa é a luta que queremos fazer pelo Sertão do São Francisco, por Pernambuco e pelo Brasil, durante um novo governo do Presidente Lula. Por tudo isso, estou pré-candidato a deputado estadual”, afirmou.

Moção de Repúdio a governador por conta de exigência de vacinação tem votação apertada, mas passa na Câmara de Petrolina

O Requerimento nº 547/2021, de Ruy Wanderley (PSC) dividiu a bancada de Situação nesta terça-feira (5). O vereador propôs uma Nota de Repúdio ao governador Paulo Câmara (PSB), por exigir vacinação ou teste negativo da covid-19 nos eventos religiosos com mais de 300 pessoas e conseguiu a aprovação por 8 votos a favor, 3 contra e 8 abstenções.

Ruy já havia criticado a medida, apresentada no Decreto n° 51.460/2021. Mas o que se viu foi seis colegas de bancada se abstendo para não votar contra o pedido. Gilmar Santos (PT) que já havia sido contrário à fala de Ruy, voltou a criticar a solicitação.

LEIA TAMBÉM

Vereadores criticam Governo de Pernambuco por exigir cartão de vacinação ou teste negativo para eventos religiosos

“Gostaria de lembrar que o artigo 1º desse decreto estabelece limitações a todas atividades e no artigo 2º ele vai determinar que celebrações religiosas presenciais podem ocorrer em qualquer dia da semana […] Quando nós vamos para o artigo 3º estabelece limitações para bares, restaurantes, grandes eventos. Tem toda exigência. Não existe no decreto do Governo do Estado nenhuma discriminação contra as igrejas“, disse Gilmar.

Saúde coletiva é prioridade, segundo vereadora

Membro da bancada oposicionista, Samara da Visão (PSD) lembrou que “a preservação da vida deve ser maior […] a gente tem que ter respeito à vida, tem que estar preocupado com o outro”. Rodrigo Araújo (Republicanos), que é da bancada governista optou por se abster, mas fez questão de lembrar: vacinas salvam vidas.

LEIA MAIS

Gilmar consegue apoio de situacionistas e emplaca projeto de lei na Câmara de Petrolina

A última sessão de setembro, realizada na quinta-feira (30/09), terminou com sabor de vitória para o vereador Gilmar Santos (PT). Acostumado a ter seus pedidos derrubados pela bancada da Situação, o edil emplacou um importante projeto de sua autoria.

O projeto de Lei n° 118/2021 busca tornar obrigatório o fornecimento de cópia das solicitações de consultas e exames para os usuários da rede municipal de saúde. A matéria foi colocada em pauta ontem e mesmo com a orientação do líder governista, Ronaldo Silva (PSDB) para derrubar o PL, o texto passou.

Gilmar classificou a matéria como algo “muito simples”, mas de grande relevância aos usuários da rede municipal. “Estamos contribuindo para que a gestão municipal fortaleça a sua relação de transparência com os usuários do SUS aqui no município”, enfatizou. E deixou claro, a cópia pode ser tanto digital ou impressa.

LEIA MAIS

Gilmar Santos apresenta novo Requerimento sobre Saúde nesta quinta-feira

Depois de ter um Requerimento derrubado na sessão de terça-feira (28), Gilmar Santos (PT) faz mais uma solicitação à secretaria Municipal de Saúde de Petrolina. Desta vez, o pedido vem através do Requerimento n° 524/2021, no qual o edil questiona à Magnilde Albuquerque:

  • Se existe previsão para designação de novos profissionais médicos e equipes de saúde para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs);
  • E por qual motivo a marcação de exames e consultas tem ficado suspensa nas unidades de saúde, quando o profissional responsável entra em período de férias, licença ou se ausenta da função por qualquer motivo?

Para obter as respostas, Gilmar precisa primeiro conseguir convencer os colegas da Câmara de Vereadores a aprovarem seu Requerimento. Para isso, é necessário apoio da bancada de governista, que tende a derrubar as solicitações do petista.

