URGENTE: Bolsonaro testa positivo para covid-19

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou há pouco que testou positivo para covid-19. Ele concede entrevista coletiva no Palácio da Alvorada, em Brasília (DF). Ele havia apresentado sintomas gripais na segunda-feira (6) e por precaução foi aconselhado a cancelar sua agenda de compromissos.

O resultado do exame saiu há uma hora. “Ele acabou de dar positivo. Como que isso tudo aconteceu? Começou domingo, com uma certa indisposição e se agravou ao longo do dia da de segunda-feira. Cansaço, febre e dor muscular. Resolvei então, com esses sintomas, o médico da presidência apontando para contaminação da covid-19 fomos fazer uma tomografia“, disse.

Medicação

Aos jornalistas ele afirmou ter tomado duas doses de hidroxicloroquina: a primeira na segunda-feira e outra hoje (7), conforme indicado pelo seu médico. Apesar da contaminação, Bolsonaro voltou a afirmar que a pandemia está sendo “superdimensionada” e que fatalidades aconteceriam. “No meu entender houve um superdimensionamento [da pandemia], sabemos da fatalidade do vírus para aqueles que têm uma certa idade“, afirmou.

Caixa libera saque do Auxílio Emergencial a nascidos em fevereiro

A Caixa Econômica Federal libera hoje (7) o saque do terceiro lote da parcela do Auxílio Emergencial a um novo grupo de beneficiários. Poderão retirar o dinheiro os nascidos em fevereiro, que tiveram o benefício depositado em poupança digital no último dia 16 de junho.

Por conta da demanda do benefício a Caixa elaborou dois calendários para saque. O primeiro diz respeito apenas ao valor nas contas digitais. Para saque em dinheiro os prazos são outros. Nesta quarta-feira (8) poderão sacar os aniversariantes de março.

O auxílio foi criado para ajudar desempregados, autônomos e MEIs durante a pandemia do novo coronavírus. Inicialmente o pagamento será de três meses, porém, o Governo Federal prorrogou o pagamento. Confira o calendário para saque do Auxílio Emergencial:

Gonzaga Patriota critica Programa que substituiu o “Mais Médicos”

Deputado Gonzaga Patriota. (Foto: Arquivo)

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) destacou algumas ressalvas ao programa Médicos pelo Brasil, que substituiu o Programa Mais Médicos, criado pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Segundo o parlamentar, o novo programa não leva em consideração os “bolsões de pobreza” do país, que precisam ser considerados para “evitar perdas”.

“Segundo o Governo Federal, o Programa Médicos pelo Brasil atenderia plenamente a população brasileira. Mas essa não é a realidade. Com o fim do programa Mais Médicos, muitas regiões carentes deixaram de receber atendimento e isso, com certeza, colaborou para fragilidade do nosso sistema de saúde”, avalia Patriota.

LEIA MAIS

Após vetos de Bolsonaro, MPPE define que prevalece recomendações estaduais sobre uso de máscaras

Máscaras devem ser usadas em igrejas e mercados (Foto: Marcos de Paula/ Prefeitura do Rio)

A sanção com vetos da lei federal que torna obrigatório o uso de máscaras no Brasil, levou o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) a recomendar, na sexta-feira (3), que a lei estadual prevalecerá em relação a nacional. Isso porque entre os itens ignorados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), está a não obrigação do uso em mercados, por exemplo.

Uso permanece obrigatório até mesmo em igrejas

O procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros, assina a recomendação aos membros do MPPE. O documento será encaminhado aos prefeitos, os quais deverão “realizar campanha de conscientização para o uso obrigatório de máscaras”. Pela lei estadual também há previsão de multa a quem sair de casa sem máscara.

“Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal, foi assegurado o exercício da competência concorrente aos Governos Estaduais e Distrital e suplementar aos Governos Municipais (ADI n.º 6341 e ADPF n.º 672) na edição de normas sanitárias para o enfrentamento da Covid-19, amparando-se nos princípios da precaução e prevenção, pelos quais, havendo qualquer dúvida científica acerca da adoção da medida sanitária de distanciamento social, a questão deve ser solucionada em favor do bem saúde da população (ADPF n.º 668 e 669)”, justifica o procurador-geral.

Postura divergente

Para Dirceu, a postura do Governo Federal é divergente, portanto em Pernambuco o “uso das máscaras deverá ser exigido nos estabelecimentos públicos ou privados, inclusive comerciais e industriais, templos religiosos, estabelecimentos de ensino e demais locais fechados em que haja reunião de pessoas, sob pena de multa e delito sanitário, visto que a lei estadual não fez distinção da natureza do estabelecimento”.

Brasil registra 42.223 casos positivos e 1.290 novos óbitos por covid-19

O Ministério da Saúde atualizou os números da covid-19 na noite de sexta-feira (3). Agora são 1,5 milhão de casos confirmados desde o início da pandemia, em março. São 42.223 novos pacientes infectados nas últimas 24 horas, tendo como base dados repassados pelos estados às 19h15 de ontem.

