Mais de 3,6 mil profissionais já foram convocados pela Ebserh para o combate à Covid-19; inclusive para Petrolina

O hospital universitário de Petrolina é administrado pela Rede Ebserh. (Foto: Internet)

O número de convocações de profissionais temporários para o enfrentamento à pandemia de Covid-19 nos hospitais universitários da Rede Ebserh, empresa que administra os hospitais universitários, já soma mais de 3,6 mil desde seu início, sendo que quase 600 já iniciaram suas atividades. Aliado aos profissionais que já atuavam nos hospitais e a outras ações da Ebserh – como investimentos em medicamentos, infraestrutura e equipamentos –, o reforço de pessoal possibilitou a oferta de mais de 1,5 mil leitos exclusivos para o atendimento e apoio a pacientes com Covid-19.

O diretor de Gestão de Pessoas, Rodrigo Barbosa, alertou para as próximas convocações, uma vez que a efetivação das contratações temporárias pode resultar em mais avanços. “Os candidatos devem estar atentos à publicação dos editais. É fundamental o comparecimento nas datas corretas e atenção à documentação exigida, para que possamos continuar garantindo atendimento à população brasileira nesse momento tão delicado”, afirmou Barbosa.

Com mais de 225 mil inscrições efetivadas, o processo seletivo emergencial da Rede Ebserh teve como objetivo formar cadastro reserva, com possibilidade de contratação temporária de aproximadamente 6 mil profissionais, de acordo com as necessidades dos hospitais. Não houve impacto aos concursos públicos em andamento, que continuam seguindo seus trâmites normais.

Foram autorizadas aproximadamente 900 vagas para médicos (nas especialidades de Medicina de Emergência, Anestesiologia, Clínica Médica e Medicina Intensiva), 1,4 mil enfermeiros (incluindo as especialidades de Terapia Intensiva e de Urgência e Emergência), 3 mil técnicos em enfermagem, 500 fisioterapeutas e 100 vagas para engenheiros (clínico e mecânico) e arquitetos, necessários para promover as mudanças estruturais exigidas para a acomodação de pacientes infectados pelo Covid-19.

Hospital Universitário de Petrolina lança site com conteúdos relacionados à pandemia de Covid-19

A campanha “Juntos Somos Mais Fortes” foi desenvolvida pelo Hospital Universitário (HU) para levar informações sérias e de qualidade à população e aos próprios colaboradores da unidade. Os conteúdos estão concentrados em uma página criada pela Unidade de Comunicação Social do HU.

Os internautas poderão acessar diversos vídeos gravados pela equipe multiprofissional do hospital com orientações a respeito da doença e de como manter a saúde física e mental durante o período de isolamento social. São dicas de alimentação saudável, atividade física, proteção contra o coronavírus, entre outros  temas.

A página também disponibiliza um espaço para esclarecer dúvidas sobre a doença e formas de proteção. Basta acessar o site pelo endereço: bit.ly/juntoshuunivasf e enviar a sua pergunta.

Hospital Universitário se prepara para atendimentos de COVID-19

A chegada da pandemia de COVID-19 ao Brasil tem exigido empenho de todos os órgãos e instituições de saúde públicas e privadas. As unidades precisam estar preparadas para atender ao grande número de pacientes que deve necessitar de assistência nas próximas semanas.

O Hospital Universitário é a referência para os atendimentos de alta complexidade dos municípios ligados à VIII Gerência Regional de Saúde do estado de Pernambuco. O hospital receberá os pacientes em estado crítico que precisem de cuidados intensivos.

A unidade já possui uma estrutura com equipamentos modernos, ainda assim, foi necessário desembolsar mais de R$ 1.200.000,00 na aquisição de insumos hospitalares e na locação de uma central de oxigênio, exclusiva para pacientes de COVID-19 que serão internados na Policlínica. Os recursos fazem parte do custeio do hospital, repassado pelo Governo Federal, através da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

LEIA MAIS

Hospital Universitário de Petrolina suspende consultas e exames ambulatoriais

(Foto: Internet)

O Hospital Universitário de Petrolina (antigo Hospital de Traumas) tomou novas medidas para diminuir o fluxo de pessoas na unidade e na Policlínica, a fim de combater e prevenir a proliferação da COVID-19.