“Irresponsabilidade”, afirma líder do governo sobre Requerimento de Gilmar Santos que foi derrubado na Câmara

(Foto: Arquivo)

A sessão que parecia tranquila, nesta terça-feira (28), acabou com a reprovação do Requerimento n° 523/2021, de Gilmar Santos (PT) por 11 votos a favor da derrubada e três pela manutenção do pedido, além de quatro abstenções. O vereador solicitava informações sobre o contrato de prestação entre a Clínica Clinap e a Prefeitura de Petrolina.

LEIA TAMBÉM

Vereadores criticam Governo de Pernambuco por exigir cartão de vacinação ou teste negativo para eventos religiosos

O objetivo de Gilmar era saber quando teve início o período da prestação de serviço da clínica com a gestão municipal, os serviços prestados, o número de exames realizados em pacientes da rede municipal e as cópias dos contratos firmados entre a Prefeitura e a Clinap.

LEIA MAIS

Câmara aprova Auxílio Tecnológico, mas derruba emenda de Gilmar Santos

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A Câmara de Vereadores de Petrolina aprovou, na quinta-feira (1°), a criação do Auxílio Tecnológico. A votação foi unânime – 20×0 – e contou com apoio de todos os vereadores. A matéria passou pelo crive de três comissões antes de ir ao Plenário da Casa.

As Comissões de Justiça e Redação; Finanças e Orçamento; e Educação, Cultura, Esporte e Juventude deram aval para o projeto entrar em pauta. Além disso, houve a entrada de uma emenda de última hora, proposta por Gilmar Santos (PT).

O edil solicitava alteração no Artigo 2°, pedindo a equiparação de trabalhadores contratados e efetivos. “Em meio à pandemia, a inflação tem corroído cada vez mais o nosso salário e temos também todos esses aumentos dos produtos. Os computadores ficaram bastante elevados“, disse Gilmar. O vereador também elogiou a gestão por criar o auxílio, mas reiterou que trata-se de dinheiro “do povo retornando ao povo”, argumentou Gilmar.

LEIA MAIS

PL de autoria do vereador Gilmar Santos pretende tornar obrigatória a transparência na fila de espera do SUS em Petrolina

A relação dos pacientes que aguardam por uma consulta com especialista, exames ou uma cirurgia pelo SUS em Petrolina deverá ser disponibilizada na internet. É o que prevê o Projeto de Lei 154/202, apresentado na Câmara Municipal de Petrolina pelo Vereador Gilmar Santos (PT), na manhã desta terça-feira (31).

De acordo com o texto, a lista atualizada de pacientes em fila de espera que aguardam atendimento na Rede Pública Municipal de Saúde ou em instituições conveniadas ao Sistema Único de Saúde deverá ser disponibilizada em um sistema online, no site oficial da Prefeitura de Petrolina e também nas Unidades da Saúde.

LEIA MAIS

Gilmar Santos e Osinaldo Sousa voltam a trocar farpas na Câmara de Petrolina

Gilmar questionou postura da Comissão, Osinaldo tomou as dores

Conforme o Blog relatou, a votação das emendas da Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi marcada por polêmicas na quinta-feira (26). O principal embate foi entre Gilmar Santos (PT) e o integrante da Comissão de Finanças e Orçamento, Osinaldo Sousa (MDB).

O motivo da briga

Gilmar criticou a postura da Comissão, que vetou sua emenda limitando em 20% o percentual da despesa fixada ao exercício financeiro de 2022. “O artigo 46 da LDO, que estabelece o limite de 40% do total da despesa fixa, isso aqui é uma coisa tão escandalosa”, afirmou o petista. Para o edil, há um prejuízo à população e que o fato de a Comissão rejeitar sua proposta de 20% é vergonhosa. “O secretário da Comissão [Osinaldo], diz que a gente tem que respeitar a autonomia do prefeito. E essa Casa aqui é o quê mesmo?”, disse.

