Julho Verde: Hospital Universitário de Petrolina faz alerta sobre câncer de cabeça e pescoço

(Foto: Ascom)

Dia 27 de julho é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço e, em alusão à data, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) desenvolveu a campanha “Julho Verde” para conscientizar a população acerca dos sintomas da doença e a importância da detecção precoce.

O Hospital Universitário colabora, anualmente, com a campanha promovendo atendimentos e palestras, porém, em decorrência da pandemia de Covid-19, neste ano de 2020, o hospital fará uso de ferramentas digitais para continuar levando esclarecimentos à sociedade.

LEIA MAIS

Exame confirma segundo óbito por Covid-19 em Canudos (BA)

A Prefeitura de Canudos confirmou, na tarde desta quinta-feira (2), a segunda morte causada pelo novo coronavírus (Covid-19) no município. Trata-se de uma mulher de 63 anos, que estava internada há oito dias no Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco, em Petrolina.

A paciente deu entrada no hospital de Petrolina no dia 18, para tratamento de outra doença, e retornou à Canudos no dia 25. Na terça-feira (30), a paciente deu entrada no Hospital Municipal Genário Rabelo de Alcântara com falta de ar e saturação baixa, indo a óbito no mesmo dia.

Devido os sintomas, a morte foi considerada suspeita e a Secretaria de Saúde de Canudos realizou a coleta que foi enviada para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Nesta quinta (02), o resultado do exame foi divulgado confirmando que a paciente morreu infectada pelo novo coronavírus.

Diante dos novos casos e segunda morte por Covid-19, a Prefeitura de Canudos informa que estenderá por mais 10 dias o fechamento do comércio considerado secundário, mantendo apenas o funcionamento dos estabelecimentos essenciais.

A Prefeitura e o Prefeito Geo lamentam essa fatalidade e prestam solidariedade aos amigos e familiares por esta irreparável perda.

Deputado Lucas Ramos critica ações de Miguel Coelho no combate a Covid-19

Em nota enviada à imprensa nesta quinta-feira (25), o deputado estadual Lucas Ramos criticou o trabalho do prefeito de Petrolina Miguel no combate ao novo Coronavírus.

O deputado chegou a dizer que a justiça atestou como incompetentes as ações do prefeito e que ele não reconhece o esforço do governo do estado para conter a pandemia. Na nota, Lucas informa que nesta sexta-feira (26), o Hospital Universitário irá receber 40 novos respiradores para ajudar no combate a Covid-19.

Veja a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Hospital Universitário faz esclarecimento para combater possível propagação de “notícias falsas”

(Foto: Arquivo)

Diante do cenário de possível propagação de “notícias falsas”, o Hospital Universitário nega, veementemente, a acusação que aponta suposta manipulação de dados referentes aos seus pacientes com Covid-19.

O HU vem seguindo os protocolos do Ministério da Saúde para identificar ação e tratamento dos pacientes, sejam eles suspeitos ou confirmados, com Covid-19.

Todos os dados estatísticos são produzidos tecnicamente e encaminhados, diariamente, a órgãos fiscalizadores como: o Ministérios Públicos dos estados de Pernambuco e Bahia e para à Secretária Municipal de Saúde de Petrolina-PE para acompanhamento dos números.

O Setor Jurídico do Hospital Universitário já está analisando o caso e tomará as medidas cabíveis.

Hospital Universitário de Petrolina vai ganhar novos leitos para o enfrentamento à Covid-19

(Foto: Ascom/UNIVASF)

A ampliação da rede de atendimento disponibilizada pelo Hospital Universitário (HU) e pela Policlínica da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) para pacientes com o novo coronavírus foi discutida pelo reitor pro tempore da Univasf, Paulo César Fagundes Neves, em uma reunião realizada nesta quarta-feira (6) entre o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho; o secretário Executivo de Regulação em Saúde de Pernambuco, Giliate Coelho Neto, que participou via web conferência e outros representantes da prefeitura de Petrolina e do Hospital Universitário. O encontro aconteceu durante a manhã, no Gabinete da Reitoria, no Campus Sede da Univasf, em Petrolina (PE).

No início da manhã, a comitiva fez uma visita ao HU-Univasf e à Policlínica para conhecer a infraestrutura já existente e as possibilidades de ampliação. A Policlínica, no momento, conta com 8 leitos de UTI destinados a pacientes da Covid-19, que serão ampliados para 12.

