UPAE e Hospital Dom Malan alertam sobre riscos provocados pelas chuvas

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A chuva é benção no sertão, mas, além de favorecer os plantios e levar água para quem precisa enchendo as cisternas e barreiros, as chuvas causam transtornos, e é preciso estar atento.

Os banhos de chuva, muitas vezes irresistíveis para as crianças, por exemplo, devem ser evitados, principalmente quando estiver relampejando. Durante uma tempestade o raio pode atingir pessoas, animais e até a rede elétrica, provocando uma descarga de alta voltagem sobre ela.

Isso pode queimar os aparelhos ligados no momento ou mesmo transferir essa carga (dando um choque) em quem estiver usando. “É sim perigoso tomar banho quando está relampejando, assim como é perigoso ficar próximo de telefones, computadores e outros aparelhos elétricos ligados na tomada”, garante o supervisor de manutenção da UPAE, Marcílio Ingson.

Entre os outros perigos que muitas vezes as pessoas não veem ou não se dão conta estão: as rajadas de vento, riscos de inundações e deslizamentos de terra, risco de afogamento, e de doenças provenientes de águas contaminadas arrastadas pelas chuvas.

Exclusivo: funcionário desmente nota do HDM e relata demissão por justa causa após gravar vídeo mostrando estragos causados por chuva

Funcionário acionou a Justiça para buscar direitos (Foto: Blog Waldiney Passos)

No dia 6 de janeiro, Petrolina registrou uma forte chuva durante a noite. Um funcionário do Hospital Dom Malan/IMIP fez um vídeo para mostrar a situação da unidade, que registrou alagamentos em algumas áreas. Dois dias depois das imagens circularem em grupos de WhatsApp, ele e uma colega de trabalho foram demitidos por justa causa.

LEIA TAMBÉM

Dom Malan desmente boato e classifica de “informação equivocada” notícia sobre demissão de funcionários

Em conversa com o Blog Waldiney Passos, o funcionário – que será mantido em sigilo – desmentiu a nota encaminhada pela assessoria do hospital que alegava não ter havido corte de profissionais. “Minha demissão e de minha amiga foi no dia 8 de janeiro. Fomos informados que agimos com improbidade ao fazer o uso do celular dentro do hospital e por causa do vídeo fomos demitidos por justa causa“, relatou à nossa equipe.

Ele e sua colega eram terceirizados pela Solunni Serviços Especializados, prestadora de serviços no HDM cuja sede é no Recife. O conceito de improbidade é “falta de honradez, de integridade, de lisura”. Ou seja, a empresa entendeu que os profissionais erraram ao mostrar a realidade do hospital.

Banco de Leite do Hospital Dom Malan realiza campanha para arrecadação de potes de vidro

Os interessados em ajudar na campanha devem deixar os potes de vidro no próprio Biama.

O Banco de Leite Humano do Hospital Dom Malan/IMIP (Biama) está realizando uma campanha para arrecadação de potes de vidro que são usados para o armazenamento do leite ordenhado e pasteurizado, destinado aos bebês prematuros.

Os potes precisam ser realmente de vidro para resistir ao processo de esterilização e a tampa de plástico para não enferrujar. Esse material passa por constante aquecimento e resfriamento, sofre desgaste e precisa ser substituído.

 “A gente perde alguns potes pelo desgaste mesmo do uso, outros quebram e ainda tem os que vão para a arrecadação do leite e não voltam. Então, no mínimo uma vez por ano realizamos essa campanha”, justifica a enfermeira gerente do Biama, Kaliane Medeiros.

UPAE e Hospital Dom Malan esclarecem dúvidas sobre processo seletivo

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Desde que o processo seletivo para formação de cadastro reserva da UPAE e do Hospital Dom Malan, foi divulgado, muitas pessoas estão com dúvidas, principalmente sobre as inscrições. Diante das indagações, as unidades de saúde esclareceram os principais pontos que permeiam a seleção.

De acordo com a Assessoria de Comunicação das unidades, especialmente para este processo seletivo, é necessário apenas inscrever ou atualizar o currículo no site do IMIP, na guia Trabalhe Conosco. Este acesso deve ser feito exclusivamente pelo computador, já que não possui suporte para smartphones.

Vale ressaltar que não haverá um guia de processo seletivo com link disponível no site, então, basta o usuário entrar com o seu CPF e cadastrar/atualizar os seus dados pessoais. A triagem curricular será feita com base nesse banco de informações. 

