Petrolina: Comunidade Católica de Santa de Rita de Cássia realiza leilão e doa verba arrecadada ao Hospital Dom Tomás

(Foto: Ilustração)

No último dia 24 de agosto, a Comunidade Católica de Santa de Rita de Cássia, do Povoado de Simpatia, zona rural de Petrolina (PE), realizou um leilão beneficente que arrecadou a quantia de R$ 8.578,00.

A verba arrecadada foi doada integralmente ao Hospital Dom Tomás da APAMI. Além dos recursos também foram arrecadados gêneros alimentícios doados ao hospital, que atende pacientes portadores de câncer.

Informações sobre doações podem ser obtidas por meio dos telefones do Hospital Dom Tomás, através dos números (87) 3862 8650 ou 3862 8654.

Após divulgação de situação crítica, portadora de câncer de mama consegue medicação no Hospital Dom Tomás

Hospital Dom Tomás/ APAMI. (Foto: Blog Waldiney Passos)

No dia 05 de março, o Blog Waldiney Passos publicou uma matéria sobre uma campanha lançada na internet para arrecadar fundos, em prol de Raimunda dos Santos Silva, de 59 anos, portadora de câncer de mama. A quantia arrecadada seria usada para comprar uma medicação que custa em média R$ 10 mil. O caso repercutiu na imprensa local e gerou comoção.

LEIA TAMBÉM:

Filha de portadora de câncer de mama lança campanha na internet na tentativa de arrecadar fundo para custear medicação

Quase um mês depois, o Blog foi informado na tarde desta quinta-feira (28), por Raquel dos Santos Silva, filha de Dona Raimunda, autora da “Vaquinha Virtual”, que sua mãe conseguiu retomar o tratamento no Hospital Dom Tomás em Petrolina (PE), administrado pela APAMI, onde está recebendo a medicação e acompanhamento da equipe médica da Unidade.

“Com extrema felicidade venho aqui agradecer pelo carinho que tiveram comigo e minha mãe. Hoje um sentimento de alegria e alívio contagia a minha alma, e cada momento, sacrifício, lutas e decisões, valeu a pena. Toda a ajuda que eu recebi e estou recebendo mudou o destino da minha vida, graças às pessoas boas, eu posso falar alegremente que conseguimos conquistar a vitória. Cada passo foi duro e importante, mas através disso alcançamos nossos objetivos, e com isso ela conseguiu começar o tratamento para ter a cura total das enfermidades”, comemora Raquel.

Falta de documentação da APAMI impediu repasses, afirma Governo de Pernambuco

(Foto: Arquivo)

A celeuma envolvendo o Hospital Dom Tomás, em Petrolina, ganhou mais um capítulo. Depois das solicitações feitas pelo Blog Waldiney Passos a secretaria Estadual de Saúde (SES) enviou agora pouco uma nota, na qual afirma que a falta de repasse da verba obtida por emendas parlamentares se deu por falhas da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami).

Segundo o Governo do Estado, “o órgão estadual, com base na Portaria 3134 do Ministério da Saúde (MS), foi impedido de fazer o repasse do montante em questão, porque a Apami não possuía as documentações e certificações necessárias”, destaca a nota.

LEIA TAMBÉM:

Bancada de situação cobra Governo de Pernambuco sobre repasses ao Hospital Dom Tomás

Segundo APAMI, Governo do Estado não fez repasse de recursos liberados em 2016

Pacientes denunciam falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Habilitação

O Estado alega ainda que a ordem de devolver o recurso das emendas partiu da União. “O MS já ordenou que os recursos das emendas sejam devolvidos para a União”, relata a secretaria. Em relação à habilitação – anunciada pelo MS em novembro de 2018 – a pasta estadual também transferiu a responsabilidade à Apami.

“Por conta de pendências de documentação da própria Apami, houve um atraso na efetivação”, relata a SES. Contudo, o “processo já está em fase final”. Para saber como está o andamento desse processo o Blog procurou o Ministério da Saúde, porém o órgão ainda não respondeu a nossa cobrança.

Leia a seguir a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Bancada de situação cobra Governo de Pernambuco sobre repasses ao Hospital Dom Tomás

Para vereadores da situação, Governo do Estado é o responsável por falta de medicamentos no HDT (Foto: Blog Waldiney Passos)

A realidade do Hospital Dom Tomás (HDT), referência no tratamento de pacientes com câncer em Petrolina e Bahia é delicada. Há exatamente um mês o Blog Waldiney Passos mostrou com exclusividade a falta de medicamentos a pacientes de quimioterapia e nada mudou até o momento.