LEIA MAIS

Mais de 3,6 mil profissionais já foram convocados pela Ebserh para o combate à Covid-19; inclusive para Petrolina

O hospital universitário de Petrolina é administrado pela Rede Ebserh. (Foto: Internet)

O número de convocações de profissionais temporários para o enfrentamento à pandemia de Covid-19 nos hospitais universitários da Rede Ebserh, empresa que administra os hospitais universitários, já soma mais de 3,6 mil desde seu início, sendo que quase 600 já iniciaram suas atividades. Aliado aos profissionais que já atuavam nos hospitais e a outras ações da Ebserh – como investimentos em medicamentos, infraestrutura e equipamentos –, o reforço de pessoal possibilitou a oferta de mais de 1,5 mil leitos exclusivos para o atendimento e apoio a pacientes com Covid-19.

O diretor de Gestão de Pessoas, Rodrigo Barbosa, alertou para as próximas convocações, uma vez que a efetivação das contratações temporárias pode resultar em mais avanços. “Os candidatos devem estar atentos à publicação dos editais. É fundamental o comparecimento nas datas corretas e atenção à documentação exigida, para que possamos continuar garantindo atendimento à população brasileira nesse momento tão delicado”, afirmou Barbosa.

Com mais de 225 mil inscrições efetivadas, o processo seletivo emergencial da Rede Ebserh teve como objetivo formar cadastro reserva, com possibilidade de contratação temporária de aproximadamente 6 mil profissionais, de acordo com as necessidades dos hospitais. Não houve impacto aos concursos públicos em andamento, que continuam seguindo seus trâmites normais.

Foram autorizadas aproximadamente 900 vagas para médicos (nas especialidades de Medicina de Emergência, Anestesiologia, Clínica Médica e Medicina Intensiva), 1,4 mil enfermeiros (incluindo as especialidades de Terapia Intensiva e de Urgência e Emergência), 3 mil técnicos em enfermagem, 500 fisioterapeutas e 100 vagas para engenheiros (clínico e mecânico) e arquitetos, necessários para promover as mudanças estruturais exigidas para a acomodação de pacientes infectados pelo Covid-19.

Paciente que dançou com médico ao som de ‘Asa Branca’ recebe alta

Nesta semana o vídeo de uma paciente dançando com o médico em Petrolina, Sertão do São Francisco, ganhou a internet. A paciente, que foi a primeira vítima da covid-19 a dar entrada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por conta do novo coronavírus, recebeu alta nesta quarta-feira (22).

Ao som de ‘Asa Branca’,  a paciente dançou com o médico Pedro Diniz, que atua no Hospital Universitátio da Universidade Federal do Vale do São Francisco.

O anúncio da cura clínica foi feito pela Prefeitura de Petrolina nesta quinta-feira (23). A mulher, teve alta hospitalar nesta quarta-feira (22). Ela também teve H1N1. Antes da alta, a paciente fez um teste rápido e deu negativo para o novo coronavírus. Com isso, Petrolina agora tem 5 casos considerados curados clinicamente.

A paciente que tem 29 anos, foi internada no dia 2 de abril e passou 14 dias entubada.

Covid-19: Médico de Petrolina comemora recuperação de paciente dançando com ela no hospital

(Foto: Internet)

Um vídeo publicado na internet pelo médico Pedro Carvalho Diniz trouxe esperança e quebrou o clima de tensão em relação a covid-19 em Petrolina, cidade do Sertão de Pernambuco.

Nas imagens que aparecem no perfil do Doutor Pedro no twitter, ele aparece dançando, ao som da música Asa Branca, de Luiz Gonzaga e palmas de outros profissionais do hospital, com uma paciente que se recuperou da covid-19, depois de ser entubada na UTI do Hospital Universitário de Petrolina (PE).

Também na publicação do vídeo, o Doutor escreveu: “No primeiro dia de UTI eu a intubei. No 14°, a extubei. No 18°, a chamei para dançar. A primeira paciente da UTI COVID. Uma mensagem de esperança para pacientes, familiares e profissionais que combatem a doença #COVID-19 #VaiPassar #FicaEmCasa”.

A mulher é a primeira paciente atendida na unidade exclusiva para coronavírus montada pela prefeitura de Petrolina.

