Partos no Hospital Materno Infantil estão suspensos por falta de vagas

O Hospital Materno Infantil está com seus atendimentos de gestantes suspensos devido à falta de vagas. A informação foi divulgada nessa terça-feira (17) e confirmada pela gestora da unidade, Graça Carvalho.

O hospital não foi fechado, mas estamos sem vagas. E informamos a Central de Regulação para procurarem encaminhar pacientes de outras cidades para outras instituições“, disse a gestora.

Ainda segundo Graça, há escassez de campo cirúrgico, que são panos utilizados para cirurgias, e limitação de equipamentos como sala cirúrgica. “Nossos fornecedores estão com dificuldades de matéria prima para fabricação, o tecido Brim, que é o apropriado. Procuramos no comércio local, mas não encontramos, pois está em falta no mercado“, afirmou.

De acordo com a direção do hospital, caso o material seja encontrado, os partos já podem ser retomados nesta quarta-feira (18).

Taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19 em Petrolina continua abaixo de 15%

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde informa que neste sábado (31), dos 82 leitos de UTI’s disponíveis, 12 estão ocupados. Seis pacientes são de Petrolina e seis de outras cidades da região, isso representa um índice de 14,6% de ocupação.

Não há registros de novos casos, com isso, Petrolina permanece com 31.223  pessoas já infectadas pelo novo coronavírus. Desse total, 28.216 já estão recuperadas da doença, isso representa 90,4% de cura clínica. Não há registros de óbitos, com isso, o município mantém 549 mortes ocasionadas pela COVID-19.

LEIA MAIS

Suzana Ramos e direção do Hospital Psiquiátrico Nossa Senhora de Fátima se reúnem para tratar sobre situação da unidade

A prefeita Suzana Ramos fez uma visita ao Hospital Psiquiátrico Nossa Senhora de Fátima, nesta quinta-feira (4). Na ocasião, a prefeita foi homenageada pela instituição e recebeu uma tela pintada com sua foto. Durante a visita, Suzana percorreu as instalações da unidade, que fica no bairro Santo Antônio, conheceu alguns pacientes e conversou com funcionários e direção da instituição. O diretor do Hospital Psiquiátrico relatou sobre as dificuldades que a unidade vem enfrentando nos últimos anos para manter os atendimentos e o salário dos funcionários em dia. A gestora afirmou que o município vai fazer todo o esforço necessário para ajudar o sanatório.

“Eu sei que o valor que o Hospital Psiquiátrico Nossa Senhora de Fátima recebe atualmente não é o suficiente para se manter. Mas eu tenho que falar com minha equipe de governo, porque o município também está passando por um momento de dificuldades financeiras. Conversei com o diretor do sanatório para a gente alinhar com alguns deputados para ver se eles mandam uma emenda de custeio para o hospital. Vamos tentar ajudar na reforma que foi iniciada. Independentemente de ser a prefeita, mas o que depender da pessoa Suzana, o que eu puder contribuir eu vou ajudar sim”, declarou a gestora.

LEIA MAIS

Curso sobre traumas atualiza médicos do Vale do São Francisco

Em algum momento na vida o médico, muito provavelmente, terá que socorrer alguém que esteja acidentado, seja no hospital ou fora dele. Pensando nessa possibilidade, a Unimed Vale do São Francisco realizou, entre os dias 22 e 23 de fevereiro, o curso ATLS – Advanced Trauma Life Support, (Suporte Avançado de Vida no Trauma), em parceria com o SESCOOP – PE.

O curso, desenvolvido pelo American College of Surgeons (ACS) e aplicado pelo Instituto Albert Eínstein reuniu um grupo de médicos que atendem emergências de traumas nas mais distintas especialidades em Petrolina – PE e Juazeiro – BA. Segundo o coordenador, Carlos Pires, o trauma é umas das principais causas de morbidade e morte em todo mundo e o ATLS busca uma padronização internacional onde toda equipe tenha o mesmo entendimento na assistência ao paciente traumatizado.