Sem medicamentos os doentes estão com seu tratamento prejudicado e na visão dos vereadores da bancada governista de Petrolina, a culpa é do Governo do Estado. “O Hospital Dom Tomás é de referência, atende não só Petrolina, mas toda região. Da Bahia ao Piauí e chegou a hora dessa Casa chamar atenção dos deputados que estão pertinho do governador Paulo Câmara, pra que eles cobrem uma emenda do senador Fernando Bezerra Coelho que está lá no Estado. [A verba] não é do Estado, é do Governo Federal”, disse Zenildo Nunes (PSB).

LEIA TAMBÉM:

Segundo APAMI, Governo do Estado não fez repasse de recursos liberados em 2016

Secretaria Estadual de Saúde se pronuncia sobre falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Pacientes denunciam falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Presidente em exercício na sessão de quinta-feira (28), Ronaldo Souza (PTB) afirmou que a Comissão de Saúde da Câmara constatou o “colapso” da unidade e em seguida, Manoel da Acosap (PTB) apresentou um breve relatório da análise feita pelos colegas.

LEIA MAIS

Segundo APAMI, Governo do Estado não fez repasse de recursos liberados em 2016

Hospital Dom Tomás em Petrolina.

A Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (APAMI) emitiu uma nota esclarecendo a falta de repasse de recursos destinados ao Hospital Dom Tomás pelo Governo do Estado.

De acordo com o documento, os recursos das emendas parlamentares do Senador Fernando Bezerra Coelho e do Deputado Adalberto Cavalcanti, totalizando R$ 5.500.000,00, depositados na conta do Estado de Pernambuco em abril de 2016, destinados ao Hospital Dom Tomás, nunca foram repassados à instituição. Ainda segundo a nota, caso o valor do repasse tivesse sido destinado à APAMI, o Estado poderia ter absorvido os recursos.

Outro ponto esclarecido pela instituição diz respeito à aprovação da habilitação do Hospital Dom Tomás como UNACON, assinada pelo Ministro Gilberto Occhi em novembro de 2018, e que teria contratualização prometida pelo estado até dezembro de 2018, não foi concretizado.

Segundo a APAMI, “esse atraso prejudica o recebimento dos recursos anunciados e de outras dotações orçamentárias necessárias para o bom funcionamento do serviço”.

Secretaria Estadual de Saúde se pronuncia sobre falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

(Foto: Internet)

Na manhã de sexta-feira (01) o Blog Waldiney Passos publicou uma matéria sobre a falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás em Petrolina. A medicação que segundo pacientes e seus familiares está em falta na unidade de saúde, é usada no processo de quimioterapia feito por pacientes com câncer.

LEIA TAMBÉM

Pacientes denunciam falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde afirmou que os medicamentos em falta no Hospital Dom Tomás não são fornecidos pelo SUS. Confira a nota na íntegra:

LEIA MAIS

Pacientes denunciam falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Hospital Dom Tomás atende pacientes de Petrolina e da rede PEBA (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Hospital Dom Tomás (HDT) é referência no interior de Pernambuco, mas apesar da sua importância a nível local os pacientes em tratamento na unidade estão passando por dificuldades. O Blog Waldiney Passos recebeu denúncias a respeito da falta de medicação de quimioterapia.

De acordo com os denunciantes – familiares de pacientes em tratamento no HDT – o hospital não estaria recebendo medicação suficiente. “Tá faltando medicamento de quimioterapia, tem pouca gente fazendo o tratamento porque está faltando esse medicamento. Várias pessoas estão voltando pra casa sem receber o tratamento. Um funcionário inclusive chegou a confirmar que estava faltando”, relatou a familiar de uma paciente ao Blog.

Em falta

Uma parte dessa medicação seria fornecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a outra parte, adquirida com recurso das doações recebidas pela Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (APAMI). Os remédios em falta seriam o Tamoxifeno, comprimido entregue a pacientes em pós-quimioterapia e o Taxol, utilizado na quimioterapia injetado na veia do paciente.

Outro lado

Nossa produção tentou desde ontem (31) contato com a coordenação do Hospital para saber o que estaria ocasionando os problemas citados na matéria. Contudo, não conseguimos conversar com ninguém da unidade, apesar de agendarmos dois horários para entrevista via telefone na quinta-feira e hoje (1º).

Também procuramos a secretaria Estadual de Saúde (SES) durante essa sexta-feira. A pasta afirmou estar apurando a situação e em breve se pronunciará oficialmente. Reiteramos que o Blog permanece aberto aos esclarecimentos.

Novembro Azul: a fase de tratamento e recomeço da vida 

Na última matéria do especial sobre o Novembro Azul o Blog Waldiney Passos visitou o Hospital Dom Tomás (HDT), que apesar de ainda estar com as portas fechadas vem atendendo pacientes em tratamento contra o câncer. Gerenciado pela Associação de Amparo à Materninidade e à Infância (Apami), o HDT está habilitado a receber repasse federal e atender pacientes via Sistema Único de Saúde (SUS), durante uma solenidade na semana passada na sede do hospital.