Briga com pedras entre flanelinhas é registrada no centro de Petrolina

Um popular registrou, na tarde dessa quarta-feira (07), uma briga entre flanelinhas no centro de Petrolina (PE), em frente ao Hospital Dom Malan (HDM/IMIP). Dois indivíduos começaram uma discussão e, em seguida, atiraram pedras, atingindo, inclusive, carros estacionados no local.

A confusão assustou quem passava pelo local. Uma mulher que tentava separar a briga quase foi atingida por uma pedra. Outros flanelinhas entraram na discussão. Aparentemente, ninguém se feriu.

As imagens foram compartilhadas em grupos de WhatsApp e muitas pessoas reclamaram da atuação dos flanelinhas na cidade. “Além de cobrar pelo estacionamento ali no centro, eles ainda trazem perigo para quem passa pelo local. Sendo que muitos são usuários de drogas”, disse um usuário.

UPAE e HDM ressaltam importância da doação de sangue

(Foto: iStock/Thinkstock)

O Dia Mundial do Doador de Sangue é comemorado anualmente no dia 14 de junho, a data tem como objetivo homenagear todos os doadores de sangue e conscientizar os não-doadores sobre a importância deste ato, responsável por salvar vidas.

Cientes da sua responsabilidade social e do seu papel de fomentar a educação em saúde, a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada e o Hospital Dom Malan, ambos geridos pelo IMIP em Petrolina, apoiam a causa.

O sangue não tem um substituto industrial, ou seja, não pode ser comprado. A doação de sangue é 100% voluntária e não causa prejuízos ao organismo. Uma única doação é possível salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado que podem ser utilizados em diversas situações clínicas.

Mãe agradece ajuda do HDM com filha prematura

Mãe e filha deram entrada no HDM no dia 20 de março de 2018 e tiveram alta no dia 24 de maio.

Após um ano de luta e esperança, Isabella Luiza Araújo agradeceu ao Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina pela ajuda da unidade em salvar a vida da sua filha, a pequena Laura, que nasceu prematura e completou um ano no último dia 20 deste mês.

“Quando ela nasceu, com apenas 28 semanas e 820g, achamos que ela não fosse sobreviver. Mas, nos apegamos a Deus nesse momento e ele nunca mais nos deixou duvidar”, disse a mãe em seu relato feito nas redes sociais esta semana.

Além da prematuridade, Laura teve que enfrentar uma hipotermia grave, precisou da ajuda de aparelhos para respirar e de uma sonda para se alimentar, teve icterícia grave, quadros de cianose, apnéia, infecção hospitalar e três paradas cardíacas.

“Não tenho dúvida de que a vida dela é um milagre. Deus sempre esteve com a gente. A assistência e o apoio que nós recebemos do Hospital Dom Malan e de todos os profissionais foram instrumentos para a vitória. Então, não tenho nem palavras para agradecer”, afirmou Isabella.

Resultado de exames que podem revelar causa da morte de adolescente grávida que morreu no HDM deve sair em 20 dias

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O delegado Gregório Ribeiro, que acompanhou a exumação do corpo da jovem Milian Carvalho da Silva, de 15 anos, nesta quarta-feira (25), no Cemitério Campo da Paz, no bairro Henrique Leite, em Petrolina, disse que o resultado dos exames que podem atestar a real causa da morte da adolescente deve ficar pronto entre 10 e 20 dias, caso não seja necessário enviar o material para Recife.

“Após a conclusão dos exames, o IML vai enviar o laudo para a Polícia Civil e com a conclusão da causa da morte da Milian, a gente vai poder chegar a uma conclusão se houve ou não negligência por parte do hospital ou por parte de outra pessoa”, informou o delegado.

LEIA TAMBÉM

Exumação do corpo de jovem gestante que faleceu no HDM está acontecendo na manhã desta quarta

Paulo Valgueiro explica porque exumação de gestante morta do HDM foi necessária

Gregório Ribeiro disse ainda que as investigações continuam e que a Polícia está ouvindo outras pessoas ligadas ao caso. Após a conclusão do inquérito a Polícia decide se oferece ou não denúncia a justiça. Milian Caravalho estava grávida de cinco meses quando deu entrada no Hospital Dom Malan/IMIP no dia 29 do mês de abril deste ano e morreu no dia 02 de maio dentro da unidade hospitalar.

Enileide de Souza Carvalho, mãe da adolescente acredita que o caso será elucidado após a investigação da Polícia Civil. “Confio plenamente em Deus e em todos que a justiça vai ser feita. Não só pela morte de minha filha, mas desde o início eu falo que luto por justiça, não só por minha filha, mas por muitas que já se foram. Não podemos permitir que outras se vão, que outras mães passem a dor que eu estou passando porque minha filha não morreu, eles mataram minha filha”, afirmou Enileide.