“Com uma carga horária de 20 horas, professores bem treinados, atualizados e certificados pelo Colégio Americano de Cirurgiões transmitem em aulas teóricas e práticas a realidade de uma emergência médica, com vários graus de dificuldade e com a necessidade de tomadas de decisões importantíssimas em curto espaço de tempo”, ressalta.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro diz que pagou quase 1,5 milhão ao Hospital Promatre em dois meses

(Foto: Internet)

Sem pagar os funcionários desde dezembro de 2020, Hospital Promatre alega que prefeitura de Juazeiro não está repassando as verbas destinadas do SUS para os atendimentos que já fez.

Depois de um ato desesperado dos funcionários, que gravaram vídeos e divulgaram nas redes sociais, a gestão da prefeita Suzana Ramos divulgou a seguinte nota.

LEIA MAIS

Hospital Promatre de Juazeiro pode ser multado por atraso de salários dos funcionários

(Foto: Internet)

O blog vem acompanha desde o mês de janeiro desse ano, a angústia do funcionários do Hospital Promatre de Juazeiro, cidade da região da Bahia, que estão sem receber salário há dois meses. Sem salário de dezembro de 2020 e de janeiro de 2021, a maioria não tem dinheiro se quer para ir trabalhar.

De acordo com alguns servidores, que não querem se identificar, o salário do mês de novembro já não veio completo para muitos deles e no início de fevereiro, receberam um depósito em conta que variou de R$ 148,00 a R$ 200,00 e nem mais uma promessa do restante do pagamento.

LEIA MAIS

Juazeiro: Funcionários do Hospital Promatre continuam com salários atrasados

Funcionários estão com salários atrasados.

Dezenas de funcionários do Hospital Promatre, em Juazeiro (BA), estão sem poder cumprir seus compromissos financeiros porque ainda não receberam o salário referente ao mês de dezembro de 2020. Alguns, que entraram em contato com o Blog Waldiney Passos, afirmam que que há pendências ainda relativas ao ano de 2017. Segundo os denunciantes, o hospital chega a pagar o salário pela metade e deixa o restante sem pagar.

De acordo com trabalhadores da unidade hospitalar, que não querem se identificar com medo de represárias, essa prática é constante. Nós conversamos com uma fonte dentro do hospital, que informou que o motivo do atraso no pagamento seria a falta de repasse, por parte da prefeitura, das parcelas referentes a atendimentos feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Nossa fonte confirmou o atraso de salários, mas disse que desconhece o pagamento dos mesmos pela metade.

LEIA MAIS

Petrolina: Hospital Dom Malan realiza palestras por ocasião do Outubro Rosa

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Com o tema “Um olhar para quem cuida”, a primeira palestra foi realizada na manhã desta terça-feira (27) e outros três eventos desse porte estão previstos para ocorrer até esta quarta-feira (28). “Com esse calendário nós conseguimos alcançar todos os plantões, envolvendo assim o maior número possível de mulheres”, justifica Fernanda Mirelle, que está à frente da organização, juntamente com Giselle Félix, enfermeira sanitarista, mestre em saúde coletiva e membro integrante da Vigilância Epidemiológica do Dom Malan.

O objetivo é sensibilizar as profissionais e colaboradoras do Hospital Dom Malan. “Pensamos em algo que pudesse envolver a nossa equipe, pois quem cuida também precisa ser cuidado. Do mesmo jeito que o paciente é o amor de alguém, o funcionário também é. Então, nesse Outubro Rosa a nossa mensagem é de autocuidado, de valorização da vida e amor próprio”, ressalta a enfermeira gerente da Bioimagem.

LEIA MAIS

Faleceu nesta quarta-feira em Petrolina a professora araripinense Socorro Carvalho

A morte ocorreu na noite desta quarta-feira (8) em um hospital de Petrolina. Nascida na cidade de Araripina, no Sertão do Araripe de Pernambuco, Socorro Carvalho ou Corrinha de Zezé, como era mais conhecida, estava internada para realizar um cateterismo, um procedimento que pode ser utilizado para diagnosticar ou tratar doenças cardíacas.

A deputada estadual Roberta Arraes, lamentou a morte da amiga em nota numa dede social. Segue a íntegra.

NOTA DE PESAR

“Quanta dor e tristeza!