Durante nossa visita ao HDT conversamos com o médico urologista Josivan Amorim que nos explicou como é o atendimento na unidade. “Aqui a gente todo o suporte para [o tratamento de] diversos tipos de câncer, inclusive o de próstata. É o segundo câncer mais comum no homem, só pede para o câncer de pele e é o segundo tumor que mais mata, só perde para o de pulmão. Sua quantidade por ano no Brasil, cerca de 60 mil novos casos são diagnosticados”, comenta.

A escolha do tratamento

Na Apami ainda não é possível realizar o tratamento por meio da radioterapia, uma das formas indicadas para combater o tumor. Entre as disponíveis, o médico elenca as mais eficazes, a depender do estágio no qual a doença é descoberta.

LEIA MAIS

Ministro da Saúde visita Petrolina, anuncia serviços e habilitação do Hospital Dom Tomás

Solenidade aconteceu no prédio da unidade oncológica, no bairro Gercino Coelho (Foto: Thamires Santos/Rádio Jornal)

Atual ministro da Saúde, Gilberto Occhi visitou Petrolina na manhã dessa quinta-feira (22) e cumpriu uma intensa agenda ao lado do prefeito Miguel Coelho. A vinda de Occhi ao município acontece um dia após o anúncio de que ele não ficará no cargo no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Occhi esteve no município para anunciar uma série de serviços na saúde, entre eles o credenciamento de um novo Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), no bairro Vila Mocó e quatro leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no Hospital Dom Tomás, além da habilitação da unidade como hospital.

Representando o Governo do Estado, o secretário Estadual de Saúde, José Iran da Costa Júnior elogiou o trabalho desempenhado pelo ministro. “Estou como secretário há 3 anos e 11 meses e passei por vários ministros e Pernambuco com o senhor recebeu uma atenção especial”, afirmou.

LEIA MAIS

“Doutores da Alegria” promove ação no Hospital Dom Tomás em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Nesta quinta-feira (11), a Faculdade UNINASSAU Petrolina (PE), vai iniciar o projeto “Doutores da Alegria – despertando sorrisos”. A primeira ação acontecerá no Hospital Dom Tomás (HDT) com ações lúdicas para 50 crianças que estão em tratamento de quimioterapia, em comemoração ao Dia das Crianças.

A proposta é promover ações lúdicas, envolvendo arte, humor e conhecimento, para as crianças internadas. “É muito gratificante ver futuros profissionais com um olhar humanizado, artístico e profissional. Será mais um dos lindos projetos sociais que a Instituição desenvolve”, contou a diretora da unidade, Anna Cristina.

O projeto foi idealizado por estudantes dos cursos de Saúde e o professor Thiago Coelho com apoio do Núcleo de Apoio ao Educando (NAE). A população pode participar doando brinquedos, que estão sendo arrecadados até amanhã (10), na Faculdade UNINASSAU. A Instituição fica na Av. Clementino Coelho, 714, bairro Atrás da Banca, Petrolina.

Inscrições para Congresso de Oncologia do Hospital Dom Tomás são prorrogadas

Hospital Dom Tomás/ APAMI. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Com o intuito de propor novas discussões a cerca dos temas voltados ao tratamento e prevenção do câncer na região do Vale do são Francisco, o Centro de Oncologia Dr. Muccini e o Hospital Dom Tomás, através da Apami prorrogaram o prazo de inscrições para III Congresso de Oncologia do Hospital Dom Tomás.

Agora, as inscrições, que são limitadas, seguem até a próxima quinta-feira (30) e podem ser feitas no Centro de Oncologia das 13h às 17h.

Os congressistas irão participar de palestras, minicursos e poderão inscrever trabalhos científicos que serão apresentados durante o congresso.

Serão abordados temas sobre os cânceres de mama, pulmão, estômago, cólon, próstata, oncologia pediátrica e oncohematologia por profissionais dos principais serviços de oncologia do nordeste.

O valor da inscrição é de R$ 80 para estudantes e R$ 120 para profissionais da área de saúde, público alvo do evento que acontece nos dias 30 de novembro a 02 de dezembro no Hotel Nobile Suítes.

O Centro de Oncologia fica localizado na Rua visconde de Mauá, número 10, Bairro Gercino Coelho.

Hospital Dom Tomás receberá equipamento do Ministério da Saúde

(Foto: Ascom)

O novo ministro da Saúde do governo Michel Temer se encontrou com o senador Fernando Bezerra Coelho nessa semana. Gilberto Occhi anunciou a entrega de um equipamento de radiologia ao Hospital Dom Tomás, que presta assistência oncológica a mais de 1,5 mil pacientes de Petrolina e cidades vizinhas.