Médicos da UPAE e HDM lembram cuidados em caso de queimaduras na noite de São João

(Foto: Reprodução/ Internet)

Nesse período junino, a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada e o Hospital Dom Malan, ambos geridos pelo IMIP em Petrolina, lembram os principais cuidados com relação às queimaduras:

1 – O primeiro passo é esfriar o local queimado, através da exposição do ferimento em água fria corrente por 10 minutos. Não coloque gelo na lesão, pois ele pode queimar ainda mais a pele.

2 – A limpeza deve ser feita apenas com sabão neutro enquanto a água corrente (fria) resfria a queimadura. Caso algum material esteja aderido sobre a queimadura, como roupa ou plásticos, não force sua retirada. Nesse caso, apenas um médico deve resolver o problema.

Hoje é dia de acender fogueira e especialistas alertam sobre o risco de queimaduras nesse período

(Foto: Ilustração)

Nessa época, é comum as pessoas acenderem fogueiras e comemorarem o São João com queima de fogos. Por isso, é preciso estar bastante atento, principalmente com relação às crianças. Para ajudar com os cuidados, a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada e o Hospital Dom Malan, ambos geridos pelo IMIP em Petrolina, trazem algumas dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença.

Soltar balão, além de muito perigoso, é crime!

No Brasil, soltar balão é considerado crime ambiental, punível com pena de até três anos e pagamento de multa. A prática pode resultar em acidentes graves, como incêndios de grande proporção. Por isso, não solte balão!

Comissão de saúde da Câmara de Vereadores de Petrolina visita Hospital Dom Malan e pede esclarecimentos sobre o atendimento da unidade

(Foto: ASCOM)

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina (PE) recebeu, nesta segunda-feira (23), a visita dos vereadores Gilberto Melo, Zenildo do Alto do Cocar e Rodrigo Araújo, representando a Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores da cidade. Na oportunidade, os edis conheceram de perto e em números a realidade da unidade materno-infantil, que é referência para a Rede PEBA, composta por mais de 50 municípios e quase 2 milhões de pessoas.

Durante o encontro ficou claro que a pactuação da Rede PEBA precisa ser revista, pois os números de hospitais de referência são insuficientes para atender à demanda das unidades solicitantes; e que Petrolina precisa urgentemente de uma maternidade municipal para realização de partos de baixo risco.

Dos dados repassados aos vereadores merece destaque o balanço do primeiro trimestre de 2018: atendimentos de urgência e emergência (9.310); consultas ambulatoriais (6.664); e o total de cirurgias (1.554). Vale destacar que esses números correspondem à média de produção mensal e que no HDM não há falta de medicamentos ou exames.

“Lidamos com mais de 900 funcionários, somos altamente rigorosos, queremos que tudo funcione bem, mesmo diante das dificuldades enfrentadas pelos serviços públicos de saúde, e acredito que conseguimos. Somos a maternidade que mais realiza partos em Pernambuco, com uma média de 650 por mês, e mantemos o índice de satisfação do usuário em 74% entre bom e excelente”, ressaltou o superintendente Etiel Lins.

A avaliação final foi positiva. “As pessoas precisam conhecer melhor o Dom Malan. Muitas vezes as reclamações acontecem por falta de entendimento dos nossos protocolos e diretrizes. Então, oportunidades como essa são extremamente importantes”, ponderou Etiel.

Hospital Dom Malan recebe novas turmas dos Programas de Residência em Medicina e Enfermagem

(Foto: ASCOM)

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina (PE) recebeu, esta semana, as novas turmas dos Programas de Residência Médica (PRM) em Pediatria e Ginecologia/Obstetrícia e dos Programas de Residência em Enfermagem na Saúde da Mulher e Saúde da Criança.

O HDM oferece anualmente 10 vagas do PRM de Pediatria, 6 do PRM de GO, 1 vaga no PRM USG em Ginecologia e Obstetrícia, 07 vagas em Saúde da Mulher e 3 vagas em Saúde da Criança.

No hospital, os residentes médicos e enfermeiros dão continuidade à formação acadêmica na modalidade de ensino de pós-graduação, onde os alunos realizam atividades profissionais remuneradas sob a orientação de médicos especialistas.