Perdemos uma amiga querida que tivemos o privilégio de conviver com ela na nossa adolescência.

Lembro-me das nossas tardes, quando íamos jogar vôlei na AABB e clube Arca, era tanta alegria e felicidade que compartilhávamos com nossos amigos. Quanta saudade!

O tempo passou devido as nossas atribuições nos afastamos um pouco, mas o nosso carinho sempre foi muito especial e recíproco com ela.

Descanse em paz amiga, sua alegria e sorriso ficarão marcados em nossos corações.

Os nossos sentimentos a todos da família e amigos.”

Petrolina: Hospital Dom Malan comemora 89 anos de fundação com benção

(Foto: Ascom/Dom Malan)

O Hospital Dom Malan de Petrolina está comemorando, agora em setembro, 89 anos. Para celebrar a data foram lançadas duas campanhas nas redes sociais da unidade materno-infantil e realizada uma benção, na manhã desta sexta-feira (25). Devido ao período da pandemia, as comemorações típicas não puderam ser realizadas.

O trabalho das redes sociais foi iniciado ontem (24). Para participar da primeira campanha é bem simples. Basta postar uma foto no Instagram, marcar o Hospital Dom Malan (@hospitaldommalan) e usar a hastag #eufaçopartedessahistória. Na segunda proposta, os internautas devem comentar na foto oficial (Essa é do nosso tempo) do Instagram, os fatos históricos que fizeram parte desses 89 anos no Brasil e no mundo.

LEIA MAIS

Funcionários do Hospital Dom Malan Petrolina são vacinados contra o Sarampo

A imunização está acontecendo em etapas e deve prosseguir até conseguir vacinar todos que estejam dentro da faixa etária. A ação faz parte da quarta etapa de vacinação do Governo Federal, que abrange adultos entre 20 e 49 anos. Todos aqueles que correspondem ao perfil são orientados a tomar a dose extra da vacina. A população também deve procurar os postos de saúde para garantir a imunização. A campanha vai até o dia 31 de outubro em todo o país.
O sarampo é uma doença infecciosa grave causada pelo vírus Measles morbillivirus, que está em plena circulação no Brasil, assim como a Covid-19. A diferença é que existe uma vacina para prevenção, chamada tríplice viral, aplicada em todas as unidades básicas de saúde (UBSs).
“Independente de quantas doses já tenha tomado, é importante tomar outra, desde que não tenha sido nos últimos 30 dias. O objetivo é eliminar a circulação do sarampo no Brasil, que está em surto ativo”, esclarece a enfermeira do trabalho, Emanuelle Malvim.
O sarampo é uma doença grave e de alta transmissibilidade. Uma pessoa infectada pode transmitir para até outras 18 pessoas. A disseminação do vírus ocorre por via aérea ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Neste caso, não é necessário o contato direto porque o vírus pode se disseminar pelo ar a metros de distância da pessoa infectada.
A principal medida de prevenção e controle do sarampo é a vacinação, disponível durante todo o ano na rotina de vacinação dos serviços de saúde do país. Para viabilizar a estratégia de vacinação, foram enviadas 4,3 milhões de doses da vacina aos estados brasileiros.

Juazeiro: Pacientes com Fibromialgia e Lúpus estão tendo atendimento pelo SUS através de convênio firmado com a Faculdade Estácio

(Foto: Ascom/Estácio)

Quem sofre de Fibromialgia ou Lúpus e não pode pagar pelo tratamento, ganhou uma oportunidade de ser atendido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Uma parceria entre a Faculdade Estácio em Juazeiro (BA),  a Associação dos Fibromiálgicos do Vale do São Francisco (Afibrovasf) e a Associação de Amigos e Pessoas com Lúpus do Vale do São Francisco, vai possibilitara o encaminhamento dos pacientes com essas doenças para acompanhamento médico nos ambulatórios de Reumatologia, que funcionam no Hospital São Lucas, que é conveniado à instituição de ensino.