No acumulado são exatos 1.539.081 pacientes contaminados pelo novo coronavírus, um aumento de 2,8% em relação a quinta-feira (2), quando eram contabilizados 1.496.858 casos. O boletim do Governo Federal também informa 1.290 mortes.

O Brasil totaliza 63.174 vítimas fatais da covid-19. A taxa de letalidade é de 4,1%. A boa notícia do boletim é que 868.372 pessoas já estão clinicamente curadas da doença. Os números do coronavírus no país podem ser acompanhados pelo painel mantido pelo Ministério da Saúde.

MEC deve oficializar secretário de Educação do PR como novo ministro

Renato Feder é o secretário da Educação do Paraná (Foto: Divulgação)

Renato Feder, atual secretário de Educação do Governo do Paraná, deverá ser oficializado como novo Ministro da Educação (MEC). A informação foi divulgada na manhã dessa sexta-feira (3), pela Rádio Bandeirantes e confirmada por fontes ligadas ao Governo Federal.

O nome de Feder ganhou força nos últimos dias, especialmente pelo seu perfil apaziguador. Caso confirmado, ele substituirá Carlos Decotelli, que ficou menos de cinco dias no MEC. Decotelli seria o primeiro ministro negro do Governo de Jair Bolsonaro (sem partido), mas caiu após uma sequência de polêmicas envolvendo seu currículo.

O MEC já teve três ministros desde o início da gestão Bolsonaro. O primeiro foi Ricardo Vélez Rodriguez, sucedido por Abraham Weintraub, exonerado depois de deixar o Brasil para morar nos Estados Unidos e Decotelli. Até o momento o Palácio do Planalto não se pronunciou oficialmente.

Jair Bolsonaro cumprirá agenda em Petrolina e na Bahia em julho

Presidente também comentou sobre fruticultura

Em sua tradicional live de quinta-feira (2), o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) comentou sobre as obras federais no Nordeste. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, antecipou que Bolsonaro cumprirá agenda em Petrolina nos próximos dias.

Obras e recursos

O senhor brevemente vai estar em Petrolina anunciando a ampliação de área irrigada, o senhor vai anunciar a expansão de área lá, além de uma série de perímetros na região“, destacou Marinho. Outra parada será na Bahia, agendada para 10 de julho. Especula-se que a cidade escolhida é Campo Alegre de Lourdes.

Marinho esteve na região há poucas semanas, anunciando recursos ao Sertão do São Francisco e também na capital Recife. Entre os compromissos do ministro também esteve a entrega do Residencial Pomares, do “Minha Casa, Minha Vida”.

Auxílio emergencial terá novas parcelas de R$ 600, afirma Paulo Guedes

O auxílio emergencial será prorrogado por mais duas parcelas de R$ 600 cada. A informação foi confirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao canal jornalista Igor Gadelha, da CNN Brasil nessa terça-feira (30). De acordo com Guedes, o anúncio oficial será feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro na tarde de hoje.

A cerimônia do anúncio está marcada para 16h, em Brasília. O auxílio emergencial – ou coronavoucher – é pago a brasileiros e brasileiras desempregados, autônomos e MEIs. Inicialmente eram previstas três parcelas durante a pandemia da covid-19.

A prorrogação do auxílio gerou uma nova rusga entre o Governo e a Câmara dos Deputados, que refutava a ideia de o valor ser reduzido. Estima-se que cada nova parcela terá impacto de R$ 50 bilhões nas contas públicas.

Brasil registra mais 38.693 casos e 1.109 óbitos do coronavírus

(Foto: Freepik/Banco de Imagens)

Os números de sábado (27) divulgados pelo Ministério da Saúde apontam que o Brasil confirmou mais 38.683 casos positivos do novo coronavírus e 1.109 óbitos nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia já são 1.313.667 pacientes infectados e 57.070 mortes.

A incidência da doença no país é de 625,1 por 100 mil habitantes, informa o Governo Federal. A taxa de letalidade é de 4,3%. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, 715.905 pessoas já se curaram da covid-19. Os números são referentes aos dados repassados pelos estados até às 18h45 de ontem.

Regiões

A Região Sudeste registra o maior número de casos de infecção pela covid-19 (447.548), seguida pelo Nordeste (432.704); Norte (246.861), Centro-Oeste (82.128) e Sul (65.733). O avanço da covid-19 no Brasil pode ser acompanhada através do painel do coronavírus, no site do Ministério da Saúde. Os dados desse domingo (28) serão divulgados ao final do dia.

Caixa paga neste sábado (27) auxílio emergencial a 6,5 milhões de pessoas

Durante o dia de hoje (27) e ao longo da próxima semana, a Caixa Econômica Federal fará o crédito da terceira parcela para os beneficiários do lote 1, que receberam a primeira parcela até 30 de abril. Já os beneficiários do lote 2, que tiveram o crédito da primeira parcela entre 16 e 29 de maio, receberão a segunda parcela. E os novos beneficiários do lote 4 receberão a primeira parcela.

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, como forma de fornecer proteção emergencial durante a crise causada pela pandemia de Covid-19. Esses lotes de pagamento são para os beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família, ou seja, para aqueles que fizeram o cadastro no site ou aplicativo da Caixa ou que já estavam inscrito no Cadastro Único do governo federal.