Baseado em recomendações do Ministério da Saúde e da Organização de Saúde, o HU suspendeu as consultas e exames de imagens ambulatoriais. A equipe do hospital entrará em contato com os pacientes, posteriormente, para remarcação.

Somente a programação de cirurgias eletivas ortopédicas e oncológicas será mantida, as outras especialidades realizarão apenas cirurgias emergenciais.

As visitas a todos os setores de internamento da unidade também foram suspensas. As informações sobre estado de saúde de pacientes serão repassadas aos seus familiares através de boletins médicos na recepção de visitas, nos seguintes horários:

Unidade de Cuidados Intermediários – 10h

Sala de Observação da Emergência – 11h

Unidade de Terapia Intensiva – 12h

Sala de Emergência –  15h

Hospital Universitário restringe visitas para prevenir COVID-19

(Foto: Internet)

O Hospital Universitário vem implementando uma série de ações que visam prevenir e combater a proliferação da COVID-19, baseadas em recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde. Algumas dessas medidas impactarão no fluxo de visitas a pacientes na unidade.

A partir desta quarta-feira (18), todas as visitas estendidas estarão suspensas, incluindo os pacientes em paliação. Setores que abrigam pacientes em estado delicado, como: Sala de Emergência, Sala de Cuidados Intermediários e UTI, também não receberão visitantes.

LEIA MAIS

Com espírito natalino, ação promove momento especial para pacientes e acompanhantes no Hospital universitário

(Foto: Ascom/HU)

O Natal chegou mais cedo para os pacientes do Hospital Universitário que receberam a visita do Papai Noel, na tarde da última quarta-feira (18). O Comitê de Humanização do hospital preparou um momento especial que levou alegria e emoção para todos.

Há quatro anos, profissionais da unidade promovem eventos alusivos ao período natalino. Este ano não foi diferente, os colaboradores vestiram seus gorros de natal e saíram levando música e presentes aos pacientes, acompanhados do Papai e da Mamãe Noel.

LEIA MAIS

Leitor reclama e Hospital Universitário esclarece dificuldades no atendimento

(Foto: Internet)

Usuários do Hospital Universitário (HU), em Petrolina (PE) entraram em contato com o Blog Waldiney Passos para reclamar da nova modalidade de atendimento executada pelo Hospital via telefone.

“O HU atualizou modalidade de atendimento pelos telefones a partir de hoje [11], mas ninguém atende e nem completa a ligação”, relatou um denunciante.

Diante da reclamação, o Blog entrou em contato com o HU, para saber como funciona essa nova modalidade, e qual a resposta do Hospital sobre as queixas dos usuários.

LEIA MAIS

Vítima de acidente na Transnordestina, mototaxista morre no HU

Mototaxista se envolveu em um grave acidente no último domingo.

A mototaxista Elisete Macedo dos Santos, que estava internada desde o último domingo (6), quando se envolveu em um grave acidente, faleceu na noite dessa quinta-feira (10) no Hospital Universitário (HU), em Petrolina (PE).

Ela colidiu com outra motocicleta na Avenida Transnordestina, no trecho entre o Bairro Dom Avelar e a BR-428. Após o acidente, algumas informações falsas sobre a morte da mototáxi estavam sendo divulgadas, mas o falecimento de Elisete foi confirmado somente na noite de ontem.

Fake news: Hospital Universitário desmente doação de leite Nan Soy

(Foto: Divulgação/HU)

O Blog Waldiney Passos recebeu, na tarde desta sexta-feira (4), uma mensagem via WhatsApp sobre uma suposta doação de leite Nan soy feita pelo Hospital Universitário (HU), em Petrolina (PE). Segundo o texto, pessoas que necessitam do produto deveriam procurar o Hospital que estava com estoque do produto prestes a vencer.

“O núcleo de alergia do HU (Hospital Universitário) tem várias latas pra vencer no mês de dezembro. Vamos divulgar pra chegar nas mãos de quem precisa e assim evitar tal desperdício”, diz um trecho da mensagem.