LEIA MAIS

Rejeição de emendas da LDO gera revolta de vereadores na Câmara de Petrolina

A votação da Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO), nesta quinta-feira (26), está sendo marcada por muita polêmica na Câmara de Petrolina. Diversos vereadores que tiveram suas emendas rejeitadas ainda nas comissões, questionaram os argumentos dos julgadores.

O trabalho da Comissão de Finanças e Orçamentos foi colocada em xeque, já que foi a responsável pelo parecer do projeto enviado pelo Poder Executivo e pelas emendas dos vereadores. Coube a Osório Siqueira (MDB), presidente; Josivaldo Barros (PSC) relator e; Osinaldo Sousa (MDB) secretário, avaliarem as proposições.

A tramitação

Josivaldo, Osório e Osinaldo, integrantes da Comissão de Finanças e Orçamento

O projeto do Executivo teve aval na sua integralidade, mas 43 emendas aditivas (de um total de 61) não tiveram o crivo da Comissão, que criou mais cinco. “A gente viu que algumas emendas não tinham como ser aprovadas, porque isso já estava na LOA”, justificou Osório.

A LDO é uma lei que contém as diretrizes para LOA. Se o prefeito diz que vai fazer a pavimentação, não cabe aqui dizer a rua. Mas se o prefeito esquece alguma rubrica, ai sim o vereador vem e acrescenta. Por isso a Comissão não acatou algumas emendas, porque iriam prejudicar a peça“, pontuou Osinaldo.

LEIA MAIS

Gilmar Santos apresenta projeto para suspender aumento da cota de combustível da Câmara

(Foto: Lizandra Martins)

A sanção da lei que reajusta o valor da cota de combustível dos vereadores de Petrolina ainda repercute em Petrolina. Diante da negativa do presidente Aero Cruz (MDB) em reconhecer que não é o momento para altas, Gilmar Santos (PT) apresentou um projeto de lei pedindo alteração na matéria aprovada em 22 de junho.

LEIA TAMBÉM

Presidência sanciona aumento na cota de combustível para vereadores de Petrolina

Vale lembrar que Gilmar se absteve da votação do projeto, pois a matéria não dizia respeito apenas ao reajuste da cota. “A aprovação do projeto gerou grande revolta na população petrolinense, que, após a aprovação, passou a se posicionar de maneira veemente contra a decisão da maioria dos vereadores da Casa Plínio Amorim”, diz a nota da assessoria do edil.

Na visão de Gilmar, ainda há tempo para a Câmara de Vereadores reconhecer o erro e “demonstrar respeito ao sentimento e à vontade do povo de Petrolina, basta os vereadores aprovarem o projeto e o prefeito sancionar”.

Petrolina: DCE da Univasf emite nota sobre ato contra Bolsonaro

(FOTO: LIZANDRA MARTINS)

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) emitiu uma nota sobre o ato 3 de julho, conta o governo de Jair Bolsonaro (sem partido). A entidade afirma que estão distorcendo os fatos contra o vereador Gilmar Santos (PT).

LEIA TAMBÉM

Após repercussão de vídeo, Gilmar Santos emite nota sobre ato contra Bolsonaro

Sábado é marcado por manifestações contra Bolsonaro

“Ao final do Ato, foi organizada uma intervenção artística na beira do rio, com uma construção do “muro da vergonha” e uma pintura com caricaturas de Bolsonaro e Fernando Bezerra. Ao final da pintura, os manifestantes derrubaram o muro, representando simbolicamente a queda do governo. Em seguida todos os entulhos foram recolhidos pelos próprios participantes, para não aumentar a sujeira do rio que sofre com muito lixo em suas margens, em suas ilhas, redes de esgoto a céu aberto e obras de condomínios que descumprem o limite permitido“, diz a nota.

Confira a íntegra da nota a seguir:

LEIA MAIS

Após repercussão de vídeo, Gilmar Santos emite nota sobre ato contra Bolsonaro

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Gilmar Santos (PT) participou do ato ‘Fora Bolsonaro’, realizado em Petrolina no último final de semana. E o edil foi um dos assuntos comentados nos grupos de WhatsApp e redes sociais, por conta de um vídeo. Diante da repercussão das imagens, Gilmar se manifestou oficialmente sobre o fato.