Além do equipamento, o Dom Tomás receberá a Certificação Uniacom, concedido a unidades que atendam requisitos para atenção especializada no tratamento de câncer. Occhi também confirmou que os repasses mensais de recursos da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), que administra o Dom Tomás, será aumentado.

“O ministro demonstrou sensibilidade às demandas e sinalizou para o atendimento delas no menor tempo possível”, disse o senador Fernando Bezerra. O senador apresentou entre 2015 e 2016 emendas parlamentares que somam R$ 3.876.200,00 para aquisição de equipamentos ao Dom Tomás.

Diretor-presidente da Apami, Augusto Coelho comemorou a novidade. “Acreditamos que estes benefícios chegarão, com celeridade, aos milhares de pacientes que tanto precisam da assistência gratuita prestada pelo Hospital Dom Tomás”, afirmou.

Homem é preso com arma falsa no bairro Gercino Coelho

Um homem foi preso no início da tarde dessa terça-feira (6) no bairro Gercino Coelho. Equipes da Rocam e Nis 4 receberam uma denúncia anônima de que dentro de um veículo Palio azul com placa KJN-5439 havia uma arma.

O veículo estava estacionado na Avenida das Nações, próximo ao Hospital Dom Tomás e ao abordarem seu proprietário, a PM encontrou uma arma falsa, no modelo da pistola PT100 Taurus dentro do porta luvas do carro.

O acusado assumiu ser proprietário da arma e foi conduzido pela polícia à delegacia.

Estado ainda não quitou débitos com Hospital Dom Tomás; instituição está na lista de contemplados pelo Ministério da Saúde

Hospital Dom Tomás/ APAMI. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Ministério da Saúde anunciou na sexta-feira (2) a entrega de 140 equipamentos de radioterapia para hospitais do país. Inicialmente 36 instituições entraram na lista de espera, dos quais oito já estão prontos para atender ao público e mais adiante, 16 receberão recursos para realização de obras, entre eles o Dom Tomás.

O objetivo do Ministério da Saúde é ampliar o atendimento para 18,5 milhões de pacientes no tratamento de câncer, por meio de investimento de R$ 163,74 milhões na saúde pública. Segundo a publicação do Governo Federal, o Hospital Dom Tomás receberá recursos para a construção de um bunker e receberá um acelerador linear.

O fundador da APAMI e Dr. Augusto Coelho não pôde confirmar as informações, pois até o momento não teve notícias oficiais do Ministério. No entanto, Dr. Augusto revelou que o débito do governo de Pernambuco com a instituição ainda não foi quitado: “O que posso afirmar formalmente hoje é que o saldo devedor do Governo de Pernambuco ainda não foi quitado”.

Segundo Dr. Augusto o governo do Estado deveria ter saldado seus débitos com o hospital no 25 de janeiro. Conforme já noticiado, o governador Paulo Câmara havia se comprometido a pagar mais de R$ 1 milhão 175 mil referente aos débitos de novembro e dezembro, fato não concretizado até o momento.

APAMI voltou a funcionar nesta segunda-feira, mas de forma parcial

Hospital Dom Tomás/ APAMI. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A Associação de Amparo à Maternidade e a Infância (APAMI), de Petrolina (PE), entidade que gerencia o Hospital Dom Tomás, referência no tratamento de câncer no Vale do São Francisco, voltou a atender os pacientes nesta segunda-feira (15).

“Graças a Deus. Agora estamos mais aliviadas”, disse Dona Ednalva Ferreira Xavier, que tem um filho em tratamento na unidade.

O funcionamento, porém, ainda é de forma parcial, explicou por telefone ao blog, o diretor-presidente da APAMI, Dr. Augusto Coelho.

Segundo ele, o dinheiro repassado pelo o governo de Pernambuco, como pagamento de parte da dívida que acumulou desde outubro, não foi suficiente para pagar todos os fornecedores, prestadores de serviço e repor todo o estoque de medicamentos.

“Nós tivemos que regularizar a folha de pagamento que também estava atrasada e recebemos um voto de confiança de alguns credores, por isso voltamos a funcionar, mas ainda não estamos com nossa carga máxima”, explicou Dr. Augusto.

Ele informou também, que todas as pessoas que já são pacientes do hospital serão atendidas. Mas os novos pacientes que surgirem apenas os casos mais graves serão encaminhados para atendimento.

APAMI recebeu R$ 1 milhão 175 mil do governo do estado como parte da dívida do repasse do SUS que está atrasado e espera receber outro montante em igual valor até o dia 25 de janeiro para o atendimento voltar ao normal. A instituição recebeu também R$ 186 mil, referente a um programa do Governo Federal chamado leitos de retaguarda, que vem via Prefeitura de Petrolina.

12