O Blog entrou em contato com o HU para apurar a informação, após tentar contato com o número indicado na mensagem, e não obter sucesso. Em nota, o Hospital afirma que a informação é falsa, e que esse mesmo boato já havia sido disseminado no ano de 2017.

“O HU-Univasf esclarece que é falsa a informação que circula nas redes sociais sobre a distribuição de leite Nan Soy. O hospital não possui ‘núcleo de alergia’ nem latas de leite a vencer”, esclarece a Unidade.

Hospital Universitário alerta sobre o câncer de cabeça e pescoço

HU ofereceu consultas especializadas.

Dia 27 de julho é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço, em alusão a data, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) desenvolveu a campanha “Julho Verde” para conscientizar a população sobre os sintomas da doença e a importância da detecção precoce.

Em apoio a campanha, o Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco ofereceu 25 consultas especializadas e realizará cirurgias, na sexta-feira (26), nos casos que apresentarem necessidade.

Na manhã dessa terça-feira (23), os pacientes da Policlínica do hospital receberam orientações e material informativo a respeito dos sintomas e dos principais tratamentos para combater a doença e ainda aproveitaram um delicioso café da manhã.

A professora Maria Marcia Batista Vilas Boas (45), de Itiuba (BA), procurou o atendimento por conta de nódulos na tireoide e um cisto na parótida (glândula salivar localizada entre a mandíbula e o osso temporal). Ela elogiou o evento e fez um alerta.

LEIA MAIS

HU-Univasf adquire equipamentos de ponta para realizar exames cardiopulmonares

(Foto: Divulgação)

Os pacientes do ambulatório de cardiologia do Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) passaram a contar com equipamentos de última geração empregados em exames para avaliação de desempenho cardiopulmonar. O hospital investiu 240 mil reais na aquisição de aparelhos para a realização de testes ergométricos e ergoespirometrias. Os recursos foram disponibilizados pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

A ergoespirometria, também chamada de teste de esforço cardiopulmonar, é feita através de esteira e a análise gasométrica realizada com auxílio de uma máscara facial. Durante todo o exame, o paciente é monitorizado por eletrocardiograma, oxímetro de pulso e medidas da pressão arterial. Trata-se de um procedimento que avalia o desempenho físico máximo do paciente e mede a resposta dos sistemas cardiovascular, muscular e pulmonar durante o esforço.

LEIA MAIS

Estão abertas as inscrições para o “I Simpósio de Fisioterapia em Terapia Intensiva do HU-Univasf”

(Cartaz/Divulgação)

O “I Simpósio de Fisioterapia em Terapia Intensiva do HU-Univasf” acontecerá entre os dias 18 e 19 de julho e reunirá profissionais e estudantes de toda a região para discutir o papel da fisioterapia na reabilitação de pacientes críticos. O período de inscrições começou na última sexta-feira (10), disponibilizando 120 vagas.

A programação conta com palestras, mesas-redondas, cursos e apresentações de trabalhos científicos. As atividades e discussões serão baseadas em quatro eixos temáticos: Fisioterapia em Terapia Intensiva-Adulto; Fisioterapia em Terapia Intensiva-Neonatal e Pediátrica; Fisioterapia Respiratória e Fisioterapia Cardiovascular. Serão oferecidos também cursos em: Interpretação de imagens, Fisioterapia pediátrica, Neurointensivismo e Fisioterapia cardiorrespiratória.

As inscrições e submissões de trabalhos científicos estão sendo realizadas pela internet. Para participar do evento, os profissionais deverão pagar uma taxa de R$ 40,00 e estudantes R$ 20, 00. Os cursos também custam R$ 20,00. Toda a programação acontecerá na Biblioteca da Univasf, Campus sede, em Petrolina (PE).

HU-Univasf e AMMPLA promovem ações de educação no trânsito

(Foto: Ascom)

O Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) e a Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) realizaram atividades educativas para prevenção de acidentes de trânsito. As ações aconteceram na quarta e quinta-feira (8 e 9), no hall e nas enfermarias do hospital.