LEIA TAMBÉM

Sábado é marcado por manifestações contra Bolsonaro

Em nota, ele explicou que o muro em questão foi construído antes do ato e pintado pela própria organização. “O Ato ocorreu sem qualquer situação de violência física, e sem gerar qualquer prejuízo ao patrimônio público e ao meio ambiente”, destaca a nota.

Confira a seguir o posicionamento do vereador:

LEIA MAIS

Sábado é marcado por manifestações contra Bolsonaro

UNE destacou mobilização nas capitais, como Recife (Foto: UNE/Divulgação)

O primeiro sábado de julho (3) foi marcado por manifestações em diversas cidades do país, contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Os atos foram convocados por entidades estudantis, partidos políticos e movimentos sociais, mobilizados pelas recentes denúncias de corrupção no governo.

Segundo a União Nacional dos Estudantis (UNE), cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Recife tiveram grande concentração de manifestantes. Em Petrolina também houve protesto. Os opositores se concentraram na Praça da Catedral e percorreram as principais ruas do Centro.

Polêmica em Petrolina

O vereador Gilmar Santos (PT) esteve no ato de Petrolina. Ele compartilhou um vídeo – e depois apagou – que repercutiu nas redes sociais. Nas imagens é possível observar o edil e alguns manifestantes destruindo um muro com desenho do rosto de Bolsonaro e do senador da República, Fernando Bezerra Coelho (MDB), líder do Governo no Senado.

LEIA MAIS

Julio Lóssio Filho protocola ação na Justiça para barrar aumento da cota de combustível aprovada na Câmara

Projeto foi aprovado por 18 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção (Foto: Ascom PMP)

A polêmica sobre a cota de combustível aprovada pela Câmara de Vereadores no último dia 22 de junho ganhou mais um capítulo. Candidato a prefeito de Petrolina em 2020, Julio Lóssio Filho (PSD) protocolou uma ação na Justiça de Pernambuco contra o aumento aprovado no Poder Legislativo.

“Defendo que, nesse momento, toda e qualquer despesa pública deve ser voltada para a saúde da nossa população e para socorrer aqueles que estão sofrendo com as consequências dessa pandemia. O aumento do combustível para os vereadores é imoral e precisa ser barrado. O número do Processo é 0006044-74.2021.8.17.3130“, escreveu nas redes sociais.

Outra ação

O vereador Gilmar Santos (PT), que se absteve de votar contra o projeto, também está buscando barrar esse aumento. O edil protocolou um ofício no dia 28 solicitando que a Mesa Diretora da Câmara revogue o artigo que aumenta em 50% da verba do combustível.

Gilmar Santos justifica abstenção em projeto que elevou cota de combustível dos vereadores

Gilmar Santos (PT) foi mais um membro da Oposição a ser entrevistado no programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina hoje (29). O edil explicou sua abstenção na matéria que aumentou a cota de combustível dos vereadores, pois segundo ele, a matéria não tratava apenas dessa temática.

LEIA TAMBÉM

Samara da Visão afirma que houve erro da Câmara ao computar voto favorável, mas não se manifesta por correção da ata

“O projeto não trata apenas do aumento de combustível, trata de normas para uso de veículo oficial da Câmara. 99% trata disso, nesse sentido nós não poderíamos votar contra. Mas não poderíamos ser também a favor dessa imoralidade de aumentar de R$ 2 mil para R$ 3 mil o valor do combustível”, pontuou.

Gilmar inclusive solicitou a retirada da matéria, pedindo a correção da matéria. Algo ignorado pela Mesa Diretora. “A gente foi vencido pela maioria e observando que votariam pelo aumento, tivemos a compreensão de abstenção, porque somos favoráveis as regras, mas contra o aumento do combustível”, destacou.

123