LEIA MAIS

Governo define preço médio do combustível para julho

(Foto: Guilherme Testa)

O Diário Oficial dessa quinta-feira (25) traz o Ato de n°19/2020 no qual determina o preço médio ponderado do combustível nos estados, a partir do dia 1º de julho. A tabela foi definida pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ).

Os valores servirão de orientação aos estados na comercialização nos postos de combustível. Na Bahia a gasolina comum (GAC) será de R$ 4,4020; a gasolina premium (GAP) custará R$ 5,2000; o diesel S10 em R$ 3,3930 e óleo diesel a R$ 3,3410.

Em Pernambuco os valores serão os seguintes: GAC R$ 4,6011; GAP R$ 4,6011; diesel S10 R$ 3,6001; óleo diesel R$ 3,6001. O CONFAZ é um órgão ligado ao Ministério da Economia do Governo Federal.

Brasil registra mais 654 óbitos e 21.432 novos casos de covid-19

O boletim de segunda-feira (22) apontou 1.106.430 casos confirmados do novo coronavírus no Brasil. Os dados do Ministério da Saúde indicam que em 24 horas foram registrados 21.432 contágios em todo país. O Governo Federal também informou 654 novas mortes.

Em números totais são 51.271 vítimas fatais desde o início da pandemia. A taxa de letalidade da doença é de 4,6 %, a de mortalidade alcançou 24,4. Sobre os casos recuperados já são 571.649 pessoas clinicamente curadas, informa o Ministério da Saúde.

Por regiões a distribuição dos casos está da seguinte forma:

Ministro do Desenvolvimento Regional anuncia construção de barragens no Sertão do São Francisco

Recursos para barragens do Sertão (Foto: Reprodução/Twitter)

A passagem de Rogério Marinho por Petrolina foi breve, mas com muitos compromissos nessa segunda-feira (22). O ministro do Desenvolvimento Regional também participou da inauguração da nova sede da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

LEIA TAMBÉM

Em visita de ministro, Miguel celebra linha de crédito ao Projeto Pontal e melhorias na Feira da Areia Branca

Habitação e fruticultura são destaques na visita do ministro do Desenvolvimento Regional a Petrolina

Durante a solenidade ele também assinou ordens de serviço para construção de barragens no Sertão, nos municípios de Orocó, Cabrobó, Terra Nova, Santa Maria da Boa Vista e Cedro. “Assinamos ordens de serviço para a construção de barragens que vão beneficiar 17,2 mil pessoas com acesso à água. Também assinamos cooperação com Banco do Nordeste para investimentos na produção irrigada de alimentos no projeto Pontal”, confirmou em suas redes sociais.

Agenda

A visita de Marinho a Petrolina ainda contou com a entrega simbólica do Residencial Pomares, localizado no bairro Cohab São Francisco. Ele também anunciou uma linha de crédito a produtores do Projeto Pontal e sinalizou recursos para a revitalização do Rio São Francisco.

Paulo Vogel assume MEC interinamente após saída de Weintraub

Paulo Vogel era número 2 do MEC (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Paulo Vogel foi nomeado ministro interino da Educação. Ele assume o posto deixado por Abraham Weintraub, exonerado no último sábado (20) depois de deixar o país. Vogel atuava como secretário-executivo do MEC, sendo considerado o número 2 da pasta.

LEIA TAMBÉM

Governo confirma exoneração de Weintraub após irmão noticiar chegada do ex-ministro aos EUA

Vogel tem graduação em economia e direito e pós-graduação em administração financeira. Na gestão de Jair Bolsonaro (sem partido) ainda integrou o grupo de transição e atuava como secretário-executivo adjunto da Casa Civil, onde Weintraub também exerceu função.

Entre 2013 e 2014, trabalhou como secretário-adjunto de Finanças e Desenvolvimento Econômico da cidade de São Paulo, período em que Fernando Haddad era prefeito. Nos bastidores o Centrão articula um nome para ser o novo ministro. (Com informações do JC Online).

Habitação e fruticultura são destaques na visita do ministro do Desenvolvimento Regional a Petrolina

Ações federais continuarão em Petrolina (Foto: Brena Souza/Rádio Jornal Petrolina)

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, fez sua primeira visita a Pernambuco na manhã dessa segunda-feira (22). A cidade escolhida foi Petrolina, onde ele entregou de forma simbólica alguns imóveis do Residencial Pomares.

Acompanhado do prefeito Miguel Coelho (MDB), do líder do Governo no Senado e Fernando Bezerra Coelho (MDB), Marinho ratificou o interesse do Governo Federal em conhecer a fruticultura irrigada para assim fortalecer esse setor da economia.

“Essa visita é o pontapé inicial, é a primeira visita que faço a Petrolina. A ideia é conhecermos melhor as obras de fruticultura irrigada. Existe a disposição para ampliar essa fronteiras agrícolas. Estamos em tratativas junto a bancada federal para ampliarmos as áreas irrigadas, inclusive em Petrolina. Há uma demanda reprimida devido ao sucesso“, afirmou o ministro.

LEIA MAIS
123