Vice-presidente do Brasil testa positivo para covid-19

Hamilton Mourão está com a covid-19. O vice-presidente da República testou positivos no último domingo (27) e está em isolamento social. Segundo nota divulgada pela assessoria, Mourão está na residência oficial do Jaburu, em Brasília (DF).

Mourão já havia cumprido isolamento em maio, após um servidor ter testado positivo. Porém, como não pegou a doença retornou aos trabalhos. Antes dele, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e diversos ministros já haviam se infectado.

“Na tarde de hoje, domingo, 27 de dezembro, foi confirmado o teste positivo para Covid-19 do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que permanecerá em isolamento na residência oficial do Jaburu”, diz a nota oficial da vice-presidência.

Bolsonaro terá alta nessa segunda-feira, mas ainda não assumirá Presidência

(Foto: Alan Santos)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) terá alta na tarde desta segunda-feira (16). A informação foi confirmada pelos médicos do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. Boslonaro retornará a Brasília ainda hoje, mas ainda não assumirá a Presidência.

O vice-presidente Hamilton Mourão permanecerá em exercício até quarta-feira (18), confirmou o Palácio do Planalto. Após sua recuperação, Bolsonaro viajará a Nova York, no dia 23 onde participará da assembleia-geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Bolsonaro estava internado desde o dia 8 de setembro, quando foi submetido a uma cirurgia que faz parte da recuperação de uma facada sofrida por ele na campanha de 2018.

Com primeira viagem de Bolsonaro, Mourão assume presidência nesta segunda

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

Depois de dois anos e cinco meses um vice-presidente assumirá o comando do país. Presidente eleito em outubro passado, Jair Bolsonaro (PSL) fará sua primeira viagem ao exterior e o general Hamilton Mourão assume o país na madrugada desta segunda-feira (21).

Mourão assume a cadeira de presidente em exercício até sexta-feira (25), quando Bolsonaro retorna do Fórum Econômico Mundial, na Suíça. Além de Bolsonaro, farão a viagem Paulo Guedes (Economia), Ernesto Araújo Relações Exteriores), general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Sergio Moro (Justiça) e Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral).

Antes da viagem, na sexta passada (18), Mourão se reuniu com Bolsonaro e  assessores para ouvir pedidos específicos e se inteirar sobre os trâmites do dia a dia. O substituto costuma assinar somente medidas pré-acordadas com o presidente e que não impactam o cotidiano governamental e político.

Com informações do UOL