Os pacientes, acompanhantes e colaboradores do HU-Univasf participaram de palestras ministradas pelo Gerente de Educação da AMMPLA, Gilmar Barros, sobre os principais erros cometidos pelos condutores que acarretaram acidentes, bem como as técnicas para evitá-los. O objetivo é propagar práticas para um comportamento mais seguro no trânsito.

LEIA MAIS

Hospital Universitário sela acordos de cooperação técnica com municípios da Rede PEBA

(Foto: Internet)

O Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) vem, desde o ano de 2015, fechando parcerias com municípios da Rede Interestadual de Saúde do Médio São Francisco (Rede PEBA), a fim de diminuir o déficit do quadro de pessoal da unidade. Os municípios cedem profissionais da área da saúde para trabalhar no hospital, em contrapartida, a unidade oferece exames de imagens.

“Identificamos uma grande dificuldade dos municípios no atendimento das demandas em exames de imagem e, considerando o nosso número insuficiente de profissionais, devido à alta demanda e ao número máximo de trabalhadores determinado no último dimensionamento aprovado pelo Ministério do Planejamento, buscamos firmar acordos de cooperação técnica visando minimizar essa deficiência e ajudar os municípios”, explicou o superintendente do HU, Ronald Mendes.

A última prefeitura a aderir à proposta foi a de Afrânio-PE, que assinou o acordo no último dia 13 de fevereiro. Ao todo, são 13 cooperações técnicas vigentes e o HU está negociando mais duas. Os municípios envolvidos são: Cabrobó, Petrolina, Lagoa Grande e Afrânio, no estado de Pernambuco, e Antônio Gonçalves, Juazeiro, Sento Sé, Curaçá, Remanso, Uauá, Andorinha, Sobradinho e Senhor do Bonfim, na Bahia.

LEIA MAIS

Hospital Universitário oferece práticas integrativas e complementares para promoção de saúde em Petrolina

(Foto: Internet)

O Hospital Universitário (HU-Univasf), localizado em Petrolina (PE), implementou um Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares (CERPICs) para oferecer assistência terapêutica aos usuários do SUS. As PICs são recursos terapêuticos que estimulam os mecanismos naturais de prevenção de doenças e de recuperação da saúde, com ênfase na escuta acolhedora e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade.

Desde 2017, são oferecidas sessões de: biblioterapia, Reiki, cromoterapia, auriculoterapia, GP do Movimento, ThetaHealing (cura energética), renascimento, constelação, cura reconectiva e exercício para liberação do estresse e do trauma (Tension & Trauma Releasing Exercises).

“Desenvolvemos um programa que busca um cuidado holístico e integral, considerando todos os aspectos que podem contribuir com o processo de saúde e doença. A idéia das práticas integrativas não é só o tratamento, mas também a prevenção”, explicou uma das coordenadoras do projeto e enfermeira do HU, Camila Mahara.

O projeto, que já realizou mais de 500 atendimentos, conta com 45 voluntários, entre profissionais do hospital e da Univasf, estudantes de psicologia, enfermagem, medicina, entre outros cursos, além de especialistas que já desenvolviam trabalhos com as PICs.

A maioria dos pacientes apresenta quadros de depressão ou ansiedade, além de doenças como lúpus e fibromialgia. São os profissionais de saúde das Unidades Básicas, dos municípios de Petrolina PE e Juazeiro-BA, que identificam a necessidade e referenciam o paciente para uma das terapias que acontecem na Policlínica, unidade vinculada ao Hospital Universitário.

Delcinia de Freitas Neto (60) fazia fisioterapia em uma unidade pública de Petrolina quando foi encaminhada para o CERPICs.  A aposentada sofria com muitas dores por ser portadora de fibromialgia, hérnia de disco e bico de papagaio. Ela conta que passou a ter mais qualidade de vida graças às terapias. “As dores diminuíram muito e também passei a dormir melhor depois que passei a me tratar aqui. Procuro fazer os exercícios em casa e repasso para as pessoas o que aprendo”, disse.

Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICS)

LEIA MAIS
1234