Em nota, HU afirma que denúncia de família de paciente transferido ao Hospital da Restauração é “inverídica” 

(Foto: Internet)

Mais cedo o Blog mostrou a denúncia de familiares do paciente Everton de Lima Oliveira, que teria sido transferido ao Hospital da Restauração, no Recife (PE) sem regulação do Hospital Universitário de Petrolina. Em nota encaminhada à nossa produção, o HU rebateu as afirmações da família.

Segundo o HU, o que foi repassado pelos parentes de Everton é “informação inverídica” e o paciente, morador de Izacolândia, foi “devidamente regulado”, numa ação “respaldada e de acordo com os parâmetros de referenciamento da REDE-PEBA”.

LEIA TAMBÉM:

Família de paciente denuncia descaso do Hospital Universitário

De acordo com a família do paciente, Everton chegou à Restauração sem ter sem nome na lista de regulação e foi obrigado a aguardar no corredor da unidade. No entanto, o HU alega que “o hospital sempre preza pela lisura e institucionalidade dos processos”.

Confira a seguir a resposta do HU:

LEIA MAIS

Salgueiro: menina de cinco anos morre após TV cair sobre ela

(Foto: SES/Divulgação)

Uma garota de apenas 5 anos moradora de Salgueiro, Sertão do Estado morreu na terça-feira (9) no Hospital da Restauração no Recife (PE). O acidente teria acontecido na escola onde a menina estudava, quando ela brincava com seus colegas.

De acordo com a Polícia Militar, ela foi socorrida no Pronto Socorro São Francisco, na sua cidade natal e transferida à capital pernambucana no início da tarde de ontem.

Ainda durante a noite o corpo da menina foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Recife. A polícia ainda não tem informações oficiais sobre as causas do acidente.

Ibimirim: homem ateia fogo no corpo da ex por não aceitar fim do relacionamento

(Imagem ilustrativa)

Inconformado com o fim do relacionamento com sua ex-companheira, Mirosman da Conceição Ferreira, de 24 anos ateou fogo no corpo de Josefa Maciara Leite da Silva, de 20 anos. A vítima teve 70% do corpo queimado e seu estado de saúde é considerado grave.

O caso aconteceu na cidade de Ibimirim, no Sertão do estado. Devido a gravidade dos ferimentos, tanto a vítima quanto o agressor foram transferidos para o Hospital da Restauração, no Recife.

Mirosman também teve queimaduras em 40% do corpo. Em depoimento, ele tentou justificar a agressão alegando estar inconformado com o término do relacionamento com Josefa.

Frustrado com a derrota do Sport, torcedor ateia fogo no próprio corpo

“Ele apenas diz que sentiu raiva, brigou com a esposa e depois colocou fogo em si”, conta o médico. (Foto: Arquivo)

Com a derrota do Sport para o Botafogo na noite desta quarta-feira (8), um torcedor de 54 anos, ateou fogo no próprio corpo. Severino Nascimento da Silva passou por cirurgia e teve de 15 a 17% do corpo queimado.

O torcedor foi encaminhado para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, por volta das 22h44 e teve a face e as mãos queimadas de forma mais superficial, mas as pernas, do joelho para baixo, tiveram queimaduras mais graves. Segundo o chefe da Unidade de Queimados do HR, Marcos Barretto, Severino alega que se sentiu frustrado após a derrota do time. “Ele apenas diz que sentiu raiva, brigou com a esposa e depois colocou fogo em si”, conta o médico.

Três das quatro vítimas de envenenamento recebem alta hoje no Recife

(Foto: Arquivo)

Após uma tentativa de envenenamento no Dia das Mães, três das quatro vítimas, receberam alta no Hospital da Restauração (HR), no Recife. No total, nove pessoas foram vítimas do ato criminoso.

Débora Regina Belo, 22 anos, cujo ex-namorado é o principal suspeito, continua internada. Foram liberados os avós paternos de Débora, Nilva Maria da Silva e Augusto Francisco Soares, e a tia Valquilene Maria Soares. O estado da jovem é considerado grave. Ela se encontra na Sala Vermelha do HR.

A prisão temporária de Jesemiel Hidalgo da Silva, de 27 anos e identificado como Kiko, foi decretada na última quarta-feira (17), mesmo dia em que ele prestou depoimento à Polícia Civil. A prisão temporária é de 30 dias.

Com informações do FolhaPE