Petrolina confirma mais um caso positivo da Covid-19; número de infectados chega a 16

(Foto: Sajjad Hussain/AFP)

A Prefeitura de Petrolina confirmou, nesta segunda-feira (20), mais um caso positivo do novo coronavírus (Covid-19). A confirmação foi feita através de testagem rápida. O paciente é um homem, de 51 anos, que está internado no Hospital Universitário (HU). Ele estava notificado como Síndrome Respiratória Aguada Grave (SRAG) e também aguarda resultado do exame realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

Com isso, o município agora conta com 16 casos positivos da doença, sendo que 8 foram confirmados através de testes rápidos feitos pela prefeitura e 8 diagnosticados através do exame realizado pelo laboratório do governo do estado.

A prefeitura aguarda resultados de outros exames feitos pelo estado e vai continuar realizando os testes rápidos em pessoas que já vinham sendo monitoradas pela equipe de saúde da rede municipal. Nenhuma morte causada pela Covid-19 foi registrada até o momento.

SRAG

Quanto aos dados relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o boletim aponta que 8 casos são investigados e 29 foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de 1 óbito.

Hospital Universitário de Petrolina lança site com conteúdos relacionados à pandemia de Covid-19

A campanha “Juntos Somos Mais Fortes” foi desenvolvida pelo Hospital Universitário (HU) para levar informações sérias e de qualidade à população e aos próprios colaboradores da unidade. Os conteúdos estão concentrados em uma página criada pela Unidade de Comunicação Social do HU.

Os internautas poderão acessar diversos vídeos gravados pela equipe multiprofissional do hospital com orientações a respeito da doença e de como manter a saúde física e mental durante o período de isolamento social. São dicas de alimentação saudável, atividade física, proteção contra o coronavírus, entre outros  temas.

A página também disponibiliza um espaço para esclarecer dúvidas sobre a doença e formas de proteção. Basta acessar o site pelo endereço: bit.ly/juntoshuunivasf e enviar a sua pergunta.

Projeto Escola Verde arrecada garrafas para armazenamento de álcool em gel, saiba como ajudar

A pandemia do novo coronavírus trouxe um sentimento de incerteza nos brasileiros, mas por um lado, acendeu uma chama de solidariedade. O Projeto Escola Verde (PEV) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) está coletando garrafas vazias de água mineral e de álcool.

A meta é recolher o maior número possível de material, para os professores da instituição que estão produzindo álcool. O material produzido na Univasf é doado ao Hospital Universitário (HU) para ajudar no combate ao covid-19.

“As doações podem ser feitas em qualquer quantidade e qualquer tipo e tamanho de garrafas, desde que sejam de plástico e de água mineral ou álcool”, orienta o PEV.

Saiba como contribuir

Para ajudar basta comparecer ao  Laboratório Farmacotécnico Hospitalar, na Policlínica da Univasf em Petrolina ou na Sala 6 do Campus de Juazeiro (BA) até esta quinta-feira (12).

Quem tiver uma grande quantidade a ser doada deve entrar em contato com a equipe, que irá buscar o material. Basta mandar mensagem para os números: (87) 9918-1853 ou (87) 8861-7107.

Morre paciente com Síndrome Respiratória Aguda Grave, em Petrolina

(Foto: Internet)

Uma paciente que apresentava quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) faleceu na noite desta quinta-feira (26), no Hospital Universitário (HU) em Petrolina. Ela ocupava um dos leitos da unidade destinados ao Covid-19.

A paciente tinha 15 anos de idade e deu entrada no HU na última quarta-feira (25), com quadro de baixa pressão e oxigenação. Segundo a unidade hospitalar, ela apresentava, desde a infância, graves condições de saúde, com baixa imunidade.

A adolescente foi submetida ao teste para Covid-19, enviado e sob análise do Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE). A previsão é de que o resultado seja divulgado nesta sexta-feira (27).

A Prefeitura de Petrolina, por meio da Secretaria de Saúde, lamenta o falecimento da jovem e, neste momento de perda e dor, transmite os sentimentos aos familiares e amigos da adolescente.

Hospital Universitário de Petrolina suspende consultas e exames ambulatoriais

(Foto: Internet)

O Hospital Universitário de Petrolina (antigo Hospital de Traumas) tomou novas medidas para diminuir o fluxo de pessoas na unidade e na Policlínica, a fim de combater e prevenir a proliferação da COVID-19.