Além de beneficiar quem precisa de atendimento nessa área de saúde, a parceria é fundamental para os estudantes acompanhem casos reais da área de Reumatologia. “Os futuros médicos terão a oportunidade de aprender na prática, com uma demanda contínua de pacientes dessa especialidade”, enfatizou o coordenador do curso de Medicina da Estácio, Dr. Álvaro Pacheco.

Ele afirma também que em outubro o serviço será estendido a outros pacientes do SUS, mesmo que não façam parte das associações.

LEIA MAIS

Petrolina: Idosa de 100 anos vence a Covid-19 e recebe alta do hospital

Uma história para poucos contarem em vida após passarem pelo o que dona Luzia Campos da Silva passou. Aos 100 anos de idade ela foi contaminada pelo novo coronavírus. Ficou internada durante 16 dias na UTI de um hospital da cidade de Petrolina, no Sertão Pernambucano, e saiu de lá sã e salva. A alta da idosa foi alcançada nesta quarta-feira, dia 2 de setembro e foi festejada pela equipe médica e pela família.

Enfim, dona Luzia voltou para a casa onde mora na cidade de Juazeiro, na Bahia, unida a Petrolina pelo o Rio São Francisco e com o orgulho de dizer que durante todo o tempo que passou no hospital não usou se quer um respirador mecânico.

Segundo Delzuita da Silva, de 70 anos de idade, filha de dona Luzia, a mãe tem pneumonia e mesmo assim não precisou ser entubada. Agora o tratamento continua em casa.

De acordo com Delzuita, os médicos disseram que a mãe dela desenvolveu dois tipos de anticorpos contra a Covid-19. “Um combateu a doença, o vírus, e outro anticorpo futuro, uma espécie de imunidade. Os médicos não sabem até quando essa imunidade vai, por ser uma doença nova”,afirma.

Dona Luzia é viúva mas sempre cuidou dos seis filhos, dos netos, bisnetos e dos três tataranetos. Para ajudar a matriarca da família no tratamento, eles criaram um grupo de whatsapp e todos os dias às 18 horas, se reuniam de forma virtual para fazer orações por ela e por todos os pacientes que estavam internados com ela.

“As orações foram muitas. Ela é uma pessoa muito querida, muitos amigos, todos orando”, disse dona Delzuita, a filha de dona Luzia.

(Com informações do G1)

Morre bebê que nasceu no chão do Hospital da Mulher em Juazeiro

Local não tinha cadeiras de rodas para acomodar a gestante, segundo denúncia.

Faleceu, nessa terça-feira (1º), a bebê que nasceu de forma prematura, na sexta-feira (28), no chão do Hospital Materno Infantil de Juazeiro (BA). Segundo informações, a criança teve uma parada cardíaca e não resistiu.

A família aguardava uma vaga em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, que já havia sido conseguida. No entanto, a transferência da bebê não aconteceu por ela estar com suspeita de Covid-19. O exame saiu ontem e mostrou que a criança não estava com o novo coronavírus.

LEIA TAMBÉM

Denúncia: bebê nasce no chão da maternidade de Juazeiro

Segundo família, criança que nasceu no chão do HMI de Juazeiro está em estado grave

Uma nova vaga surgiu nessa terça, mas, a bebê veio a óbito. Segundo a secretaria de saúde de Juazeiro, uma UTI aérea já tinha sido solicitada para transferência da criança.

LEIA MAIS

Segundo família, criança que nasceu no chão do HMI de Juazeiro está em estado grave

Local não tinha cadeiras de rodas para acomodar a gestante, que teve seu filho no chão da unidade hospitalar, segundo denúncia.

De acordo com familiares, a criança que nasceu no chão do Hospital Materno Infantil de Juazeiro (BA) corre risco de morte. O bebê aguarda o surgimento de uma vaga para poder ser transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal.

LEIA TAMBÉM

Denúncia: bebê nasce no chão da maternidade de Juazeiro

Ainda segundo familiares, um profissional de saúde confirmou a informação à avó da criança nessa segunda-feira (31). “A médica veio falar comigo e me alertou que a bebê não está bem e que estão fazendo o máximo possível para ela reagir e que não sabe se a criança chega até amanhã, pois a criança está mal. Ela disse que a criança corre risco de falecer“, disse a avó.

LEIA MAIS
123