Na recepção aos novatos, a diretora de Ensino e Pesquisa, Angélica Guimarães destacou: “Há oito anos realizamos atividades de ensino no HDM, e poder observar o crescimento do setor ao longo desse tempo é muito recompensador. Estamos formando profissionais nas áreas mais críticas da medicina e ofertando todos os anos profissionais formados dentro da realidade SUS, dos preceitos e filosofia do IMIP. Sem dúvida, essa é a nossa principal contrapartida para a sociedade”.

Com bastante propriedade, o médico Danilo Kauer, supervisor do PRM de Ginecologia e Obstetrícia, falou aos novatos sobre o que esperar da nova experiência. “Toda a minha formação médica tem como referência o Vale do São Francisco e posso afirmar que, no que depender de nós, vocês também sairão daqui excelentes especialistas”, deixou como recado.

Hospital Dom Malan realiza Carnaval do Voluntariado

(Foto: ASCOM)

O Hospital Dom Malan/IMIP, de Petrolina (PE), realizou nesta quinta-feira (8), o tradicional Carnaval do Voluntariado. O evento reuniu funcionários, colaboradores e usuários. O objetivo do momento festivo, é fazer com que todos da unidade materno-infantil sejam contagiados com a alegria da festa de momo, certos de que a iniciativa contribui para recuperação dos pacientes.

A festa que aconteceu no horário da manhã e levou a alegria a todos os pacientes com a visita dos foliões a todos os setores, acompanhados de uma orquestra de frevo. Os voluntários também confeccionaram máscaras que foram distribuídas durante o evento.

O Voluntariado do Dom Malan existe há 7 anos e realiza um calendário festivo, comemorando e celebrando as principais datas, como dia das mães, dia dos pais, natal e dia das crianças.

Abortamento de repetição é tema de reunião médico-científica do HDM/IMIP de Petrolina

Reunião médico-científica do HDM/IMIP de Petrolina. (Foto: ASCOM)

Por definição, o aborto é considerado a perda fetal antes de 22 semanas de gestação ou a perda de um feto com peso inferior a 500g. O aborto espontâneo é uma fatalidade comum, que acomete de 15 a 25% das mulheres que engravidam. Já o aborto de repetição é a situação na qual o casal experimenta três ou mais perdas gestacionais. Se a mulher tem mais de 35 anos, dois abortos em sequência já podem indicar um problema.

O assunto foi tema de debate este mês, na reunião médico-científica, do qual o Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina e mais 10 instituições de saúde e ensino do país fazem parte.

Situações como essa podem representar uma das maiores frustrações da vida reprodutiva de um casal. Mesmo sendo um fato bastante comum nas gestações iniciais, merece um tratamento médico específico e, muitas vezes, um acompanhamento psicológico. “Essas são pacientes que requerem uma assistência diferenciada, geralmente em centros especializados, para que seja oferecido um tratamento adequado diante das possíveis causas identificadas”, ressalta o especialista em medicina fetal do HDM, Marcelo Marques.

O Dom Malan recebe pacientes da rede que são referenciadas. “Elas são acompanhadas no ambulatório de ginecologia, onde é feito o atendimento inicial nesses casos. Aqui também as pacientes podem contar com os serviços de diagnóstico, onde podemos lançar mão de ultrassons, exames laboratoriais e o serviço de histeroscopia, que é algo novo, recentemente implantado”, informa Marcelo.

Entre estas possíveis causas do abortamento de repetição podem estar: idade materna acima dos 40 anos; anomalias cromossômicas; alterações metabólicas e obesidade; alterações uterinas; trombofilia e doenças autoimunes.

No Vale do São Francisco, o HDM/IMIP é o único hospital do SUS a ofertar exame de ponta para inspeção do útero

(Foto: Arquivo)

Além de contar com a única UTI pediátrica e materna do SUS disponível na região do Vale do São Francisco, o Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina inova mais uma vez e passa a oferecer em primeira mão em um serviço público de saúde: a histeroscopia diagnóstica, ou endoscopia ginecológica para inspeção do interior do útero.

A novidade foi apresentada pela equipe médica na última semana e três pacientes já passaram pelo procedimento. O exame minimamente invasivo é indicado para análise minuciosa de mioma, principalmente submucoso, pólipo uterino, sangramento pós-menopausa e biópsia para câncer do endométrio.

De acordo com o médico ginecologista do hospital, Eduardo Alves, a realização da histeroscopia representa um ganho imenso para as mulheres. “Antes dessa técnica a gente fazia a biópsia por meio de curetagem. Agora, através desse novo procedimento nós podemos realizar a coleta de forma mais simples e segura, sem a necessidade de uso de anestesia, sedação, corte ou internamento”, ressalta. 

1234