Baseado em recomendações do Ministério da Saúde e da Organização de Saúde, o HU suspendeu as consultas e exames de imagens ambulatoriais. A equipe do hospital entrará em contato com os pacientes, posteriormente, para remarcação.

Somente a programação de cirurgias eletivas ortopédicas e oncológicas será mantida, as outras especialidades realizarão apenas cirurgias emergenciais.

As visitas a todos os setores de internamento da unidade também foram suspensas. As informações sobre estado de saúde de pacientes serão repassadas aos seus familiares através de boletins médicos na recepção de visitas, nos seguintes horários:

Unidade de Cuidados Intermediários – 10h

Sala de Observação da Emergência – 11h

Unidade de Terapia Intensiva – 12h

Sala de Emergência –  15h

Hospital Universitário confirma cancelamento de cirurgia por falta de anestesista e reitera remarcação do procedimento

(Foto: Ascom)

Ontem (9), o Blog Waldiney Passos atualizou o caso de Cícero Vitor, que há mais de 20 dias espera por uma cirurgia, que deve ser realizada no Hospital Universitário, em Petrolina (PE).

LEIA TAMBÉM

Por falta de anestesista, Hospital Universitário remarca cirurgia de jovem com fraturas na face e família reclama

O jovem tem três fraturas na face, oriundas de um espancamento. Ele ficou internado três dias no HU e quando teve alta recebeu a informação de que a cirurgia para reparar as fraturas havia sido marcada para o dia 2 de março. Contudo, na data marcada, ao chegar no Hospital, o paciente foi informado que por falta de anestesista, a cirurgia teve que ser remarcada para o próximo dia 11, amanhã.

Em nota enviada ao Blog Wadiney Passos, o Hospital Universitário confirmou o motivo do cancelamento da cirurgia e reiterou a realização do procedimento marcado para esta quarta-feira (11). Além disso, o HU explicou a falta de profissionais. Confira a íntegra da nota:

“A cirurgia do senhor Cícero Vitor da Silva (21) foi cancelada, na última segunda-feira (02), infelizmente, devido à necessidade de remanejamento da equipe de anestesiologistas para execução de cirurgias emergenciais. Lembrando que o Hospital Universitário é uma unidade de porta aberta para atendimentos de alta e média complexidade e a chegada de pacientes em estado crítico é bastante comum e estes precisam ser priorizados.

O Hospital Universitário lamenta o cancelamento, mas ressalta que o procedimento eletivo já foi remarcado para o dia 11 de março.

A respeito do questionamento sobre o quantitativo de profissionais do HU, o hospital afirmou, em diversas oportunidades, que este número está aquém da grande demanda recebida diariamente. A unidade vem tomando diversas medidas para solucionar este problema, como: os acordos de cooperação técnica com os municípios integrantes à Rede Interestadual de Atenção à Saúde do Vale do Médio São Francisco (Rede PEBA), além das constantes solicitações para redimensionamento de quadro de funcionários junto à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que, inclusive, resultaram em um concurso público para preenchimento de algumas vagas, realizado no mês de fevereiro.”

Por falta de anestesista, Hospital Universitário remarca cirurgia de jovem com fraturas na face e família reclama

(Foto: Internet)

No dia 28 de fevereiro, o Blog Waldiney Passos mostrou trouxe à tona a angústia de dona Aparecida Silva, mãe de Cícero Vitor da Silva, paciente do Hospital universitário, que aguarda a realização de um cirurgia há 20 dias, para a reparação de três fraturas na face, ocasionadas por uma ação de espancamento, na qual o jovem foi vítima.

LEIA TAMBÉM

Mãe de paciente do Hospital Universitário cobra urgência na realização de cirurgia do filho 

Aparecida relatou, na época, que o filho ficou internado durante três dias no HU, teve alta no dia 18 de fevereiro, quando foi informado que sua cirurgia havia sido marcada para o dia 2 de março. Devido às dores que Cícero estava sentindo, a mãe cobrou agilidade na realização da cirurgia, porém o Hospital informou que não tinha como adiantar o procedimento, e que a cirurgia ocorreria na data marcada.

LEIA MAIS
12345